PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO

POP 1 CODIGO PAGINA 1

ASSUNTO: Coleta de Sangue para Exames Laboratoriais

Resultados Esperados:  ● Punção de um acesso venoso periférico para coleta de sangue. Material Necessário:  Sala bem iluminada e ventilada  Lavatório  Cadeira reta com braçadeira regulável ou macara  Garrote  Algodão hidrófilo  Álcool etílico a 70%  Agulha descartável  Seringa descartável  Sistema a vácuo: suporte, tubo e agulha descartável.  Etiquetas para identificação de amostras  Recipiente rígido e próprio para desprezar material pérfurocortante  Avental e máscara  Luvas de procedimentos  Micropore  Tubos estéreis de coleta específicos para cada exame  Tubos com e sem anticoagulante Desenvolvimento do Processo:  Lavar as mãos;  Reunir o material necessario  Explicar o procedimento ao paciente  Identificar o frasco de coleta com: nome, número da requisição, data e hora;  Verificar se o paciente encontra-se em jejum, quando este for necessário;  Levar o material até ao paciente;  Colocar luvas de procedimentos  Retirar a agulha da embalagem estéril e acoplar à seringa estéril, embalagem estéril pronta para ser usada;  Posicionar o braço do paciente, inclinando-o para baixo, na altura do ombro _______________________________________________________________ Elaborado por : Cristina Morceli Revisado Por :

Retirar a agulha da veia do paciente Exercer pressão no local da punção com algodão seco. de acordo com o exame solicitado. Movimentar os tubos com anticoagulantes. de dentro para fora.PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO POP 1 CODIGO PAGINA 2 ASSUNTO: Coleta de Sangue para Exames Laboratoriais                     Colocar o garrote. Afrouxar o garrote e esperar 2 minutos para utilizá-lo novamente Pela inspeção e palpação determinar a veia a ser puncionada. quando o sangue fluir espontaneamente para dentro da seringa. retirar a proteção da agulha. Deixar a pele secar e não tocar o local a ser puncionado Garrotear o braço do paciente. com álcool a 70% de forma circular. Colocar a etiqueta para identificação Descartar o material utilizado em local apropriado Lavar e passar álcool 70% no local de manipulação e no garrote Retirar luvas de procedimentos Lavar as mãos Encaminhar o material ao laboratório. se possível logo após a coleta ou o mais breve possível. que deve ser calibrosa e firme Fazer a assepsia da pele sobre a veia a ser selecionada. sem formar espuma. Fazer a punção numa angulação oblíqua de 30°. se possível oriente ao paciente para que ele faça a pressão até que o orifício da punção pare de sangrar. com o bisel da agulha voltado para cima. . para homogeneizar o sangue com o anticoagulante. verificar se a agulha está na veia e. se ele for usado para seleção preliminar da veia. em seguida retirar o sangue necessário. para guiá-la durante a introdução na veia. Puxar lentamente o êmbolo. por 1 a 2 minutos. com movimentos de de cima para baixo. evitando a formação de hematomas e sangramentos. Pegar a seringa. Ao fluir o sangue soltar o garrote. colocar o dedo sobre o mandril da agulha. Transferir o sangue coletado da seginga sem a agulha para os tubos com ou sem anticoagulante. escorrendo lentamente o sangue. lentamente.

heparina lítica e iodoacetadto. Tampa Cinza: tubos para glicemia contêm um anticoagulante e um estabilizador. utilizados para teste de tipagem sanguínea ou preservação celular. 3) Ajuste o garrote e escolha a veia. glicose. Não remova a capa protetora de plástico da agulha. leucograma. Tampa Azul: Contém citrato de sódio. mantendo o braço estendido. bloqueia a coagulação. Tampa Amarela: Tubos para tipagem sanguínea. 6) Solte o garrote assim que o sangue começar a fluir no tubo. assim ocorre a inibição da glicólise para determinação da taxa de glicose sanguínea. Tampa preta: Os tubos para VHS contêm solução tamponada de citrato trissódico. utilizado para obter soro para bioquímica e sorologia. retração de coágulo. utilizado para obter sangue total para hematologia. pesquisa e identificação de anticorpos e ou antígenos no soro. 7) Separe a agulha do suporte com a ajuda do frasco desconectador ou com uma pinça e descarte-a no recipiente adequado para material pérfurocortante. 2) Oriente o paciente quanto ao procedimento. por exemplo.  Tubos utilizados na coleta de exames: Tampa Vermelha: Sem anticoagulante. plaquetas. com anticoagulante. colesterol. utilizados para coleta e transporte de sangue venoso para o teste de sedimentação. creatinina. pressionando-o até o limite. uréia. tempo de protombina. eritrograma. 5) Faça a punção e após introduza o tubo no suporte. 4) Faça a antissepsia do local da coleta com algodão umedecido em álcool 70%. em diferentes versões: EDTA e fluoreto de sódio. 8) Oriente o paciente a pressionar com algodão à parte puncionada.PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO POP 1 CODIGO PAGINA 3 ASSUNTO: Coleta de Sangue para Exames Laboratoriais Passos para a coleta com sistema a vácuo e coleta múltipla: 1) Rosqueie a agulha no adaptador (canhão). utilizado para a obtenção de plasma para provas de coagulação. tempo parcial de tromboplastina. com solução de ACD (ácido citrato dextrose).      . oxalato de potássio e fluoreto de sódio. sem dobrá-lo. Tampa Roxa: Com anticoagulante EDTA sódico ou potássico.

Sequência de coleta para tubos com seringa  1º. Tubos para soro vidro-siliconizados (tampa vermelha)  3º. o aditivo não entre em contato com a rolha ou com a porção final da agulha. durante a venopunção. estabilização por até 48 horas. Tubos citrato seditainer®  5º. utilizados para testes bioquímicos. alteram a proporção correta de sangue/aditivo e podem gerar resultados incorretos ou desempenho precário do produto. Tubos com fluoreto (tampa cinza) Seqüência de coleta para sistema a vacuo        1)Tubos para amostras estéreis 2)Tubos para provas de coagulação (exemplo: Citrato) 3)Tubos sem aditivos 4)Tubos com outros aditivos (exemplo: EDTA. fluoreto e gel) Observações Impotantes: Sangue colhido com anticoagulante deve ser cuidadosamente homogeneizado por inversão. Como evitar refluxos:     Colocar o braço do paciente voltado para baixo. Verificar sempre o volume correto de material para cada tubo.PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO POP 1 CODIGO PAGINA 4 ASSUNTO: Coleta de Sangue para Exames Laboratoriais  Tampa verde: As paredes internas revestidas com heparina para produção de uma amostra de sangue total. Liberar o garrote assim que o sangue começar a fluir para dentro do tubo. Tubos com volume insuficiente ou com excesso de sangue. Manter o tubo com a rolha na posição mais alta possível. Tubos com EDTA (tampa roxa)  8º. 5 a 8 vezes para evitar hemólise e a coagulação do sangue. . Tubos para soro com ativador de coágulo com gel separador (tampa amarela)  6º. Tubos com citrato (tampa azul-claro)  4º. Tubos com heparina com ou sem gel separador de plasma (tampa verde)  7º. Frascos para hemocultura  2º. Certificar-se de que.

 .

390   70390 4 5.097.94 9788O/.   .4/.2.4754804:.4 :9.4E:4 902545.25.933.59..:40.8826:048.7.07808%01:47094/08O/4 4. 079747. /4 8:54790 .5709..94 /0549E88401:47094/08O/4 05./47 .39.97./47 4: ./.790 5:3.25.409.480 :7F.:/./4 5....409.25.25.947./45. .$02.03906:.4284:4/0 E.0:.4770.4/4:20/0.4  O %.7.     !# %  !# !#   $$&% 409.95.43.88485.#4.  O %.E.39.4 -46:0.02.O805.47.409. .4089074 5086:8.9./00.42./4.9./47 02/10703908../483.3/4 4.439H2:2.4-9034/05.  2.34 47024.:.77490008.295.4.893.5:340.'$../0.50390 .4 /08.5..09.4 90890/080/2039.7..8.:./090723.4-90784745..4.42 :2.4.420.390 :9.2.90890/095.574.0/0391.25./485.4 :9.42 ./44.7.57490947.5O83974/:.3988058.2.390 :9. /05E89.084744.3:J30.. 53.02.3900:2 089...4574.3854790/08.. 2.94/097480 :9.70.:.8  O %.4/..:.   7039045.7./45..7.9:-485.3.:.3-4/.7  O %.8/0.73.3:J30.:.3903/44-7.028.7. 0:.6:09.3:05.:439F2.7..:.25.39./94 .././09742-45.-47.04/4.7.5. 0 /08.97.4.907.0/20394  :8904..39J034834 8474  O %.1:7349:-4   $05..42 .44:549E88..4.7 . 5708843.0390 .480 8.%:-485.7.5../06:....34..70.77490.028.790 .394. 5F71:74.44    .7.3:J30..479.4...70 .J9..034845.39.0./402E./.408903//4 802/4-7E 4   %:-48:9...3:0949./4 5.94/08O/4 .39.4/0 ./0.7.439H284:49. 5.9F4 290  $4904.49:-4348:54790 5708843./.. /4 17.3:0.409.  .3:0.208 .54700254 .7.42.8   ! !    !    !..4: 570807.  #486:00./0$.4288902.2543. 89:-485. ./485.208 O %.4..82.'0720.944.7. -46:J2..4/0.7.42. 90254/0574942-3.  .882 4. 34 70. .7.7...7..409.390%8O/.. .97.4-9078.-.430..4/4  5.:.4 7097.:.4..

.

/.702O800..70./08.9:-4  O %:-48.:...7.7.4205.424:8020805.477094/02.     !# %  !# !#   $$&% 409.024.7.420.908908-46:J2.  O  %:-48.5./45473.3./485..5.:9:7.73. 9. 089...9480/9.7.73.88902..2.7.4:2038:1.:...485.5./48.8474./47/05.82.4205.4 0025497./08.8.3:0.94 9.25.48   $06:H3. 5745474.42.39.4.24897.8.25.4.0.7.7.70/0839073.74..3:05.4.4/48.20390 424030.7.409. O  7. .7.74  O  %:-48.428073./9./48 9.4547.25.3908 O $.7.48 %:-48.0720.9:-48.0807..7.8 :9.07/085.8   ! !    !    O %.0085.208 .42.7.25.48 00254% 1:4709400  -807..25.78025704.390/0.907.409.97.97...8474.9.25.   $06QH3.4E:4.8/0.  O  %:-48..7./74 8.4/4.3:0  O '071.4:20.24897./47 9.3:0.07/0  O  %:-48./0. 574/:4/0:2./0$. O  %:-485.:.-.3:0949. ./9.307 O  %:-485.43.420805.8089F708 %:-485.:/..082549.9F 47.907.089/.870.:4 O O O O      %:-485.03904:.3:0 .421:47094 9.7.47709.0884/08.574.42.0784 .25.42% 9.5. ./47/0.94  %:-48802..2./0...424:9748.  O  %:-48.9.-47..42.: ..947..

7708:9.74.E74/4574/:94   4240.74..9.4340397002.8.7./03974/49:-4 0791.9.-.3:0.47709484:/08025034570.:.7.547413..390.439.54842..5488J./45./48 3./9.7 80/06:0 /:7..4/45.49.74.4:./.42.   .390749:-4.7.42.420.3.74-7.0 -07.0345:34 4.77490.42./9..4054/0207.7701:48 O O O O 44.4 .0390..8826:048.1:75.94 .

          .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful