P. 1
EXERCÍCIO DE ESCANSÃO E CLASSIFICAÇÃO DE RIMAS

EXERCÍCIO DE ESCANSÃO E CLASSIFICAÇÃO DE RIMAS

5.0

|Views: 28.261|Likes:
Publicado porAnde Santana

More info:

Published by: Ande Santana on Nov 17, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/08/2014

pdf

text

original

EXERCÍCIO DE ESCANSÃO E CLASSIFICAÇÃO DE RIMAS Escansão: Contagem de sílabas poéticas. Possui duas regas: 1.

Contam-se as sílabas até a última sílaba tônica do verso. 2. No encontro entre vogais pode ocorrer sinérese e diérese. Rimas: podem ser classificadas quanto à disposição, quanto à acentuação e quanto à classe gramatical. Exercício: faça a escansão de todos os poemas abaixo e classifique as rimas (de acordo com a disposição, acentuação e classe gramatical dos poemas 1, 2, 5, 7, 9, 10, 11 e 12 1. Gregório de Matos Discreta e formosíssima Maria Enquanto estamos vendo claramente Na vossa ardente vista o sol ardente E na rosada face a Aurora fria. Rimas:_________________________ _______________________________ 2. Fernando Pessoa O poeta é um fingidor Finge tão completamente Que chega a fingir que é dor A dor que deveras sente. Rimas:_________________________ _______________________________ 3. Gonçalves Dias Esta noite – era a lua já morta Anhangá me vedava sonhar; Eis na horrível caverna, que habito, Rouca voz começou-me a chamar. 4. Construção (Chico Buarque) Amou daquela vez como se fosse a última Beijou sua mulher como se fosse a última E cada filho seu como se fosse o único E atravessou a rua com seu passo tímido Subiu a construção como se fosse máquina Ergueu no patamar quatro paredes sólidas Tijolo com tijolo num desenho mágico Rimas:_________________________ _______________________________ 5. Luís Vaz de Camões Mas um velho de aspecto venerando, Que ficava nas praias, entre a gente, Postos em nós os olhos, meneando Três vezes a cabeça, descontente, A voz pesada um pouco alevantando Que nós no mar ouvimos claramente C’um saber só de experiências feito, Tais palavras tirou do esperto peito: Rimas:_________________________ _______________________________ 6. Carlos Drummond de Andrade Com a chave na mão Quer abrir a porta, Não existe porta; Quer morrer no mar, Mas o mar secou; Quer ir para Minas, Minas não há mais, José, e agora. 7. Sílvia Araújo Mota Amadurecimento? Da lei, a aplicação? Riqueza, crescimento? Progresso da Nação? Rimas:_________________________ _______________________________ 8. João Cabral de Melo Neto Um ferrageiro de Carmona, que me informava de um balcão:

“Aquilo? É de ferro fundido, foi a forma que fez, não a mão. Rimas:_________________________ _______________________________ 9. Gonçalves Dias Já silva, já ruge do vento o pegão; Estorcem-se os leques dos verdes palmares, Volteiam, rebramam, doudejam nos ares, Até que lascados baqueiam no chão. Rimas:_________________________ _______________________________ 10. Alberto de Oliveira Estranho mimo aquele vaso! Vi-o, Casualmente, uma vez, de um perfumado Contador sobre o mármor luzidio, Entre um leque e o começo de um bordado. Rimas:_________________________ _______________________________ 11. Olavo Bilac “Ora (direis) ouvir estrelas! Certo Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto, Que, para ouvi-Ias, muita vez desperto E abro as janelas, pálido de espanto… Rimas:_________________________ _______________________________ 12. Augusto dos Anjos Vês! Ninguém assistiu ao formidável Enterro de tua última quimera. Somente a Ingratidão – esta pantera – Foi tua companheira inseparável! Rimas:_________________________ ___________________________ Gabarito Escansão: Contagem de sílabas poéticas. Possui duas regas: 1. Contam-se as sílabas até a última sílaba tônica do verso. 2. No encontro entre vogais pode ocorrer sinérese e diérese. Rimas: podem ser classificadas quanto à disposição, quanto à acentuação e quanto à classe gramatical. Exercício: faça a escansão de todos os poemas abaixo e classifique as rimas (de acordo com a disposição, acentuação e classe gramatical dos poemas 1, 2, 5, 7, 9, 10, 11 e 12 1. Gregório de Matos Discreta e formosíssima Maria Enquanto estamos vendo claramente Na vossa ardente vista o sol ardente E na rosada face a Aurora fria. R: Versos decassílabos. Rimas: ABBA – opostas ou interpoladas. A – rica e feminina. B – rica e feminina. 2. Fernando Pessoa O poeta é um fingidor Finge tão completamente Que chega a fingir que é dor A dor que deveras sente. R: Redondilha maior. Rima ABAB Cruzadas A – pobre, masculina B – rica, feminina 3. Gonçalves Dias Esta noite – era a lua já morta Anhangá me vedava sonhar; Eis na horrível caverna, que habito, Rouca voz começou-me a chamar. Versos: Eneassílabos. 4. Construção (Chico Buarque) Amou daquela vez como se fosse a última Beijou sua mulher como se fosse a última E cada filho seu como se fosse o único E atravessou a rua com seu passo tímido

Subiu a construção como se fosse máquina Ergueu no patamar quatro paredes sólidas Tijolo com tijolo num desenho mágico R: Versos alexandrinos – doze sílabas poéticas. Exdrúxulas 5. Luís Vaz de Camões Mas um velho de aspecto venerando, Que ficava nas praias, entre a gente, Postos em nós os olhos, meneando Três vezes a cabeça, descontente, A voz pesada um pouco alevantando Que nós no mar ouvimos claramente C’um saber só de experiências feito, Tais palavras tirou do esperto peito: R: Versos decassílabos – oitava rimas 6. Carlos Drummond de Andrade Com a chave na mão Quer abrir a porta, Não existe porta; Quer morrer no mar, Mas o mar secou; Quer ir para Minas, Minas não há mais, José, e agora. 7. Sílvia Araújo Mota Amadurecimento? Da lei, a aplicação? Riqueza, crescimento? Progresso da Nação? R: Versos hexassílabos; Rima: ABAB – Cruzadas A – pobre, feminina B – pobre, masculina 8. João Cabral de Melo Neto Um ferrageiro de Carmona, que me informava de um balcão: “Aquilo? É de ferro fundido, foi a forma que fez, não a mão. R: Octassílabos, oito sílabas poéticas. 9. Gonçalves Dias Já silva, já ruge do vento o pegão; Estorcem-se os leques dos verdes palmares, Volteiam, rebramam, doudejam nos ares, Até que lascados baqueiam no chão. R: Versos Hendecassílabos. Rima: ABBA – Opostas ou Interpoladas. A – rica, masculina B – rica, feminina 10. Alberto de Oliveira Estranho mimo aquele vaso! Vi-o, Casualmente, uma vez, de um perfumado Contador sobre o mármor luzidio, Entre um leque e o começo de um bordado. R: Versos decassílabos Rimas ABAB – Cruzadas ou Alternadas A – rima rara, feminina B – rima rica, feminina 11. Olavo Bilac “Ora (direis) ouvir estrelas! Certo Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto, Que, para ouvi-Ias, muita vez desperto E abro as janelas, pálido de espanto… R: Versos decassílabos. ABAB – Cruzadas A – rima rica, feminina B – rima rara, feminina 12. Augusto dos Anjos Vês! Ninguém assistiu ao formidável Enterro de tua última quimera. Somente a Ingratidão – esta pantera – Foi tua companheira inseparável! R: Versos decassílabos. ABBA – Opostas A – rima pobre, feminina B – rima rica, feminina

Cada item deve ser bem elaborado. Septilha – estrofe com sete versos. que apresentam versos que se repetem no fim das estrofes. Oitava – estrofe com oito versos. Observação: Há certos tipos de poesia. Terceto – estrofe co três versos. Entre muitas das regras que a versificação impõe. Metro É a medida do verso. é necessário contar até a ultima sílaba tônica do verso e observar os encontros vocálicos. . Nona – estrofe com nove versos. Fiquei Como assombrado e sem voz!” (Teixeira de Pascoaes) Os versos são classificados de acordo com o número de sílabas poéticas que possuem: Monossílabo – verso com uma sílaba poética. que a outra metade fica pra namorar-se no espelho A menina tonta tem olhos de retrós preto. Esses versos são chamados de Refrão ou Estribo. Decassólabo – verso com dez sílabas poéticas.: “Quem é esse viajante Quem é esse menestrel Que espalha esperança E transforma sal em mel?” (Milton Nascimento e Fernando Brant) Estrofe Estrofes são agrupamentos de versos. Sextilha – estrofe com seis versos. dividindo em partes e detalhando cada uma delas. Na contagem das sílabas poéticas estão ligadas umas às outras mais intimamente. reunindo todos em uma só porção. Octossílabo – verso com oito s. Verso Branco Verso branco é o verso que não tem rima. para se medir um verso e proceder à contagem das sílabas . Eneassílabo – verso com nove sílabas poéticas. assim como está sendo feito no desenrolar deste trabalho. Décima – estrofe com dez versos. estrofes. basta seguir cada etapa das explicações aqui esclarecidas.” (Manuel de Fonseca) Encadeamento Quando o verso não finaliza juntamente com um segmento sintático. pois iria estender muito um assunto com pretensão resumida.ilabas poéticas. Dissílabo – verso com duas sílabas poéticas. tem-se a prosa poética. Dístico – estrofe com dois versos. Verso É cada linha do poema. A rima acentua o ritmo melódico do texto poético. O que importa na rima é que haja coincidência de sons (total ou parcial) e não das letras que a formam. Verso Bárbaro – verso com mais de doze sílabas poéticas. Monóstico – estrofe com um verso. “A menina tonta passa metade do dia a namorar quem passa pela rua. da contagem estritamente gramatical que ocorre no texto em prosa. Em função do ritmo. rima e encadeamento. Trissílabo – verso com três sílabas poéticas. Ex. Metrificação é o estudo da medida dos versos. Quintilha – estrofe com cinco versos.A versificação consiste em possibilitar uma melhor compreensão de como se constrói um poema. Hendecassílabo – verso com onze sílabas poéticas. convencionou-se usar as letras do alfabeto: os versos que estão ligados entre si pela rima recebem letras iguais.. Dodecassílabo (ou alexandrino) – verso com doze sílabas poéticas. cabelos de linha de bordar. Pentassílabo (ou redondilha maior) – verso com cinco sílabas poéticas. Se ocorrer na prosa essa ligação mais íntima entre as palavras.. Tetrassílabo – verso co quatro sílabas poéticas. Podemos colocar tudo isso mais resumidamente dizendo que o autor que queira seguir as regras só precisará trabalhar por si próprio para conseguir uma forma de unir as palavras com coesão e transmitido um sentido lógico. Heptassílabo – verso com sete sílabas poéticas. embora possa ocorrer também no meio do verso (rima interna). As sílabas dos versos são sonoras e sua contagem é feita de maneira auditiva. diferente. Hexassílabo – verso com seis sílabas poéticas. Rima Rima é a identidade ou semelhança de sons que ocorre no fim dosa versos. muitas vezes o poema reduz ou alonga as sílabas poéticas. Quadra ou Quarteto – estrofe com quatro versos. Versificação Versificação é a técnica e arte de fazer versos. as principais citadas aqui são: os versos. Há vários tipos de rima e para especificá-los no poema. como a balada e o rondó. e a boca é um pedaço de qualquer tecido vermelho. Por isso. ocorre o encadeamento ou Enjabement. Conclusão Conclui-se que para se construir um poema. que é a continuação do sentido de um verso no verso seguinte: “E entra a Saudade. é uma palavra ou conjunto de palavras com unidade rítmica. é a contagem das sílabas poéticas ou sílabas dos versos. esses também tem suas subdivisões que não cabe citá-las aqui. Elas podem ser classificadas quanto ao número de versos. o que conforme ao texto o ritmo e a melodia próprios do verso. portanto.

. ou Estrofe – é o agrupamento de versos. Duas – Dissílabos. Mistas – são as que não seguem esquematização regular.casa . | pá|li|das | pá|gi|nas T A A T A A T A A T A A Atenção: Brancos e Livres são os versos sem rima e métrica respectivamente. Binário Chama-se ascendente o ritmo melódico fraco-FORTE.. Balada: poema formado por três oitavas e uma quadra.. .viso . Escansão . Quanto ao número de versos: Monóstico – um verso Dístico – dois versos Terceto – três versos Quadra ou quarteto – quatro versos Quintilha – cinco versos Sextilha – seis versos Septilha – sete versos Oitava – oito versos Nona – nove versos Décima – dez versos Ritmo É o traço forte ou fraco que marca os intervalos numa versificação..vento .. .forte . Quanto à combinação Alternadas ou Cruzadas – ABAB . FORMAS FIXAS . . “Tu | cho|ras|te em | pre|sen|ça | da | mor|te” (G. A | col|cha a|ca|ba | de a|que|cer | nós | dois 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Além da elisão na sílaba poética número seis. Soneto: poema formado por dois quartetos e dois tercetos. Importante: Contam-se as sílabas até a última tônica. FORTE-fraco-fraco.átona 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Sem|pre | quis | te | dar | ca|ri|nho e | pai|xão – tônica 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 (O fenômeno que se verifica na sílaba poética número oito chama-se elisão (sons vocálicos diferentes). Bordão – repetição do verso no final de cada estrofe. Rondel: poema formado por duas quadras e uma quintilha. O número de sílabas é determinante para sua classificação: Uma – Monossílabos. Vilanela: poema formado por uma quadra e vários tercetos.riso Continuadas – repetição da mesma rima ao longo do poema.ponho .. Tin|has | tan|to | me|do | va|go e | frou|xo T A T A T A T A T A Ternário À relação fraco-fraco-FORTE chamamos ascendente.fraca ...Versificação Verso – representa cada unidade construtiva rítmica de uma poesia.é a contagem do número de sílabas poéticas..lento . 5ª. 8ª e 11ª) Doze – Dodecassílabos ou alexandrinos (se os acentos forem na 6ª e 12ª) Mais de doze – Bárbaros Repetição Antecanto – repetição do verso no início de cada estrofe.. Rima Identidade sonora.. Ex. 8ª e 10ª) Onze – Hendecassílabos ou datílicos (acentos na 2ª.sonho Interpoladas ou Opostas – ABBA .. . Quanto à Morfologia Rica – classes gramaticais diferentes: contente / tente Pobre – a mesma classe gramatical: coração / união Preciosa – palavras quase sem rima: pauta / nauta Coroadas – As que ocorrem dentro de um mesmo verso. seja.. Es|tou | de | vol|ta | pro | meu | a|con|che|go ... Métrica – é a quantidade de sílabas poéticas... Rondó: poema com estrofação uniforme de quadras. normalmente. .: O triste existe em sofrimento lento.maca . Três – Trissílabos Quatro – Tetrassílabos Cinco – Pentassílabos ou redondilha menor (acentos na 2ª e 5ª) Seis – Hexassílabos (acentos na 2ª e 6ª sílabas) Sete – Heptassílabos ou redondilha maior (acentos na 3ª e 5ª) Oito – Octossílabos Nove – Eneassílabos ou jâmbicos (acentos na 3ª. 6ª e 9ª) Dez – Decassílabos = heróico (acentos na 6ª e 10ª) ou sáficos (acentos na 4ª. no fim de cada verso. há crase (a mesma vogal) na número três.. Dias) A A T A A T A A T Temário descendente mostra uma relação inversa. Quanto à acentuação tônica Oxítonas – agudas ou masculinas Paroxítonas – graves ou femininas Proparoxítonas – esdrúxulas Quanto à coincidência sonora Perfeita ou Soante – há correspondência completa de sons: tento / vento – vele / sele.norte Emparelhadas ou Paralelas – AABB .. (Castro Alves) A saber.. O | ri|so | ven|ce o | pran|to A T A T A T A O binário descendente mostra uma relação FORTE-fraco.brasa . Pá|gi|nas | cá|li|das.. Imperfeita ou Toante – há correspondência parcial de sons: âmbar /amar – até /ate. normalmente composto por versos decassílabos e de conteúdo lírico...... Estribilho ou Refrão – repetição constante dos versos.

0394 ..00.

7.4:%4.390 E..5.7./0 84382-.800   2507109..47708543/H3.

7 .9F..2.

.4390390..90   ":.39447144.88087. ...9. #.2.8/10703908.

8807.47.2082.4.2....90390  !4-70 .9..

7..86:.8080272.:9.:34  !70..5.48.. 5.

 43488J.0948  .039483.88J.E748 907./7.7909480/48 907.390/48.8  '.039483.03/039024897.9488J.5402./0. ./4547/486:.2.7.4 #% 17.-484:.094 97H8.48 ./7..46:02.4  #% 784.248.4:6:.4147904:17..8F/090723..07848 ":39.:9.4 !039.0.-48 :.89.974 %097.974. 0 4: 8E1.394 %%%  -3E74/08.03.88J.8974.-48 ":.0897410  47/4 705094/4./..-48 .0948 3472.47 .88J.483907..20390..0781..-484:/.0 30.30.4 .7:5.0.79094 6:.1472.    0  40 4/0...03/03904792420O/.47702/03974/0:220824. 0  .86:.394.6:. 0   94  .07848 43O89.  #43/05402.7.07848 $09.08   8.2. 34..8  $090 059.4 /48.-.:2. 6:39..../454797H849.20394/0... /0.0784 J89.0457.88J.881.4  3E74 .47.039483.4 17.4/0.48 .-4807O./.../.039483./.4  .07848   #$$  $430945402.42089741.4254894547.039483... 494. 8090..8 88J.8.-48 3.80:2.03/039024897.8.417.88J.88J.3/7348 8048.1472.70.-484:70/43/.394 705094/4.748  #05094 390.1472.70.0897410  897-44:#0174 705094.0784343J.8 86:04.039483.  0  $08 0.3.  #43/O5402.9J.078...07843413.4 &2.07848 ":.. 0 8J.07848/0.07848  #924 A497.8  %%%  %02E74/08....07848 F.039483.4.20347 .4390/4J7.-48 %7H8 %788J.0.03/0390 %:. 80.-484:2-.-07  32074/08J.07848   ":./4547:2.6:.3.  0  30 03/0.:2./4547/:..07848 $059.0784    978900890028417203940394  ./7.8/0/40 E7-.-484:70/43/.3905. 4: 897410  F4..-480 /0. ..89002570803.5402..432074/0...07848 %07.4  #%../7.4  %3.-.80:2../.88J. 808.43.03948 147023./7.88J.40174:4 %%%%%  %073E74 70.07848 43.1472.4 :2.39420/4.2.88J.24790   .417.48 .-48 4.2.4:314720/06:.483:2.8:.  474.  0  0 0.07848 9.4389.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->