Co nt e x t ualizaç ão hist ó rica: Da olig arq uia M aranh ão ao surg ime nt o d a o lig arq uia se rid o e ns e Org anizad

o r: Franc ima r de Araújo Galvão ( Bachare l e m H is t ó ria)

HISTÓRIA DO RIO GRANDE DO NORTE EM RESUMO

OS PRINCIPAIS GOVERNANTES LIGADOS A OLIGARQUIA MARANHÃO Alberto Maranhão foi o governador mais jovem do Rio Grande do Norte, com 26 anos e 9 meses de idade. Poucas realizações são registradas no seu primeiro governo, noticiando-se apenas as festas no Palácio Potengi e a autorização para premiar livros de Ciências e Literatura produzidos por autores locais ou de outros estados, mas aqui residentes. Augusto Tavares de Lira, macaibense, genro de Pedro Velho, sucedeu Alberto Maranhão no governo, de 25 de março de 1904 a 5 de novembro de 1906. Ingressara na política estadual como deputado estadual em 1893, com 21 anos de idade, reelegendo-se até 1905. Foi eleito governador com 32 anos de idade. Em 1906 Tavares de Lira foi convidado para ser ministro da Justiça e Negócios Interiores. Assumiu o governo em sua substituição o vice-governador, Dr. Manoel Moreira Dantas. Para completar o mandato de Tavares de Lira, foi realizada eleição em 9 de dezembro de 1906, e o escolhido foi o Dr. Antonio José de Melo e Souza, que também fazia parte do grupo Maranhão. No processo sucessório de Melo e Souza foi eleito pela segunda vez Alberto Maranhão, empossado a 25 de março de 1908, dessa feita para um mandato de 6 anos, realizando uma admirável administração. O CRESCIMENTO DA OPOSIÇÃO E A ELEIÇÃO DE FERREIRA CHAVES A oposição à oligarquia estadual, que até 1910 tinha pouca participação no processo político, toma uma posição mais agressiva e consegue a eleição e o reconhecimento de Augusto Leopoldo da Câmara (jornalista e político, que liderava a oposição ao governo desde a posse de Pedro Velho), em 1912, como deputado federal. Foi, portanto, o primeiro deputado federal eleito pela oposição do RN, desde o início do regime republicano. No Rio Grande do Norte o porta-voz da oposição era o capitão José da Penha, oficial potiguar de Angicos, e deputado estadual pelo Ceará, que defendia a candidatura do tenente Leônidas Fonseca, contra a candidatura oficial de Ferreira Chaves, que disputava um segundo mandato. A campanha foi violenta, com José da Penha combatendo a oligarquia. No entanto, Ferreira Chaves foi eleito e governou o estado de 1914 a 1920. A FORÇA POLÍTICA DA OLIGARQUIA SERIDOENSE Com o surto algodoeiro correspondente aos anos da Guerra Mundial, esse produto assumiu uma posição de grande destaque na economia estadual, tornando-se seu principal produto de exportação, com uma alta significação na renda do tesouro estadual. Em conseqüência, o grupo político comandado pela oligarquia Maranhão vai, pouco a pouco, perdendo seus aliados e afastando-se cada vez mais da esfera do poder, substituída pela burguesia agrária sertaneja do Seridó e Oeste. José Augusto Bezerra de Medeiros e Juvenal Lamartine de Faria, assumem o comando do poder no Rio Grande do Norte. O grupo da oligarquia Maranhão com o seu poder enfraquecido no Estado perde também o seu prestígio na esfera federal. José Augusto foi então o primeiro seridoense a ocupar o governo estadual. Em 1928 assumiu o governo Dr. Juvenal Lamartine, primo de José Augusto e ligado à mesma região e interesses econômicos. Deu continuidade a mesma linha política de seu antecessor, de estímulo a produção do algodão, acrescentando a tendência de diversificar a produção agrícola. A administração de Lamartine foi interrompida pela Revolução de 1930. entretanto, mesmo com o reduzido espaço de tempo, foi um governo de muitas realizações, com medidas que visavam ao desenvolvimento estadual. QUADRO SUCESSÓRIO DOS GOVERNANTES DO RN (1892-1930) PERÍODO ADMINISTRATIVO NOME 1892-1895 Pedro Velho de Albuquerque Maranhão 1895-1900 Joaquim Ferreira Chaves 1900-1904 Alberto Frederico de Albuquerque Maranhão 1904-1908 Augusto Tavares de Lira/Antonio José de Melo e Souza 1908-1914 Alberto Frederico de Albuquerque Maranhão 1914-1920 Joaquim Ferreira Chaves 1920-1924 Antonio José de Melo e Souza 1924-1928 José Augusto Bezerra de Medeiros

PROFISSÃO Médico Bacharel Bacharel Bacharéis Bacharel Bacharel Bacharel Bacharel

1928-1930

Juvenal Lamartine de Faria

Bacharel

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful