Metais: propriedades, obtenções e usos

Marilena Meira

Metais
• São sólidos na temperatura ambiente. • O mercúrio é o único metal líquido. • Apresentam propriedades físicas características.

Distribuição dos Metais na Crosta Terrestre

Alumínio Ferro Cálcio Magnésio Sódio Potássio Outros

Fonte: Esperidião, Ivone, Os Metais e o Homem

Propriedades gerais
• São bons condutores de calor e eletricidade. • Apresentam brilho metálico característico: brilhantes, lustrosos e refletores. • Apresentam propriedades acústicas características. • São maleáveis e dúcteis. • Forma facilmente ligas. • Estruturas cristalinas

Condutividade elétrica
• É a maior ou menor resistência que os materias oferecem à passagem de corrente elétrica. • Os metais são bons condutores de corrente elétrica. • A condutividade decresce com o aumento da temperatura. • A condutividade aumenta com a diminuição da temperatura

Condutividade elétrica
• A condução elétrica é devida à liberdade de movimento dos elétrons. • Metais possuem menos de 3 elétrons na camada de valência. • Metais possuem orbitais vagos.

Condução de calor
• De uma maneira geral, todos os metais são bons condutores de calor. • Ordem decrescente :

Propriedades acústicas
• A facilidade de propagação do som em um meio depende de sua densidade. • A densidade dos metais explica o som metálico característico devido a condução de ondas acústicas por ondulação ou percussão (choque). • Não são, portanto, bons isoladores de sons acústicos.

Brilho
• De uma maneira geral todos os metais são susceptíveis de receber polimento tornando-se brilhante, refletindo a luz e a imagem. • O brilho pode ser alterado pela ação de agentes atmosféricos, ação química ou térmica que fazem o metal perder o brilho.

Brilho
• Metais são usados como espelhos porque refletem a luz incidente sob qualquer ângulo. • Isto se deve aos elétrons livres dos metais que se excitam por absorção de energia da luz e re-emitem ao retornarem ao seu nível energético. • Como toda luz incidente é re-emitida imediatamente causa o brilho.

Cor
• Se o metal refletir todas as cores do arco-íris, sua coloração será prateada (a maioria). • Caso contrário, refletirá a cor que ele não absorve: como o ouro que é amarelo e o cobre que é avermelhado. • A cor de alguns metais menos nobres se alteram devido a ação de agentes atmosféricos pois sofrem oxidação superficial.

Densidade
• As densidades relativas dos metais usuais em ordem crescente são: • Al< Sb<Zn< Sn< Fe< Ni < Cu < Bi < Ag < Pb< Hg < Au< Pt

Maleabilidade
• É a propriedade que os metais possuem de se deixarem forjar a chapas ou lâminas na temperatura ambiente ou próximas a estas por meio de percussão .

Ductibilidade
• Propriedade dos metais se deixarem moldar em fios sem partir. • Ordem crescente de ductibilidade dos metais usuais: • Pb< Sn< Zn < Cu < Ni < Fe < Pt < Ag < Au.

Ligação metálica
• Muitas das propriedades dos metais podem ser explicadas pela Teoria dos elétrons livres de Lorentz (1923). • Lorentz sugeriu que os metais eram formados por um retículo de esferas rígidas (íons positivos) imerso em um “gás” de elétrons de valência que podiam mover-se através dos intertícios do retículo.

Metalurgia

Metal no Minério (carga +)

Metalurgia

Metal como substância Simples (carga nula)

Metalurgia - É a seqüência de processos que visa à obtenção de um elemento metálico a partir de seu minério.

Metais alcalinos Grupo 1
Li, Na, K, Rb, Cs, Fr

Ocorrência dos metais alcalinos
• Os metais do grupo 1 são reativos demais para serem encontrados livres na natureza. • Espodumênio: LiAl(SiO3)2 • Silvita (KCl e NaCl) • Água do mar (NaCl) • Sal-gema (NaCl) • Silvita (KCl), Silvinita (KCl, NaCl), Carnalita (KCl.MgCl2.6H2O) • Rb e Cs são obtidos como subprdutos do processamento do Li.

Metais alcalinos (Grupo 1)
• Podem ser obtidos por eletrólise ígnea dos sais correspondentes. • Geralmente se usa uma impureza para diminuir o ponto de fusão.

Obtenção de Sódio
• Na eletrólise ígnea a substância pura está no estado líquido (fundida) e não existe água no sistema. • Seja por exemplo a eletrólise ígnea do NaCl • No eletrodo positivo (ânodo) ocorre a semireação de oxidação: • 2ClCl20 + 2e • No eletrodo negativo (cátodo) ocorre a semireação de redução: • Na+ + 1e Na0

Obtenção de sódio
• Como o número de elétrons perdidos tem que ser o mesmo número de elétrons recebidos, multiplica-se a última semi-reação por 2: • 2Na+ + 2e 2Na0 • 2ClCl20 + 2e • Somando-se as duas semi-reações tem-se a reação global: • 2Na+ + 2Cl2Na + Cl2

Outros metais alcalinos
• Pode-se obter outros metais alcalinos do mesmo modo por eletrólise ígnea. • Os metais alcalinos menos reativos que o sódio geralmente é obtido por reação de deslocamento: • Na + KCl NaCl + K

Usos
• O lítio é usado em aplicações nucleares pois quando bombardeado com neutrons produz tritio. • O lítio é utilizado como ânodo em baterias. • O sódio geralmente é usado como redutor e como refrigerante em reator nuclear. • O potássio usa-se para fabricar o superóxido KO2 empregado em aparelhos de respiração e submarinos removendo CO2 e liberando O2. • KO2 + 2CO2 2K2CO3 + O2

Propriedades químicas dos metais alcalinos
• Reagem com água, libertando hidrogênio e formando os correspondentes hidróxidos: • Li + H2O 2LiOH + H2 • Na + H2O 2NaOH + H2 • K + H2O 2KOH + H2 • Reagem com ácidos formando sais e liberando H2 • M + HCl MCl + H2 • Reagem com o oxigênio do ar formando óxidos perdendo rapidamente o brilho quando exposto.

Propriedades químicas dos metais alcalinos
• • • • • Reagem com hidrogênio formando hidretos: M + H2 2MH Apenas o lítio reage com nitrogênio formando nitreto. Li + N2 Li3N Reagem com fósforo, arsênio e antimônio formando respectivamente fosfetos, arsenetos e antimonetos: • M + P M3P • M + As M3As • M + Sb M3Sb

Propriedades químicas dos metais alcalinos
• Reagem com enxofre, selênio e telúrio formando respectivamente sulfetos, selenetos e teluretos: • M + S M2S • M + Se M2Se • M + Te M2Te • Reagem com fluor, cloro, bromo e iodo formando os respectivos fluoretos, cloretos, brometos e iodetos. • 2M + F2 2MF • 2M + Cl2 2MCl • 2M + Br2 2MBr • 2M + I2 2MI

Metais alcalinos terrosos Grupo 2
Be, Mg, Ca, Sr, Ba, Ra

Metais alcalinos terrosos (Grupo 2)
• Não são encontrados puros na natureza devido à reatividade. • Podem ser obtidos por eletrólise ígnea dos sais correspondentes. • Geralmente se usa uma impureza (NaCl) para diminuir o ponto de fusão.

Obtenção do magnésio
• Processo Dow da água do mar: • A água do mar contém cerca de 0,13% de íons Mg+2 • A adição de cal hidratada à água do mar provoca a precipitação Mg(OH)2 que é menos solúvel. • Ca(OH)2 + Mg(Cl)2 Mg(OH)2 + CaCl2 • O precipitado é tratado com HCl para formar MgCl2 que é eletrolisado. • Mg(OH)2 + HCl MgCl2 + H2O

Eletrólise ígnea do MgCl2
• No eletrodo positivo (ânodo) ocorre a semireação de oxidação: • 2ClCl20 + 2e • No eletrodo negativo (cátodo) ocorre a semireação de redução: • Mg+2 + 2e Mg0 • Reação global: MgCl2 Mg + Cl2

Outros metais alcalinos terrosos
• São produzidos também por eletrólise ígnea de seus sais ou por redução de seus óxidos com alumínio. • O cálcio é obtido por eletrólise ígnea do CaCl2

Propriedades químicas dos metais alcalinos terrosos
• Reagem com água, libertando hidrogênio e formando os correspondentes hidróxidos: • M + H2O M(OH)2 + H2 • Reagem com ácidos formando sais e liberando hidrogênio: • M + HCl MCl2 + H2 • Queimam formando óxidos: • 2M + O2 2MO

Propriedades químicas dos metais alcalinos terrosos
• Reagem com hidrogênio formando hidretos: • M + H2 MH2 • Todos os metais alcalinos reagem com nitrogênio e fósforo em temperaturas elevadas: • M + N2 M3N2 • 3M + 2P M3P2

Propriedades químicas dos metais alcalinos terrosos
• Reagem com enxofre, selênio e telúrio formando respectivamente sulfetos, selenetos e teluretos: • M + S MS • M + Se MSe • M + Te MTe • Reagem com fluor, cloro, bromo e iodo formando os respectivos fluoretos, cloretos, brometos e iodetos. • M + F2 MF2 • M + Cl2 MCl2 • M + Br2 MBr2 • M + I2 MI2

Reações de metais com ácidos
• Ácidos diluídos não oxidantes reagem com metais menos nobres que o hidrogênio libertando hidrogênio: • 2HCl + Zn ZnCl2 + H2
• K, Na, Ba, Ca, Mg, Al, Mn, Zn, Cr, Fe, Sn, Pb, H, Cu, Hg, Ag, Pt, Au.

Metais menos nobres

Metais nobres

Reação de metais com sais
• Reagem com metais formando outro sal e outro metal: • Cu + AgSO4 CuSO4 + Ag • Zn + CuSO4 ZnSO4 + Cu • O metal que desloca deverá ser mais eletropositivo que o deslocado • Fila de eletropositividade decrescente:
• K, Na, Ba, Ca, Mg, Al, Mn, Zn, Cr, Fe, Sn, Pb, H, Cu, Hg, Ag, Pt, Au.

Alumínio

Alumínio
• • • • O alumínio é o metal mais abundante. Tem grande importância econômica. Produzido em larga escala. O minério mais importante é a bauxita formada principalmente por Al2O3. H2O junto com outros óxidos (Fe2O3, SiO2, TiO2)

• Bauxita - Al2O3.H2O - Teor de Al2O3 de 40 a 60 %
Bauxita

Usos do alumínio
• Metal Estrutural (Aviões, navios, automóveis, trocadores de calor, ... • Indústria de construção (portas, janelas, etc. ) • Recipientes diversos ( embalagens para bebidas) • Utensílios de cozinha • Compostos derivados do alumínio: Al(OH)3, Al2(SO4)3, etc.

Produção de Alumínio
• Extração da bauxita. • Obtenção da Alumina ( Al2O3 ), a partir da purificação do minério. • Eletrólise da Alumina

Purificação da bauxita

Processo de Bayer

Bauxita impura
Adição de NaOH Formação do aluminato e silicato solúveis Filtração

Aluminato e silicato solúveis

Impurezas insolúveis

Redução do pH com CO2

Precipitado de Al(OH)3 Calcinação

Silicatos solúveis

Al2O3 purificado

Eletrólise da Alumina
Principal Processo: de Héroult & Hall Matérias-primas
• • • • Alumina (Al2O3) Criolita (Na3AlF6 ) Grafite Outros: CaF2, AlF3 e Li2CO3

Eletrólise da Alumina

Eletrólise da Alumina
Ânodo: Eletrodo de Grafite • 2 O-2 → O2 + 4e• C + O2 → CO2

Cátodo: Revestimento de Grafite • Al+3 + 3e- → Alo

Cuba de Redução do Alumínio

Ferro

Ferro
• O Quadrilátero Ferrífero

Ocorrência

Ferro
• Serra do Carajás

Ocorrência

Ocorrências
• Minérios de Ferro
– Magnetita (Fe3O4 - contendo 72,4 % Fe) – Hematita (Fe2O3 - contendo 69,9 % Fe) – Limonita (2FeO3.3H2O 48,3 % Fe) – Siderita (FeCO3) – Pirita (FeS2)

Hematita

Produção de ferro gusa

Companhia Siderúrgica Nacional

Matérias-Primas
• Minérios de Ferro Carvão
Pela coqueificação, obtém-se o COQUE.

Calcário
Possui a função de fundente, combinando-se com as impurezas, formando a escória.

Produção do ferro: alto-forno

• O Alto-forno

Lingote de ferro gusa

Reações no alto-forno
Fe2O3 + CO → CO2 + 2 FeO

CO2 + C → 2 CO

FeO + CO → CO2 + Fe

CO2 + C → 2 CO

C + O2 → CO2 Ar

Fabricação do aço
Método mais usado:
• Pneumáticos - Agente oxidante é o ar ou oxigênio

Ligas de Ferro Ferro-gusa Aço Ferro doce

Teor de Carbono 2a5% 0,5 a 1,7 % < 0,5 %

• Conversor a oxigênio

• Aço Temperado
Em altas temperaturas, o ferro e o carbono se combinam para formar a cementita (Fe3C).
• Quando resfriada lentamente, se decompõe • Quando resfriada rapidamente, a cementita não se decompõe, originando um material mais duro e resistente.

Processo: Têmpera

Usos do ferro
• • • • Maior aplicação é na forma de LIGA Metal estrutural Ferramentas e implementos Pontes, caldeiras, tubulações, etc.

Grupo do Cobre Cu, Ag e Au

Minérios de cobre
• Reservas de cobre nativo pode ser encontrada mas, está praticamente esgotada. • O minério mais comum é a calcopirita CuFeS2 • Outros minérios: • calcocita (Cu2S) • Malaquita: CaCO3.Cu(OH)2 • Cuprita Cu2O

Obtenção do cobre
• O minério é aquecido com ar: • 2CuFeS2 Cu2S + Fe2O3 + 3SO2 • Adiciona areia para remover o ferro como escória de silicato de ferro. • Injeta-se ar através da massa líquida de Cu2S. • Cu2S + O2 Cu2O +SO2 • Suspende-se o fornecimento de ar e aguarda-se a autoredução do óxido e sulfeto formando cobre impuro (98 a 99%) • Cu2S + Cu2O 6Cu + SO2 • Purifica-se o cobre por eletrólise usando eletrodos de cobre e CuSO4 eletrolítico.

Usos do cobre
• • • • • Fabricação de fios Tubulações de água quente. Obtenção de ligas: Bronze (cobre + estanho) Latão (cobre + zinco)

Prata
• • • • A prata é encontrada na forma de minérios: Argentita Ag2S Cloroarginita AgCl E como prata nativa

Obtenção da prata
• A maior parte da prata é conseguida como sub-produto da obtenção de outros metais como Cu, Pb e Zn. • Pode ser obtida da lama anódica formada no refino eletrolítico de Cu e Zn. • Ouro e prata podem ser extraídos na forma de complexos solúveis com cianeto.

Usos da prata
• • • • • Objetos de decoração. Ornamentos e jóias Baterias. Fabricação de espelhos Obtenção de ligas.

Ouro
• Encontrado na forma nativa como pepitas. • Ou como pequenos grãos de metal disseminados em quartzo. • Ouro e rochas contendo ouro são lavadas pelas chuvas e arrastadas para cursos de água acumulando-se como sedimentos nos leitos dos rios.

Obtenção do ouro
• Os grãos de ouro podem ser separados da areia dos rios por bateias. • O ouro é muito denso e se sedimenta na bateia. A areia menos densa é arrastada pela água. • Hoje em dia este processo é raramente usado pois os depósitos de ouro em pepitas estão raros.

Obtenção do ouro
• Modernamente as rochas contendo ouro são moídas e o ouro extraído com mercúrio ou cianeto de sódio. • A rocha moída ou água contendo ouro são passadas sobre mercúrio, no qual o ouro dissolve-se formando uma amalgama. • Por destilação da amalgama se obtém o ouro. • No Brasil este procedimento tem sido utilizado com águas de rios e areia aurífera contaminando consideráveis trechos da Bacia Amazônica.

Obtenção do ouro
• Processo do cianeto: As rochas moídas são tratadas como solução de NaCN 0,1-0,2% em água e aeradas.
• 4Au + 8NaCN + H2O + O2 4Na[Au(CN)2] + 4NaOH

• O complexo é solúvel separando-se das rochas moídas. • Por adição de Zn em pó à solução filtrada se obtém o ouro.

Usos do ouro
• • • • Ouro em barra: padrão monetário Objetos de decoração. Ornamentos e jóias Obtenção de ligas: Quantidade de ouro expressa em quilates. Ouro puro tem 24 quilates. • As ligas tem geralmente 9, 18 e 22 quilates que correspondem a 9/24, 18/24 e 22/24 de ouro puro. • Componentes internos de computadores.

Manganês

Ocorrência do manganês
• Pirolusita ( MnO2 )

Obtenção de Manganês
• • • • • • Eletrólise de solução aquosa de MnSO4 Redução da pirolusita (MnO2) com Al MnSO4 Mn+2 + SO4-2 2H2O 2H+ + 2OHCátodo: Mn+2 + 2e Mn Ânodo: 2OHO2 + 2e Mn + H2SO4 + O2

• Reação global: MnSO4 + H2O

Usos
• Indústria do aço: 95% do minério de manganês é utilizado para produção de liga ferro-manganês muito dura usada em escavadoras e britadeiras. • O metal puro encontra poucos usos.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful