Você está na página 1de 2

Explique como o desenvolvimento do capitalismo gera as condies de seu desaparecimento.

A crtica da economia poltica trata da constituio lgica e histrica do capital, como parece ser de conhecimento comum, Nesta tese exprimem-se duas experincias: a prova da dependncia real do capital em relao ao que o produz, ou seja, do trabalho humano, e o fato contraditrio segundo o qual o capital tenta impor-se como totalidade real e poder dominante em nossas sociedades. Ambas as determinaes s podero ser subsumidas sob a anlise lgica do capital, se os sujeitos humanos, se o trabalho humano, forem transformados e reduzidos s determinaes econmicas e se o capital conseguir exterminar todos os traos da autonomia e da subjetividade do homem. J mostrei que, pelas razes sistemticas e pelo pressuposto metdico, a anlise do capital de Marx teve de supor o domnio do capital para reconstruir suas relaes internas de modo conceptual. Neste caminho reformulam-se e apresentam-se as relaes sociais apenas nas deformaes do capital, quer dizer, pelos conceitos da economia poltica. A viso da sociedade tornou-se para Marx uma viso exclusivamente econmica. Em conseqncia disso, a anlise transformou todos os momentos da subjetividade humana ou, o que a mesma coisa, reprimiu os momentos da subjetividade autnoma que escapam de serem reformulados nas categorias da economia capitalista. O reprimido pelas razes sistemticas da anlise o excludo da nossa sociedade atravs da constituio histrica do poder do capitalismo.

O que Marx entende por alienao?


A alienao de Marx comea como sistema de diviso do trabalho, em q o trabalhador perde a noo do todo. Antes o arteso, sabia executar td o processo e podia ter o produto final, com a diviso de trabalho, os operarios s sabem fazer aquela pqna parte, ou seja parafusar, soldar, montar, etc. Assim ele se torna alienado e ainda mais, seu trabalho deveria ser, mas no suficiente para adquirir o produto q ele ajuda a construir

O que voc entende por mais-valia?


Mais-valia o nome dado por Marx diferena entre o valor produzido pelo trabalho e o salrio pago ao trabalhador, que seria a base da explorao no sistema capitalista.

PODEMOS VER A QUESTO SOB DUAS TICAS, QUANTO A ABSOLUTA QUANDO NO TEM TECNOLGICO SO EMPREGADOS MAIS PEAS, PEAS MAIS MODERNAS, MAIS EFICAZES, APLICAM-SE ESSE CONCEITO.

NO AVANO TECNOLGICO ESTO EMBUTIDAS AS PESQUISAS, ESTUDOS, TESES E TESTES; TUDO ISTO SE REFERE A MAIS VALIA RELATIVA