Você está na página 1de 2

CONTEXTO HISTRICO CULTURAL: SEGUNDA FASE DO MODERNISMO

Os chamados anos loucos da dcada de 20 foram bastante ricos do ponto de vista cultural. Eram os anos do ps-guerra, e a Europa festejava o retorno felicidade dos primeiros anos do sculo. No por acaso, a efervescncia intelectual fez com que surgissem vrias tendncias artsticas. A arte moderna nasceu dessas vrias tendncias, e se espalhou pelo mundo inteiro. Sua influncia estendeu-se inclusive ao Brasil, atravs da aceitao crtica que os modernistas de 22 fizeram dos chamados ismos europeus (Futurismo, Expressionismo, Cubismo). No Brasil, o perodo compreendido pelo segundo tempo do Modernismo (19301945) contou com um poder centralizador muito forte na figura do presidente e ditador Getlio Vargas. nico governante da Nao ao longo de todo perodo, Vargas chegou ao poder atravs da Revoluo de 1930. O movimento tinha como principal alvo a antiga poltica dos governadores, adotada no tempo de Campos Sales, que eternizava, nos governos regionais, polticos que usavam sua influncia para favorecer o governo nas votaes do Congresso. Desta estratgia derivou a chamada poltica dos governadores, adotada no tempo de Campos Sales, que eternizava, nos governos regionais, polticos que usavam sua influncia para favorecer o governo nas votaes do Congresso. Desta estratgia derivou a chamada poltica do caf com leite que alternava na presidncia nomes ligados a So Paulo e Minas Gerais. Em 1937, com o golpe do Estado Novo, Vargas cancela eleies prometidas, mantendo-se no governo como ditador at 1945. O maior representante da prosa no segundo tempo do modernismo brasileiro foi Graciliano Ramos. Em sua obra, Graciliano aderiu crtica social, sem, no entanto, deixar de lado tentativas de desvendamento dos mecanismos da alma humana. Em funo disso, o meio ambiente integrava-se ao indivduo, parecendo fazer parte dele. O estilo do escritor, seco, conciso, direto, desprovido de qualquer marca de sentimentalidade, casava-se perfeitamente com o ambiente em que se passavam as aes de seus romances, e com as personalidades das personagens que neles viviam.
CARACTERSTICAS a) Amadurecimento e solidificao da poesia modernista. b) Mistura do verso livre com formas tradicionais de compor poemas. c) Mistura da temtica cotidiana com temtica histrico-social. d) Revalorizao da poesia simbolista