P. 1
Segurança do trabalho em hospitais

Segurança do trabalho em hospitais

|Views: 1.489|Likes:
Publicado porEdvaldo Souza

More info:

Published by: Edvaldo Souza on Jan 09, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/03/2012

pdf

text

original

Segurança do trabalho em hospitais

Segurança Do Trabalho
INTRODUÇÃO Este trabalho enfocará o tema proposto Riscos a Saúde do Trabalhador, estes riscos constituem uma forma de aprofundamento da compreensão dos problemas ambientais que ocasionam efeitos indesejáveis sobre a saúde. A enfermagem exerce papel central e de grande importância no atendimento ao paciente/cliente, estando assim exposta aos fatores de riscos, acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, entre outras situações, pelo fato de permanecer maior parte de seu tempo ao lado do cliente e em contato íntimo com a insalubridade ambiental, pode ter início quando dados ambientais e dados de saúde indicam haver a presença de agentes perigosos tais como químicos, físicos ou biológicos no ambiente, cujos efeitos sobre a saúde devem ser avaliados quantitativa e qualitativamente. Objetivo do mesmo é identificar os principais riscos ocupacionais aos quais estão expostos os trabalhadores de enfermagem no ambiente hospitalar.

Segurança do Trabalho é o conjunto de normas, conhecimentos técnicos, regulamentos, instruções, métodos, ferramentas, instrumentos, máquinas, espaço físico, proteção individual e coletiva, tempo, etc., necessários ao desenvolvimento correto de um determinado trabalho ou ocupação, evitando a ocorrência de falhas e riscos. Os avanços tecnológicos nos cuidados dispensados aos doentes têm-se vindo a aperfeiçoar, mas o amplo uso desses recursos fez também com que fosse introduzida nos hospitais uma complexidade geradora de riscos, pelo aumento da possibilidade de erros. Acidente no ambiente hospitalar é um fato que envolve os profissionais, os doentes, os visitantes, as instalações e os equipamentos. Muitos deles acarretam prejuízos que dão origem a ações legais. O principal objetivo de um hospital é a prestação de serviços na área da saúde, com qualidade e eficiência. Isto não pode ser alcançado sem a administração efetiva de um programa de prevenção de acidentes, que proporcione condições seguras para os doentes e para os profissionais que aí desenvolvem suas atividades de trabalho. O Hospital deve desenvolver continuamente essa política, assegurando que os gestores e os funcionários estejam cientes de suas responsabilidades na redução de riscos e acidentes. Devem ser promovidas e reforçadas práticas seguras de trabalho e proporcionados ambientes livres de riscos, de acordo com as obrigatoriedades da legislação. A complexidade da segurança hospitalar exige um tratamento multiprofissional, tanto na tomada de decisões técnicas, como nas administrativas, econômicas e operacionais.

perda de material em processo. se é grande ou pequeno. danos ao meio ambiente. por exemplo: risco de choque elétrico (risco físico). risco de queda (mecânico). Risco expressa uma probabilidade de possíveis danos dentro de um período de tempo ou número de ciclos operacionais . como.214. d) Consideram-se. é importante inventariá-los de forma objetiva e racional. comparado com determinados padrões. protozoários e vírus. dentre outros: ruídos. pressões anormais. Para tanto. iluminação e umidade. a possibilidade de existência de perigo. ou redução da capacidade de produção . Se for maior ou menor. b) Consideram-se agentes químicos. como riscos ambientais. . dentre outros: bactérias. radiações ionizantes.Riscos no Ambiente Hospitalar Além das preocupações legais em definir os riscos existentes no ambiente hospitalar. Fica bem definida. Esses danos podem ser entendidos como lesões a pessoas. para efeito das Normas Regulamentadoras da Portaria 3. a magnitude do risco. c) Consideram-se agentes biológicos. risco de incêndio (químico). deve e pode ser facilmente analisado. avaliação e controle de riscos O risco. gases e vapores. é preciso ressaltar algumas definições de termos que servirão de base para indicarmos e conhecermos os riscos existentes no ambiente hospitalar. os agentes mecânicos e outras condições de insegurança existentes nos locais de trabalho capazes de provocar lesões à integridade física do trabalhador. Como foi dito. helmintos. saber apontar qual dos agentes de risco de dano à saúde estão presentes no ambiente de trabalho. radiações não-ionizantes. Reconhecimento. dentre outros: névoas. a compreensão de sua natureza pode ser levada a efeito. danos a equipamentos e instalações. neblinas. poeiras. risco de contaminação por hepatite B e HIV (risco biológico). a palavra risco indica. b) Avaliar (riscos): é saber quantificar e verificar. Risco é uma ou mais condições de uma variável com potencial necessário para causar danos. visando sua eliminação ou controle. quando se lhe acrescentam alguns advérbios que traduzem especificamente a natureza do risco. fungos. vibrações. citamos os itens que seguem encontrados na NR-9 da Portaria nº 3214/78: a) Consideram-se agentes físicos. temperaturas anormais. fumaça. onde quer que se encontre. caracterizar. normalmente. de acordo com determinadas técnicas. De modo a comentar as definições legais dos agentes potenciais de danos à saúde do trabalhador. ainda. Esse conjunto de ações recebe o nome de Investigação e Análise Ambiental. A tomada de decisão deve ser fundamentada tecnicamente em três conceitos básicos que são: a) Reconhecer (riscos): identificar. Pode significar ainda incerteza quanto à ocorrência de um determinado evento ou a chance de perda que uma empresa está sujeita na ocorrência de um acidente ou série de acidentes . Desde que um conjunto de ações possa ser viabilizado.

Prostação térmica por queda do teor de água (desidratação): Ocorre quando a água eliminada por sudorese não é resposta através do consumo de líquidos. São sintomas: a fadiga.c) Controlar (riscos): é adotar medidas técnicas. com finalidade terapêutica como nos casos de berços aquecidos e incubadoras utilizados nos tratamentos de recém-nascidos. de modo que se tornando mais leves. sobem. que tendem a eliminar ou atenuar os riscos existentes no ambiente de trabalho. o uso do calor para geração de condições de conforto ambiental. A transmissão de calor por radiação é feita através do contato direto entre as partes que recebem e as que cedem calor. unidades eletrocirúrgicos ou raio "laser" empregado em sofisticadas técnicas cirúrgicas. por radiação. É empregado. preventivas ou corretivas de diversas naturezas. com as pessoas que bebem água em abundância. dando lugar a massas de ar mais frias que a primeira. vômitos e cãibras musculares. nas operações de limpeza. que adotam o uso de radiofreqüência para produção de calor nos tecidos vivos. sua análise é feita por estar relacionada a todas as atividades de trabalho. desinfecção e esterilização dos artigos e áreas hospitalares. Dentre esses efeitos citamos: Golpe de calor: Ocorre quando se realizam tarefas pesadas em ambientes muito quentes. A quantidade desta energia (recebida ou entregue) é determinada pela variação de temperatura do corpo que cedeu ou recebeu calor. Com relação aos efeitos nocivos do calor no ambiente hospitalar há que se considerarem dois fatores: o paciente e o funcionário. no preparo de alimentação pelos Serviços de Nutrição e Dietética (SND) e nos laboratórios de análise clínica no preparo de soluções especiais. ainda. O calor. tonturas. principalmente. radiações ionizantes. Também. É caracterizada pelo aumento da pulsação e da temperatura do corpo. sem a devida reposição de sal. 1. em equipamentos de diatermia. Calor O calor é uma forma de energia que pode ser transmitida de um corpo para outro. administrativas. visando de modo geral o corte e coagulação dos tecidos humanos. quando em quantidade excessiva (sobrecarga térmica) pode causar efeitos indesejáveis sobre o corpo humano. Ocorre. Embora os níveis de iluminação sejam relacionados diretamente a problemas de saúde. náuseas. Prostação térmica pelo decréscimo do teor de sal: É produzida quando o consumo de sal é insuficiente para substituir as perdas de cloreto de sódio causadas pela sudorese. Riscos físicos no ambiente hospitalar Os principais agentes físicos encontrados no ambiente hospitalar são o calor. A transmissão de calor por convecção se faz através de massas de ar que ao se aquecerem diminuem sua densidade. Os casos em que o paciente pode vir a ser vitimado por calor excessivo geralmente se dão durante o uso de alguns equipamentos ou sistemas . radiações não-ionizantes e pressões anormais. ainda. condução ou convecção. Há. Reconhecimento do risco O calor é largamente utilizado no ambiente hospitalar. ruído. A transmissão por radiação é feita através de ondas eletromagnéticas que transmitem através do ar e do vácuo. principalmente em regiões de clima frio.

gases medicinais. As radiações de efeitos hereditários são aquelas que produzem lesões nas células germinativas da pessoa irradiada. lavanderia hospitalar e casas de caldeiras. neutras. as quais são transmitidas aos seus descendentes. Riscos químicos no ambiente hospitalar Os produtos químicos são largamente utilizados em hospitais com diversas finalidades. entretanto. radiações gama e aceleradores lineares. as originadas de aparelhos como raios-X. da mesma forma. solventes.). A má iluminação nestes casos pode acarretar em graves prejuízos ao profissional e ao paciente. 2. desinfecção e esterilização. como agentes de limpeza. Radiações Ionizantes São exemplos de radiações ionizantes as partículas alfa. Para diminuir os riscos nas salas de cirurgia. As radiações de efeitos somáticos produzem lesões nas células do indivíduo que foi irradiado. queimaduras com bisturi elétrico. ser utilizados como produtos de manutenção de equipamentos e instalações (óleo diesel.). Estes riscos também estão presentes em outras áreas que fazem o uso de equipamentos de diagnóstico e de imagens médicas em tempo real. Controle do risco São medidas de controle que visam educar e treinar o trabalhador para as atividades necessárias ao serviço. Iluminação Para o caso do ambiente hospitalar a questão da iluminação deve ser principalmente. 3. óleos lubrificantes. graxas. psicotrópicos. enfocada nas salas cirúrgicas e no campo operatório. O funcionário no ambiente hospitalar está sujeito a fontes de calor nos seguintes ambientes: centro de esterilização de materiais. como centros cirúrgicos e unidades de terapia intensiva. colas. essas lesões não são transmitidas hereditariamente. Os efeitos biológicos das radiações ionizantes são divididos em dois grupos: os efeitos hereditários e os efeitos somáticos. etc. Podem. nos procedimentos de cardioversão ou desfibrilação e queimaduras pelo uso de cobertores ou colchões aquecidos. os riscos inerentes às radiações ionizantes se relacionam às áreas de rádio-diagnóstico e radioterapia. etc.empregados para a prática médica. aquelas produzidas por ondas eletromagnéticas. beta. o controle de sua saúde através de exames médicos periódicos e a limitação do tempo de exposição do trabalhador à fonte do risco. mercúrio. Estas medidas envolvem a proteção do trabalhador através do uso de EPI. Riscos biológicos no ambiente hospitalar . ainda. como por exemplo. No ambiente hospitalar. a alimentação elétrica de focos cirúrgicos deve ser feita com 24 volts. serviços de nutrição e dietética. São empregados também como soluções medicamentosas (drogas quimioterápicas.

probabilidade de incêndio ou explosão. armazenamento inadequado. é utilizada para procedimentos de limpeza. ferramentas inadequadas ou defeituosas. 5. o contexto social em que está inserido assim como a fase de desenvolvimento em que se encontra. capazes de colocar em perigo a integridade física do trabalhador. Na literatura psicológica. A qualidade da água O fornecimento de água não contaminada é essencial para várias operações no hospital. os cortes e feridas superficiais na pele exposta e a perfuração cutânea. o estudo dos setores onde esses riscos estão marcadamente presentes. eletricidade. Além de ser necessária à vida. ou seja. Muito comum são os acidentes com materiais perfuro-cortantes ou cortocontusos(contaminados) encontrados displicentemente depositados em recipientes inadequados. podemos considerar a saúde mental como um equilíbrio dinâmico que resulta da interação do indivíduo com os seus vários ecossistemas: O seu meio interno e externo. Os riscos mecânicos ou de acidentes ocorrem em função das condições físicas (do ambiente físico de trabalho) e tecnológicas impróprias. o contato mão-olho. Laboratório de análises clínicas As maiores fontes de contaminação são o contato mão-boca. Obviamente os requisitos de pureza irão variar para cada tipo de consumo. através de suas atividades. sobretudo na área do stress. na tentativa de movimentar ou posicionar pacientes. passam a sofrer de problemas relativos à coluna vertebral. iluminação inadequada. animais peçonhentos e ausência de sinalização. máquinas e equipamentos sem proteção. Higiene hospitalar O setor de higiene hospitalar. Risco Psicossocial no ambiente hospitalar O conceito de saúde mental deve envolver o homem no seu todo biopsicossocial. ou seja. em compressores e bombas de vácuo selados à água. desinfecção e esterilização. para preparo de banhos para hemodiálise e diálise peritoneal. Dividiu-se de acordo com o tratamento setorial.O risco biológico é intensivamente encontrado no ambiente hospitalar. 4. Neste sentido. As suas características orgânicas e os seus antecedentes pessoais e familiares. como: Arranjo físico inadequado. no preparo de alimentos. é bastante exposto aos riscos biológicos. Riscos mecânicos no ambiente hospitalar Vários estudos têm demonstrado os acidentes de natureza mecânica que ocorrem com pacientes (escorregões e quedas quando tentam fazer uso de sanitários e durante o banho). quando se movimentam em macas cujo centro de gravidade foi inadequadamente dimensionado e mesmo com funcionários que. sem resistência mecânica suficiente para impedir acidentes. verifica-se que têm sido realizadas algumas investigações sobre a influência dos fatores psicossociais na saúde e na doença .

estes riscos constituem uma forma de aprofundamento da compreensão dos problemas ambientais que ocasionam efeitos indesejáveis sobre a saúde.br/os-riscos-ocupacionais-da-equipe-deenfermagem-no-ambito-hospitalar-doc-a10097. Fatores de risco psicossociais podem desencadear estresse. Disponível em: <http://www. confirmando deste modo a importância de estudos relacionados ao tema. o que pode levar à depressão.html>.anvisa. Dentre os riscos psicossociais. problemas sociais e gastos ao setor previdenciário. está à sobrecarga advinda do contato com o sofrimento de pacientes. insônia. Acesso em 14/02/2011 OS RISCOS OCUPACIONAIS DA EQUIPE DE ENFERMAGEM. acidentes e doenças relacionadas ao trabalho.com. Disponível em:< http://www. uma vez que sua ocorrência gera transtornos pessoais. realização de tarefas múltiplas.ebah. exigindo. estando assim exposta aos fatores de riscos. entendido como uma reação complexa com componentes físicos e psicológicos resultantes da exposição a situações que excedem os recursos de enfrentamento da pessoa.proac. portanto identificação dos riscos e ações no sentido de minimizá-los.mental e sobre os mecanismos que podem levar essas variáveis a contribuir para o desenvolvimento e manutenção de comportamentos inadequados. Revista eletrônica Ebah eu Compartilho. com a dor e a morte. Acesso em: 15/02/2011 INTRODUÇÃO Este trabalho enfocará o tema proposto Riscos a Saúde do Trabalhador. familiares.br/servicosaude/manuais/seguranca_hosp. A enfermagem exerce papel central e de grande importância no atendimento ao paciente/cliente. Ministério da Saúde. acontece quase na totalidade dos hospitais.uff.pdf>.gov. nos mais diversos setores e situações apresentando graus de comprometimento variados. CONCLUSÃO A partir do conteúdo apresentado sobre Riscos a Saúde do Trabalhador de Enfermagem. consumo de álcool e drogas e fadiga mental. Disponível em: <http://www. REFERÊNCIAS CLASSIFICAÇÃO DOS RISCOS. suicídio. entre outras situações. Acesso em: 14/02/2011 RISCOS OCUPACIONAIS A QUE ESTÃO EXPOSTOS OS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM. o trabalho noturno. ritmo de trabalho. É uma reação adaptativa do organismo humano ao mundo em constante mudança. prejuízos funcionais às unidades hospitalares. observa-se que a ocorrência de acidentes de trabalho no ambiente hospitalar tornou-se comum. tabagismo. rodízios de turno. fragmentadas e repetitivas. pelo fato de permanecer maior parte de seu tempo ao .br/biosseguranca/sites/default/files/RiscosOcupacionais.pdf>.

máquinas. luvas. instrumentos. proteção individual e coletiva. regulamentos. evitando a ocorrência de falhas e riscos. físicos ou biológicos no ambiente. Trabalho Trabalhadores de todos os setores devem ter sempre segurança no trabalho. etc. visitantes. espaço físico. Os avanços tecnológicos nos cuidados dispensados aos doentes têm-se vindo a aperfeiçoar.. Pois. as instalações e os equipamentos. . ferramentas.lado do cliente e em contato íntimo com a insalubridade ambiental. tempo. Muitos deles acarretam prejuízos que dão origem a ações legais. E todos esses cuidados deve se estender não só ao profissional da área. as instalações e equipamentos do local. mas para pessoas que trabalham em ambiente hospitalar o cuidado com a segurança deve ser ainda maior. métodos. ter acessórios e equipamentos de segurança como. os visitantes. material infectado. pessoas com doenças contagiosas e maquinário perigoso. que proporcione condições seguras para os doentes e para os profissionais. mascara para quando for trabalhar com seringas. Segurança do Trabalho é o conjunto de normas. como também aos pacientes. pelo aumento da possibilidade de erros. com qualidade e eficiência. cujos efeitos sobre a saúde devem ser avaliados quantitativa e qualitativamente. conhecimentos técnicos. Acidente no ambiente hospitalar é um fato que envolve os profissionais. Pois bem. Segurança. os doentes. O principal objetivo de um hospital é a prestação de serviços na área da saúde. mas o amplo uso desses recursos fez também com que fosse introduzida nos hospitais uma complexidade geradora de riscos. com riscos operacionais devido a manusear equipamentos de risco e outros. instruções. necessários ao desenvolvimento correto de um determinado trabalho ou ocupação. a pessoa que trabalha em hospitais deve manter total atenção para trabalhar com todo esse risco diário. Objetivo do mesmo é identificar os principais riscos ocupacionais aos quais estão expostos os trabalhadores de enfermagem no ambiente hospitalar.. Isto não pode ser alcançado sem a administração efetiva de um programa de prevenção de acidentes. pode ter início quando dados ambientais e dados de saúde indicam haver a presença de agentes perigosos tais como químicos.. profissionais nessa área vivem constantemente com doenças.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->