Você está na página 1de 37

Sistema Digestivo

• Sistema Digestivo
• O Sistema Digestivo é formado pelo
tubo digestivo e suas glândulas
anexas.

• Ele é responsável pela absorção e


transporte de todos os nutrientes que seu
corpo precisa para se desenvolver, e pela
eliminação de todas as impurezas.
• Onde ocorre a digestão:
• O primeiro passo deste complexo ocorre
na boca, onde o alimento é triturado pelos
dentes na mastigação e umedecido pela
saliva. Nesta região se inicia a digestão,
do alimento, processo que se continua no
estômago e termina no intestino delgado,
onde o alimento é transformado em seus
componentes básicas, que são assim
absorvidos, no intestino grosso há
absolvição de água, e consequentemente
as fezes tornam-se semi-sólidas.
• O tubo digestivo é formado
por:

• Boca - 1
• Faringe - 2
• Esôfago - 3
• Estômago - 4
• Intestino delgado - 5
• Intestino grosso - 6
• Ânus - 7
• As glândulas anexas são
formadas por:

• Glândulas salivais - 1
• Pâncreas - 2
• Fígado - 3
• Estrutura Geral do Trato Digestivo
• Todos os componentes do trato digestivo apresentam
características estruturais em comum. Trata-se de 4
camadas distintas que são: MUCOSA, SUBMUCOSA,
MUSCULAR e SEROSA.

MUCOSA: - revestimento epitelial


- lâmina própria
- muscular da mucosa

SUBMUCOSA: - plexo nervoso submucoso (plexo de


Meissner)

MUSCULAR: - plexo nervoso mioentérico (plexo de


Auerbach)

SEROSA: - mesotélio
Cavidade Oral
• É uma cavidade natural, forrada por uma mucosa, que atua
como porta de entrada dos alimentos no tubo digestivo.

• É onde localizam-se os dentes, a língua e desembocam as


glândulas salivais.

• A cavidade oral é revestida por um epitélio pavimentoso


estratificado, queratinizado ou não.
Língua, porção anterior – Mucosa dorsal

Papilas fungiformes (seta longa) e filiformes (seta curta)


Epitélio estratificado pavimentoso não queratinizado (1 e 2)
Lâmina própria (*)
Língua, porção anterior – Mucosa ventral

>Epitélio estratificado pavimentoso não queratinizado (1)


>Lâmina própria (2)
Língua, "V" lingual - Músculo estriado esquelético

Glândulas de Von Ebner (*) – ácinos serosos e mucosos


• Glândulas Salivares
• Possuímos três tipos de glândulas salivares :
- parótidas
- submandibulares
- sublinguais

• Elas são responsáveis pela produção


diárias de cerca de um litro e meio de
saliva, que, juntamente com a mastigação,
realiza a primeira etapa da digestão .
Glândula Parótida

Ácinos serosos (1) ( glândula serosa pura)


Epitélio simples cúbico Estriado (2)
Epitélio estratificado cilíndrico Excretor (3)
Tecido conjuntivo interlobular (4)
Glândula Submandibular

Epitélio simples cúbico Extriado (2)


Epitélio estratificado cilíndrico Excretor (3)
Tecido conjuntivo interlobular (4)
Glândula sublingual

Células serosas e mucosos formando ácinos seromucosos (A)


Meia lua serosa (seta curta)
Epitélio simples cúbico Extriado (2)
• Faringe
É um tubo oco que liga a boca ao esôfago e também as fossas
nasais á laringe. Logo, a faringe é um órgão comum ao
sistema digestivo e respiratório .

A faringe é revestida por:


- Epitélio pavimentoso estratificado não queratinizado(na
região contínua até o esôfago).
- Epitélio pseudo-estratificado cilíndrico ciliado(na região
próxima à cavidade nasal)

A mucosa da faringe também possui muitas glândulas salivares


menores de secreção mucosa em sua lâmina própria,
composta de tecido conjuntivo.
• Esôfago

É um tubo muscular cuja a função é transportar o alimento da


boca ao estômago.
Possui dois grupos de glândulas:
- Glândulas esofágicas da cárdia (que secretam muco).
- Glândulas esofágicas (cuja secreção facilita o transporte
do alimento e protege a mucosa).
• Esôfago - Constituição
Epitélio estratificado pavimento não queratinizado
Mucosa Lâmina própria
Muscular da mucosa

Glândulas esofágicas (ácinos mucosos)


Submucosa Tecido conjuntivo
- vasos
- nervos
Esôfago, corte transversal

Epitélio estratificado pavimentoso não queratinizado (1)


Mucosa Lâmina própria (2)
Muscular da mucosa (3)
Submucosa (4)
Esôfago,corte longitudinal

Epitélio estratificado pavimentoso não queratinizado (1)


Mucosa Lâmina própria (2)
Muscular da mucosa (3)
Submucosa (4)
Esôfago,corte longitudinal – Submucosa

Glândula esofágicas (ácinos mucosos) – seta curta


• Estômago

• O estômago é responsável pela digestão


parcial dos alimentos e secreção de
enzimas e hormônios.

• Trata-se de um segmento dilatado do


trato digestivo, cuja função principal é
transformar o bolo alimentar em uma
massa viscosa(quimo) por meio da
atividade muscular e química.
Internamente o sistema o estômago é forrado por
uma camada denominada mucosa gástrica,
responsável pela produção de muco protetor e
onde se alojam as glândulas gástricas, produtoras
do suco gástrico, contendo ácido clorídrico e
enzimas digestivas (pepsina, renina e lípase
gástrica.)

No estômago são identificadas quatro partes:


» CÁRDIA
» FUNDO
» CORPO
» PILORO
Estômago, fundo e corpo

Mucosa (seta)
Muscular da mucosa (3)
Submucosa (6)
Estômago - Mucosa

-Fovéolas, fossetas gástricas (1) revestidas por epitélio simples cilíndrico (2)
-Lâmina Própria (4)
- Glândulas Fúndicas (glânula tubular) (5)
Transição estômago-duodeno - Estômago

Mucosa
- Fovéolas, fossetas gástricas revestidas por epitélio simples cilíndrico(seta)
- Lâmina Própria
- Glândulas pilóricas (tubulosas-mucosas) - (**)
- Muscular da mucosa (músculo liso)
Submucosa - (ausência de glândulas)
• Intestino Delgado
• O intestino delgado é o sítio terminal de digestão dos
alimentos, absorção de nutrientes e secreção endócrina.

• É nele que são completados os processos de digestão.

• Ele consiste em três segmentos: DUODENO


JEJUNO
ÍLEO
• Intestino Delgado - Camada Mucosa
• A camada mucosa é constituída por:

Vilosidades intestinais (epitélio e lâmina própria)

Células absortivas (células colunares altas)

Células caliciformes (distribuídas entre as células


absortivas)
• Intestino Delgado
No intestino delgado a quebra das moléculas alimentares,
iniciada na boca e continuada no estômago, é completada,
as moléculas alimentares são então absorvidas no sistema
digestivo para o sistema circulatório ,pelo qual são enviadas
ás células,nesse órgão ,atuam Na digestão dos alimentos, o
suco gástrico, suco pancreatico e o bile.

Enzimas composta no suco intestinal:


Erepsina- transforma os peptídeos em aminoácidos .
Sacarase- transforma a sacarose
Maltase- transforma a maltose em glicose
Lactase- transforma a lactose em glicose e galactose .
Lipase entérica- transforma os lípidios em ácidos graxos e
glicerol.
O suco pancreatico é produzido pelas pâncreas que lança ao duodeno
através do canal de Wirsung . as principais enzimas do suco
pancreático são:
Tripsina- transforma em aminoácidos os peptídeos e quaisquer
proteínas que não tenham sido transformada no estômago .
Amilase pancreática – transforma o amido em maltose
Lipase pancreática- transforma os lipídios em ácidos graxos e glicerol.

Produtos finais da digestão :


Terminada a digestão restam no intestino substancias mais simples
,que constituem os produtos finais do processo no intestino delgado
recebem o nome de quilificacão .
Os componentes do quilo são :
*Glicose, frutose e galactose – resultante da digestão dos carboidratos.
*aminoácidos - resultantes da digestão das proteínas.
*ácidos graxos e glicerol - resultante da digestão dos lipídios .

Os produtos finais da digestão atravessam as paredes do intestino


delgado e caem na corrente sangüínea. As vitaminas e sais
minerais, então são distribuídos para todas as células do corpo.
Depois que já houve a absorção dos nutrientes ao longo do intestino
delgado, o que sobrou do bolo alimentar, (água, detritos etc.) deve
ser enviado para o intestino grosso através dos movimentos
peristálticos .
Jejuno-íleo

Vilos (1)
Epitélio simples cilíndrico (2)
- Células caliciformes (seta longa)
Jejuno-íleo

• Epitélio simples cilíndrico (2)


- Células absortivas ou enterócitos (seta curta)
- Células caliciformes (seta longa)
Lâmina própria (3)
- Glândula de Lieberkühn (4) - (glândulas intestinais)
• Intestino Grosso
A principal função do intestino grosso é
reabsorver água.
Suas células epiteliais secretam muco, o
qual lubrifica a massa de resíduo
alimentar.
Qual vai perdendo água, resta ainda no
interior grosso um material não digestivo.
Formam-se então as fezes, que devem ser
eliminadas do organismo.
• Intestino Grosso
• O intestino grosso é constituído por:
CECO
CÓLON ASCENDENTE
CÓLON TRANVESO
CÓLON DESCENDENTE
CÓLON SIGMÓIDE
RETO
ÂNUS
Intestino Grosso – Corte transversal

Células absortivas (seta curta) - (menor quantidade)


Células caliciformes (seta longa) - (numerosas)
Glândulas de Lieberkühn (1) - (intestinais)
Muscular da mucosa (3) (músculo liso)
Intestino grosso - corte longitudinal

Glândulas de Lieberkühn (1) - (intestinais)


Numerosos folículos linfáticos (2)
Muscular da mucosa (3) (músculo liso)
Submucosa (4)-(ausência de glândulas) Muscular
Camada circular interna (5)
Camada longitudinal externa (6)

Você também pode gostar