Gametogênese

http://www.iesambi.org.br/apostilas2004/gametogenese1m.htm

Gametogênese - Espermatogênese - Ovogênese - Fecundação
Renata Benázio Pascoal Ribeiro, Ana Cristina Benigno da Silva, Luís Paulo Araújo Benigno e Marina Araújo - 1º M Disciplina: Biologia Professor: João Couto INTRODUÇÃO O Tema desenvolvido nos propicia entender de forma mais esmiuçada alguns aspectos da gametogênese, fecundação e embriologia dos animais. Abordando todos os conceitos que devemos saber para facilitar o entendimento do corpo da grande maioria dos multicelulares que é constituído por células diplóides que se formam por mitose de células preexistentes sendo importante frisar que todas essas células originam-se de uma célula inicial, chamada ovo ou zigoto. GAMETOGÊNESE Como se forma o OVO? Forma-se pela união de duas células haplóides, chamadas gametas, o óvulo e o espermatozóide. O óvulo é o gameta feminino e o espermatozóide o gameta masculino. Tanto o óvulo como o espermatozóide é formado por meiose de células denominadas germinativas, que são diplóides. São formadas em órgãos especializados, as gônadas que são de dois tipos: as femininas e as masculinas. As gônadas femininas são os ovários, que produzem óvulos; as gônadas masculinas são os testículos, que produzem espermatozóides. O processo de formação dos gametas denomina-se gametogênese. Sendo dois os tipos de gametogênese: _ espermatogênese: formação dos espermatozóides; _ovogênese: formação dos óvulos. ESPERMATOGÊNESE Tudo começa na fase embrionária, em que as células diplóides germinativas dos testículos do embrião multiplicam-se ativamente por mitose. As células assim formadas são as espermatogônias ou espermatócitos jovens. A espermatogênese processa-se segundo quatro períodos: 1º) período germinativo 2º) período de crescimento 3º) período de maturação 4º) período de diferenciação Entre o nascimento e a puberdade há um período de pausa nas mitoses formadoras de células jovens. Na puberdade, o processo mitótico é retomado. Formam-se constantemente mais espermatócitos jovens, que passa por um certo período de crescimento e se transformam em espermatócitos primários. Então, começa a meiose. Cada espermatócito primário efetua a primeira divisão meiótica, originando dois espermatócitos secundários, que farão, em seguida, a segunda divisão meiótica. Originam-se quatro células haplóides, as espermatides, que passando por um processo de diferenciação celular, conhecido como espermiogênese, transforma-se em espermatozóides. O espermatozóide humano pode ser dividido em três regiões: cabeça, peça intermediária e cauda. Na cabeça situam-se o núcleo e o capuz acrossômico. O capuz acrossômico é uma transformação do complexo de golgi e é nele que estão as enzimas que irão digerir a membrana do óvulo, na fecundação. A peça intermediária apresenta muitas mitocôndrias, responsáveis pela liberação da energia necessária à movimentação do espermatozóide, que é efetuada pela cauda, um flagelo modificado. Em cada ejaculação do homem são liberados cerca de quinhentos milhões de espermatozóides. A espermatogênese se processa desde a puberdade até o fim da vida. OVOGÊNESE A ovogênese não apresenta período de diferenciação. Ela ocorre em três períodos:

1 de 3

26/12/2011 23:36

de crescimento e de maturação tanto no espermatogênese como no ovogênese. · Centrolécito: vitelo ocupa praticamente toda a célula e não se mistura ao citoplasma. As células menores têm o nome de glóbulos polares e não são funcionais. saio os genes. dura quase toda a vida. A quantidade de vitelo e variável nos diferentes óvulos. na espermatogênese. será o ponto de partida para a 2 de 3 26/12/2011 23:36 . nos ovócitos. quando nasce. Na ovogênese. Desse encontro surge uma célula chamada zigoto. varia também a localização do vitelo em relação ao citoplasma e o núcleo. · heterolécito: muito vitelo. FECUNDAÇAO: O começo de tudo Antes de haver embrião. · Alécio: semelhantes aos oligolécitos. uma mulher. a medida que novas conquistas tecnológicas permitem a compreensão de como ocorrem os processos vitais. que e reduzido a uma pequena região na periferia da célula e junto ao núcleo. já tem as suas oogonias formadas. no pólo animal. existentes nos cromossomos que comandarão todo o processo. Assim. Esses dois fatores podem classificar os óvulos em diversos tipos. mas neles ocorre perda secundaria de vitelo. em que se acreditava que dentro do espermatozóide ou dentro do óvulo haveria uma miniatura de ser vivo já formado e que bastava haver um encontro dos gametas para o embrião se desenvolver. e isso nos séculos anteriores ao nosso. Por isso o termo alécito (sem vitelo).br/apostilas2004/gametogenese1m. No fundo. DO ZIGOTO AO EMBRIAO Um longo e delicado processo: O encontro do espermatozóide com o óvulo caracteriza a fecundação ou a fertilização. A Genética Molecular moderna promoveu um grande avanço nos conhecimentos de como ocorre o desenvolvimento embrionário. esse crescimento é devido a síntese de vitelo ou deutoplasma. cada oogônia da origem a um óvulo e a três glóbulos polares (células não-funcionais) e. que contem o vitelo. Nítida separação entre o citoplasma e o vitelo. Estudo do óvulo: O óvulo e uma célula normalmente imóvel e maior que o espermatozóide. degenerando-se. Somente depois que a fecundação ocorre e que o desenvolvimento embrionário começa. com muito vitelo. Diferença entre espermatogênese e ovogênese: Há período germinativo. Os cromossomos existentes no espermatozóide e os existentes no óvulo e que determinaram todo desenvolvimento embrionário. substancia orgânica que irá nutrir o embrião. e preciso haver um espermatozóide e um óvulo. Substancia que serve de alimento ao embrião. 3º) período de maturação: na ovogênese. O que diferencia os dois e o período de diferenciação: ausente na ovogênese. e pólo vegetariano.htm 1º) período germinativo: · na mulher: termina na vida intra-uterina ou completa-se logo após o nascimento. cada espermatogonia da origem a quatro espermatozóides. Os fundamentos científicos no passado eram incipientes e o conhecimento surge aos poucos.Gametogênese http://www. Distinção entre pólo animal que contem o núcleo.org. originando ovócitos 1 matocitos1. Tipos de óvulo: · isolecito ou oligolecito: possui pouco vitelo . tanto na meiose1 como na meiose2. homogênea ou quase homogeneamente distribuído pelo citoplasma . com produção permanente de novas espermatogõnias 2º) período de crescimento: as cogonias aumentam muito de tamanho. o que não ocorre na espermatogênese.iesambi. no pólo vegetativo. · Telolécito: óvulos grandes. Houve uma época. uma célula apenas. É no citoplasma do óvulo que se encontra o vitelo deutoplasma. formam-se células de tamanhos diferentes . No nosso século os cientistas perceberam que não era assim. · no homem. E esse zigoto.

CONCLUSÃO O corpo é constituído por dois tipos de células: as somáticas que formam o corpo e as reprodutoras que se destinam a perpetuação da espécie ou seja os gametas. A terceira conseqüência da fecundação e que dela desencadeia uma serie de eventos que permitiram o desenvolvimento do zigoto em futuro embrião.br/apostilas2004/gametogenese1m. Logo. agrupando . O espermatozóide é haplóide. inicialmente. A formação desses gametas denomina-se gametogênese que é o processo de formação dos espermatozóides e do óvulo.org.iesambi.se em diversos tecidos.Gametogênese http://www. que se organizarão. vindo a seguir os órgãos e sistemas do futuro individuo. originam-se as células diplóides conhecida como ovo ou zigoto e com a fusão das mesmas completa-se o processo de fecundação. Partindo da união dessas células. Durante o estagio embrionário.htm formação de milhares de células. 3 de 3 26/12/2011 23:36 . em um ser incapaz de sobreviver por conta própria. as células passam por um processo de diferenciação. chamado embrião. a mistura dos lotes cromossômicos de ambos. forma uma célula diplóide: o zigoto A segunda conseqüência é a determinação do sexo uma ocorrência particularmente importante nos mamíferos. AS TRES CONSEQUÊNCIAS DA FECUNDAÇAO: A primeira conseqüência da fecundação e o restabelecimento da diplóide. O óvulo também.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful