Você está na página 1de 2

Resenha Cem Anos de Solido

Lus Gustavo Cordiolli Russi Srgio Damasceno Cem Anos de Solido (Editora Record, 2001 - 394 pginas) do colombiano Gabriel Garca Mrques trata o romance da famlia Buenda durante um sculo num cenrio que remete aos acontecimentos histricos da Amrica Espanhola. O desenrolar da obra perpassa por acontecimentos histricos da Colmbia tendo como fio condutor a histria de Jos Arcadio Buenda e sua descendncia. Ele um homem ambicioso, casado com sua prima rsula, mas amedrontado por causa da consanguinidade o casal foge da aldeia. Num lugar distante, ele funda Macondo, uma cidade isolada do mundo. Por diversas geraes a histria da famlia contada, so mostrados os encontros e desencontros at que o ltimo descendente morre, h uma sucesso de acontecimentos similares com os personagens em cada gerao, que perdura por um sculo. O autor rompe com o tradicional e no usa s um protagonista em sua histria, mas vrios. Pois, toda a famlia Buenda bem como alguns amigos, Pilar Ternera, representam o pluriprotagonismo na trama. Sua linguagem usa de metfora e alegorias, o que provoca inmeras interpretaes. Apresenta tambm uma gama de valores e questes a ser debatidas, originadas dos conflitos que constituem a relao entre o indivduo e a sociedade, entre o espao privado e o pblico, e a construo dos gneros masculino e feminino, atravs destas relaes. Na obra, o recurso estilstico usado o Realismo Fantstico, demonstrando um grande apelo popular, e uma riqueza de smbolos. Cem anos no condizem com a contagem cronolgica do tempo. O que leva a considerar que, antes de ser um romance fantasioso, mergulha na obscuridade emocional do ser humano, em sua natureza mais primitiva.