Você está na página 1de 4

Escolher a Placa de Rede

Existem basicamente dois tipos de placas de rede: ISA e PCI. A


diferença fica por conta da taxa de transferência máxima que pode ser obtida. A
comunicação em placas de rede ISA é de 10 MHz, enquanto em placas de rede
PCI a comunicação é de 100 MHz. É portanto, aconselhável, a aquisição de
placas de rede PCI.

No caso de se optar por utilizar placas PCI, deve-se ter cuidado com o
tipo de cabo e outros periféricos que serão utilizados (como hubs), já que nem
todos trabalham com taxas acima de 10 MHz. Por exemplo, há hubs que
trabalham somente a 10 MHz. Se a rede for composta com placas de rede PCI,
a taxa fica limitada à taxa do hub de 10 MHz. Da mesma forma, há cabos do
tipo par entrançado (por exemplo, categoria 3 ou categoria 4) que não são
indicados a trabalhar a 100 MHz.
Além disso, deve-se adquirir placas de rede de acordo com o tipo de
cabo a ser utilizado. Estas podem ter três tipos de conectores:

 Conector RJ-45: Para a conexão de cabos do tipo par entrançado.


 Conector AUI: Permite a conexão de transceivers, para a utilização
de cabo coaxial.
 Conector BNC: Para a conexão de cabos do tipo coaxial.

Instalar a Placa de Rede

A Placa de Rede que for escolhida define o resto do sistema:

Localizar a slot de apropriada. Para a maioria das placas de rede será


ou uma slot PCI (de cor branca) ou uma slot ISA (de cor preta);

Retirar a tampa da caixa;

Remover a placa metálica traseira onde as portas da placa de rede vão


entrar;

Encaixar fisicamente a placa de rede: encaixar na placa traseira, alinhar


as ligações e empurrar a placa de rede suavemente, mas com firmeza;

Após aparafusar, ligar o PC. O Windows detectará o novo hardware e


pedirá os drivers apropriados.
Preparar o Cabo de Rede
Preparação do cabo

O par entrançado só permite a conexão de 2 pontos da rede. Por este


motivo é obrigatório a utilização de um dispositivo concentrador (hub ou
switch), o que dá uma maior flexibilidade e segurança à rede. A única excepção
é na conexão directa de duas máquinas usando uma configuração chamada
crossover, utilizada para montar uma rede com apenas essas duas máquinas.

Preparação do cabo

Para preparar o cabo necessita-se de um alicate para cravejar (clivar),


além de conectores RJ-45. Os fios do cabo par entrançado são presos ao
conector RJ-45 por pressão. Basta alinhar os fios do pino 1 ao pino 8 do
conector de acordo com o padrão a ser utilizado (T568A ou T568B) e
pressionar o conector com o alicate. Não é necessário descascar os fios, pois o
próprio conector RJ-45 possui os seus pinos em forma de lâmina, descascando
automaticamente os fios durante a montagem do cabo.

Instalação do cabo

O projecto de como e por onde os cabos irão ser fisicamente instalados


no ambiente onde a rede está a ser implementada é muito importante. A melhor
maneira de se instalar cabos é criando pontos de rede fixos, através de caixas
conectoras.

As máquinas serão ligadas a essas caixas através de um cabo de menor


comprimento, enquanto as caixas são ligadas a outras caixas conectoras perto
do concentrador. Este procedimento facilita a instalação das estações da rede
e a sua manutenção.

Na maioria das vezes os problemas de cabo partido ocorrem no segmento


perto da estação de trabalho. Assim, bastará substituir apenas esse pequeno
segmento do cabo.
Na figura podem-se observar vários modelos de caixas conectoras. Existem
caixas internas (embutidas na parede) e modelo externos.
Interferência electromagnética

Deve ter-se sempre em mente a existência da interferência


electromagnética em cabos UTP, principalmente se o cabo tiver de passar por
fortes campos electromagnéticos, especialmente motores e quadros eléctricos

É muito problemático passar cabos UTP muito próximos a arcas


frigoríficas, aparelhos de ar condicionado e quadros eléctricos. O campo
electromagnético impede um funcionamento correcto daquele segmento de
rede. Nestes casos devem ser escolhidos outros tipos de cabos para a
instalação da rede, como por exemplo o cabo coaxial ou a fibra óptica.

Configuração do Windows em
relação à Placa de Rede
Com a placa de rede já encaixada, necessita de configurá-la. Os
procedimentos aqui indicados descrevem a configuração usando o assistente
para adicionar/remover hardware. Ao ligar o PC o assistente iniciará
automaticamente, bastando seguir estes passos:

 Nova detecção de hardware


 Seleccione um dispositivo de hardware
 Tipo de hardware
 Seleccione a placa de rede
 Iniciar instalação de rede

Configuração do Windows em relação ao


TCP/IP
Com a placa de rede já
instalada, necessita de configurá-la. Os procedimentos aqui indicados
descrevem a configuração usando DHCP. Antes de começar, abra a janela do
painel de controlo e prima o ícone Rede duas vezes.
Siga estes passos:

 Na caixa de diálogo Rede, prima o separador Configuração e


depois prima Adicionar;
 Na caixa de diálogo Seleccionar Tipo de Componente de Rede,
seleccione Protocolo e em seguida prima Adicionar;
 Na caixa de diálogo Seleccionar Network Transport, seleccione
Microsoft no painel Fabricantes, e TCP/IP no painel Protocolos
de Rede. Prima então OK.
Encontra-se agora de novo na caixa de diálogo Rede. Prima OK.
 Após a cópia dos ficheiros necessário para o seu disco rígido ter
sido executada, surge a caixa Alteração das Definições do
Sistema.
Prima Sim para reiniciar o computador;
 Após o reinicio do computador, volte à janela Painel de Controlo e
prima duas vezes o ícone Rede. Na página Configuração da caixa
de diálogo Rede, prima TCP/IP e, em seguida Propriedades;
 Na caixa de diálogo Propriedades de TCP/IP prima o separador
Enlaces. Nesta página, deve aparecer assinalada a caixa junto a
Cliente para Redes Microsoft. Prima agora o separador Endereço
IP;
 Na página Endereço de IP, verifique se encontra assinalada a
opção Obter automaticamente um endereço IP e prima OK. Prima
em seguida OK na caixa de diálogo Rede;
 Surge de novo a caixa Alteração das definições do sistema.
Prima Sim para reiniciar o seu PC.

TRABALHO ELABORADO POR:


Carla Quitério nº 3
Cátia Costa nº4
Mariana Vaz nº 13