P. 1
EXPRESSÃO DA MODALIDADE

EXPRESSÃO DA MODALIDADE

|Views: 552|Likes:
Publicado porRodrigo Freitas

More info:

Published by: Rodrigo Freitas on Nov 30, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/08/2013

pdf

text

original

Escola Secundária Antero de Quental

A EXPRESSÃO DA

MODALIDADE

Modalidade Apreciativa Modalidade Epistémica Modalidade Deôntica

Professor Vítor Roque

1

apreciar.Escola Secundária Antero de Quental A MODALIDADE é uma categoria gramatical que serve para exprimir a atitude do falante relativamente àquilo que diz e a quem o diz. procurando assim agir sobre o seu interlocutor ou. -A Cláudia provavelmente etá em casa. representam-se valores de probabilidade ou de certeza modalidade epistémica. sem quaisquer restrições. -Duvido que os escritores sejam reconhecidos. -A Cláudia deve estar em casa. -Devem prestar atenção aos conteúdos temáticos.. No fim de estudar podes ir ao cinema com os amigos.. -Cesário Verde criticou a burguesia. em hipóteses ou inferências. Vai depressa. Valor de “Obrigação” Quando o locutor procura impor ou proibir a realização daquilo que o enunciado expressa. Valor de “Permissão” Quando o locutor coloca a possibilidade de escolha. proibindo ou autorizando a situação expressa. EXEMPLOS -É lamentável que o Padre António Vieira não tenha sido compreendido. DESIGNAÇÃO VALOR EXPRESSO Expressa apreciações. Lamento que o Mário não tenha ganho a prova de natação. -Podes apresentar o trabalho sobre um dos autores estudados. Está bom tempo. admirar. baseando-se. exprime um juízo de valor (positivo ou negativo) sobre uma situação. impondo. 2 Deôntica O locutor procura agir sobre o interlocutor. através dele. que tem como certo Epistémica A atitude do locutor baseia-se no grau de conhecimento que detém sobre o juízo emitido. Através da modalidade expressam-se apreciações sobre o conteúdo de um enunciado. Não saias daí. -Gosto imenso do sermão vieiriano. A Lara tem de ir já. -Provavelmente a imprensa não estava habituada à inovação poética cesariana. -A Cláudia não veio. pois não a vi sair. -Pode ser que a Cláudia tenha desistido. por isso. -Talvez Eça de Queirós desconhecesse o ambiente rural. Valor de “Possibilidade” Se o enunciador recusa assumir qualquer compromisso em relação à verdade ou falsidade do conteúdo proposicional do seu enunciado. sobre um ouro alvo deôntico… . a Lara pode ir à praia. isto é. Apreciativa Valor de “Certeza” Ae o enunciador validad a verdade ou falsidade do conteúdo proposicional do enunciado. Que simpatia de pessoa! (Frase Exclamativa) -Os homens não ouviam as palavras do orador seiscentista. -A Cláudia já veio. 2) -Tens de acabar o exercício até amanhã. utilizando-se construções exclamativas e verbos como lamentar. -Não podem deixar de ouvir os conselhos do pregador Vieira. Valor de “Probabilidade” Se o enunciador não assume inteiramente a verdade ou falsidade do conteúdo proposicional do seu enunciado. 1) -Estão autorizados a entrar depois do professor. gostar. -Talvez a Cláudia esteja em casa. de permissão ou obrigação valor deôntico.

. Para além das formas anteriormente descritas. 2) O verbo auxiliar modal poder transmite frequentemente o valor epistémico de probabilidade. contribuindo para a significação de modalidades do tipo da (in)certeza. de verbos modais (auxiliares como "dever".. 2. contingência. ou principais com valor modal como "crer".. necessidade.Escola Secundária Antero de Quental Notas ao quadro anterior: 1) O verbo auxiliar modal dever pode também transmitir o valor epistémico de probabilidade (Devem ter percebido o conteúdo do sermão vieiriano) e ainda o deôntico de obrigação (Devem estudar antes do teste). através de advérbios combinados ou não com verbos (talvez…. obrigatoriedade. Todavia. É o cado.. dever: exprime necessidade ou possibilidade/incerteza (“Devemos lavar sempre as mãos antes de comer. dúvida.). INFORMAÇÃO VERBOS MODAIS são os que determinam outros verbos. conjuntivo. também pode ter valor de certeza. da variação no modo verbal (Indicativo. poder". Haver de/que: significa a necessidade impessoal ou possibilidade (“Há que trabalhar para obter resultados. a modalidade pode ainda ser expressa de outros modos. "obrigar". certamente…). mas devo regressar amanhã.”) 4.” Ou “Não sei bem. através da entoação (Sai!). possibilidade. não….. quando significa capacidade (Este pode acumular funções). ter de/que: significa necessidade (“Tens de trabalhar mais. poder: exprime permissão ou possibilidade (“Podes sair!” ou “Posso ser eu a fazer o que pediste. de entre outros.”.” Ou “Hei de fazer a viagem dos meus sonhos!”) 3 . "pensar". etc. 3. de: 1.”). imperativo).

2. (2) A Maria não deve estar em casa.2) e valores de possibilidade (ex. (2) O João não entrou na Universidade. valores de probabilidade (ex. (3) Pode ser que o João tenha/não tenha chegado ontem.1. 3 e 4).1). o verbo poder não é um marcador epistémico como em (1) e (2). mas de um valor assertivo. existe um conhecimento indireto que lhe permite construir uma inferência: o locutor não viu a Maria entrar em casa mas sabe que ela deixa o carro à porta quando está em casa. de um valor epistémico. nestes casos. por vezes.1) ou falsidade (ex. com valor de certeza. o juízo de possibilidade emitido é equiponderante relativamente às hipóteses possíveis (o João estar/não estar em casa). 4 . tal como foi acima definido. Entre o juízo positivo de (1) e o juízo negativo de (2) há uma distinção de natureza modal: os dois enunciados exprimem o mesmo tipo de atitude do locutor em relação a um conteúdo proposicional. de 'possibilidade' a propósito de ocorrências do verbo poder que significam "ter capacidade para" (ex. De acordo com esse grau de conhecimento. Valor de probabilidade Valor modal epistémico pelo qual o locutor não assume inteiramente a verdade ou falsidade do conteúdo proposicional do seu enunciado (ex. Essa atitude baseia-se no grau de conhecimento que está na origem do juízo emitido. (1) O João entrou na Universidade. então infere (ou conclui) que ela está em casa (ex. Modalidade Categoria gramatical. que incide sobre a 'capacidade de nadar' e não sobre a situação expressa por nadar.1e 2). (3) Provavelmente a Maria está em casa. não o vi sair. e em cada tipo diferentes graus. Valor de possibilidade Valor modal epistémico pelo qual o locutor recusa assumir qualquer compromisso em relação à verdade ou falsidade do conteúdo proposicional do seu enunciado (ex. Valor de certeza Valor da modalidade epistémica pelo qual o locutor assume total compromisso em relação à verdade (ex.1. Neste caso. da atitude do locutor relativamente ao conteúdo proposicional do seu enunciado e ao seu interlocutor. (4) É provável que a Maria esteja em casa. Modalidade epistémica Os valores epistémicos exprimem a atitude do locutor relativamente à verdade ou falsidade do conteúdo proposicional do seu enunciado. Fala-se. 2 e 3). (2) O João deve/não deve ter chegado ontem. Não se trata. (1) O João pode estar ou não estar em casa. Subjacente ao juízo de probabilidade que o locutor emite. Os valores modais podem ser subdivididos em epistémicos. Exprime diferentes tipos. (1) O João chegou/não chegou ontem. propõe-se a classificação dos valores epistémicos em valores de certeza (ex.3). 4). Teoricamente.2) do conteúdo proposicional do enunciado. não sei (2) Pode ser que o João esteja em casa. deônticos e apreciativos.Escola Secundária Antero de Quental Texto de Apoio 2 1. (1) A Maria deve estar em casa. não sei. se ele vê o carro à porta.

adquirindo. 5 e 6). geralmente.1. (6) O João pode sair. (5) O João não pode ficar cá. ser cuidadoso. a obrigação selecciona. através deste. alvo deôntico.1. num tempo necessariamente posterior ao tempo de emissão do juízo deôntico. construído como [+Agente] e o estado passa a ser [+Dinâmico]. A modalidade deôntica é igualmente uma modalidade interagentiva: os valores deônticos só ocorrem. não o vi sair. (ex 1.4.1). ou da respectiva situação complementar. (4) O João pode nadar dez piscinas sem se cansar. através do interlocutor. 2. 5 . 3 e 6). sobre um outro alvo deôntico (ex. em que o locutor define e procura impor um único caminho. Pode haver um alvo deôntico último. Os valores deônticos subdividem-se tradicionalmente em valores de obrigação e valores de permissão. (1) Sai imediatamente! (2) Não saias! / Não podes sair. pressupondo uma relação hierárquica entre o locutor. se o conteúdo proposicional for [+Dinâmico] e se o argumento com função de sujeito sintáctico for caracterizado como [+Agente]. origem deôntica. 2 e 3). e o interlocutor. (1) Entra! (2) Deves ser mais cuidadoso. 4.por exemplo. proibindo (ex. em princípio. A modalidade deôntica é uma modalidade intersujeitos. entre vários caminhos definidos pelo locutor. (3) A Maria tem de estudar mais. Modalidade deôntica Os enunciados com valor deôntico exprimem juízos através dos quais o locutor procura agir sobre o seu interlocutor impondo (ex. nos exemplos (2) e (6 ).2) ou autorizando (ex. 2 e 3). ser antipático podem combinar-se com um valor de obrigação: o sujeito sintáctico sobre o qual se predica a propriedade é.3) a realização da situação representada pelo conteúdo proposicional. que algumas situações estativas que representam propriedades . Valor de obrigação Um enunciado tem valor modal de obrigação quando o locutor procura agir sobre o seu interlocutor (ex. eliminando quaisquer restrições à realização. pelo alvo deôntico. no valor de permissão o locutor constrói a possibilidade de ser o interlocutor a escolher. 4 e 5) ou.Escola Secundária Antero de Quental (3) Talvez o João esteja em casa. sobre outro alvo deôntico. características de actividade. (3) Podes sair. (4) Não entres! (5) Não podes entrar! (6) A Maria não pode / não deve ser tão descuidada. 5 e 6) de uma situação representada pelo conteúdo proposicional. ou proibindo a realização (ex. Ao contrário do valor de obrigação. Valor de permissão O valor de permissão é um valor deôntico pelo qual o locutor procura agir sobre o interlocutor. distinto do interlocutor. nestes contextos. (4) O João tem de sair já. um conteúdo proposicional [+Dinâmico]. ou. impondo a realização (ex. Sendo uma modalidade deôntica. da situação representada pelo conteúdo proposicional do enunciado. limitando-se este a ser intermediário (ex. Constata-se.

Modalidade apreciativa Os valores da modalidade apreciativa exprimem um juízo valorativo.3 e 4). Em (1) o valor apreciativo incide sobre um valor assertivo positivo . em (2) o valor apreciativo incide sobre um valor assertivo negativo . (3) Que dia tão chuvoso! (4) Como ela nada bem! 6 . (3) Se a Maria já estudou pode ir ao cinema. emitido sobre um enunciado com valor assertivo. positivo ou negativo. que o locutor constrói com valor de certeza.construído na mesma enunciação (verbo no indicativo). (1) Podes sair ou ficar. (1) Lamento que o João tenha perdido o ano. em princípio. o conteúdo proposicional deve. (2) Parou de chover.o João não perdeu o ano .construído numa enunciação anterior (verbo no conjuntivo). A modalidade apreciativa pode também. representar uma situação [+Dinâmica].Escola Secundária Antero de Quental Tratando-se de um valor deôntico. ser expressa por construções exclamativas (ex. (2) Felizmente (que) o João não perdeu o ano. isto é. como entenderes.o João perdeu o ano . entre outros. sendo o respectivo sujeito sintáctico caracterizado como [+Agente]. podes ir hoje à praia.

1.1. Transforme os enunciados de modalidade deôntica com valor de obrigação em valor de permissão..d). ..3. A carta deve chegar amanhã.. . Ai. Modalidades e valores Deôntica Apreciativa Valor de obrigação Valor de permissão Valor de certeza Epistémica Valor de probabilidade Valor de possibilidade 2. sim. Associa as frases da coluna da esquerda ao respetivo valor modal expresso coluna da direita: Não fales alto. meu Deus!.4.. Fugi Sim.. Podes ir para casa. Enunciados Meu Deus. Modalidade apreciativa Modalidade epistémica com valor de certeza Modalidade epistémica com valor de probabilidade/possibilidade Modalidade deôntica com valor de obrigação Modalidade deôntica com valor de permissão 2. Tenho a certeza que ele sabe.b).. . . sim. . . ____________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________ 2.) Manuel: Parti. Classifique a modalidade presente nos enunciados destacados do excerto.. Madalena (cingindo-se ao braço do marido): Sim. . . parti. e o retrato do meu marido!. meu Deus!.a). fujamos. Salvem-me aquele retrato. .2.c). Acto I de Frei Luís de Sousa.2. Parti. Infelizmente não lhe falei antes. As matérias inflamáveis que eu tinha disposto vão-se ateando com espantosa velocidade. . Ai." Cena XII.Escola Secundária Antero de Quental EXERCÍCIOS: 1. Atente no seguinte excerto garrettiano: "Madalena: Meu Deus.5. fujamos. Fugi. parti.3.e). de Almeida Garrett 2. e o retrato do meu marido!. Transforme os enunciados de modalidade epistémica com valor de certeza em valor de probabilidade e de possibilidade. (Miranda e os outros criados vão para tirar o painel.. ____________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________________________________________________ 7 . As matérias inflamáveis que eu tinha disposto vão-se ateando com espantosa velocidade. Salvem-me aquele retrato. uma coluna de fogo salta nas tapeçarias e os afugenta.

3.. d) Talvez Cesário Verde tenha evidenciado a sua revolta por questões de saúde.1. Classifique os modalizadores que encontrados nas frases anteriores. a) Sabe-se que Eça de Queirós foi administrador do concelho de Leiria. a)________________________________________________________________________________________________________________________ b)________________________________________________________________________________________________________________________ c)________________________________________________________________________________________________________________________ d)________________________________________________________________________________________________________________________ e)________________________________________________________________________________________________________________________ 8 .Escola Secundária Antero de Quental 3. b) As obras de Joanne Harris. presente nas frases dadas. não são comparáveis. Classifique a modalidade. Danças e contradanças e Cinco Quartos de Laranja. e) Os alunos têm de ganhar o hábito da leitura. bem como o seu valor.2. c) Cesário Verde tinha uma atitude bastante peculiar perante a industrialização. Atente nas frases seguintes e sublinhe os elementos que são introdutores de questões de modalidade. a)________________________________________________________________________________________________________________________ b)________________________________________________________________________________________________________________________ c)________________________________________________________________________________________________________________________ d)________________________________________________________________________________________________________________________ e)________________________________________________________________________________________________________________________ 3.

Classifique a modalidade. b) As obras de Joanne Harris. —c)/5.. Fugi Sim. Atente nas frases seguintes e sublinhe os elementos que são introdutores de questões de modalidade. Danças e contradanças e Cinco Quartos de Laranja.3. Permito-vos que partam. sim.. Podem fugir.1... 9 .. Transforme os enunciados de modalidade deôntica com valor de obrigação em valor de permissão. Valor de possibilidade: É possível que as matérias inflamáveis que eu tinha disposto se vão ateando com espantosa velocidade. —e)/2 2. Atente no seguinte excerto garrettiano: "Madalena: Meu Deus. sim. Classifique a modalidade presente nos enunciados destacados do excerto. Fugi. —b)/3. e o retrato do meu marido!.1. 3. podemos fugir.. Modalidades e valores Enunciados Meu Deus.. e) Os alunos têm de ganhar o hábito da leitura. Autorizo-vos a salvar aquele retrato. fujamos. não são comparáveis." Cena XII. Transforme os enunciados de modalidade epistémica com valor de certeza em valor de probabilidade e de possibilidade. Ai. c) Modalidade apreciativa sobre um facto validado. Acto I de Frei Luís de Sousa. Salvem-me aquele retrato. sim. c) Cesário Verde tinha uma atitude bastante peculiar perante a industrialização. Ai.2. presente nas frases dadas. meu Deus!. parti. e) Modalidade deôntica com valor de obrigação.2. Valor de probabilidade: As matérias inflamáveis que eu tinha disposto devem ir-se ateando com espantosa velocidade. —d)/1. As matérias inflamáveis que eu tinha disposto vão-se ateando com espantosa velocidade. Parti.Escola Secundária Antero de Quental CORRECÇÃO 1. Apreciativa Valor de obrigação Deôntica Valor de permissão Valor de certeza Epistémica Valor de probabilidade Valor de possibilidade X X X X X X X 2. d) Talvez Cesário Verde tenha evidenciado a sua revolta por questões de saúde. a) Sabe-se que Eça de Queirós foi administrador do concelho de Leiria. parti. a) Sabe-se que o verbo do domínio do conhecimento (epistémico) b) não são comparáveis o negação presente na estrutura predicativa c) bastante peculiar o adjetivo com valor avaliativo antecedido de advérbio de intensificação d) Talvez o advérbio de incerteza e) têm de ganhar perífrase verbal iniciada por verbo modal e seguida de preposição 3. meu Deus!. Madalena (cingindo-se ao braço do marido): Sim. 2. fujamos. e o retrato do meu marido!. As matérias inflamáveis que eu tinha disposto vão-se ateando com espantosa velocidade. (Miranda e os outros criados vão para tirar o painel. a) Modalidade epistémica com valor de certeza (positivo).. Classifique os modalizadores encontrados em 1. d) Modalidade epistémica com valor de probabilidade. —a)/4. de Almeida Garrett 2. b) Modalidade epistémica com valor de certeza (negativo). Salvem-me aquele retrato.. bem como o seu valor. 3. uma coluna de fogo salta nas tapeçarias e os afugenta.) Manuel: Parti. Sim.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->