P. 1
Cfakepathapresentao1 Atv Zoologiageral 100728173926 Phpapp01

Cfakepathapresentao1 Atv Zoologiageral 100728173926 Phpapp01

|Views: 1|Likes:
Publicado porMónica Garcia

More info:

Published by: Mónica Garcia on Nov 25, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/13/2014

pdf

text

original

Universidade de Pernambuco-UPE Faculdade de Formação de Professores de Petrolina Núcleo de Estudo à Distância-NEAD Licenciatura em Ciências Biológicas à Distância

Período: 6º Pólo: Tabira Tutora: Socorro Espíndola Aluno: Marcelo Tadeu Melo da Silva Outubro/2008 Zoologia Geral

A célula de um protista é semelhante às células de animais e plantas. Alguns protozoários. mas há particularidades. as tecas. As algas diatomáceas possuem carapaças silicosas. .Reino dos Protistas  Os protistas são as algas unicelulares e os protozoários. Os protistas podem ainda ter adaptações de forma e estrutura de acordo com o seu modo de vida: parasita. ou de vida livre. Os foraminíferos são dotados de carapaças externas feitas de carbonato de cálcio. Ocorrem cílios e flagelos para a locomoção. Os radiolários e heliozoários possuem um esqueleto intracelular composto de sílica. Os plastos das algas são diferentes dos das plantas quanto à sua organização interna de membranas fotossintéticas. têm envoltórios protetores. como certas amebas.

poças. tanques. aquáticos. vivendo nos mares. na grande maioria. lodo e terra úmida. . Os protozoários são. Há espécies mutualísticas e muitas são parasitas de invertebrados e vertebrados. Eles são organismos microscópicos. mas há espécies de 2 a 3 mm. Alguns formam colônias livres ou sésseis. rios. aquários.

o citopígio ou citoprocto. o citóstoma. ou num ponto determinado da membrana.As partículas alimentares são englobadas por pseudópodos ou penetram por uma abertura préexistente na membrana. e os resíduos sólidos não digeridos são expelidos em qualquer ponto da periferia. por extrusão do vacúolo. Já no interior da célula ocorre digestão. .Digestão  Nas espécies de vida livre há formação de vacúolos digestivos.

Giardia lamblia Classificação científica Filo  Sarcomastigophora Ordem  Diplomonadida Família  Hexamitidae Gênero  Giardia Espécie  Giardia lamblia .

Dientamoeba fragilis. histolytica / E. E. CLASSE ORDEM FAMÍLIA GÊNEROS hartmanni. gingivalis. nana . butschlii e E.Classificação Científica da Entamoeba Histolytica CLASSIFICAÇÃO  Lobosea  Amoebida  Entamoebidae  Entamoeba. E. dispar. Iodamoeba. Endolimax e Dientamoeba ESPÉCIES  E. coli. I. E.

Classificação Científica do Trypanosoma cruzi Reino __Protista Filo __Euglonosoa Classe __Kinetoplastea Ordem __Trypanosomatida Família __Trypanosomatidae Gênero __Trypanossoma Espécie __Trypanosoma crusi .

Classificação científica do Trichomonas vaginalis  Reino __Protista  Sub-reino __Protozoa  Filo __Sarcomastigofhora  Sub-filo __ Mastigofhora  Classe __Zoomastigofhora  Ordem __Trichomonadida  Família __Trichomanidae  Gênero __Trichomonas  Espécie __Vaginalis .

Ciclo evolutivo da Entamoeba Histolytica .

localizada no tecido cutâneo Cavidades genitais do homem e da mulher Intestimo delgado. flagelos ou pseudópodes Presença de um ou mais flagelos Multiplicação por divisão binária Trichomonas vaginalis Giardia lamblia Interior da célula Três a vinte dias até o aparecimento dos sintomas Podem conservar suas vitalidades durante dois meses ou mais No interior da hemácias. realizam o ciclo eritrocítico de 48 horas Alem do homem. mais comuns em casas de pau-a-pique Basicamente de sangue Locomovem-se pelo batimento de numerosos cílios Um adulto vive alguns meses podendo alcançar um ano ou mais Leishmania brasiliensis Células do istema endotelial. parasita cães e gatos Plasmodium vivax Glândulas salivares Nutrição heterótrofa.Características principais dos protozoários: Espécie Entamoeba histolytica Hábito Se alimentam de animais domésticos e peridomésticos. têm elevada importância sanitária.obtendo alimento por ingestão ou absorção Flagelos para captura de alimentos . Se alimentam de animais domésticos e peridomésticos. fezes diarréicas Apenas as fêmeas desse mosquito nutrem-se de sangue Conseguem sintetizar energia através da luz solar São autotróficos e heterotróficos Sua locomoção é dada através de vôos Através de cílios. têm elevada importância sanitária. Hábito noturno Habitat Vivem como comensais no interior do intestino grosso Nutrição Sua nutrição é dada pela fagocitose ou pela pinocitose Locomoção Locomoven-se através de cílios Ciclo de Vida Completa seu ciclo em apenas um hospedeiro Trypanosoma cruzi Vivem em áreas rurais.

inchaço do baço e fígado. braços e pernas Ingestão de cistos eliminados com as fezes humanas Fezes do inseto barbeiro (triatoma sp.) Picada do mosquito palha (Phlebotomus sp. corrimento Relação sexual ou toalhas e objetos úmidos contaminados Ingestão de cistos eliminados com fezes humanas Picada de mosquitoprego (Anopheles sp.Parasitas do Homem Responsável por Diversas Doênças Espécie Classe Doença Sintomas Transmissão Entamoeba histolytica Trypananosoma Cruzi Rizópodo Amebíase Ulcerações intestinais. mal estar Ulcerações (feridas que não cicatrizam) no rosto. uretrite. enfraquecimento Problemas no coração. diarréia Febres.) Giardia lamblia Flagelado Giardíase Dores abdominais. lesões no baço e no fígado Plasmodium vivax Esporozoário Malária . diarréia.) Flagelado Doença de chagas Leishmania brasiliensis Flagelado Ulcera de Bauru Trichomonas Vaginalis Flagelo Tricominíase Vaginite. anemia.

Fontes de Pesquisa  http//educar.bdyd.sc.usp.br/seres_vivos/seresvivos6.ht ml  www.ucb/tede_busca  Fascículo 1 e 2 – EAD/ Zoologia  Acesso em: 22/10/2008 .br  www.scielo.

43908/0!086:8. 995.

.

7 8. :85 -7..0/:.

80708*.48..

48 9 2  8.-..04 -7  -// :.80708.

. .8.:40 .90/0*-:8.J.

444. .088402.

 .

  .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->