Você está na página 1de 29

APOSTILA DE ENSINO

MÉTODO ERNESTO AROZTEGUI

2

Ernesto Aroztegui (1931-1994), nascido em Melo, Uruguai. Na década de 50, encantado com esta arte, buscou no Oriente Médio, na França e de volta na América do Sul, com os povos andinos, aprender muito da técnica que cada região utilizava. Aroztegui aparece então em meados da década de 60 no cenário artístico de Montevidéu, onde ele lecionava História da Arte na Escola Superior de Belas Artes e participava de encenações teatrais. Em 1965 criou o Ateliê de Montevidéu, onde ministrava aulas de tapeçaria e junto com seus alunos criaram o Centro de Tapeçaria do Uruguai (CETU). Sua produção como tapeceiro foi sempre uma busca pelo exercício da técnica, ou seja, criação e experimentação.

Em seus 25 anos de profissão foi incansável na busca de novas experiências, na divulgação da tapeçaria em eventos mundiais e envolvendo novos alunos, tanto no Uruguai como no Brasil. Em toda sua trajetória, Aroztegui ultrapassa os limites da linguagem têxtil tradicional. Em 1986 ele participa da Bienal de Veneza .

A inexistência de ateliês no Uruguai e no Brasil levou Aroztegui a reunir, em três tapeçarias, propostas de exercícios que englobam técnicas usadas nos diversos lugares por onde ele esteve

aprendendo.

(Do

texto

"Tapeceiros

na

América

Latina"

de

Elke

Otte

Hülse

e

Sandra

Makowiecky

disponível

no

site

Este material foi organizado e formatado em PDF pelo Professor Rene Gomes Scholz em 15 de março de 2011, para compor a Biblioteca do Pequeno Museu da Tecelagem ( www.pequenomuseudatecelagem.blogspot.com). A apostila foi doada pelo seu discipulo Henrique Schucman ( www.pousodotapeceiro.com.br ) em 24 de fevereiro de 2011 a quem devemos nossos sinceros agradecimentos.

4
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28