P. 1
AVA 634499525620937500 Manual Estagio Tradicional Turma 2008

AVA 634499525620937500 Manual Estagio Tradicional Turma 2008

|Views: 488|Likes:
Publicado porMaria Ester

More info:

Published by: Maria Ester on Dec 14, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/14/2011

pdf

text

original

Tradicional 2008

EXPEDIENTE

Reitoria Joaber Divino Macedo Pró-Reitoria de Graduação Denise Sodré Dorjó Diretoria de EaD e Tecnologias Educacionais Alessandra Ruita Santos Czapski Diretoria de Ensino Soely Kunts Cericatto Secretaria Acadêmica Claudemir Fernandes Coordenadoria de Curso Lêda Santana Oliveira Noleto Gestão do Estágio Itacyra Evangelista C. de Sousa Equipe de Estágio Eliana Ferreira Barbalho Iolanda Alves V. Oliveira Ismael Aires Matos Janaanna de Souza C. Santos Márcia Cristina A. Negreiros Maricy de Fátima N. de Souza Millena de Araújo Uchôa Mirian Dorneles dos S. Monteiro

Fundação Universidade do Tocantins - UNITINS Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Educação a Distância e Tecnologia Educacional Curso Serviço Social – EaD

ORIENTAÇÕES SOBRE ESTÁGIO SUPERVISIONADO
SERVIÇO SOCIAL CAMPOS TRADICIONAIS

Organizadores Alessandra Ruíta Santos Czapski Denise Sodré Dorjó Itacyra Evangelista C. de Sousa

Quadra 108 SUL Alameda 11 lote 03 – CEP 77.020-122 Palmas – TO Fone: (63) 3218-2912

SUMÁRIO

1. 2.

O QUE É ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL? .......................................................... 5 ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES ........................................................................................... 6 2.1 2.2 SUPERVISOES DE ESTÁGIO .................................................................................................................... 7 ESPECIFICAÇÃO DO SEMINÁRIO A SER REALIZADOS NO ESTÁGIO SUPERVISIONADOERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO.

3. 4.

ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO ESTÁGIO ...................................................................... 10 CARGA HORÁRIA A SER CUMPRID .............................................................................................. 12 4.1 4.2 FORMAÇÃO DOS GRUPOS DE ESTÁGIO................................................................................................... 12 PROJETO EXTENSÃO................................................................................ ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO.

5. POSTAGEM DAS AVALIAÇÕES E CADASTRO DE GRUPO .................................................................... 14 5.1 PROCEDIMENTOS INICIAIS PARA O ESTÁGIO SUPERVISIONADO.................................................................... 14 5.1.1 ESTÁGIO SUPERVISIONADO............................................................................................................. 16 5.1.2 PASSOS A SEREM SEGUIDOS PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO .......................................... 16 5.1.3 OBSERVAÇÕES IMPORTANTES ......................................................................................................... 18 5.1.4 ANÁLISE INSTITUCIONAL ................................................................................................................ 19 5.1.5 ORIENTAÇÕES PARA A UTILIZAÇÃO DO ROTEIRO DE ANÁLISE INSTITUCIONAL............................................. 21 5.1.6 PLANO DE ESTÁGIO ....................................................................................................................... 22 5.1.7 O PLANO DE ESTÁGIO DEVERÁ CONTER OS SEGUINTES ELEMENTOS: ....................................................... 23 5.1.8 RELATÓRIO PARCIAL........................................................................... ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO. 5.1.9 ROTEIRO NORTEADOR PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO PARCIAL DE ESTÁGIO ......................................... 24 5.2 ESTÁGIO SUPERVISIONADO III.............................................................................................................. 25 5.2.1 OBSERVAÇÕES IMPORTANTES ............................................................................................................... 25 5.2.2 ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE INTERVENÇÃO ...................................................................... 26 5.2.3 RELATÓRIO FINAL............................................................................................................................... 27 5.2.4 AVALIAÇÃO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO III ............................................................. 29 5.2.5 AVALIAÇÕES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO III ................................................................................... 29 6. 7. 8. 9. PERGUNTAS E RESPOSTAS MAIS FREQUENTES SOBRE O ESTÁGIO SUPERVISIONADADO: ........... 33 CONSIDERAÇÕES FINAIS ............................................................................................................. 37 CONTATOS .................................................................................................................................. 38 ANEXOS ...................................................................................................................................... 38

identificação de rotinas. O QUE É ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM SERVIÇO SOCIAL? O Estágio é uma atividade curricular obrigatória desenvolvida a partir da inserção do aluno no espaço socioinstitucional. Este manual de orientações foi elaborado com a finalidade precípua de informar e esclarecer acerca das diretrizes pedagógicas formatadas pelo curso de Serviço Social da UNITINS – EaD. O Estágio está regulamentado em conformidade com a Lei nº 11. construída por meio dos conhecimentos e experiências que irá adquirir na observação. que será desenvolvido em três etapas: Estágio Supervisionado I. e não deve gerar vínculo empregatício. homologada pelo Ministério de Estado da Educação em 25 de dezembro de 2008. ou seja. Durante o Estágio.788/08. Para realizar o estágio.1. o que pressupõe supervisão direta e sistemática. Considera-se Estágio Curricular. em entidades de classe e terceiro setor. o aluno deve estar regularmente matriculado no Curso e sem pendências nas disciplinas de Fundamentos Históricos Teóricos e . para o cumprimento do estágio curricular em Serviço Social da turma 2007. todas as atividades práticas inerentes ao processo formativo do acadêmico. Estágio Supervisionado II e Estágio Supervisionado III. é de caráter temporário. expedientes. o acadêmico fará uma ponte entre a teoria/reflexão/prática. que se configura na aprendizagem vivencial. é o momento em que o acadêmico vivencia situações reais do exercício profissional. privado (com fins lucrativos e/ou sem fins lucrativos e filantrópicos). procedimentos e problemáticas no universo social de vivências em instituições de caráter público. ATENÇÃO: Estágio não é emprego. objetivando oportunizar a experiência do exercício profissional.

logística de avaliação e demais setores pertencentes a Pró-Reitoria de Graduação. o acadêmico será acompanhado por um profissional assistente social contratado que fará a supervisão acadêmica presencial sob as diretrizes pedagógicas da coordenação do curso de Serviço Social e professores de estágio. 2. material impresso. . Atuar em sinergia com as coordenações de TV. nas plataformas definidas pelo Coordenador de Curso. dependência. São atribuições específicas dos Professores Orientadores de Estágio: Orientar. Para validação do estágio este deverá ser credenciado no CRESS da região onde os alunos farão o estágio e é obrigatória a assinatura de Convênios ou Termos de Compromisso. Buscar a integração dos trabalhos realizados pelas diferentes equipes disciplinares. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES São atribuições específicas da Coordenação de Curso: Elaborar e implementar com a equipe docente o projeto pedagógico. Elaborar os planos de Estágio Curricular de sua área. III e Ética profissional. os acadêmicos que elegerem sua área de orientação. que chegam via mecanismos de tutoria a distância e fórum.Metodológicos do Serviço Social I. II. No estágio supervisionado do Serviço Social. desenvolvimento de sistemas. Receber os questionamentos de seus orientandos e dos supervisores regionais. Orientar e acompanhar o trabalho dos docentes com relação ao planejamento e sistematização das aulas. Subsidiar os professores quanto à prática.

1º que estipula . limites e regulações estabelecidos. conjuntamente. Fornecer aos supervisores regionais os documentos pertinentes a validação do estágio.788/08 artigo 7º §. Atuam sob orientação pedagógica da Coordenação do Curso. coordenadores de estágio e/ou outro profissional de serviço social responsável nas respectivas instituições . O supervisor acadêmico regional deve enviar aos Conselhos Regionais as informações de estágio segundo a Resolução 533 do Conselho Federal de Serviço Social. Resguardar o sigilo e a veiculação de informações a que tenha acesso em decorrência do estágio. por meio dos coordenadores de curso. formas. São atribuições específicas do Estagiário: Esforçar-se para atingir aproveitamento e rendimento compatíveis com a natureza do estágio curricular.III. Os Supervisores Acadêmicos Regionais do Curso de Serviço Social do sistema EaD UNITINS são os Assistentes Sociais contratados. 2.Executar outras atividades inerentes ao desempenho da função. de acordo as demandas institucionais.As Unidades de Ensino. da área a ser desenvolvida no estágio. observando prazos. conforme Art.1 Supervisor Acadêmico Regional/ Supervisor de Campo Em conformidade com o disposto na Lei de Estágio nº 11. Executar as atividades e elaborar as avaliações previstas no planejamento do estágio. pela Unitins e a organização que acolhe o estagiário. responsáveis pelo acompanhamento e articulação do Estágio Supervisionado. Corrigir as avaliações dos alunos elaboradas durante o estágio supervisionado. da Gestão de Estágio e da equipe de professores orientadores do Estágio Supervisionado da UNITINS. Dispor de horário para cumprir as atividades previstas para o estágio curricular.indicar professor orientador. como responsável pelo acompanhamento e avaliação das atividades de estágio.

662/1993. Realizar a monitoria do Curso de combate a dependência química. III. Formalizar a documentação referente ao cumprimento do estágio. Reuniões semanais com os alunos para orientações acadêmicas de 45 minutos por grupo. divulgação do curso. . São atribuições e/ou responsabilidades do Supervisor Acadêmico Regional: Identificar oportunidades de estágio. Encaminhar aos CRESS as informações sobre os campos de estágio. indicando: I.Nome e número de registro nos Conselhos Regionais de Serviço Social dos profissionais responsáveis pela supervisão acadêmica e de campo. bem como seus respectivos endereços e contatos. obrigatório. para encaminhar aos Conselhos Regionais de Serviço Social de sua jurisdição. em conformidade com a exigência determinada pelo artigo 14 da Lei 8.pela abertura de campo de estágio. O Supervisor de Campo do estágio tradicional é um profissional Assistente Social contratado ou concursado da Instituição que concede o estágio. orientação e acompanhamento das atividades de estágio. Acompanhar e orientar os alunos na organização.Nome do estagiário e semestre em que está matriculado. II.Campos credenciados. a partir do início de cada semestre letivo. terão prazo de 30 (trinta) dias. comunicação formal e escrita. Inserir os alunos em campo de estágio tradicionais e ou projeto de extensão. Orientar e acompanhar os alunos que realizarão projeto de extensão. Fazer o acompanhamento das atividades desenvolvidas de forma compartilhada com os supervisores acadêmicos da UNITINS e supervisores de campo. Ajustar suas condições de realização. Enviar mensalmente relatório sobre a supervisão. Contatos com os supervisores de campo (assistentes sociais da instituição campo).

Elaboração do plano de estágio. da educação. Elaboração do projeto de intervenção. já realizados. Inserir os alunos em campos de estágio tradicionais e ou projeto de extensão. Realização de seminários teórico-metodológicos com os alunos. Acompanhar e orientar o aluno em fase de coleta de dados em campo. São atribuições e/ou responsabilidades do Supervisor de Campo: Acompanhar e orientar o aluno em fase de observação do campo. Formalizar a documentação referente ao cumprimento do estágio. quanto dos Estágios I e II. . incluindo as seguintes atividades: Análise institucional do campo de estágio. Elaboração do relatório parcial. Acompanhar e orientar o aluno em fase de coleta de dados e levantamento das realidades locais políticas públicas das redes de atendimentos da saúde. Acompanhar e orientar os alunos nos projetos de intervenção que serão aplicados nas instituições e comunidades locais em que os estágios serão realizados. da segurança pública e outros. ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DE ESTÁGIO POR REGIÕES Aplicar e multiplicar o Curso de Prevenção e Combate à Dependência Química dos projetos de extensão. Identificar oportunidades de estágio.Orientação. acompanhamento e supervisão de todas as atividades do estagiário sob sua responsabilidade durante o desenvolvimento do Estágio. Elaboração do relatório final. tanto do Estágio I. Ajustar suas condições de realização.

ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO ESTÁGIO I. Programas: Idoso. estaduais e federais) Ex: PETI (programa de Erradicação do Trabalho Infantil.Fazer o acompanhamento das atividades desenvolvidas de forma compartilhada com os supervisores acadêmicos da UNITINS e supervisores de campo.Programa de Saúde da Família Secretarias Municipais e Estaduais CRAS – Centros de Referência de Assistência Social. Orientar e acompanhar os alunos que realizarão estágios tradicionais. Programas (municipais. Espaços socioocupacionais em que os alunos poderão estagiar Secretarias Municipais e estaduais Hospitais Postos de Saúde Pronto Atendimento Instituições Públicas Saúde Centros de Saúde do Trabalhador Centro Sexual Reprodutivo Clínicas Ambulatórios PSF. Postar na ferramenta de estágio um relatório com a avaliação final do estágio. Orientar e acompanhar os alunos que realizarão projeto de extensão.: O aluno obrigatoriamente deve ter presença de 75% (setenta e cinco por cento) durante o cumprimento de estágio. Criança e Adolescentes e pessoa com deficiência. Assistência Social CREAS – Centros de Referência Especializado de Assistente Social. 3. OBS. Instituições Públicas Educação Secretarias de Educação Escolas Educação infantil/creches . Projetos Sociais – Ex: Projeto Sentinela: atendimento à crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual.

etc. Fundação Xuxa Meneguel. associações. associações Movimentos Sociais M S T – Movimento dos trabalhadores rurais sem terra Fundações.Fóruns Procuradoria de Justiça RH – Recursos Humanos Convênios Diretorias e setores de assistência ao trabalhador Setor de saúde Setor de treinamento Planejamento Previdência Social Diversas Instituições Privadas Empresa Meio Ambiente Movimentos Sociais Luta pela moradia Fundações. DIVERSOS .Habitação Secretarias Programas Projetos Reabilitação Profissional Secretaria de Meio ambiente Secretaria de Juventude Secretaria de Agricultura Ministério Público Tribunal de Justiça Comarcas . Ex: Instituto Airton Sena Times de Futebol. indígena. Ex: Internacional/ RS Criança e Adolescentes APAES Albergues/asilos Abrigos Pastorais: da criança. do idoso. Institutos. da terra. Organizações do Terceiro Setor Agrária Esporte Fundações. Ex.

Os grupos deverão permanecer com os mesmos integrantes ao longo da realização de estágio.1 Formação dos Grupos de Estágio Para elaboração das avaliações (Diagnóstico/Projeto de Intervenção e Relatório Final) de estágio.4. Somente em casos excepcionais. CARGA HORÁRIA A SER CUMPRIDA A carga horária. os alunos podem formar grupos de estágio ou elaborar suas avaliações individualmente. os coordenadores de estágio por região ou supervisores regionais/supervisores de campo devem solicitar via requerimento disponibilizado no portal da Unitins para a Gestão de Estágio a mudança/alteração na composição dos grupos. Os alunos que optarem por formar grupos devem cadastrar os mesmos com 2 a 4 integrantes. conforme o Projeto Pedagógico do Curso é de 470H distribuídas 60 horas da disciplina de Estágio III : ESTÁGIO SUPERVISIONADO II Supervisão Acadêmica Campo de Estágio Elaboração de trabalhos TOTAL HORAS 30 h 160h 45 h 235 h ESTÁGIO SUPERVISIONADO III Supervisão Acadêmica Campo de Estágio Elaboração de trabalhos TOTAL HORAS 30 h 160h 45 h 235 h 4. Se o aluno optar por .

A ficha de frequência de Estágio e a ficha de avaliação preenchida pelo supervisor de campo (Anexos do Manual de Orientações de Estágio).1 A supervisão direta de estágio em Serviço Social é atividade privativa do assistente social. tanto dos alunos que estagiarão em campos tradicionais.elaborar as avaliações em grupo somente irá colar grau após todos os alunos do seu grupo terem realizado o estágio em campo. sendo denominado supervisor de campo o assistente social da instituição campo de estágio e supervisor acadêmico o assistente social professor da instituição de ensino. para viabilizar os trabalhos de coordenação das atividades de toda a rede de Estágio. obrigatoriamente. Durante a realização do estágio. como em campos de extensão internos da Unitins. Esse diagnóstico será subsidio para a elaboração do relatório parcial. 4. os supervisores regionais. Um projeto de intervenção para resolução de uma demanda detectada e. privadas e de terceiro setor. os alunos irão elaborar um diagnóstico institucional para apreender o funcionamento da política implementada na instituição concedente de estágio. Os supervisores regionais enviarão relatórios mensais com a avaliação da realização do Estágio Supervisionando. conforme Art. devidamente inscrito no CRESS de sua área de ação. publicada em 29 de setembro de 2008. (instituição concedente de estágio) e supervisores acadêmicos (projeto de extensão ou campo de estágio tradicional). . acompanhados por um supervisor de campo (Assistente Social do quadro funcional da instituição concedente de estágio) e orientados por um professor de estágio da IES. 2º da Resolução do Conselho Federal de Serviço Social. Os coordenadores por região. deverão ser assinadas e carimbadas tanto pelo supervisor de campo. em pleno gozo dos seus direitos profissionais. ainda. manterão uma comunicação permanente. um relatório final para avaliação da realização do estágio supervisionado. A ficha de controle de 1 Resolução do Conselho Federal de Serviço Social nº 533.2 – ESTÁGIO TRADICIONAL Os alunos farão estágios em campos tradicionais inseridos em instituições públicas. e os supervisores orientadores de estágio da Unitins e os supervisores de campo.

o acadêmico deverá acessar o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).UNITINS e a empresa cedente do estágio (modelo fornecido pela instituição em: http://www. .aspx. no semestre 2011/2. 5. propriamente ditas. ou seja.frequência anexo IV.1 Procedimentos Iniciais para o Estágio Supervisionado Antes do início das atividades de estágio. o documento deverá ser impresso. para cadastrar os grupos deverão acessar o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Para postagem do Diagnóstico/Projeto de Intervenção e o Relatório Final. em três vias. Os acadêmicos da turma 2008. mas deverá elaborar o diagnóstico/projeto de intervenção e relatório final em grupo de 2 a 4 componentes ou individualmente. O estudante poderá realizar o estágio em políticas públicas diferenciadas. selecionar a disciplina de estágio supervisionado III. selecionar a disciplina de estágio supervisionado III no semestre 2011/2 e cadastrar seu grupo ou se cadastrar individualmente. é necessário que você acadêmico providencie o preenchimento e a assinatura de alguns documentos e formulários que comprovarão o vínculo com a instituição concedente do estágio. 5. fará a abertura de campo de estágio. que são: Termo de Convênio de Estágio – é um termo que tem por objetivo estabelecer e regulamentar a admissão de acadêmicos para as atividades de Estágio Supervisionado.br/portal2008/Default.unitins. preenchidas pelo Coordenador de Polo ou Coordenador de CA que. (UNITINS A a Z minuta de convênio). Para esta formalização. e a ficha de acompanhamento anexo VI devem ser enviadas para a UNTINS. com a presença do Supervisor Acadêmico Regional. É o documento assinado entre a Fundação Universidade do Tocantins . recolherá a assinatura da instituição cedente. e postar suas avaliações. POSTAGEM DAS AVALIAÇÕES E CADASTRO DE GRUPO TURMA 2008.

pdf Ficha de identificação do (a) acadêmico (a) – é o documento que apresenta dados do estagiário. do supervisor de campo e da instituição campo do Estágio. Ficha de Controle de Frequência Diária do Estagiário na Entidade – é um documento que serve para controlar a freqüência do estagiário em suas atividades de estágio supervisionado. sendo que uma será entregue à instituição cedente e a outra deverá ser anexada no Relatório final de Estágio. disponível em: http://www. Deverá ser preenchida. datada e assinada pelo supervisor de campo. Deverá ser preenchido em 2(duas) vias. de que será preenchido. Ficha de Controle de Frequência Final do Estagiário – é um documento (ANEXO V).é um documento que o encarregado de acompanhar o estágio da instituição cedente avalia. em 2 (duas) vias. Deverá ser preenchida. do supervisor acadêmico presencial. Ficha de Acompanhamento do Acadêmico . assumem compromisso para a realização das atividades de estágio curricular. Termo de Cooperação do Acadêmico – é um termo em que a entidade cedente do estágio autoriza o estagiário a realizar suas atividades de Estágio Supervisionado. (ANEXO III). sendo que uma será entregue na instituição cedente e a outra deverá ser anexada ao Relatório de Estagio Estágio Supervisionado II.unitins.br/arquivos/estagio/Termo_de_Compromisso_de_Esta gio_Curricular. assinada e carimbada pelo supervisor de campo assistente social da instituição concedente de estágio em conjunto com o supervisor acadêmico. da instituição cedente. Deverá ser preenchida pelo estagiário. (ANEXO II). sendo assinada pelo Coordenador de Pólo ou Coordenador de CA da UNITINS (ANEXO I). assinado e carimbado pelos supervisores acadêmico e de campo no final do estágio supervisionado . Termo de compromisso de estágio curricular – é um documento que as partes: estagiário e instituição cedente. (ANEXO IV). em 2 (duas) vias.Carta de Apresentação do Acadêmico – deverá ser preenchida pelo estagiário. sendo que. uma será entregue na instituição cedente do estágio e a outra será anexada no relatório final do estágio.

3° Passo: Formar grupos de 2 (dois) até 4 (quatro) componentes para a realização do estágio ( o grupo deverá permanecer o mesmo durante todo o cumprimento do estágio). • fazer análise institucional. que ocorrerá mediante documento assinado entre a UNITINS e a entidade campo de Estágio: • preencher os formulários anexos a essas orientações. • fazer um relatório parcial contextualizando a política pública ou privada em que está inserido (Criança e Adolescente. .forma escrita. 2º Passo: Retirar.1. se for empresa pública ou empresa privada ou. Assistência Social. no portal. (ANEXO VI). o desempenho do estagiário. • elaborar e desenvolver com o supervisor acadêmico presencial o Plano de Estágio. 5. Deverá ser preenchido pelo assistente social supervisor de campo. Saúde.2 Passos a serem seguidos para realização do Estágio Supervisionado 1º Passo: Acompanhar as orientações acadêmicas dadas pelos supervisores regionais nas reuniões de orientação. Habitação.O grupo formado vai em conjunto produzir e entregar as avaliações realizadas durante a realização do estágio. o primeiro momento é reservado para o acadêmico desenvolver as seguintes atividades: • identificar e conhecer a área de estágio. de acordo com orientações da disciplina de Estagio Supervisionado I. ainda. conforme o cronograma e orientações estabelecidas pela UNITINS. entre outras). 5. ONG ou entidades de classes conferir com o supervisor regional o processo de formalização do convênio de estágio.1.1 Estágio Supervisionado No início do Estágio Supervisionado. por meio das teleaulas. já descritos. os formulários necessários aos procedimentos iniciais.

também. Termo de Cooperação (ANEXO II) que deverá ser entregue. deverá ser definida a área em que vocês desenvolverão as atividades de estágio. e Termo de Compromisso de Estágio Curricular .unitins.br/arquivos/estagio/Termo_de_Compromisso_de_ Estagio_Curricular. datar e assinar o Termo de Autorização é a instituição cedente. refletir e discutir a prática profissional). Neste momento. atua sob orientação pedagógica da Gestão de Estágio e equipe de professores orientadores do estágio supervisionado da UNITNS. juntamente com o assistente social da instituição (Supervisor de campo2).pdf ) deverá ser preenchido pelo estagiário e devidamente entregue na instituição cedente do estágio. na instituição cedente do estágio. disponível em (http://www. Obs: o supervisor acadêmico regional será capacitado permanentemente via ambiente virtual. em grupos. (confira em 2 O Supervisor de Campo é o Assistente Social da Instituição concedente cuja função é orientar e acompanhar o estagiário dentro da instituição em que ele atua (orientar.4º Passo: Em grupo escolher uma instituição pública. 7º Passo: Momento de começar a colher dados e informações (tarefa que o grupo formado deverá fazer conjuntamente) sobre a instituição cedente do estágio para compor e escrever o Plano de Estágio. e responsável pela articulação do estágio. Neste momento o aluno deverá se apropriar de “um diário de campo” para anotações das mais diversas acerca do estágio. comunicados. em branco. 5º Passo: Escolhida a área em que será desenvolvido o estágio. privada ou ONGs para a realização das atividades de estágio. Quem vai preencher. informativos. O Supervisor Acadêmico Regional é o Assistente social contratado pela UNITINS. dirigir-se até o órgão para conversar com o encarregado (diretor/gerente ou cargo correspondente) e obter autorização informal (conversa com o encarregado da instituição cedente em que ele deverá autorizar a realização do estágio). 3 . conforme convênios já estabelecidos. orienta os alunos incentivando a reflexão teoria/prática. 6º Passo: Formalizar as atividades de estágio preenchendo os seguintes formulários: Carta de Apresentação (ANEXO I) que deverá ser entregue à autoridade promotora do estágio (assistente social ou pessoa responsável) e deverá ser preenchida pelo estagiário. telefone. Esse momento deve ser construído com a participação do supervisor acadêmico e do supervisor de campo3 respectivamente.

• Alteração de situações a serem observadas. etc. surpresas. • É o desafio de fazer a passagem da atividade para a linguagem escrita que exige reflexão. conforme estrutura e instruções apresentadas nestas orientações. qual a sua importância para o estagiário e as sugestões de levantamento de diagnóstico institucional). (confira as observações sobre elaboração do plano de estágio). encaminhamentos.1. • Serve também para controle de carga horária. fatos. tais como: • Anotar dificuldades. atores ou entrevistados. a respeito de sua vivência no campo de estágio. vivências. • É um relato de acordo com a coerência interna.3 Observações Importantes Diário de campo: Trata-se de um caderno em que a (o) estagiária(o) anotará suas percepções. sobre o que está acontecendo. reações das pessoas. • A substituição de documentos. quando as definidas inicialmente não estão trazendo bons resultados. 8º Passo: O grupo deverá escrever o Plano de Estágio Supervisionado. faz uma série de considerações sobre o diário. • A mudança das estratégias de abordagem. não com a cronologia dos fatos . 5.Observações importantes o que vem a ser o diário de campo. avaliação do estágio. • A avaliação de cada informação obtida. • Suas próprias percepções e questionamentos enquanto observadora. 10º Passo: Após cumpridas as etapas iniciais do estágio e formalizadas as documentações o acadêmico poderá realizar o estágio e elaborar as avaliações exigidas. Joazeiro (2002). discutidas nas orientações acadêmicas. 9º Passo: O grupo deverá executar o Plano de estágio durante todo o processo do desenvolvimento do Estágio Supervisionado .

1 – Nome da Instituição 1.1. 5. estadual) 1. por quê) 2. coordenador. 1.1. O que fazer? Discutir durante a supervisão.7 – Vinculação administrativa (mantenedora) 1.2 – Demandas da instituição 2. OBS: Lembramos que o diário de campo é algo exclusivo do acadêmico e que a ele compete resguardá-lo sob sigilo.2 – Objetivos implícitos (percepção do acadêmico) . secretário) 2 – Constituição histórica 2.5 – Projetos envolvidos 1.1.4 Análise Institucional Roteiro para Análise Institucional 1 – Dados de identificação 1. LEMBRETE: use a ética e mantenha seu diário em sigilo.8 – Nome dos dirigentes (presidente. O supervisor acadêmico poderá ler o diário para fins de reflexão teórico prática. regional. O diário é opcional.6 – Funcionamento (horário) 1. verbalizar. buscar junto com as supervisoras refletir a vivência profissional e pessoal adquiridas no estágio.2 – Contexto atual ( Funcionamento atual da instituição) 3 – Objetivos institucionais 3.3 – Área de atuação 1. telefone . n° bairro.1 – Objetivos institucionais (presentes na documentação da instituição) 3. supervisor de campo não lê o diário. bem como outras pessoas.• E as lacunas do diário? Os espaços em branco.1 – Como se constituiu (data.4 – Área de abrangência (municipal.2 – Endereço: rua.1 – Grupos sociais que participaram de sua criação e desenvolvimento 2.

6 – Proposta (Plano de Trabalho) .10 – O Assistente Social é flexível diante das demandas institucionais? Como você percebe? 7.2 – Relação instituição com usuário 5.atribuições 7.15 – Requisitos/critérios para ingresso na instituição (o Assistente Social) 7.4 – Tempo de atuação 7.Inserção do estagiário junto ao Assistente Social. materiais disponíveis 7.8 – RH.16 – Carga horária semanal/Assistente Social 7.7 – Descrição do processo de trabalho do Assistente Social 7.1 – Nome: 7.1 – Relação usuário-instituição 5.9 – Relação interdisciplinar (conflito/entendimento) 7.14 – Limites e possibilidades (escutar o profissional) 7. CRESS/região: .1 – Sintonia/contradição entre objetivos e operacionalização 6.13 – Lugar que ocupa o Assistente Social (formal e informal) 7.1 – Rotina ( Como ocorre o cotidiano institucional) 4.2 – Participação do usuário 6.12 – Capacidade máxima de atendimento/Assistente Social 7.3 – Articulação institucional (rede interna/externa) 7 – Serviço Social 7.17 .11 – Quantidade de usuários que atende em média/mês 7.3 – Relação entre os atores institucionais (equipe) 6 – Aspectos subjetivos (implícitos) 6.2 – Tipos de atendimento geral 5 – Resultados das atividades 5.2 – Número de Assistentes Sociais 7.3 – Especialização 7.4 – Proposta de atuação ao usuário 4.5 – Surgimento da necessidade do Assistente Social 7.

idosos. 5.8 – Outros aspectos a ser considerados 9 – Conclusão que aponte para a elaboração do Projeto de intervenção do estagiário.5 – Relacionar os projetos desenvolvidos pela instituição. • Campo 1. saúde. 3.2 – Contextualizar a instituição na atualidade. referente à grupos sociais que dela participam. e a inter-relação da equipe (profissionais. Vamos nos deter nas orientações dos campos mais complexos: • Campo 1. O roteiro deve ser preenchido no início do estágio na instituição pretendida. meio-ambiente. A coleta de informações relativas a cada campo deve ser clara. • Campo 4 e seus itens – Especificar a proposta da instituição de atendimento ao usuário no que se refere à rotina pretendida e aos tipos de atendimento de modo geral. as demandas e serviços atuais. educação. • Campo 2. objetiva e significativa para a análise do espaço da prática profissional. • Campo 6 – Diz respeito aos aspectos que resultam da observação crítica do acadêmico sobre a sintonia ou contradição existente entre os . relativos ao passado.7 – Denominar o órgão a que a instituição está vinculada administrativamente. analisando a atuação da instituição face às necessidades/problemas do usuário. técnicos e administrativos).1. infância. recorrendo ao referencial teórico sobre: contradições entre os interesses da instituição e dos usuários. • Campo 1. correlação de forças (dominação/submissão ou reação) entre si. trabalhador (quando se tratar de empresa) e etc.3 – Refere-se à área de atendimento da instituição: habitação. • Campo 5 e seus itens – Especificar os resultados. exemplo: o presídio está vinculado à Secretaria de Estado da Segurança Pública.5 Orientações para a utilização do Diagnóstico 1. 2. família. • Campo 2 – Todos os itens deste campo são relativos ao histórico da instituição.

o grau de participação do usuário na solução do problema (ativa/passiva).). 5. campanhas. Não deve ser considerado como um projeto de ação rígido e impositivo. Quantificar os recursos humanos (administrativos. feiras. permitindo o acompanhamento de suas tarefas e possibilitando.1. a articulação institucional de recursos para o atendimento ao usuário no seu interior e na interrelação com outras instituições para a mesma finalidade. voluntários).6 Plano de estágio É um planejamento preparatório para direcionar as atividades do estagiário. o Conselho Regional de Serviço Social a que está subordinado. em tempo hábil. responsável pelo acompanhamento do acadêmico no campo de estágio. eventos arrecadativos. materiais e financeiros/mensal-anual. além de outros significativos para a análise. • Campo 8 – Registrar aspectos da conjuntura global e da própria instituição que interferem na ação institucional e na intervenção do Assistente Social. Ouvir o profissional quanto às possibilidades de atuação (realiza parcerias. mas deve ser dotado de flexibilidade para melhor se adequar às contingências das situações encontradas na vivência das organizações. etc.objetivos propostos pela instituição e os mecanismos operacionais mais utilizados. as correções que se fizerem necessárias para atingir os objetivos do aluno e as necessidades da organização que serve de campo de estágio. o quantitativo de profissionais existentes. • Campo 7 – Refere-se especificamente às informações do Serviço Social. a especialidade dos profissionais (se existir. fatores determinantes para a criação desse serviço na instituição. Registrar o nome completo do Assistente Social da instituição/empresa. há sustentabilidade da ação – venda de produtos. verificar a posição do Serviço Social no organograma da instituição e seu âmbito de atuação (decisão/operacional/consultivo). Plano de Trabalho no que se refere às atribuições do Serviço Social. quais e quantos). técnicos. tempo de atuação do Serviço Social na instituição. .

5. O prazo de entrega do Plano de Estágio será estabelecido em comum acordo com o supervisor acadêmico presencial. Formação Profissional e Titulação. o próprio desenvolvimento do Plano de Estágio contribui para o aperfeiçoamento da aprendizagem. HISTÓRICO DA ORGANIZAÇÃO: Informações sobre a fundação. Instituição. levando o aluno a uma reflexão dos seus propósitos no estágio e uma revisão das teorias pertinentes à área onde pretende aprofundar seus estudos. contexto. 11. 2. . 10.1. motivos etc. bem como. Justificativa e Conteúdo. 8. PROBLEMA: Descrição da questão. situação atual. SUPORTE TEÓRICO: Indicação e comentários de obras e autores que vão dar embasamento ao estudo. DADOS DO ESTAGIÁRIO: Nome. Curso. SUMÁRIO: Discriminando os temas do Plano com as páginas numeradas. pelo estagiário. Portanto. MISSÃO/OBJETIVOS DA ORGANIZAÇÃO: Razão de ser da Empresa/organização e finalidades sociais e/ou econômicas.A elaboração do Plano de Estágio. dificuldades teóricas e práticas estimadas. evolução. Importância. TEMÁTICA PARA ESTUDO: Descrição sucinta do que pretende analisar 6. Período. Matrícula e Endereço completo. 5. 3. 7.7 O Plano de Elementos: Estágio deverá conter os Seguintes 1. 4. Uma cópia do Plano deverá ser entregue ao Coordenador de Estágio Supervisionado dos pólos. é um exercício prático do processo de planejamento. resulta na oportunidade de utilização correta das normas técnicas adequadas à estrutura de trabalhos acadêmicos. DADOS DOS SUPERVISORES DE CAMPO e SUPERVISOR ACADÊMICO: Nome. METODOLOGIA DO TRABALHO: Descrição dos métodos e técnicas a serem utilizados no desenvolvimento do trabalho 9. RESULTADOS ESPERADOS: Soluções práticas e viáveis que o estudo poderá indicar. APRESENTAÇÃO: Finalidade.

12. ESTRUTURA DE FUNCIONAMENTO DA ORGANIZAÇÃO: Estrutura organizacional. 14. Configura-se na apresentação descritiva e interpretativa. • relação teoria e prática observada no campo de estágio. 5. 13.1. • compromisso e o respeito dispensado com o usuário da política em questão. • breve introdução acerca da política pública ou social em que o aluno está inserido. Via de regra. • intervenções implementadas pelos profissionais de Serviço Social. esclarecer. • atividades relevantes desenvolvidas pelos alunos junto com Assistente Social do campo de estágio.8 Diagnóstico do Projeto de Intervenção Ao início do Estágio Supervisionado os alunos deverão construir um diagnóstico. deve constar na apresentação do Projeto de Intervenção que é inserido na ferramenta de estágio no portal da Fundação Universidade do Tocantins. 5. ATIVIDADES A DESENVOLVER: Tipos de atividades práticas que espera desenvolver na empresa/organização. documentar ou registrar determinadas situações vivenciadas em campos de estágio. • aspecto ético – político observado no estágio. • interligar as políticas para estágios em campos diferenciados. CRONOGRAMA: Distribuição das etapas pelo tempo de estágio. número de empregados etc.9 Roteiro norteador para elaboração do Diagnóstico: : • breve histórico da instituição de campo de estágio. subsidiar. • demandas detectadas no campo de estágio. . organograma. objetiva informar.1. além das relativas à elaboração do trabalho teórico. conforme roteiro a seguir. • relacionar as políticas descritas com as legislações pertinentes e fundamentar com artigos das leis.

Tal proposta deve ser realizada com o aval do profissional.2.2 Estágio Supervisionado III Na disciplina Estágio Supervisionado III. a partir da ótica do estagiário.• percepções e apreensões do campo de estágio e da política pública ou social. • percepção de uma demanda relevante apresentada neste campo. 5. • escrever e entregar o relatório final do Estágio Supervisionado descrevendo. conforme roteiros a seguir: Projeto de intervenção: O projeto de intervenção consiste em um planejamento sistemático do que o estagiário pretende desenvolver no campo de estágio. • executar o projeto de intervenção de acordo estabelecido na elaboração do projeto. supervisor de campo e deve ser iniciativa do acadêmico. . com o cronograma 5. É uma proposta de intervenção do estagiário para desenvolver na instituição. o segundo momento é reservado para o acadêmico desenvolver as seguintes atividades: • identificar uma problemática dentro da área de estágio que seja relevante para a comunidade local em que se desenvolverá o estágio e elaborar um projeto de intervenção objetivando uma resposta para a demanda identificada. resposta/as a/as demanda/as que se fazem necessárias. como possibilidade deste protagonizar uma ação interventiva. analisando e avaliando a execução do projeto de intervenção. • indicação de uma possível resolução da demanda detectada.1 Observações Importantes Durante o Estágio Supervisionado III o aluno deverá construir um DIAGNÓSTICO/PROJETO DE INTERVENÇÃO E UM RELATÓRIO FINAL.

OBJETIVOS (a partir da análise institucional o acadêmico poderá identificar os objetivos de seu projeto). jogos. 3. como pesquisa.2 ESPECÍFICOS ( objetivos específicos são o desdobramento da proposição do objetivo geral. 6. mais especificamente àquelas que estarão envolvidas diretamente no contexto do objetivo geral). etc. devem estar associados as metas a serem atingidas. PÚBLICO ALVO (dizer quem são as pessoas ou os grupos de pessoas que serão mobilizadas. Podem-se detalhar as ações em etapas: Emprego de técnicas. local onde será executado o projeto.2. vivências em grupos. 2. fita de vídeo etc). viável e claro). álbum seriado. Projeto com metas torna-se mais delimitado. material expositivo. sobre a especificidade da temática e do fazer profissional. cartazes. JUSTIFICATIVA (fundamentar e justificar a proposta com base na análise institucional realizado e nas leituras teóricas. METODOLOGIA (como vai fazer para atingir os objetivos. identificando-o. 3. Emprego de instrumentos como questionários. 7. METAS A ATINGIR (qualifica e quantifica os objetivos. Recomendamos que sejam elaborados de três a quatro objetivos específicos para facilitar a execução do projeto) 4. RECURSOS . diagnóstico da realidade social). Para a elaboração dos objetivos específicos é necessário a utilização de verbos de ação. 5. Existem 3 perguntas a serem respondidas. APRESENTAÇÃO (colocar uma síntese do que está sendo proposto. falar sobre o estágio. relatórios. entrevista.5. que participarão das atividades.2 Roteiro para Elaboração do Projeto de Intervenção 1. que são: por quê? Para que? Para quem?).1 GERAL (objetivo geral é a idéia central do projeto onde você irá expor de forma clara e sucinta o que vai será proposto no projeto) 3.

. PARCEIROS OU INSTITUIÇÕES APOIADORAS (listar atores que contribuirão de alguma forma para a concretização do projeto). AVALIAÇÃO (como vai proceder para avaliar se o projeto foi exeqüível. Ex: roteiro de entrevistas. cadeiras. pastas. Os acadêmicos deverão elaborar os projetos de intervenção de acordo a área onde realizaram o estágio. Se houve envolvimento da demanda e da equipe técnica). no material impresso que permanecerá na pasta do aluno. fotos. 12. fotos e outros que ilustrem o caminho percorrido até a elaboração do projeto. telefone. O aluno deverá contextualizar a área ou política pertinente ao Serviço Social a qual direcionou o projeto de intervenção.1 7. financeiros – calcular todos os custos estimados para execução do projeto e origem dos recursos) 8. MATERIAIS (de consumo como papéis. OBS.7. questionários.: seguir rigorosamente as normas da ABNT.2 HUMANOS (pessoas a serem envolvidas na execução do projeto). arquivada no pólo. canetas. 10. formulários. computador. fichas. suas percepções sobre a intervenção realizada. BIBLIOGRAFIA REFERENCIADA (consiste em listar o referencial teórico que foi trabalhado no projeto).3 Relatório Final O relatório final é elaborado ao final do Estágio Supervisionado III. 11. ANEXO – (Opcional) Material elaborado ou produzido por terceiros. APENDICES-(opcional) Material elaborado pelo acadêmico. permanentes como mesa.2. etc. se a metodologia contribui para atingir as metas. 5. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO (consiste em colocar o tempo previsto para execução das atividades que serão desenvolvidas). se os objetivos foram perseguidos.etc. 13. 9. descrever as atividades propostas e executadas no projeto de intervenção bem como a participação do público alvo.

• como os objetivos propostos foram atingidos. • envolvimento do público beneficiado com a execução do projeto de intervenção do Estágio Supervisionado II. No desenvolvimento do relatório: • relatar como foi realizado o projeto de intervenção. Nas referências: • conter a descrição do referencial teórico utilizado para a elaboração do projeto e leituras que subsidiaram a prática no estágio III. Nas considerações finais do relatório: • relatar a avaliação dos resultados alcançados com a execução do projeto de intervenção. • a equipe envolvida (alunos/profissionais) na execução do projeto de intervenção do Estágio Supervisionado II. Para a inserção do relatório na ferramenta de estágio no portal do Curso de Serviço Social estão disponibilizados: • 3000 mil caracteres para a Introdução do relatório elaborado. • como o público alvo beneficiado avaliou os resultados obtidos com o projeto de intervenção do Estágio Supervisionado III. • tempo de realização do projeto.Para a elaboração do Relatório Final é necessário pontuar: Na introdução: • breve descrição sobre a instituição e área onde foi desenvolvido o projeto de intervenção. . • metodologia utilizada. • atividades desenvolvidas. • as parcerias que foram realizadas. • o público alvo beneficiado com a execução do projeto.

0 pontos) Apresentar uma síntese do que está sendo proposto. até data programada. • Relatório Final devidamente digitado no portal até data programada.5 Avaliações do Estágio Supervisionado III No estágio supervisionado III.2. 5. o qual será pontuado de 0 (zero) a 10. conforme orientações dos professores de Estágio e roteiro norteador.2. os alunos não realizam as avaliações objetivas.0 (dez). 3000 mil caracteres para as Considerações finais do relatório. O grupo de estágio ou o aluno de forma individual elabora um diagnóstico/projeto de intervenção (correspondente a A1) e elabora um relatório final (correspondente A2). identificar o local onde ser executado o projeto e apresentar o diagnóstico social elaborado no estágio JUSTIFICATIVA (até 1. Critérios para avaliação do Projeto de Intervenção Rubrica para avaliação de produção escrita do Plano de estágio APRESENTAÇÃO (até 2. 5.• • • 8000 mil caracteres para o Desenvolvimento do relatório. Ressalta-se que o projeto de intervenção e o relatório final valem de 0 a 10. com base na análise institucional 3000 3000 Caracteres Insatisf atório Satisfatório Bom Muito bom . conforme diretrizes do Curso de Serviço Social. 2000 mil caracteres para as Referências Bibliográficas.0 (dez) pelos professores responsáveis pelo estágio.4 Avaliação das Atividades do Estágio Supervisionado III Na disciplina Estágio Supervisionado III serão objetos de avaliação: • Diagnóstico/Projeto de Intervenção. estes trabalhos compõem a nota dos grupos ou do aluno. (em anexo) a qual será pontuada de 0 (zero) até 10.0 pontos) Fundamentar e justificar a proposta do projeto. I. devidamente digitado no portal. mediante correção dos professores.

AVALIAÇÃO ( até 1. bem como tempo gasto para sua realização. METAS ( até 0. Existem 3 (três) perguntas a serem respondidas. telefone.5 décimos) Quantificar e qualificar os objetivos. cartazes. oficinas. Parceiro ou instituições apoiadoras (listar atores que contribuirão de alguma forma para concretização do projeto). formulários. material expositivos. RECURSOS E PARCERIAS (até 0. Aponta as atividades a serem executadas. METODOLOGIA (até 1. Emprego de técnicas como.5 pontos) Descreve detalhadamente os passos a serem seguidos para atingir os objetivos. Projeto com metas torna-se mais delimitado viável e claro. sobre a especificidade da temática e do fazer profissional. entrevista. pesquisa.realizada e nas leituras teóricas. lanche etc).0 pontos) A partir da análise institucional o acadêmico deverá apresentar os objetivos do seu projeto • Objetivo Geral (objeto central que pretende atingir com a execução do projeto) • Objetivos Específicos (caracterizam-se como as especificações para alcance do objetivo geral) PÚBLICO ALVO (até 0. canetas. relatórios.5 décimos) Descrever recursos humanos (pessoas que serão envolvidas na execução do projeto). Emprego de instrumentos como. vivência em grupos.0 ponto) Descrever o procedimento para avaliar se 1000 1000 5000 100 1000 2000 . palestras etc. mais especificamente aquelas que estarão envolvidas diretamente com o contexto do objetivo geral. e que participarão das atividades. questionários.5 décimos) Apontar quem são as pessoas ou grupo de pessoas que serão mobilizadas. fitas de vídeo etc. pastas. que são: porque? para que? para quem? OBJETIVOS (até 2. Recursos materiais (papéis.

REFERÊNCIAS (até 1.0pontos) FINAIS (até 3000 8.0 pontos) Breve descrição sobre instituição e área de realização do projeto de intervenção. o tempo de realização do projeto e envolvimento do público beneficiado. citada ou consultada para elaboração do projeto. Se houve envolvimento dos beneficiados e da equipe técnica. O público alvo beneficiado e a equipe envolvida no projeto.5 décimos) Apresentar de forma cronológica o tempo previsto para as atividades que serão desenvolvida no projeto.0 ponto) Descrever a bibliografia utilizada. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO (até 0.projeto foi exeqüível.5 décimos) Descrever a bibliografia utilizada.Critérios para avaliação do Relatório Final de Estágio Supervisionado III Rubrica para avaliação de produção escrita do Plano de estágio INTRODUÇÃO (até 2. se a metodologia contribuiu para atingir as metas.000 3. DESENVOLVIMENTO (até 4. CONSIDERAÇÕES 3.0 pontos) Relatar a realização do projeto a metodologia utilizada. as atividades desenvolvidas. E ainda. 2000 .000 caracteres Insatisfatório Satisfatório Bom Muito bom Descrever a avaliação dos resultados alcançados com a execução o projeto de intervenção. citada ou consultada para elaboração do relatório final. se os objetivos foram perseguidos. 1000 2000 Comentários do professor avaliador: II. BIBLIOGRAFIA ( até 0. com os objetivos propostos foram atingidos e como o público alvo avaliou os resultados obtidos com a execução do projeto.

......... Comentários do professor avaliador: .Nota final atribuída ao relatório Parcial de Estágio: .

Da outra forma é irregular. Posso aproveitar as atividades que já realizo/realizei junto a uma Assistente Social? Não. É obrigatório o cumprimento de toda a Carga Horária prevista para o Estágio I. Segundo o Código de Ética e a Lei de Regulamentação do Serviço Social e a Resolução nº533/2008. 3. Estágio supervisionado e estágio extracurricular não se confundem. 4. O Estagiário pode estagiar sem o acompanhamento do supervisor de Campo e supervisor acadêmico? Não. não é possível aproveitar a carga horária de um para o outro. Apesar da Lei nº 11. 5. o estágio só será permitido com acompanhamento de profissionais devidamente inscritos no Conselho de Serviço Social. O acadêmico pode aproveitar horas de estágio extracurricular para o estágio curricular? Não. PERGUNTAS E RESPOSTAS MAIS FREQUENTES SOBRE O ESTÁGIO SUPERVISIONADADO: 1. como já foi supra mencionado. O Estágio supervisionado é parte do processo de formação acadêmica e consiste numa relação peculiar com os conteúdos dados nas aulas.788/08 exigir que o supervisor de campo e o supervisor acadêmico acompanhem o aluno estagiário das duas modalidades. O acadêmico pode estagiar no local de trabalho? Pode. É uma etapa da vida acadêmica. II e III? . desde que não fuja aos requisitos exigidos pelo regimento geral de estágio da UNITINS 2.6.

via de regra. 10. dúvidas. 6. Atividades complementares podem ser aproveitadas para complementar a carga horária de estágio? Não. o supervisor acadêmico presencial poderá ler o diário e contribuir com o aluno indicando leituras pertinentes à área onde aluno estagia que enriquecerão a elaboração do mesmo. a política pública ou social desenvolvida no campo de estágio e ainda para incentivar o aluno a buscar leituras que fundamente as suas percepções sistematizadas no diário. 9. As reuniões com os supervisores acadêmicos presenciais valem freqüência? . O diário de campo é para ser construído pelo aluno contendo suas percepções sobre o exercício profissional. numa totalidade de 480 h/a de acordo com o que estabelece o Regulamento de Estágio. O projeto de intervenção deve atender uma demanda institucional e. percepções.O estágio curricular é um momento único e por isso deve ser cumprido à risca. O acadêmico deve ter o discernimento para não confundir estagio supervisionado. nem tão pouco com atividades complementares. O estagiário pode elaborar o projeto de intervenção e efetivá-lo sozinho? Não. bem como instigar a reflexão de suas angústias. 7. Se num determinado campo de estágio tem 03 ou 04 estagiários sendo acompanhado por uma única supervisora de campo em uma determinada instituição. ser acompanhado pela Supervisora de campo. nada mais sensato do que construir e desenvolver o projeto de intervenção em equipe. Qual o número exato de alunos estagiários para desenvolvimento do projeto de intervenção? Isto é muito relativo. 8. O diário de campo é para ser corrigido? Não. com estágio extracurricular.

• campos de estágios que comportam apenas um ou dois alunos. Qual o papel do Supervisor Acadêmico Presencial da UNITINS no Estágio Supervisionado de Serviço Social? Enviar para o Conselho Regional do Serviço Social de seu Estado uma lista contendo a relação dos campos de estágio onde os alunos estão inseridos e nome do profissional que orienta o aluno no campo de estágio e número de seu registro no CRESS.Sim. poderá fazer o relatório em políticas diferentes? Sim. requisito necessário para o cumprimento do estágio supervisionado. projeto de intervenção. As avaliações impressas devem ficar arquivadas no pólo assim como as demais documentações de estágio: ficha de freqüência. uma vez que pela lei de regulamentação do estágio supervisionado em Serviço Social a presença desse profissional é obrigatória. 11. II e III do Curso de Serviço Social. 13. Essa proposta foi idealizada após a constatação de que: • Alguns municípios de diferentes Estados apresentaram campos de estágios reduzidos em virtude do número de instituições disponíveis nos municípios. plano de estágio. convênios. No Estágio Supervisionado I. termo de compromisso. • Há também as situações onde municípios não têm em seu quadro funcional um profissional de Serviço Social. Se o aluno realizar seu estágio em campos tradicionais. . termo de aceite. As reuniões realizados pelos supervisores acadêmicos presenciais valem freqüência para o cumprimento e validação do estágio supervisionado I. Quais os documentos impressos devem permanecer no Pólo na pasta do grupo de estágio? A Secretaria do Pólo deve organizar a pasta do aluno com a documentação original. II e III os alunos que optarem em realizar o estágio em grupo deverão elaborar as avaliações em grupo. Orientar e supervisionar os estágio obrigatório. 12.

alunos (as) que enfrentam tais situações deverão se deslocar para municípios vizinhos. elaborando seu relatório baseados nas fundamentações teóricas de autores que publicam sobre a temática e nas legislações pertinentes às políticas em que estão realizando o estágio supervisionado.Diante desse quadro. Dessa forma os alunos que realizarem o estágio supervisionado poderão fazer estágio em políticas diferenciadas. e nas legislações pertinentes às políticas em que estão realizando o estágio supervisionado. Exemplo figurado: . Grupos que apresentam alunos inseridos em políticas completamente distintas. Grupos que fazem estágio em uma mesma política devem elaborar o relatório contextualizando a política onde está inserido. assistência social. contextualizando as diferentes políticas onde estão inseridos. bem como nas legislações pertinentes a políticas de seguridade social. Grupos que apresentam alunos inseridos em políticas que compõem o tripé do Sistema de Seguridade Social deverão contextualizar a política de seguridade social. Grupos compostos por alunos inseridos em campos de estágios de políticas diferenciadas devem elaborar o relatório. Ex: Habitação e Judiciário. embasando sua construção e a fundamentação teórica em autores que publicam sobre a temática e nas legislações pertinentes. elaborando o relatório embasado em fundamentações teóricas de autores que publicam sobre a temática da seguridade social. e. enfatizando a interface entre as políticas de: saúde. enfatizando os principais aspectos dessas políticas na introdução. elaborando o relatório sempre embasados em fundamentações teóricas de autores que versam sobre a temática. poderão construir as avaliações em grupo. e fazer uma interface entre essas políticas e a Constituição Federal de 1988. devem contextualizar sucintamente sobre os principais aspectos de cada uma. previdência social.

não foram dimensionados aqui ou no Regulamento do Estágio serão oportunamente disponibilizados na interatividade e no portal destinado ao Estágio II e III do Curso de Serviço Social da UNITINS. Segue em anexo. 7. Essas políticas são diferenciadas. documentos e fichas para procedimento de regularização do Estágio. CONSIDERAÇÕES FINAIS Agora que vocês já fizeram a leitura de todo as orientações de estágio I.SEGURIDADE SOCIAL PREVIDÊNCIA SOCIAL SAÚDE ASSISTÊNCIA SOCIAL APOSENTADORIA E BENEFÍCIOS HOSPITAIS E POLICLÍNICAS CRAS No exemplo acima os alunos estão inseridos nos campos de estágios em instituições como: hospitais. têm uma compreensão geral de todas as etapas a serem percorridas durante os dois semestres de Estágio. mas a centralidade do relatório deve ser voltada para a Política de Seguridade Social. uma está voltada para a saúde. II e III. . Centro de Referência da Assistência Social CRAS e instituições que trabalham com benefícios e aposentadorias. outra para a assistência social. As informações e orientações e demais procedimentos que porventura.

Fiquem atentos para os procedimentos a serem seguidos e o cumprimento das atividades que viabilizarão o estágio supervisionado. A nossa equipe está à sua inteira disposição por meio da interatividade no portal institucional. 8. Lembre-se que vocês não estão sozinhos. CONTATOS Setor de convênios (63) 3218 2935 Secretaria Acadêmica 0800 644 2900 ENDEREÇO DA UNITINS: Quadra 108 SUL Alameda 11 lote 03 – CEP 77. ANEXOS .020-122 Palmas – TO 9. nosso compromisso será fundamental para o sucesso de todas as atividades.

____________________________ Coordenador de Pólo e ou Supervisor Acadêmico/UNITINS . junto a essa empresa.Fundação Universidade do Tocantins . para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários. Senhor (a):_________________________________________________________ Cargo: ___________________________________________ O Curso de Serviço Social – da Fundação Universidade do Tocantins . _____/______/_______. colocando-nos à disposição de Vossa Senhoria.UNITINS tem o prazer de apresentar a Vossa Senhoria o (a) acadêmico (a) _________________________________________________ _______________________________________________________________.UNITINS Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Educação a Distância e Tecnologia Educacional Curso Serviço Social – UNITINS ANEXO I – CARTA DE APRESENTAÇÃO DO (A) ACADÊMICO (A) ____________. O (a) aluno (a) compromete-se a cumprir as normas constantes dessa Instituição durante o período de efetivação das atividades. que tem interesse em cumprir suas atividades de Estágio Supervisionado. Sem mais.

______ de________________de _________ Autorizamos o (a) acadêmico _____________________________________ _____________________________________________________________. a realizar suas atividades de Estágio Curricular do Curso de Serviço Social da /UNITINS. Entidade_______________________________________________________ Assinatura do Responsável: _____________________________________ Carimbo da entidade ENDEREÇO____________________________________________________________ _____ BAIRRO _________________________________ CEP _______________________________ CIDADE _________________________________ TELEFONE _________________________ E-MAIL/URL _________________________________________________________________ . matriculado (a) na disciplina ESTÁGIO SUPERVISIONADO.UNITINS Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Educação a Distância e Tecnologia Educacional Curso Serviço Social – UNITINS ANEXO II – TERMO DE COOPERAÇÃO DO (A) ACADÊMICO (A) _________.Fundação Universidade do Tocantins .

___ de _____________________ de _____ __________________________________________________ ASSINATURA DO ESTAGIÁRIO ____________________________________________________________ ASSINATURA e CARBIMBO/CRESS DO SUPERVISOR ACADÊMICO ____________________________________________________________ ASSINATURA e CARIMBO/CRESS DO SUPERVISOR DE CAMPO .: ____________________ E-mail: _____________________________________________ Supervisor de Campo: ________________________________________________________ Formação Profissional: _________________________________________________________ Cargo que ocupa no campo de estágio: ____________________________________________ Dados do Campo de Estágio: Razão social da Empresa: ______________________________________________________ ____________________________________________________________________________ Nome fantasia ou sigla: _________________________________________________________ Ramo de negócio ou área de atuação: _____________________________________________ Endereço: ___________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ Tel.: ______________________________ E-mail: ___________________________________ Dados dos Supervisores: Supervisor Acadêmico Presencial: _____________________________________________ Formação profissional: _________________________________________________________ Titulação: ____________________________________________________________________ Tel.UNITINS Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Educação a Distância e Tecnologia Educacional Curso Serviço Social – UNITINS ANEXO III .Fundação Universidade do Tocantins .: ____________________ E-mail: _____________________________________________ Dados do Estágio: Tema para estudo: ____________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ Área de interesse: _____________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ Palmas.FICHA DE IDENTIFICAÇÃO DO (A) ACADÊMICO (A FICHA DE IDENTIFICAÇÃO DO ESTÁGIO Dados do Estagiário: Nome: ______________________________________________________________________ Curso: ______________________________________________________________________ Período: __________________ Matrícula (DRE): ____________________________________ Endereço: ___________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ Tel.

Estagiária (o) Ass.UNITINS Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Educação a Distância e Tecnologia Educacional Curso Serviço Social – UNITINS ANEXO IV – FICHA DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA DIÁRIA DO ESTAGIÁRIO NA ENTIDADE INSTITUIÇÃO CAMPO DE ESTÁGIO: _____________________________________________ NOME DA ( O) ESTAGIÁRIA (O): _________________________________________________ SUPERVISOR (A) DE CAMPO: _________________________________CRESS: __________ SUPERVISOR ACADÊMICO: ___________________________________CRESS: __________ SEMESTRE/PERÍODO: ________________________________ANO:____________________ Data Hora Entrada ____/____/______ ____/____/______ ____/____/______ ____/____/______ ____/____/______ ____/____/______ ____/____/______ ____/____/______ ____/____/______ ____/____/______ ____/____/______ ____/____/______ ____/____/______ ____/____/______ Total de horas/aula __________________________ Supervisor Acadêmico (Assinatura e Carimbo/CRESS) _________________________________ Supervisor de Campo (Assinatura e Carimbo/CRESS) Saída C/H Diária Ass.Fundação Universidade do Tocantins . Supervisor(a) de Campo ________________________________ Acadêmico (Assinatura por extenso) .

Supervisor Acadêmico (Assinatura e Carimbo/CRESS) Supervisor de Campo (Assinatura e Carimbo/CRESS) ______________________________ Acadêmico (Assinatura por extenso) . do Curso de Serviço Social. assinada e enviada à UNITINS) A Coordenação de Estágio Supervisionado. data. e que sejam relevantes para a disciplina "Estágio Supervisionado": 1. IDENTIFICAÇÃO DO (A) ESTAGIÁRIO (A): Nome: _________________________________________________Login:________________ Nome do Grupo de Estágio:______________________________________________________ Centro Associado:_______________________________Município:______________________ Área de Estágio:_____________________Campo de Estágio:__________________________ Nome do Supervisor de campo: __________________________________________________ Nº CRESS ________________________________________ Nome do Supervisor acadêmico: _________________________________________________ Nº CRESS _______________________________________ 2.UNITINS Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Educação a Distância e Tecnologia Educacional Curso Serviço Social – UNITINS ANEXO V – FICHA DE CONTROLE DE FREQUÊNCIA DO ESTAGIÁRIO (está ficha deverá ser devidamente preenchida. da UNITINS está solicitando que a Vossa Senhoria nos forneça informações sobre o(a) estagiário(a).Fundação Universidade do Tocantins . baseadas nos conhecimentos adquiridos e nas qualidades que ele(a) possui. PERÍODO DE REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO: Disciplina Estágio Supervisionado II Estágio Supervisionado III Período de Realização Inicio: ___/___/_______ Inicio: ___/___/_______ Término: ___/___/_______ Término: ___/___/_______ Carga Horária Total _________ _________ Ratificamos que o (a) acadêmico (a) supracitado cumpriu o Estágio Supervisionado em Serviço Social em conformidade com os princípios legais e éticos da profissão e o Projeto Pedagógico do curso de Serviço Social/UNITINS.

em cada item: Adaptabilidade: Capacidade de fazer a relação teoria/prática: Capacidade de trabalhar em equipe: Capacidade de trabalho individual: Criatividade: Flexibilidade: Iniciativa: Persistência: Prospecção:* Senso prático: ( ) Muito bom ( ) Bom ( ) Regular ( )Insuficiente ( ) Muito bom ( ) Bom ( ) Regular ( )Insuficiente ( ) Muito bom ( ) Bom ( ) Regular ( )Insuficiente ( ) Muito bom ( ) Bom ( ) Regular ( )Insuficiente ( ) Muito bom ( ) Bom ( ) Regular ( )Insuficiente ( ) Muito bom ( ) Bom ( ) Regular ( )Insuficiente ( ) Muito bom ( ) Bom ( ) Regular ( )Insuficiente ( ) Muito bom ( ) Bom ( ) Regular ( )Insuficiente ( ) Muito bom ( ) Bom ( ) Regular ( )Insuficiente ( ) Muito bom ( ) Bom ( ) Regular ( )Insuficiente *capacidade de prever fatos e situações de modo a eliminar possíveis falhas na execução das tarefas.S. em poucas palavras. IDENTIFICAÇÃO DO (A) ESTAGIÁRIO (A): Nome: _____________________________________________________Login:____________ Nome do Grupo de Estágio______________________________________________________ Centro Associado:__________________________Município:___________________________ Área de Estágio: ___________________________Campo de Estágio:____________________ Nome do Supervisor de Campo e Nº CRESS________________________________________ Nome do Supervisor Acadêmico e Nº CRESS________________________________________ Atividades desenvolvidas no estágio: ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ 2.Fundação Universidade do Tocantins . bem como procedeu à avaliação acima. _____________________. ____ de ___________________ de ______ Supervisor Acadêmico (Assinatura e Carimbo/CRESS) Supervisor de Campo (Assinatura e Carimbo/CRESS) . o conceito _______. ao (a) estagiário (a). atribui.S. e que sejam relevantes para a disciplina "Estágio Supervisionado": 1. baseadas nos conhecimentos adquiridos e nas qualidades que ele(a) possui.ª considera a mais descritiva referente ao potencial do(a) estagiário(a). Analise.UNITINS Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Educação a Distância e Tecnologia Educacional Curso Serviço Social – UNITINS ANEXO VI – FICHA DE ACOMPANHAMENTO DO ESTAGIÁRIO NA ENTIDADE CAMPO A Coordenação de Estágio Supervisionado. da UNITINS está solicitando que V.ª nos forneça informações sobre o(a) estagiário(a). do Curso de Serviço Social. o desempenho do (a) estagiário (a): ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ O responsável _______________________________________________________. CLASSIFICAÇÃO DE DESEMPENHO: Assinale a opção que V. que orientou e supervisionou o estágio.

UNITINS Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Educação a Distância e Tecnologia Educacional Curso Serviço Social – UNITINS ANEXO VII – CREDENCIAMENTO DOS CAMPOS DE ESTÁGIO – SERVIÇO SOCIAL Comunicamos ao Conselho Regional do Estado _________________________________Região/jurisdição Social (tabela em anexo).Fundação Universidade do Tocantins . Nome do Assistente Social Nº DO CRESS nº____________a abertura dos campos/vagas de Estágio Supervisionado Obrigatório em Serviço Nº da matrícula FONE institucional (UNITINS) (Supervisor Acadêmico) __________________/_______ _______/_______/2010. _________________________________ Supervisor Acadêmico (Assinatura por extenso e Carimbo/CRESS) .

ACADÊMICO NOME DO ESTÁGIÁRIO SEMESTRE MATRICULADO _________________________________ Supervisor Acadêmico (Assinatura por extenso e Carimbo/CRESS) ___________________________________ Supervisor de Campo (Assinatura por extenso e Carimbo/CRESS) . HORÁRIA DO SUPERVISOR DE CAMPO QUANT. ACADÊMICOS POR SUP. ACADÊMICOS POR SUP.662/93 CAMPO CREDENCIADO ENDEREÇO CONTATO ASSISTENTE SOCIAL – CAMPO/ Nº DO CRESS C. DE CAMPO ASSISTENTE SOCIAL – ACADÊMICO/ Nº DO CRESS QUANT. EM CONSONÂNCIA COM O ARTIGO 14 DA LEI 8.TABELA DE APRESENTAÇÃO DOS CAMPOS DE ESTÁGIO.

Os Certificados originais ficam com o acadêmico e cópias ficam arquivadas nos POLOS.login__________. ATENÇÃO: Não precisam enviar os Certificados. línguas estrangeiras. monitoria. As AACCs devem englobar atividades de conhecimento e habilidades complementares a formação em Serviço Social.__________________________________________________. Assinatura e carimbo do Assistente Social (Supervisor Acadêmico) Especificação da atividade CH PERÍODO (data e ano) Citar a certificadora PESQUISA: Iniciação científica com acompanhamento de docente de ensino superior. ___________________________________________________________________________ Assinatura do (a) Acadêmico (a) Data ____/_____/______. oficinas. EXTENSÃO: Participação em seminários. CARGA HORÁRIA EXIGIDA: 140 HORAS (SERVIÇO SOCIAL – TURMA 2008) Eu. congressos entre outros. fóruns. PERÍODO (data e ano) Citar a certificadora Assinatura e carimbo do Assistente Social (Supervisor Acadêmico) Especificação da atividade CH Declaro estar ciente das penalidades resultantes em caso de apresentação de documentos falsos e/ou que apresente irregularidade de qualquer natureza.FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIREÇÃO DE Ead COORDENAÇÃO DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL REQUERIMENTO DE CONTABILIZAÇÃO DE CARGA HORÁRIA PARA AS ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO-CULTURAIS.telessa la ______________________ Curso _____________________requeiro o aproveitamento das atividades abaixo especificadas e respectivos certificados e/ou declarações para compor a carga horária das atividades acadêmico-científico-culturais. Assinatura e carimbo do PERÍODO Citar a Especificação da atividade CH Assistente Social (data e ano) certificadora (Supervisor Acadêmico) ENSINO: Cursos. publicação de produção científica entre outros. . conferências.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->