P. 1
Ficha de Leitura sobre o livro Contos de Eça de Queirós - A Civilização

Ficha de Leitura sobre o livro Contos de Eça de Queirós - A Civilização

|Views: 1.132|Likes:
Publicado porBiblioESG

More info:

Published by: BiblioESG on Jan 22, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/26/2013

pdf

text

original

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GOUVEIA

Ficha de leitura n.º __2__ Indicação Bibliográfica: Autor – “Eça de Queirós”; Título – “Contos – A Civilização”; Editora – “Porto Editora”; Data da reedição – Setembro de 2011. É um livro de: contos  aventuras  viagens  história  outros 

Assunto: Civilização é um conto de Eça de Queirós onde é narrada a vida de Jacinto, um homem novo e culto que vivia luxuosamente, rodeado dos mais sofisticados e recentes inventos e das mais belas obras-primas da literatura. No entanto, apesar do luxo, ele vivia infeliz. Teve de se afastar um pouco da “civilização” para poder perceber que não é o luxo que deixa as pessoas felizes, são as coisas mais simples da vida. A personagem de que mais gostei foi o Zé Brás porque devido a ele ser serrano, tinha uma maneira de falar diferente e dizia frases do género “suas inselências”, por isso faz rir um pouco. A personagem de que menos gostei foi os amigos de Jacinto “muito cultos” porque só tinham conversas “chatas” (aborrecidas) e só falavam de coisas que quase ninguém quer saber (sem ofensa). O lugar descrito que mais me impressionou foi o velho solar de Torges. O(s) momento(s) da acção que gostaria de ter vivido foi/foram a viagem de comboio que o Jacinto e o narrador (José) fizeram desde o palácio Jasmineiro, na cidade até ao velho solar de Torges, no campo. Agradou-me/desagradou-me o desfecho da história porque o final ensina aos leitores que não é o luxo que importa. Ás vezes, o mais simples da vida pode ser muito mais valioso para o bemestar das pessoas. Aconselho/não aconselho este livro aos meus amigos porque nos dá um ensinamento moral. Aqui ficam registadas as frases/expressões que achei mais bonitas “Não há ideia mais consoladora do que esta – que eu, e tu, e aquele monte, e o sol que, agora, se esconde são moléculas do mesmo Todo, governadas pela mesma Lei, rolando para o mesmo Fim. (…) Nem ele nem eu sabíamos os nomes desses astros admiráveis. Eu, por causa da maciça e indesbastável ignorância de bacharel, com que saí do ventre de Coimbra, minha mãe espiritual. Jacinto, porque na sua ponderosa biblioteca tinha trezentos e dezoito tratados sobre a astronomia! Mas que nos importava, de resto, que aquele astro além se chamasse Sírio e aquele outro Aldebarã? Que lhes importava a eles que um de nós fosse José e o outro Jacinto? Éramos formas transitórias do mesmo ser eterno – e em nós havia o mesmo Deus.”

Nome: Catarina Silva Marques

n.º 8

ano 7º

turma E

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->