MÚSCULO

ORIGEM Reto Femoral Anterior: Espinha Ilíaca Antero-inferior; Reto Femoral Posterior: Contorno postero-superior do acetábulo;

INSERÇÃO

AÇÃO

QUADRÍCEPS

Vasto Lateral: Face lateral do trocânter maior e lábio lateral da linha áspera; Vasto Medial: Linha intertrocantérica e lábio medial da linha áspera; Vasto Intermédio: 2/3 proximais da face anterior do fêmur

Tuberosidade da Tíbia. Extensão do Joelho, porém o Reto femoral também flete o quadril.

SARTÓRIO

Espinha Ilíaca Antero Superior.

Superfície medial da Flexão, abdução e rotação tuberosidade da Tíbia. lateral da coxa e flexão e rotação medial do joelho.

SEMIMEMBRANOSO

Tuberosidade Isquiática Tuberosidade Isquiática

Côndilo Medial da Tíbia Superfície medial da tuberosidade da tíbia.

Extensão do quadril, flexão e rotação medial do joelho. A mesma do Semimembranoso.

SEMITENDINOSO

BÍCEPS FEMORAL

Cabeça Longa: Tuberosidade Cabeça da fíbula e Extensão do quadril, flexão Isquiática e Ligamento côndilo lateral da tíbia do joelho e rotação lateral Sacro-Tuberoso da coxa Cabeça Curta: Linha áspera

adução e extensão da articulação do ombro. flexão e extensão horizontal do braço. estabiliza a pelve. Quando fixo na coluna.MÚSCULO ORIGEM Gastrocnêmio Medial: Côndilo medial do fêmur. rotação superior das escápulas e depressão do ombro. inclina e roda a cabeça para o lado oposto e extende a cabeça Rotação medial. Quando fixo na escápula. Gastrocnêmio Lateral: Côndilo Lateral do fêmur Sóleo: 1/3 intermédio da face medial da tíbia e cabeça da fíbula INSERÇÃO AÇÃO TRÍCEPS SURAL Calcâneo Flexão do joelho (Gastrocnêmios) e flexão plantar do tornozelo RETO ABDOMINAL Face externa e inferior da 5ª a 7ª cartilagens costais e processo xifóide Corpo do púbis e sínfise púbica Participa nos atos de vômito. micção. acrômio e espinha da escápula REDONDO MAIOR 1/3 inferior da borda lateral da escápula Crista do tubérculo menor do úmero DELTÓIDE 1/3 lateral da borda anterior da clavícula. Estabiliza a articulação do ombro. defecação. TRAPÉZIO Linha nucal superior. extensão. Quando fixo na pelve. rotação lateral e medial do braço. adução das escápulas. ligamento nucal e processos espinhosos de C7 a T12 Borda posterior da clavícula. auxilia nos movimentos de flexão. flexiona o tronco. acrômio e espinha da escápula Tuberosidade deltóidea . Quando fixo no Tórax. expiração e no parto. Abdução do braço.

Porção lateral: ½ proximal da face posterior do úmero (acima do sulco do nervo radial) Porção Medial: ½ distal da face posterior do úmero (abaixo do sulco do nervo radial) TRÍCEPS BRAQUIAL Olécrano Extensão do cotovelo BRAQUIAL CORACOBRAQUIAL Face anterior da metade distal do úmero Processo coracóide (escápula) Tuberosidade da ulna 1/3 da face medial do corpo do úmero Flexão do cotovelo Flexão e adução do braço Subescapular: Fossa Tubérculo menor do subescapular (escápula) úmero Supra-espinhal: Fossa supra-espinhal (escápula) MANGUITO ROTADOR Infra-espinhal: Fossa infra-espinhal (escápula) Redondo Menor: 2/3 superiores da borda lateral da escápula Tubérculo maior do úmero Rotação Medial do braço Abdução do braço Tubérculo maior do úmero Rotação Lateral do braço Tubérculo maior do úmero Rotação Lateral e adução do braço .MÚSCULO ORIGEM Cabeça Longa: Tubérculo supraglenoidal INSERÇÃO AÇÃO BÍCEPS BRAQUIAL Cabeça Curta: processo coracóide da escápula Tuberosidade do rádio Flexão do cotovelo e ombro e supinação do antebraço Porção Longa: Tubérculo infraglenoidal.

Para saber mais. y Entre as principais funções do manguito rotador estão a de estabilizar a articulação do ombro. Ex: Extensor e flexor ulnar do carpo. os nomes tem relação com o local onde se encontram. y Apesar de fazer parte do manguito rotador. y Os músculos tem ação na articulação que cruzam. manter a cabeça do úmero contra a cavidade glenóide e evitar que ela faça movimentos indesejáveis na articulação.. Os que ficam do lado do rádio serão os radiais. y Os músculos do manguito rotador. Os que ficam do lado da ulna serão os ulnares.Ex: flexor radial do carpo.. y Com exceção do subescapular. Ex: O Bíceps Braquial cruza as articulações do ombro e do cotovelo e faz a flexão de ambas. espero ter ajudado um pouco. y Diferentemente do membro superior. y O grupo extensor do carpo e dos dedos tem origem no epicôndilo medial do úmero. extensor radial londo e curto do carpo. y O grupo flexor do carpo e dos dedos tem origem no epicôndilo lateral do úmero. com exceção do redondo menor. Boa prova a todos! . o supra-espinhal não faz rotação e sim abdução do braço. todos os músculos do manguito rotador se inserem no tubérculo maior do úmero. y Quanto aos músculos superficiais dos grupos flexores e extensores do carpo e dedos. Bem pessoal. no membro inferior a parte anterior é extensora e a parte posterior é flexora. tem seu nome igual ao da sua origem. que se insere no tubérculo menor do úmero.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful