P. 1
Estudo Bíblico - Unidade

Estudo Bíblico - Unidade

4.93

|Views: 10.043|Likes:
Publicado porJoão Bosco
Estudo em 1 Pedro 2:1-10 e citados.
Como Deus constrói o Seu Templo, com "pedras vivas" para Sua morada, um Edifício Vivo. Uma reflexão sobre como podemos ser UNIDADE em meio à diversidade; Harmonia apesar das diferenças.
Estudo em 1 Pedro 2:1-10 e citados.
Como Deus constrói o Seu Templo, com "pedras vivas" para Sua morada, um Edifício Vivo. Uma reflexão sobre como podemos ser UNIDADE em meio à diversidade; Harmonia apesar das diferenças.

More info:

Categories:Types, School Work
Published by: João Bosco on Nov 03, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC or read online from Scribd
See more
See less

12/26/2012

EDIFÍCIO VIVO – TEMPLO DE DEUS

UNIDADE EM CRISTO
Estamos num processo de construção de nosso templo. Isto me leva a refletir nas várias fases que antecedem e seguem num empreendimento como esse. A necessidade de termos um local para nos reunirmos foi a geratriz desse sonho. Do sonho partimos para o projeto e do projeto para a ação adquirimos um terreno adequado para a construção idealizada. Sabíamos que não dispomos de todo o recurso requerido para construirmos, mas imbuídos de fé e esperança, revestimo-nos de coragem saímos à luta. Demos seqüência às seguintes fases: • Escolha da equipe de trabalho; • Preparação do terreno; • Remoção de matos, arbustos e pedregulhos; • Remoção de troncos e raízes; • Nivelamento do terreno; • Eliminação de formigas e insetos ou animais peçonhentos etc. • Construir os fundamentos: sapatas, alicerces e radiês; • Levantar paredes e colocar telhado; • Acabamento e ambientação. Lendo em 1 Pedro 2:1-10, fiquei a meditar sobre a alegoria que cai feito uma luva na edificação da Igreja de Cristo, “...Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo” (verso 5). A seqüência dos versos 1 a 10 refletem justamente as fases da edificação do corpo de Cristo. Tendo em mente que o terreno é o mundo, nosso campo e alvo missionário, partamos para cada fase da construção deste templo: Escolha da equipe: todos os que foram chamados nos quais abunda a graça do Senhor - “E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra”, ou seja, eu e você; Preparação do terreno: • Remoção de matos, arbustos e pedregulhos, trocos e pedregulhos: “DEIXANDO pois toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações” (1 Pedro 2:1); • Nivelamento do terreno – Discipulado: “... fazei discípulos” (Mateus 28:19b); • Eliminação de formigas e insetos ou animais peçonhentos etc.: “Vós já estais limpos pela palavra...” (João 15:3; Romanos 12:2); • Construir os fundamentos: sapatas, alicerces e radiês “Mas o que profetiza fala aos homens para edificação, exortação e consolação” (1 Coríntios 14:3); • Levantar paredes e colocar telhado “E Ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como evangelistas, e outros como pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, ao estado de homem feito, à medida da estatura da plenitude de Cristo;” ( Efésios 4:11-13); • Acabamento e ambientação: “... para que não mais sejamos meninos, inconstantes, levados ao redor por todo vento de doutrina, pela fraudulência dos homens, pela astúcia tendente à maquinação do erro; antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, do qual o corpo inteiro bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, efetua o seu crescimento para edificação de si mesmo em amor. ” (Efésios 4:14-16). Para que sejamos edificados é necessário que deixemos, de fato a malícia, parar de ver maldade em tudo (1 Pedro 2:1). “Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados” (Tito 1:15). Precisamos parar com “todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações”. Tudo isso enfraquece as relacionamentos, mina as amizades, gera desconfiança, tece inimizade e destoe a unidade. A

sobrevivência e saúde espiritual da Igreja está na Unidade do Corpo de Cristo. Precisamos ter fome e sede de Deus e de Sua Palavra (1 Pedro 2:2). É necessário estar bem nutrido para que o corpo cresça, se fortaleça e sobreviva e resista aos ataques internos e externos. Precisamos do leite racional. Isto indica que é através de uma ação racional, fruto de nossa vontade, nossa decisão consciente que buscamos o alimento espiritual e somos assim nutridos, fortalecidos e preparados para vencer todas as batalhas. “Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo” (1 Pedro 2:5). Pedras vivas nos lembra que a Igreja é um edifício vivo, formado por pessoas, quais pedras vivas, vivendo em unidade. Unidade em meio à diversidade. Não significa que devamos sermos quais estampados, uniformes, cópias uns dos outros. Não! Ser unidade é sermos harmonizados entre si, qual uma sinfonia, onde vários instrumentos de várias espécies timbres, naipes diversos, numa execução polifônica, aparentemente, peças distintas, tocadas ao mesmo tempo em perfeita harmonia, como se fosse e sendo uma só peça. Isso é UNIDADE. O nosso corpo também torna-se um ótimo exemplo, onde todos os órgãos são distintos, em espécie e função, formados por tecidos distintos e estes por células específicas. Todos com funções próprias, mas trabalhando num só objetivo – o bem-estar do corpo, comandado pela cabeça. Distintas células, mas todas com o mesmo DNA. Assim deve ser o Corpo de Cristo. São todos pessoas distintas, com funções específicas, mas uma única identidade – o caráter de Cristo imprimido no Cristão. Como espelhos devemos refletir Sua imagem em todos os aspectos de nosso viver, dia-a-dia. O Espírito Santo é o DNA do Senhor presente em cada nascido de novo. Podemos ser um, em Cristo, mas há um alto preço a ser pago – a morte do nosso eu, renúncia de nossa vontade em favor da Vontade Maior que é o Senhor Jesus Cristo no comando de nossas decisões. É o realizar do Senhor e oração do Senhor, quando rogava ao Pai que fôssemos um com Ele (João 17:20-23). Para isso precisamos ser santificados na Verdade, a Palavra de Deus (João 17:17). Realizar o sonho de Cristo é viver o melhor para nossa vida e para a Edificação do Seu Corpo. Honremo-nos uns aos outros, amando-nos fraternalmente (1 Pedro 2:17).

Pr. João Bosco Rolim Esmeraldo
Comunidade Evangélica Cristo Vive Crato - CE - Brasil

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->