P. 1
FISPQ_Benzeno

FISPQ_Benzeno

|Views: 418|Likes:
Publicado porMauro Andrade

More info:

Published by: Mauro Andrade on Dec 27, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/27/2014

pdf

text

original

FISPQ

Em conformidade com NBR 14725:2009

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO
Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 1 /15

1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Nome da empresa: Endereço: Telefone para contato: Telefone para emergências: Fax: Nome da empresa: Endereço: Telefone para contato: Telefone para emergências: Fax: 2 BENZENO BRASKEM S/A Rua Eteno, 1561 – Pólo Petroquímico de Camaçari Cep. 42810-000 – Camaçari/BA (0xx71) 3413-1638 ou 3413-1769 (0xx71) 3413-1111 ou 0800-71-5454 (0xx71) 3413-2257 ou 3413-2070 BRASKEM S/A UNIB-RS BR 386 - Rodovia Tabaí/Canoas – km 419 Cep. 95853-000 – Triunfo/RS (0xx51) 3457-6000 0800-541-4252 (0xx51) 3457-6050

IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS Líquido e vapores altamente inflamáveis. Nocivo se ingerido. Causa irritação à pele. Causa irritação ocular séria. Suspeito de causar defeitos genéticos. Pode causar câncer. Suspeita-se que prejudique a fertilidade ou o feto. Causa dano aos órgãos respiratórios se inalado. Pode causar sonolência e vertigem (efeitos narcóticos). Causa dano ao sistema nervoso central e órgãos hematopoiéticos através da exposição repetida ou prolongada. Pode ser mortal em caso de ingestão e por penetração nas vias respiratórias. Tóxico para a vida aquática. Irritante para pele e membranas mucosas de olhos e aparelho respiratório. A inalação provoca irritação das vias respiratórias podendo resultar em hemorragia, inflamação e edema pulmonar. Pode ocorrer dano pulmonar se o líquido acidentalmente for aspirado para os pulmões. É um depressor do sistema nervoso central. Contatos repetidos podem causar secura da pele. Em caso de exposição crônica, pode causar alterações hematológicas com anemia (diminuição do número de eritrócitos), leucopenia (diminuição do número de leucócitos) e plaquetopenia (diminuição do número de plaquetas). Pode provocar efeitos adversos sobre a medula óssea causando anemia aplástica e leucemia. Suspeito de causar defeitos genéticos. Pode ser tóxico à reprodução. Pode causar a morte por

Perigos mais importantes:

Efeitos do produto:

Efeitos adversos à saúde humana:

Líquido altamente inflamável. perda da memória. Líquidos inflamáveis – Categoria 2 Toxicidade aguda – Oral – Categoria 4 Corrosivo/irritante à pele – Categoria 2 Prejuízo sério aos olhos/irritação aos olhos – Categoria 2A Mutagenicidade – Categoria 2 Carcinogenicidade – Categoria 1A Tóxico à reprodução – Categoria 2 Toxicidade sistêmica ao órgão-alvo após única exposição – Categoria 1 e 3. aldeídos e cetonas irritantes.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 2 /15 Efeitos ambientais: Perigos físicos e químicos: Perigos específicos: Principais sintomas: Classificação de perigo do produto: ingestão. Perigo por aspiração – Categoria 1. A combustão ou a decomposição térmica levam à formação de óxidos de carbono. LÍQUIDO ALTAMENTE INFLAMÁVEL E PERIGOSO PARA A SAÚDE HUMANA. fraqueza. ONU. Perigo ao ambiente aquático – Categoria 2. vertigem. insônia. náuseas. Sistema de classificação adotado: Visão geral de emergência: Elementos apropriados da rotulagem: . sangramento nasal. perda do apetite. Na exposição crônica ocorre dor de cabeça. palidez e hemorragia gengival. Toxicidade sistêmica em órgão alvo após exposição repetida – Categoria 1. sonolência. Irritação cutânea e de membranas mucosas de olhos e aparelho respiratório. Produto tóxico para a vida aquática. Norma ABNT-NBR 14725-Parte 2:2009. vômitos. Adoção do Sistema Globalmente Harmonizado para a Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos. náuseas. Dores de cabeça.

Pode causar câncer.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 3 /15 Pictogramas: Palavra de advertência: Perigo Líquido e vapores altamente inflamáveis. Causa dano ao sistema nervoso central e órgãos hematopoiéticos através da exposição repetida ou prolongada. Pode causar sonolência e vertigem (efeitos narcóticos). Nocivo se ingerido. Tóxico para a vida aquática. . Suspeito de causar defeitos genéticos. Pode ser mortal em caso de ingestão e por penetração nas vias respiratórias. Causa dano aos órgãos respiratórios se inalado. Causa irritação à pele. Causa irritação ocular séria. Frases de perigo: Suspeita-se que prejudique a fertilidade ou o feto.

Se a vítima estiver respirando com dificuldade. Remova as roupas e sapatos contaminados. Use meios de contenção para evitar contaminação ambiental. Use sempre equipamento de proteção respiratória autônomo ou proteção facial com ar mandado quando estiver utilizando este produto. Não use em local sem ventilação adequada.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 4 /15 Mantenha afastado de calor [faíscas] [e chama] [não fume] Armazene em local fresco/baixa temperatura. Retire lentes de contato quando for o caso. 3 COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES Benzeno Benzol. Leve esta FISPQ. Leve esta FISPQ. Nunca aspire (poeira. hidreto de fenila. ciclohexatrieno. forneça oxigênio. Monitore a função respiratória. Leve esta FISPQ. Não permita o contato do produto com corpos d’água. nafta de carvão 71-43-2 Este produto não apresenta impurezas que contribuam para a classificação de perigo. Inalação: Contato com a pele: Contato com os olhos: . Procure atenção médica imediatamente. Lave com água corrente por pelo menos 15 minutos. Substância: Nome químico ou comum: Sinônimo: Nº CAS: Impurezas que contribuam para o perigo: 4 MEDIDAS DE PRIMEIROS-SOCORROS Remova a vítima para local arejado e mantenha-a em repouso. por pelo menos 15 minutos. mantendo as pálpebras abertas. vapor ou névoa). Se necessário aplique respiração artificial. Em caso de indisposição. Evite contato com olhos e pele. Procure atenção médica. consulte um médico. em local bem ventilado [seco] [afastado de fontes de calor e de ignição]. Procure atenção médica. Quando em uso não [fume] [coma] [ou beba]. procure atendimento médico imediatamente e mostre o recipiente/rótulo. Se ingerido. Lave a pele exposta com grande quantidade de água. Frases de precaução: Use equipamento de proteção individual apropriado.

mucosas e olhos: exposto na seção 8 desta FISPQ. Fricção dos olhos e pele. Procure atenção médica. operações de solda. pó químico ou neblina de água. Os vapores do líquido aquecido podem incendiar-se por Perigos específicos no combate: descarga estática. Não fume no local. porões. Os contêineres podem explodir se aquecidos.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 5 /15 Ingestão: Quais ações devem ser evitadas: Proteção do prestador de socorros e/ou notas para médico: Lave a boca da vítima com água. Evite contato com o produto ao socorrer a vítima. metabólicos. Contêineres e tanques envolvidos no incêndio devem ser resfriados Métodos especiais de combate: com jatos de água. dióxido de carbono (CO2). 5 MEDIDAS DE COMBATE A INCÊNDIO Podem ser utilizados espuma. Mantenha a vítima em repouso e aquecida. sobretudo. Ventile o local. Produto inflamável e muito perigoso quando exposto a calor excessivo ou outras fontes de ignição como: faíscas. Perigos específicos da Em combustão forma vapores irritantes de aldeídos e cetonas. caso a mesma esteja consciente. como bueiros. Respiração boca a boca. Meios de extinção não Água na forma de jato pleno. combustão do produto químico: 6 MEDIDAS DE CONTROLE PARA DERRAMAMENTO OU VAZAMENTO Precauções pessoais: Elimine todas as fontes de ignição na área imediata. chamas abertas ou chamas de fósforos e cigarros. medidas de suporte como correção de distúrbios hidroeletrolíticos. etc. Indução do vômito. Meios de extinção apropriados: Proteção de bombeiros / brigadistas: Equipamento de proteção respiratória do tipo autônomo (SCBA) com pressão positiva e vestuário protetor completo. Leve esta FISPQ. Água diretamente sobre o líquido em recomendados: chamas. Os vapores são mais densos que o ar e tendem a se acumular em áreas baixas ou confinadas. além de assistência respiratória. Forneça água em abundância para a vítima beber. Pode acumular carga estática por fluxo ou agitação. lâmpadaspiloto e motores elétricos. O tratamento sintomático deve compreender. Utilize as medidas de proteção conforme com pele. Remoção de fontes de ignição: . Podem deslocar-se por grandes distâncias provocando retrocesso da chama ou novos focos de incêndio tanto em ambientes abertos como confinados. Restrinja o acesso à área até que a limpeza completa tenha sido Prevenção da inalação e contato efetuada.

Não fume no local. terra. Devem ser usados somente equipamentos e ferramentas anticentelhas durante as operações de manuseio deste produto. manuseado ou estocado. Procedimentos a serem adotados: Prevenção de perigos secundários: 7 MANUSEIO E ARMAZENAMENTO Medidas técnicas apropriadas para o manuseio: Implemente medidas de proteção coletiva de modo a eliminar ou minimizar a emissão de vapores. Adsorva o produto remanescente. Disponha em aterro adequado o material adsorvente utilizado no derrame.0 ppm v/v. os recipientes e equipamentos utilizados devem ser constituídos por materiais condutores e devem permanecer conectados e aterrados. Não toque ou ande sobre o material derramado. vermiculite. Utilize névoa de água ou espuma supressora de vapor para reduzir a dispersão dos vapores. Coloque o material adsorvido em recipientes apropriados e remova-os para local seguro. Mantenha bem acessíveis os equipamentos de combate a incêndio e para contenção de derramamentos ou vazamentos. Prevenção de incêndio e explosão: Precauções e orientações para manuseio seguro: . Utilize barreiras naturais ou de contenção de derrame. proteção individual e de higiene pessoal detalhadas na Seção 8 desta FISPQ. Use equipamento de proteção individual como indicado na Seção 8. nos locais de armazenamento e utilização do produto. Recomenda-se a instalação de sistema de alarme de incêndio e de detecção de vazamento. ou qualquer outro material inerte. A concentração dos vapores no ar deve ser mantida abaixo do VALOR DE REFERÊNCIA Prevenção da exposição do TECNOLÓGICO (VRT) de 1. faíscas e chamas abertas devem ser proibidas onde o produto for usado. Evite respirar vapores/névoas do produto. Utilize equipamento de proteção individual na manipulação do derrame. Fontes de calor e de ignição como cigarros. Adote as medidas de trabalhador: controle de exposição. olhos e roupas. Colete o produto derramado e coloque em recipientes próprios. Para minimizar o perigo da eletricidade estática durante operações de transferência. O produto é altamente inflamável. com areia seca. Evite contato com pele.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 6 /15 Precauções ao meio ambiente: Sistema de alarme: Método para limpeza: Evite que o produto derramado atinja cursos d’água e rede de esgotos.

5 ppm (15 mg/m3) STEL/CEIL (C). IPVS = 500 ppm (NIOSH. Base do TLV .refere-se à concentração de benzeno no ar considerada exequível do ponto de vista técnico. beber. beba ou fume durante o manuseio do produto. NIOSH-RELs: 0. cilindros de aço carbono ou aço inox. obtida na zona de respiração dos trabalhadores. seco e bem ventilado. Os contêineres devem ser devidamente identificados e devem permanecer fechados. 1 ppm (3. ocupacional: ACGIH-TLVs: 0. . Fontes de calor ou de ignição. 01. distante de fontes de calor e ignição. definido em processo de Limite de exposição negociação tripartite. bombonas de PVC. Lave bem as mãos antes de comer. 2. Armazenamento juntamente com substâncias incompatíveis. produtoras de álcool anidro e aquelas que deverão substituir o benzeno a partir de 01. l.32 mg/m3) TWA. OSHA-PELs: 1 ppm (3 mg/m3) TWA. individualmente. Evite empilhá-los. O armazenamento deve ser em local fresco.1 ppm (0. Ambiente pouco ventilado.5 ppm (1. ponderada pelo tempo para uma jornada de 8h. Inspecione-os periodicamente quanto a danos. Os valores estabelecidos são.5 ppm para as siderúrgicas. LÍQUIDO INFLAMÁVEL. 8 CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO INDIVIDUAL Parâmetros de controle específicos: Anexo 13 da NR-15: para fins de aplicação deste anexo é definida uma categoria de VRT-MPT que corresponde à concentração média de benzeno no ar. Inadequadas: Papelão. ou em grupos.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 7 /15 Medidas de higiene: Não coma.6 mg/m3) TWA. NÃO FUMAR.5 ppm (8 mg/m3) STEL/CEIL (C) . O cumprimento do VRT é obrigatório. Temperatura elevada. alguns tipos de plástico (em especial os de baixa densidade). VRT . Roupas contaminadas devem ser trocadas e lavadas antes de sua reutilização.valor de referência tecnológico . isopor. fumar ou ir ao banheiro.Notações: pele.efeito crítico: leucemia. A1(carcinogênico humano confirmado). Medidas técnicas apropriadas para o armazenamento Condições adequadas: A evitar: Sinalização de risco: Materiais seguros para embalagens: Recomendadas: Tambor com tampa e cinta metálica. 1997) e 2.0 ppm para as empresas abrangidas pelo Anexo (exceto as siderúrgicas. 1996).2 mg/m3) STEL/CEIL (C).

As pessoas que manipulam diretamente esta substância e aquelas sujeitas à exposição eventual devem ser informadas da toxicidade e Precauções especiais: perigos da mesma e instruídas nos procedimentos de segurança e emergência no caso de exposições. de peça facial inteira. Proteção das mãos: Luvas Silver Shield. Avental de manga longa com prendedores para as luvas. pode também ser utilizado qualquer respirador do tipo autônomo (SCBA). Equipamento de proteção individual apropriado: Equipamento de proteção respiratória com filtro contra vapores/névoas. plástico laminado. É recomendado tornar disponíveis chuveiros de emergência e lava olhos na área de trabalho. 5.5 mg/g creatinina.BEI: 25 μg/g creatinina Notação: Basal.0 ppm de benzeno = 1. trans-mucôniuco urinário como IBE (Indicador Biológico da Exposição) ao benzeno. 9 PROPRIEDADES FÍSICAS E QUÍMICAS Líquido incolor a amarelo claro. Não aplicável. de peça facial inteira. métodos de controle de engenharia são preferenciais. Proteção da pele e corpo PVA ou PVC. Vestuário protetor completo.tmucônico na urina (2000). operado em modo de pressão positiva. BEI: 500 μg/g creatinina . Se há possibilidade de emissão descontrolada do produto ou no caso de entrada em ambientes de concentração Proteção respiratória: desconhecida deve ser utilizado respirador com suprimento de ar. operado em modo de pressão positiva. em plástico laminado.Determinante biológico da exposição: Ácido Sfenilmercaptúrico na urina (1997) . incluindo botas.51 °C Aspecto Odor: pH: Ponto de fusão/ponto de . Protetor ocular (óculos de segurança de ampla visão).Notação: Basal. Para prevenção de exposição.4 mg/g creatinina. Determinante biológico da exposição: Ácido t. e incluem ventilação mecânica geral do ambiente combinada à exaustão local nos pontos de maior emissão do produto e enclausuramento do processo. ACGIH . PVC ou PVA. Característico de hidrocarbonetos aromáticos.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 8 /15 Indicadores biológicos: Outros limites e valores: Medidas de controle de engenharia: A Comissão Nacional Permanente do Benzeno (CNPBz) preconiza o ácido trans. O valor de correlação com 1. que deve ser Proteção dos olhos: resistente a impacto e oferecer proteção contra respingos. Valor de referência: 0.

1 oC 2. dissulfeto de carbono. cargas estáticas).3 – 8.9 oC Pressão crítica: 48. tetracloreto de carbono. Ver Reações perigosas Data: 14/12/2009 Página: 9 /15 Temperatura de decomposição: Não disponível.18-1. Reage violentamente com oxidantes. 100 mm Hg a 26.13 e 2.3 atmosferas. também relatados 2.0 % (LEI/LES) 77 mm Hg a 20 oC.11 °C (vaso fechado) 2. Proximidade com substâncias incompatíveis. Não sofre polimerização. chamas abertas. ácido nítrico.1 °C de temperatura de ebulição: Ponto de fulgor: Taxa de evaporação: Inflamabilidade: Limites de explosividade: Pressão de vapor: Densidade de vapor: Densidade Relativa: Solubilidade em água: Solubilidade em outros solventes: Coeficiente de partição octanol/água (Kow): Temperatura de auto-ignição: Outras informações: . ácido sulfúrico e halogênios com perigo de incêndio e explosão. Log Kow = 1. clorofórmio.77 (ar = 1) 0.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 congelamento: Ponto de ebulição inicial e faixa 80.88 (água: 1) Fracamente solúvel Solúvel em etanol.15. éter dietílico. acetona. 498 °C Fórmula molecular: C6H6 Temperatura crítica: 288. 10 ESTABILIDADE E REATIVIDADE Estável sob condições usuais de manuseio e armazenamento.8 (éter dietílico = 1) Inflamável 1. óleos.9. Fontes de calor e/ou ignição (faíscas. Estabilidade química: Possibilidade de reações perigosas: Condições a evitar: .

. hexafluoreto de urânio). Mutagenicidade: Danos ao DNA e aumento na freqüência de micronúcleos têm sido encontrados em linfócitos humanos e em camundongos. Toxicidade à reprodução: Existem evidências limitadas de que o benzeno produza efeitos teratogênicos em animais. Ácido permangânico. Ácido nítrico. fraqueza. Pode ocorrer dano pulmonar se o líquido acidentalmente for Toxicidade aguda: aspirado para os pulmões. Sintomas comuns incluem fadiga. vertigem. vômitos e sonolência. Ácido peroximonossulfúrico. Diborano. vapores irritantes de aldeídos e cetonas. Anidrido crômico. Resultados obtidos por meio da experimentação animal demonstraram que o etanol aumenta as alterações no sistema Efeitos sinérgicos: sangüíneo. Pode causar anemia aplástica e leucemia. dor de cabeça. perda da memória. Ozônio. Pode causar alterações hematológicas levando à anemia (diminuição do número de eritrócitos). por competir pelas mesmas vias metabólicas. Monóxido e dióxido de carbono. Pode causar ressecamento da pele após contato repetido ou prolongado. heptafluoreto de iodo. ratos): 930 mg/kg. Borracha. Por meio da inalação provoca irritação das vias respiratórias podendo resultar em hemorragia. DL50 (oral. náuseas. perclorato nitrílico). leucopenia (diminuição do número de leucócitos) e plaquetopenia (diminuição do número de Toxicidade crônica: plaquetas). Aberrações cromossômicas têm sido observadas em pessoas expostas ao benzeno. Cloro. pentafluoreto de bromo. Plásticos. tetrafluoreto de iodo. Compostos halogenados (trifluoreto de bromo. inflamação e edema pulmonar.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 10 /15 Materiais e substâncias incompatíveis: Produtos perigosos da decomposição: 11 Peróxidos de sódio e potássio. trifluoreto de cloro. A exposição ao tolueno diminui a velocidade de biotransformação do benzeno. Percloratos (perclorato de prata. pentafluoreto de iodo. náuseas. dioxigenil tetrafluoborato. insônia. perda do apetite. difluoreto de oxigênio. sangramento nasal. Ácido peroxidissulfúrico. Efeitos específicos: Carcinogenicidade: Carcinogênico para humanos (IARC). Pode causar depressão do sistema nervoso central com dores de cabeça. palidez e hemorragia gengival. INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS Informações de acordo com as diferentes vias de exposição: Irritante para pele e olhos causando vermelhidão e lacrimejamento. causadas pelo benzeno.

O tratamento e disposição de embalagem não se aplicam pois o produto é fornecido através de dutovia diretamente para os tanques . Bioacumulação: BCF: 1. bioconcentra-se nos organismos aquáticos ou se hidrolisa. O tratamento com dicromato de potássio em ácido sulfúrico concentrado por 1-2 dias.O benzeno que atinge a superfície da água é rapidamente volatilizado.15.13 e 2.18-1.A elevada volatilidade do benzeno determina o transporte e a partição da substância no ambiente. Produto tóxico para a vida aquática Ecotoxicidade: CL50 (Salmo gairdneri. enviado a uma unidade de incineração apropriada ou outras formas de eliminação desde que atendam os requisitos das legislações locais.1 h a 8 dias.3 mg/L 13 CONSIDERAÇÕES SOBRE TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO Tratamento químico: pequenas quantidades de benzeno podem ser tratadas com agentes oxidantes como permanganato de potássio em acetona ou solução aquosa 50% de hipoclorito de sódio.1 – 20 Log Kow = 1. não obstante o resíduo contendo como deve ser tratado a posteriori. SOLO . comportamento e impactos do produto: AR . SEDIMENTO E SOLO . também relatados 2.O tempo de residência do benzeno na atmosfera pode variar de 2. É esperada baixa persistência e alta degradabilidade. ÁGUA . restos do com potencial para biodegradar as moléculas alvo. Tratamento Métodos de tratamento e biológico: a biorremediação requer presença de microorganismos disposição do produto. A fração que não se volatilizou apresenta grande mobilidade no solo podendo ser lixiviada até as águas subterrâneas. O benzeno não se adsorve significativamente ao Mobilidade: sedimento.9. Os estudos realizados demonstraram baixa bioacumulação do benzeno em peixes e em outros organismos aquáticos. pode garantir a destruição total do resíduo. AR .O benzeno presente na superfície do solo se volatiliza rapidamente.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 11 /15 12 INFORMAÇÕES ECOLÓGICAS Efeitos ambientais. ÁGUA . o benzeno é biodegradado no solo. produto e embalagem: O tratamento e a disposição devem ser avaliados especificamente para cada produto. 96h): 5. Pode ser depositado em aterros.O benzeno presente em águas superficiais se volatiliza Persistência / degradabilidade: rapidamente.Em condições aeróbicas.

657. Nº ONU: Nome apropriado para embarque: Classe de risco: Número de risco: Grupo de embalagem: 15 UN1114 BENZENO 3 33 II Terrestre: Marítima: REGULAMENTAÇÕES Decreto Federal nº 2. 2657/08 e 2975/08.Normas para o transporte de artigos perigosos em aeronaves civis. DAC – Departamento de Aviação Civil: IAC 153-1001. 701/04. Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT): Resoluções Nº. 420/04.044. 1644/06. 2009. de 25 de agosto de 2003 .Produto sujeito a Regulamentações: . 14 INFORMAÇÕES SOBRE TRANSPORTE Página: 12 /15 Regulamentações nacionais e internacionais Decreto nº 96. DPC . de 3 de outubro de 1998 Norma ABNT-NBR 14725-4:2009 Portaria N° 1.274. 2008 Edition.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 de armazenamento de nossos clientes. Aérea: IATA . Instrução de Aviação Civil .“International Air Transport Association” (Associação Internacional de Transporte Aéreo) Dangerous Goods Regulation (DGR) – 50th Edition.Diretoria de Portos e Costas (Transporte em águas brasileiras) Normas de Autoridade Marítima (NORMAM) NORMAM 01/DPC: Embarcações Empregadas na Navegação em Mar Aberto NORMAM 02/DPC: Embarcações Empregadas na Navegação Interior IMO – “International Maritime Organization” (Organização Marítima Internacional) International Maritime Dangerous Goods Code (IMDG Code) – Incorporating Amendment 34-08. de 18 de maio de 1988: Aprova o Regulamento para o Transporte Rodoviário de Produtos Perigosos e dá outras providências.

Cabe à empresa usuária do produto promover o treinamento de seus empregados e contratados quanto aos riscos envolvidos no manuseio dessa substância.Occupational Safety & Health Administration PEL . exportação e reexportação.Concentração letal 50% DL50 – Dose letal 50% IARC .Chemical Abstracts Service CL50 .Time Weighted Average Bibliografia consultada: . quando se tratar de importação.International Agency for Research on Cancer LEI – Limite de explosividade inferior LES – Limite de explosividade superior NIOSH .com.intertox.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 13 /15 Informações sobre riscos e segurança: 16 controle e fiscalização do Ministério da Justiça – Departamento de Polícia Federal – MJ/DPF.br Siglas: ACGIH . sendo indispensável Autorização Prévia de DPF para realização destas operações. Revisado em 14/12/09 por InterTox Ltda: www.Recommended Exposure Limit STEL – Short term exposure limit TLV .National Institute for Occupational Safety and Health OSHA .Threshold Limit Value TWA .American Conference of Governmental Industrial Hygienists CAS . Portaria nº 14/95 MTE/SSST OUTRAS INFORMAÇÕES Informações complementares: Adverte-se que o manuseio de qualquer substância química requer o conhecimento dos riscos pelo usuário.Permissible exposure limit REL .

Chemical and microbial evaluation of in-situ bioremediation of hydrocarbons in anoxic ground water enriched with nutrients and nitrate. In: TOMES CPS tm SYSTEM. In: TOMES CPS tm SYSTEM. Benzene. Benzene. 32. (ed. 11: 549.. 38. effect of ethanol. In (CCOHS) CANADIAN CENTRE FOR OCCUPATIONAL HEALTH AND SAFETY. Benzene. X. 2003 TLVs e BEIs: limites de exposição (TLVs) para substâncias químicas e agentes físicos e índices biológicos de exposição (BEIs). . Decreto 1797 de 25 de janeiro de 1996. Microbiological. In Toxicological profiles on CD-ROM. 2003. J.. ATSDR Agency for Toxic Substancas and Desease Registry U. Relação de Produtos Perigosos no Âmbito Mercosul. n. Remediation. 2003. Englewood: Micromedex.Emergency Response Guidebook. In: TOMES CPS tm SYSTEM. Report No. Toxicology. 1992 LIST OF MAK AND BAT Values 1996. 1997. CD-ROM [CHRIS] CHEMICAL HAZARD RESPONSE INFORMATION SYSTEM. Applied Geologic. CD-ROM. H. CDROM. Benzene. Wat.58. and Engineering Constraints of In-situ BTEX Bioremediation. 1996. v. São Paulo. M. Occupational Medicine and Environmental Series. _______ Ministério de Transporte. de 8 de junho de 1978. Natural bioremediation perspective for BTX-contaminated groundwater in Brazil. In: TOMES CPS tm SYSTEM. Englewood: Micromedex. 7-8. Resolução nº 420. Normas regulamentadoras aprovadas ela Portaria nº 3214. Agência Nacional de Transportes Terrestres. CD-ROM. BRASIL. GERSBERG R. ALVAREZ. Occupational Medicine and Environmental Series. Toxicology. Englewood: Micromedex. Rice LE. HUTCHINS SR.). Occupational Medicine and Environmental Series. Toxicology. Benzene. [IRIS] INTEGRATED RISK INFORMATION SYSTEM. S. Toxicology. Toxicology. Public Health Service.. Benzene. Sci. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. [HAZARDTEXT] HAZARD MANAGEMENT. São Paulo: Atlas. Wiley-VCH. 2003. Occupational Medicine and Environmental Series. 2003. Occupational Medicine and Environmental Series. Korth KG. Weinheim: Maximum concentrations and biological tolerance values at the workplace. World J Microbiol Biotechnol 1995. 311-318. 34. Aprova as Instruções Complementares ao Regulamento do Transporte Terrestre de Produtos Perigosos. In: TOMES CPS tm SYSTEM. Benzene. p. Englewood: Micromedex.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 14 /15 [ACGIH] AMERICAN CONFERENCE OF GOVERNMENTAL INDUSTRIAL HYGIENISTS. J. [HSDB] HAZARDOUS SUBSTANCES DATA BANK. [BRASIL] Ministério dos Transportes. 1999. [CHEMINFO] CHEMICAL INFORMATION. P. KENNEDY LG. 2003. atualizadas até 18 de julho de 1997. de 12 de fevereiro de 2004. 2003. CDROM. [ERG2000] . Canada: 2003. ed. Tech. Commission for the Investigation of Health Hazards of Chemical Compounds in the Work Area. 83-l10. CDROM. COERSEUIL. Tradução: Associação Brasileira de Higienistas Ocupacionais. In: Segurança e medicina do trabalho. Englewood: Micromedex.

MANUAL DE AUTOPROTEÇÃO . 2003. & Chapelle FH: Rapid anaerobic benzene oxidation with a variety of chelated FE(III) forms. A. Englewood: Micromedex.. D. p. . Englewood.Oil and Hazardous Materials/Technical Assistance Data System.6 ed.Camaçari. PP5 CPRv G1 Secretaria da Segurança Pública Estado de São Paulo. p. Appl Environ Microbiol. Benzene. v. Englewood: Micromedex. Benzene. . A foundation for the risk-based treatment of gasoline-contaminated soils using modified Fenton's reactions. In: TOMES CPS tm SYSTEM. J. R. Haz. Occupational Medicine and Environmental Series. New Jersey: Micromedex. CD-ROM. Toxicology. L. 288-2911996. 2003. v. [NJFS]: NEW JERSEY HAZARDOUS SUBSTANCE FACT SHEETS. 2000. 1997. Occupational Medicine and Environmental Series. Toxicology. Trentos. [MEDITEXT] MEDICAL MANAGEMENT. Toxicology. 2003. INDAX 5º ed. gov/cgi-bin/ecotox_quick_search. BA: CEPED. MANUAL ECONÔMICO DA INDÚSTRIA QUÍMICA . Mat. Benzene.. JONES. B 76. Occupational Medicine and Environmental Series. CD-ROM. Benzene. São Paulo: MERCOSUL. 2003. WATTS. HALLER. OHM/TADS . [RTECS] REGISTRY OF TOXIC EFFECTS OF CHEMICAL SUBSTANCES. P. [USEPA] UNITED STATES ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY ECOTOX: Ecotoxicology Database. J. A. In: TOMES CPS tm SYSTEM. R. 73-89. 62. Woodward JC. R... [dezembro.FISPQ Em conformidade com NBR 14725:2009 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Produto: BENZENO Revisão: 04 Data: 14/12/2009 Página: 15 /15 LOVLEY D. epa.Manuseio e transporte rodoviário de Produtos Perigosos. CD-ROM. 2004]. In: TOMES CPS tm SYSTEM. Available from: http://www. TEEL.MEIQ/Centro de Pesquisas e Desenvolvimento . New Jersey Departament of Health. CD-ROM. Englewood: Micromedex. 2000. Right to Know Program.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->