EXERCÍCIO DE ESCANSÃO E CLASSIFICAÇÃO DE RIMAS Escansão: Contagem de sílabas poéticas. Possui duas regas: 1.

Contam-se as sílabas até a última sílaba tônica do verso. 2. No encontro entre vogais pode ocorrer sinérese e diérese. Rimas: podem ser classificadas quanto à disposição, quanto à acentuação e quanto à classe gramatical. Exercício: faça a escansão de todos os poemas abaixo e classifique as rimas (de acordo com a disposição, acentuação e classe gramatical dos poemas 1, 2, 5, 7, 9, 10, 11 e 12 1. Gregório de Matos Discreta e formosíssima Maria Enquanto estamos vendo claramente Na vossa ardente vista o sol ardente E na rosada face a Aurora fria. Rimas:_________________________ _______________________________ 2. Fernando Pessoa O poeta é um fingidor Finge tão completamente Que chega a fingir que é dor A dor que deveras sente. Rimas:_________________________ _______________________________ 3. Gonçalves Dias Esta noite – era a lua já morta Anhangá me vedava sonhar; Eis na horrível caverna, que habito, Rouca voz começou-me a chamar. 4. Construção (Chico Buarque) Amou daquela vez como se fosse a última Beijou sua mulher como se fosse a última E cada filho seu como se fosse o único E atravessou a rua com seu passo tímido Subiu a construção como se fosse máquina Ergueu no patamar quatro paredes sólidas Tijolo com tijolo num desenho mágico Rimas:_________________________ _______________________________ 5. Luís Vaz de Camões Mas um velho de aspecto venerando, Que ficava nas praias, entre a gente, Postos em nós os olhos, meneando Três vezes a cabeça, descontente, A voz pesada um pouco alevantando Que nós no mar ouvimos claramente C’um saber só de experiências feito, Tais palavras tirou do esperto peito: Rimas:_________________________ _______________________________ 6. Carlos Drummond de Andrade Com a chave na mão Quer abrir a porta, Não existe porta; Quer morrer no mar, Mas o mar secou; Quer ir para Minas, Minas não há mais, José, e agora. 7. Sílvia Araújo Mota Amadurecimento? Da lei, a aplicação? Riqueza, crescimento? Progresso da Nação? Rimas:_________________________ _______________________________ 8. João Cabral de Melo Neto Um ferrageiro de Carmona, que me informava de um balcão:

“Aquilo? É de ferro fundido, foi a forma que fez, não a mão. Rimas:_________________________ _______________________________ 9. Gonçalves Dias Já silva, já ruge do vento o pegão; Estorcem-se os leques dos verdes palmares, Volteiam, rebramam, doudejam nos ares, Até que lascados baqueiam no chão. Rimas:_________________________ _______________________________ 10. Alberto de Oliveira Estranho mimo aquele vaso! Vi-o, Casualmente, uma vez, de um perfumado Contador sobre o mármor luzidio, Entre um leque e o começo de um bordado. Rimas:_________________________ _______________________________ 11. Olavo Bilac “Ora (direis) ouvir estrelas! Certo Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto, Que, para ouvi-Ias, muita vez desperto E abro as janelas, pálido de espanto… Rimas:_________________________ _______________________________ 12. Augusto dos Anjos Vês! Ninguém assistiu ao formidável Enterro de tua última quimera. Somente a Ingratidão – esta pantera – Foi tua companheira inseparável! Rimas:_________________________ ___________________________ Gabarito Escansão: Contagem de sílabas poéticas. Possui duas regas: 1. Contam-se as sílabas até a última sílaba tônica do verso. 2. No encontro entre vogais pode ocorrer sinérese e diérese. Rimas: podem ser classificadas quanto à disposição, quanto à acentuação e quanto à classe gramatical. Exercício: faça a escansão de todos os poemas abaixo e classifique as rimas (de acordo com a disposição, acentuação e classe gramatical dos poemas 1, 2, 5, 7, 9, 10, 11 e 12 1. Gregório de Matos Discreta e formosíssima Maria Enquanto estamos vendo claramente Na vossa ardente vista o sol ardente E na rosada face a Aurora fria. R: Versos decassílabos. Rimas: ABBA – opostas ou interpoladas. A – rica e feminina. B – rica e feminina. 2. Fernando Pessoa O poeta é um fingidor Finge tão completamente Que chega a fingir que é dor A dor que deveras sente. R: Redondilha maior. Rima ABAB Cruzadas A – pobre, masculina B – rica, feminina 3. Gonçalves Dias Esta noite – era a lua já morta Anhangá me vedava sonhar; Eis na horrível caverna, que habito, Rouca voz começou-me a chamar. Versos: Eneassílabos. 4. Construção (Chico Buarque) Amou daquela vez como se fosse a última Beijou sua mulher como se fosse a última E cada filho seu como se fosse o único E atravessou a rua com seu passo tímido

Subiu a construção como se fosse máquina Ergueu no patamar quatro paredes sólidas Tijolo com tijolo num desenho mágico R: Versos alexandrinos – doze sílabas poéticas. Exdrúxulas 5. Luís Vaz de Camões Mas um velho de aspecto venerando, Que ficava nas praias, entre a gente, Postos em nós os olhos, meneando Três vezes a cabeça, descontente, A voz pesada um pouco alevantando Que nós no mar ouvimos claramente C’um saber só de experiências feito, Tais palavras tirou do esperto peito: R: Versos decassílabos – oitava rimas 6. Carlos Drummond de Andrade Com a chave na mão Quer abrir a porta, Não existe porta; Quer morrer no mar, Mas o mar secou; Quer ir para Minas, Minas não há mais, José, e agora. 7. Sílvia Araújo Mota Amadurecimento? Da lei, a aplicação? Riqueza, crescimento? Progresso da Nação? R: Versos hexassílabos; Rima: ABAB – Cruzadas A – pobre, feminina B – pobre, masculina 8. João Cabral de Melo Neto Um ferrageiro de Carmona, que me informava de um balcão: “Aquilo? É de ferro fundido, foi a forma que fez, não a mão. R: Octassílabos, oito sílabas poéticas. 9. Gonçalves Dias Já silva, já ruge do vento o pegão; Estorcem-se os leques dos verdes palmares, Volteiam, rebramam, doudejam nos ares, Até que lascados baqueiam no chão. R: Versos Hendecassílabos. Rima: ABBA – Opostas ou Interpoladas. A – rica, masculina B – rica, feminina 10. Alberto de Oliveira Estranho mimo aquele vaso! Vi-o, Casualmente, uma vez, de um perfumado Contador sobre o mármor luzidio, Entre um leque e o começo de um bordado. R: Versos decassílabos Rimas ABAB – Cruzadas ou Alternadas A – rima rara, feminina B – rima rica, feminina 11. Olavo Bilac “Ora (direis) ouvir estrelas! Certo Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto, Que, para ouvi-Ias, muita vez desperto E abro as janelas, pálido de espanto… R: Versos decassílabos. ABAB – Cruzadas A – rima rica, feminina B – rima rara, feminina 12. Augusto dos Anjos Vês! Ninguém assistiu ao formidável Enterro de tua última quimera. Somente a Ingratidão – esta pantera – Foi tua companheira inseparável! R: Versos decassílabos. ABBA – Opostas A – rima pobre, feminina B – rima rica, feminina

o que conforme ao texto o ritmo e a melodia próprios do verso. Metro É a medida do verso. esses também tem suas subdivisões que não cabe citá-las aqui. que é a continuação do sentido de um verso no verso seguinte: “E entra a Saudade.ilabas poéticas.. As sílabas dos versos são sonoras e sua contagem é feita de maneira auditiva. Décima – estrofe com dez versos. Por isso. Monóstico – estrofe com um verso. Nona – estrofe com nove versos.: “Quem é esse viajante Quem é esse menestrel Que espalha esperança E transforma sal em mel?” (Milton Nascimento e Fernando Brant) Estrofe Estrofes são agrupamentos de versos. Quadra ou Quarteto – estrofe com quatro versos. para se medir um verso e proceder à contagem das sílabas . Entre muitas das regras que a versificação impõe. Quintilha – estrofe com cinco versos. é uma palavra ou conjunto de palavras com unidade rítmica. Observação: Há certos tipos de poesia. Elas podem ser classificadas quanto ao número de versos. é necessário contar até a ultima sílaba tônica do verso e observar os encontros vocálicos. da contagem estritamente gramatical que ocorre no texto em prosa. Hendecassílabo – verso com onze sílabas poéticas. portanto. e a boca é um pedaço de qualquer tecido vermelho. Cada item deve ser bem elaborado. Trissílabo – verso com três sílabas poéticas. embora possa ocorrer também no meio do verso (rima interna). que apresentam versos que se repetem no fim das estrofes. Em função do ritmo. “A menina tonta passa metade do dia a namorar quem passa pela rua. Há vários tipos de rima e para especificá-los no poema. diferente. Decassólabo – verso com dez sílabas poéticas. Se ocorrer na prosa essa ligação mais íntima entre as palavras. basta seguir cada etapa das explicações aqui esclarecidas. muitas vezes o poema reduz ou alonga as sílabas poéticas. Septilha – estrofe com sete versos. Versificação Versificação é a técnica e arte de fazer versos. estrofes. Dissílabo – verso com duas sílabas poéticas. ocorre o encadeamento ou Enjabement. . Esses versos são chamados de Refrão ou Estribo. Rima Rima é a identidade ou semelhança de sons que ocorre no fim dosa versos. como a balada e o rondó. Eneassílabo – verso com nove sílabas poéticas. Oitava – estrofe com oito versos. A rima acentua o ritmo melódico do texto poético. Heptassílabo – verso com sete sílabas poéticas. rima e encadeamento. Na contagem das sílabas poéticas estão ligadas umas às outras mais intimamente. cabelos de linha de bordar. Dístico – estrofe com dois versos. dividindo em partes e detalhando cada uma delas. Verso Branco Verso branco é o verso que não tem rima.A versificação consiste em possibilitar uma melhor compreensão de como se constrói um poema. Dodecassílabo (ou alexandrino) – verso com doze sílabas poéticas. tem-se a prosa poética. Verso Bárbaro – verso com mais de doze sílabas poéticas. Ex. assim como está sendo feito no desenrolar deste trabalho. Podemos colocar tudo isso mais resumidamente dizendo que o autor que queira seguir as regras só precisará trabalhar por si próprio para conseguir uma forma de unir as palavras com coesão e transmitido um sentido lógico.. O que importa na rima é que haja coincidência de sons (total ou parcial) e não das letras que a formam. convencionou-se usar as letras do alfabeto: os versos que estão ligados entre si pela rima recebem letras iguais. Pentassílabo (ou redondilha maior) – verso com cinco sílabas poéticas.” (Manuel de Fonseca) Encadeamento Quando o verso não finaliza juntamente com um segmento sintático. Verso É cada linha do poema. Metrificação é o estudo da medida dos versos. reunindo todos em uma só porção. as principais citadas aqui são: os versos. Tetrassílabo – verso co quatro sílabas poéticas. Fiquei Como assombrado e sem voz!” (Teixeira de Pascoaes) Os versos são classificados de acordo com o número de sílabas poéticas que possuem: Monossílabo – verso com uma sílaba poética. pois iria estender muito um assunto com pretensão resumida. que a outra metade fica pra namorar-se no espelho A menina tonta tem olhos de retrós preto. Sextilha – estrofe com seis versos. é a contagem das sílabas poéticas ou sílabas dos versos. Conclusão Conclui-se que para se construir um poema. Terceto – estrofe co três versos. Octossílabo – verso com oito s. Hexassílabo – verso com seis sílabas poéticas.

vento . Mistas – são as que não seguem esquematização regular.. 6ª e 9ª) Dez – Decassílabos = heróico (acentos na 6ª e 10ª) ou sáficos (acentos na 4ª.. Imperfeita ou Toante – há correspondência parcial de sons: âmbar /amar – até /ate.. O número de sílabas é determinante para sua classificação: Uma – Monossílabos.sonho Interpoladas ou Opostas – ABBA . Rima Identidade sonora.. FORMAS FIXAS .átona 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Sem|pre | quis | te | dar | ca|ri|nho e | pai|xão – tônica 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 (O fenômeno que se verifica na sílaba poética número oito chama-se elisão (sons vocálicos diferentes)..norte Emparelhadas ou Paralelas – AABB . Ex.maca . Balada: poema formado por três oitavas e uma quadra. . Importante: Contam-se as sílabas até a última tônica. (Castro Alves) A saber. Rondó: poema com estrofação uniforme de quadras.forte . “Tu | cho|ras|te em | pre|sen|ça | da | mor|te” (G. Dias) A A T A A T A A T Temário descendente mostra uma relação inversa. 8ª e 11ª) Doze – Dodecassílabos ou alexandrinos (se os acentos forem na 6ª e 12ª) Mais de doze – Bárbaros Repetição Antecanto – repetição do verso no início de cada estrofe.é a contagem do número de sílabas poéticas.. Métrica – é a quantidade de sílabas poéticas. há crase (a mesma vogal) na número três. Pá|gi|nas | cá|li|das. Estribilho ou Refrão – repetição constante dos versos. seja. Duas – Dissílabos.. normalmente. no fim de cada verso.... Rondel: poema formado por duas quadras e uma quintilha.. ..ponho .Versificação Verso – representa cada unidade construtiva rítmica de uma poesia.. Quanto ao número de versos: Monóstico – um verso Dístico – dois versos Terceto – três versos Quadra ou quarteto – quatro versos Quintilha – cinco versos Sextilha – seis versos Septilha – sete versos Oitava – oito versos Nona – nove versos Décima – dez versos Ritmo É o traço forte ou fraco que marca os intervalos numa versificação..riso Continuadas – repetição da mesma rima ao longo do poema. Tin|has | tan|to | me|do | va|go e | frou|xo T A T A T A T A T A Ternário À relação fraco-fraco-FORTE chamamos ascendente. 5ª. .viso . . | pá|li|das | pá|gi|nas T A A T A A T A A T A A Atenção: Brancos e Livres são os versos sem rima e métrica respectivamente...... ou Estrofe – é o agrupamento de versos. Três – Trissílabos Quatro – Tetrassílabos Cinco – Pentassílabos ou redondilha menor (acentos na 2ª e 5ª) Seis – Hexassílabos (acentos na 2ª e 6ª sílabas) Sete – Heptassílabos ou redondilha maior (acentos na 3ª e 5ª) Oito – Octossílabos Nove – Eneassílabos ou jâmbicos (acentos na 3ª. 8ª e 10ª) Onze – Hendecassílabos ou datílicos (acentos na 2ª. Es|tou | de | vol|ta | pro | meu | a|con|che|go . Escansão . Vilanela: poema formado por uma quadra e vários tercetos.casa . O | ri|so | ven|ce o | pran|to A T A T A T A O binário descendente mostra uma relação FORTE-fraco.brasa . ... FORTE-fraco-fraco...fraca ..: O triste existe em sofrimento lento. normalmente composto por versos decassílabos e de conteúdo lírico.lento . Binário Chama-se ascendente o ritmo melódico fraco-FORTE. Quanto à combinação Alternadas ou Cruzadas – ABAB . Soneto: poema formado por dois quartetos e dois tercetos. Quanto à acentuação tônica Oxítonas – agudas ou masculinas Paroxítonas – graves ou femininas Proparoxítonas – esdrúxulas Quanto à coincidência sonora Perfeita ou Soante – há correspondência completa de sons: tento / vento – vele / sele. Bordão – repetição do verso no final de cada estrofe. A | col|cha a|ca|ba | de a|que|cer | nós | dois 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Além da elisão na sílaba poética número seis. Quanto à Morfologia Rica – classes gramaticais diferentes: contente / tente Pobre – a mesma classe gramatical: coração / união Preciosa – palavras quase sem rima: pauta / nauta Coroadas – As que ocorrem dentro de um mesmo verso...

00.0394 ..

7.7./0 84382-.4:%4.800   2507109.390 E..47708543/H3.5..

7 .9F.2..

..4390390.39447144. #.8/10703908.. .90   ":..9.2.88087.

8807.2082..90390  !4-70 ..4.9..47.2..

5.:9.. 5.:34  !70.7...8080272.48.86:.

  0  30 03/0.-48 ":.-484:/.07848 ":.3/7348 8048.47 .88J...394 705094/4.2.-484:70/43/./7.  474.881. 8090.E748 907.8/0/40 E7-./7.3905.42089741./0.07848   #$$  $430945402.0948 3472.0897410  47/4 705094/4.0948  .88J..-484:70/43/../4547/486:.-480 /0.:9.974 %097..07848 ":39..03/03904792420O/.4  .8  '.8 88J.4  3E74 .0897410  897-44:#0174 705094.-4807O.-.8.07848 $059../..03/0390 %:.20347 ...03/039024897.390/48.1472...48 .078.-484:..039483.88J.432074/0...  #43/05402.2.70. 494.4 #% 17.70.-484:2-.9J.40174:4 %%%%%  %073E74 70.0784 J89. 0   94  .07848 %07.4 !039.07848 $09.039483.08   8.89.039483.03948 147023.8.483907..-48 3.2../. .4 &2.07848 43.86:.4:314720/06:.248.4  #%.5402.4390/4J7.0784343J. 80.4254894547.07848 9.07848  #924 A497. 0  .394 %%%  -3E74/08.88J.1472.  #43/O5402.039483.748  #05094 390.-48 .88J. 0 8J.24790   ..07848 F. 6:39.-. /0.4 :2.4  #% 784. 34./. 4: 897410  F4.48 ./454797H849.4 17..4/0.-48 4.4  %3..79094 6:.0.8974.4 /48. .4 .47702/03974/0:220824.20390.48 .417.8  $090 059.0 30.7:5.7909480/48 907.6:.07848 43O89..07848/0..094 97H8.20394/0.039483..03.47.7.8F/090723..88J.7.07843413.. 0 4: 8E1.974.5402./7../4547/:.  0  0 0.483:2.8 86:04./7.039483.4389..43.6:.88J.0457.03/039024897.0784    978900890028417203940394  .1472.88J.4.-48 :.80:2.  0  $08 0.2.1472.-48 %7H8 %788J.417.-07  32074/08J./4547:2.0.0.039483.9488J..8:./.3. 808.0781.8  %%%  %02E74/08.88J.80:2./.    0  40 4/0.394..4:6:.3. 43488J.07848   ":.46:02.4147904:17./7...:2.89002570803..:2...30.39420/4.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful