Você está na página 1de 26

RELAÇÃO DOS GRUPOS DE ATIVIDADES ACADÊMICAS E RESPECTIVAS EMENTAS DO GRUPO DO NÚCLEO FIXO

TOTAL A SER INTEGRALIZADO PELO ALUNO – 1530 HORAS

 

ATIVIDADE ACADÊMICA

CH

DEPTO/

UNIDADE

1

Introdução às Ciências Biológicas

30

ICB

A

disciplina visa, através de aulas e seminários, subsidiar o aluno nas

escolhas dos percursos possíveis do curso, de acordo com suas aptidões

e

áreas de atuação do biólogo. Discute temas como: bioética,

biossegurança e a relação do biólogo com pesquisa e ensino.

2

Evolução I

30

BIG

Ciência e o impacto atual do Darwinismo. Idéias Pré-Darwinianas da Evolução Biológica. Histórico do Pensamento Evolutivo Darwininano. Evolução Pós-Darwin. Evidências de Evolução. Ensino da Biologia

 

Evolutiva

3

Evolução do Pensamento Biológico

45

ICB

Referenciada no pressuposto de que o aprendizado de uma ciência ganha profundidade com o aprendizado sobre ciência, a disciplina visa apresentar ao aluno um panorama das grandes mudanças no campo das ciências biológicas, com enfoque nos aspectos epistemológicos, conceituais e experimentais. Espera-se que a disciplina, em seu percurso, contribua para a compreensão dos traços distintivos fundamentais das investigações nas ciências biológicas, possibilitando a apreensão da natureza do método científico, de suas limitações e contribuições para o diálogo com outros campos do saber humano.

4

Introdução à Sistemática

45

ZOL

Evolução e Sistemática; homologia e registro de relações filogenéticas - plesiomorfia, apomorfia e homoplasia; tipos de caracteres taxonômicos; reconstrução das relações filogenéticas; emprego de caracteres moleculares em sistemática filogenética; medidas de qualidade de árvores filogenéticas; princípio da parcimônia e critérios alternativos para seleção de árvores; utilização de computadores em estudos filogenéticos; classificações filogenéticas; filogenia e estudos co- evolutivos.

5

Biologia Celular e Histologia Básica

 

60

MOF

Estudo teórico e prático(uso de lâminas histológicas e eletromicrografias) das células eucariotas e dos tecidos animais; estabelecimento de correlações morfológicas, bioquímicas e funcionais.

6

Química Geral para Ciências Biológicas

 

60

QUI

Estequiometria, Estrutura Atômica, Ligações Químicas, Interações Intermoleculares, Funções Inorgânicas. Nomenclatura, Equilíbio Químico, pH, Noções Básicas de Segurança de Laboratório, Medidas de massa e volume, Soluções, Reações Químicas e Estequiometria.

7

Metodologia de Campo

 

30

ICB

Aulas de campo que visam um primeiro contato do estudante de biologia com as atividades que o biólogo exerce no ambiente.

8

Taxonomia de Criptógamas

 

60

BOT

Conceitos de sistemática vegetal: introdução. Seriação de grupos vegetais criptogâmicos. Caracteres gerais e taxonômicos: pontos de vista morfológico e fisiológico. Desenvolvimento da reprodução assexuada e

sexuada. Seqüência evolutiva de bacteriophyta e pteriodophyta.

9

Biofísica

45

FIB

Processos

fisiológicos:

estudos

quali

e

quantitativos

utilizando-se

abordagem físico-química.

 

10

Bioquímica Celular

 

60

BIQ

Relação de estrutura e função de biomoléculas. Mecanismos de catálise biológica. Biossíntese e degradação de biomoléculas.

11

Genética I

 

60

BIG

Bases mendelianas da hereditariedade. Teoria cromossômica da herança. Tipos de transmissão de caracteres genéticos em organismos haplóides e diplóides. Natureza e funcionamento do material genético.

12

Histologia dos Sistemas Orgânicos

 

60

MOF

Estudo histológico dos diversos órgãos que compõem o organismo humano, à microscopia óptica e eletrônica. Correlações entre estrutura e função orgânica.

13

Zoologia I

 

75

ZOL

Aspectos morfo-fisiológicos, evolutivos, ecológicos e sistemáticos de:

protozoários, poríferos, cnidários, ctenóforos, platelmintos, asquelmintos e moluscos.

14

Morfologia e Taxonomia de Espermatófitas

 

60

BOT

Apresentar os conceitos básicos da Taxonomia Vegetal: Histórico, Sistemas de Classificação e nomenclatura; morfologia das partes vegetativas e reprodutivas das plantas superiores; características

 

morfológicas vegetativas e reprodutivas das famílias de Gymnospermas e Angiospermas de maior representatividade e/ou de interesse evolutivo ou econômico; noções de evolução.

   

15

Biologia dos Microorganismos

 

60

MIC

Aspectos fundamentais da organização celular microbiana e princípios de fisiologia, genética e taxonomia. Localização dos microrganismos no mundo dos seres vivos. Interações microbianas, métodos de controle de microrganismos. Aplicações e perspectivas da microbiologia.

16

Zoologia II

 

75

ZOL

Aspectos morfo-fisiológicos, evolutivos, ecológicos e sistemáticos de:

anelídeos, artrópodos e grupos afins.

 

17

Imunologia

 

30

BIQ

Fundamentos de imunobiologia e imunoquímica. Indução das respostas celular e humoral estimuladas pelo antígeno e suas conseqüências.

18

Zoologia III

 

90

ZOL

Aspectos morfo-fisiológicos, evolutivos, ecológicos e sistemáticos de deuterostômios, incluindo equinodermos, peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos.

19

Ecologia I

 

60

BIG

Ecologia: definição, histórico e abordagens. Unidades Ecológicas:

conceitos e parâmetros básicos em ecologia e genética de populações. Crescimento populacional, populações humanas. Interações entre populações. Comunidades.

20

Embriologia Geral

 

30

MOF

Aspectos fundamentais do desenvolvimento: da formação dos gametas até a morfologia externa do embrião.

21

Biologia Molecular

 

45

BIQ

Funções das células ao nível molecular: estruturas e interações destas entre si e com os diversos metabolitos. Expressão genética e controle metabólico, síntese e degradação das macromoléculas de interesse biológico. Utilização de energia para a manutenção de organização celular e continuidade da vida. Obtenção e interpretação de dados biológicos experimentais.

22

Anatomia Vegetal

 

60

BOT

Estruturas anatômicas dos órgãos vegetativos e reprodutivos dos grandes grupos de plantas vasculares. Caracterizações básicas das tendências evolutivas e correlação com o ambiente.

23

Ecologia II

 

60

BIG

Fatores

abióticos,

ciclos

biogeoquímicos

e

impacto

de

atividades

 

humanas sobre o meio ambiente. Fluxo de energia, fontes convencionais e alternativas de energia. Produção de alimentos, alternativas ecológicas. Limites de crescimento. Recursos renováveis e não renováveis, sucessão ecológica.

   

24

Introdução à Bioestatística

60

EST

Técnicas de amostragem. Distribuição de freqência. Probabilidades. Distribuição de variável aleatória discreta. Distribuição de variável aleatória contínua.Ingerência estatística. Estimação. Testes de hipótese.

25

Genética II

45

BIG

Recombinação gênica em procariotos e eucariotos. Controle da

expressão gênica em procariotos. Variação na estrutura e na expressão

do

genoma. Bases da variação e mecanismos de evolução.

26

Fisiologia Vegetal

60

BOT

Apresentar a fisiologia das plantas através do estudo do metabolismo e

da

bioquímica vegetal e do efeito dos fatores endógenos e ambientais

nos processos de crescimento e desenvolvimento. Relações hídricas, fotossíntese, nutrição mineral, hormônios vegetais, fotomorfogênese, germinação e dormência, reprodução e senescência.

29

Evolução II

60

BIG

Teoria moderna da Evolução. Origem da Biodiversidade. Mecanismos

genéticos e ecológicos de evolução. Evolução nas populações. Espécies

e

especiação. Macroevolução: padrões, processos e tendências

evolutivas. Evolução Molecular (genes, genomas e filogenia de esécies). Evolução da Espécie Humana.

30

Paleontologia

60

GEL

História da vida através dos fósseis. Noções de estratigrafia, coluna padrão e evolução.

GRUPO DE ATIVIDADES ACADÊMICAS ESPECÍFICAS PARA LICENCIATURA

OBRIGATÓRIAS TOTAL A SER INTEGRALIZADO PELO ALUNO – 630 HORAS

 

ATIVIDADE ACADÊMICA

CH

DEPTO/

UNIDADE

1

Anatomia Humana Básica

45

MOF

Sistemas componentes do organismo humano: noções elementares.

2

Sociologia da Educação

60

CAE

Estrutura social e Educação: reprodução social e transmissão de conhecimento. O impacto das revoluções tecnológicas nos processos civilizatórios: o papel da escola. A relação da escola com a sociedade e com o Estado. Análise sociológica do fracasso escolar.

3

Psicologia da Educação-Aprendizagem e Ensino

60

CAE

Visão histórica-conceitual da psicologia como ciência e sua contribuição à área educacional. Principais teorias de aprendizagem de base empirista, racionalista e interacionista. Problemas de aprendizagem. Interação professor/aluno: dinâmica da sala de aula.

4

Elementos de Física

60

FIS

Fluidos: hidrostática, hidrodinâmica, viscosidade, tensão superficial, capilaridade. Ondas: noções básicas. Ótica: geométrica, física, instrumentos óticos. - Eletricidade: potencial elétrico, corrente elétrica, medidores, potenciômetros.

5

Fisiologia Aplicada às Ciências Biológicas

60

FIB

Estudo dos sistemas funcionais: nervoso, endócrino, reprodutor, cardiovascular, respiratório, renal e digestivo.

6

Política Educacional

60

ADE

Estado e educação. Estado, educação, estrutura social e mecanismo de decisão. Diretrizes e financiamento da educação. A ação do Estado brasileiro na trajetória histórica do ensino público e privado.

7

Didática de Licenciatura

60

MTE

Transformação da prática pedagógica: papel da didática. Componentes do processo de ensino: objetivo, conteúdo, métodos, procedimentos e avaliação. Relação professor-aluno. Planejamento como processo de

 

organização do ensino. Didática: propostas alternativas.

   

8

Laboratório de Ensino em Farmacologia

30

FAR

Desenvolver com os alunos, a partir de vivências no ensino Fundamental

Médio, alternativas ou práticas pedagógicas relacionadas às Ciências Biológicas, baseadas no conhecimento farmacológico já estabelecido.

e

9

Laboratório de Ensino em Patologia

30

PAG

Estratégias metodológicas para o desenvolvimento de práticas

pedagógicas relacionadas às Ciências da Saúde relacionadas com processos patológicos gerais, como inflamações, alterações circulatórias

e

tumores.

10

Laboratório de Ensino em Parasitologia

45

PAR

Estratégias metodológicas para o desenvolvimento de práticas pedagógicas relacionadas com doenças parasitárias humanas, os caracteres diferenciais dos parasitas, ciclo biológico, epidemiologia e profilaxia.

11

Análise da Prática Pedagógica I

60

MTE

Tendências no ensino de ciências naturais e biologia. Objetivos da educação em ciências naturais e biologia. O currículo de ciências naturais

e

biologia: história e prática. O papel do conhecimento do aluno no

processo de ensino-aprendizagem de ciências. Perspectiva sócio- histórica-cultural do processo de ensino aprendizagem de ciências naturais e biologia. A sala de aula como espaço de observação e reflexão acerca da prática docente e dos processos de ensino-aprendizagem. Planejamento e alternativas metodológicas para o ensino das ciências naturais e biologia. Introdução a elementos da pesquisa em educação (o significado da pesquisa para a prática pedagógica, panorama das pesquisas no campo da educação, formulação de questionamentos e problemas de pesquisa na educação em ciências, introdução á parâmetros para normatização de trabalhos científicos).

12

Análise da Prática Pedagógica II

60

MTE

Perspectiva sócio-histórica-cultural do processo de ensino aprendizagem

e

a prática docente no espaço da sala de aula de ciências naturais e

biologia. Planejamento, objetivos, e avaliação do ensino de ciências naturais e biologia no contexto da escola. Construção de múltiplas metodologias e recursos didáticos para o ensino de ciências e biologia. A reflexão acerca da Educação Básica e da educação em ciências articulada às experiências dos discentes em situações de regência. Trabalho de Conclusão de curso: desenvolvimento de projeto de investigação em educação em ciências relacionado às experiências do discente no contexto escolar.

PRÁTICAS DE ENSINO Grupo G4

TOTAL A SER INTEGRALIZADO PELO ALUNO – 120 HORAS

 

ATIVIDADE ACADÊMICA

 

CH

DEPTO/

 

UNIDADE

1

Laboratório de Ensino em Botânica

 

30

BOT

Discutir o ensino de botânica no ensino fundamental e médio, analisando os programas de ciências e biologia e o conteúdo dos livros didáticos. Elaborar textos e materiais didáticos para aulas teóricas e práticas.

2

Laboratório de Ensino em Ecologia I

 

30

BIG

Estratégias metodológicas para ensino de conteúdos de ecologia: nicho, habitat, ecossistema, comunidade, populações, estrutura e função.

3

Laboratório de Ensino em Ecologia II

 

30

BIG

Estratégias metodológicas para ensino de conteúdos de ecologia:

Poluição, produtividade, ciclos biogeoquímicos e sucessão.

 

4

Laboratório de Ensino em Fisiologia

 

30

FIB

Estratégias

metodológicas para

ensino

dos Fenômenos

Fisiológicos:

Estudo Prático.

 

5

Laboratório de Ensino em Genética

 

30

BIG

Instrumentação do esqueleto conceitual da Genética através de projetos de ensino desenvolvidos durante o curso.

6

Laboratório de Ensino em Microbiologia

 

30

MIC

Projetos experimentais para evidenciar a presença e atividade de microrganismos de diferentes fontes, com aplicação no ensino Médio e Fundamental. Formulação de corantes e meios de cultura com produtos naturais não convencionais. Métodos alternativos de controle de população microbiana.

7

Laboratório de Ensino em Zoologia

 

30

ZOL

Planejamento e realização de experimentos e atividades práticas de laboratório em zoologia.

8

Laboratório de Ensino em Ciências Morfológicas

30

MOF

Estratégias metodológicas para ensino de conteúdos da área de morfologia: citologia, histologia e embriologia.

9

Laboratório de Ensino em Bioquímica

 

30

BIQ

Estratégias metodológicas para ensino de Bioquímica celular e molecular.

10

Laboratório de Ensino em Saúde

 

30

ICB

Discutir os temas vinculados à Saúde no ensino Médio e Fundamental,

com relação aos fatores nutricionais, sociais, psicológicos e ambientais.
com relação aos fatores nutricionais, sociais, psicológicos e ambientais.

com relação aos fatores nutricionais, sociais, psicológicos e ambientais.

com relação aos fatores nutricionais, sociais, psicológicos e ambientais.
com relação aos fatores nutricionais, sociais, psicológicos e ambientais.
com relação aos fatores nutricionais, sociais, psicológicos e ambientais.
com relação aos fatores nutricionais, sociais, psicológicos e ambientais.
com relação aos fatores nutricionais, sociais, psicológicos e ambientais.

GRUPO DE ATIVIDADES ACADÊMICAS ESPECÍFICAS PARA O BACHARELADO

OBRIGATÓRIAS

TOTAL A SER INTEGRALIZADO PELO ALUNO – 390 HORAS

 

ATIVIDADE ACADÊMICA

CH

DEPTO/

UNIDADE

1

Matemática

60

MAT

Números, equações e inequações. Funções, gráficos e curvas. Função de uma variável real: derivadas. Máximos e mínimos. Esboço de curvas. Integral. Equações diferenciais. Aplicações.

2

Projetos de Bioquímica

30

BIQ

Introdução à metodologia científica; elaboração de projetos experimentais. Introdução às técnicas laboratoriais de manipulação de amostras biológicas; biossegurança no laboratório; manipulação de volumes, massas e concentrações; centrifugação; espectrofotometria.

3

Anatomia dos Vertebrados

75

MOF

Corpo dos animais domésticos organização e estrutura macroscópica. Dissecação em animais formolizados e em peças anatômicas isoladas.

4

Fisiologia Comparada Animal

90

FIB

Apresentar os mecanismos fisiológicos básicos (sistema nervoso, respiratório, cardiovascular, renal, digestivo, endócrino-reprodutor), e enfatizar as diferenças nas estratégias adaptativas entre espécies do reino animal (vertebrados e invertebrados).

5

Patologia Comparada

30

PAG

Estudo dos processos patológicos gerais: degenerativos, circulatórios, inflamatórios e neoplásicos. A disciplina visa o entendimento da repercussão dos aspectos evolutivos e ambientais nos processos patológicos.

6

Farmacologia Experimental

30

FAR

É uma disicplina introdutória com o objetivo de dar ao biólogo conhecimentos dos procedimentos experimentais e básicos em farmacologia. Ao mesmo tempo visa conceituar que a farmacologia é uma abordagem aos fenômenos biológicos.

7

Bioinformática

30

BIQ

 

Introdução aos estudos de genoma, transcriptoma e proteoma; probabilidade e processos estocásticos; algoritmos; ambientes de computação; redes neurais e artificiais e processamento digital de imagens.

   

8

Parasitologia Geral

45

PAR

Elos da cadeia parasitárias (agentes etiológicos, vetor, hospedeiro vertebrado). Parasitoses humana: caracteres deferenciais dos parasitas, ciclo biológico, epidemiologia e profilaxia. Método de criação, manutenção, captura e controle de vetores. Técnicas de biologia molecular.

GRUPO DE DISCIPLINAS TEMÁTICAS OPTATIVAS DO BACHARELADO (G1,G2,G3)

TOTAL A SER INTEGRALIZADO PELO ALUNO – 360 HORAS PERCURSO G1 - AMBIENTAL PERCURSO G2 – BIOTECNOLOGIA E SAÚDE PERCURSO G3 – ALTERNATIVO

ATIVIDADE ACADÊMICA

CH

G1

G2

G3

depto

Abordagens das Doenças Microbianas

15

 

X

X

MIC

Desenvolver os conteúdos e conceitos necessários à compreensão, pelo aluno, das doenças microbianas causadas por bactérias, fungos e vírus, seus aspectos epidemiológicos, de prevenção e terapêutica fundamentais, seus mecanismos de transmissão e patogênese, com vistas a uma melhor formação geral do biólogo e à capacitação dos futuros profissionais para ministrar esses conteúdos no ensino médio.

Agroecologia

45

X

X

X

BIG

Sistemas sustentáveis de produção de alimentos. O ecossistema natural como modelo de agroecossistemas sustentáveis. A contribuição do etnoconhecimento para sustentabilidade agrícola. Conversão agroecológica de sistemas de produção. Manejo ecológico de solos e pragas agrícolas. Conservação de recursos genéticos na agricultura. Sistemas agroflorestais e conservação da biodiversidade. Agricultura urbana e sua relação com a segurança alimentar e nutricional. Certificação de produtos orgânicos. Licenciamento e auditoria ambiental na agropecuária.

Anatomia de Madeiras

45

X

 

X

BOT

Análise da estrutura anatômica de madeiras de uso comercial e de interesse florestal. Natureza e constituintes celulares. Subsídios biotecnológicos para a qualificação de madeiras para uso comercial e ambiental.

Anatomia de Plantas sob Estresse

45

X

 

X

BOT

Padrões morfológicos e anatômicos dos órgãos vegetais. Variações estruturais e teciduais relacionadas a fatores bióticos (interações planta-planta, interações animal-planta) e abióticos (luz, água, solo). Indicadores morfológicos dos estresses em plantas.

Bases Ecológicas para o Desenvolvimento Sustentável

30

X

 

X

ICB

Conceitos ecológicos fundamentais para os diferentes aspectos do desenvolvimento sustentável. Conscientização de problemas e soluções para a crise ambiental contemporânea.

         

Bases em Epidemiologia

45

 

X

X

PAR

Introdução aos conceitos epidemiológicos e usos da epidemiologia em investigações etiológicas e em Saúde Pública. Estudo da história natural, da distribuição, da freqüência e do comportamento das

doenças infecciosas e parasitárias em populações, com objetivo de um melhor conhecimento dos métodos de transmissão, dos fatores de risco

e

das medidas de prevenção destas doenças.

Biofísica das Radiações

45

 

X

X

FIB

Efeitos biológicos das radiações ionizantes e não ionizantes, e suas aplicações nas áreas biológicas e da saúde, com enfoque instrumental

e

na radioproteção individual e ambiental.

Biologia da Conservação

60

X

 

X

ICB

Biodiversidade mundial. Populações Naturais. Extinção: registros históricos e processos. Fragmentação de habitas. Diagnóstico de populações ameaçadas e unidades evolutivamente significativas. Análise de Viabilidade de Populações. Manejo de populações para conservação. O problema das espécies exóticas. Conservação in-situ e ex-situ. Efeito antrópico atual. Política de Conservação no Brasil e no mundo.

Biologia das Bactérias

30

 

X

X

MIC

Grupos bacterianos: caracterização citológica, fisiológica e genética. Fenômenos de crescimento, colonização, associação com outras espécies, dispersão, resistência, resposta a estímulos e perpetuação da espécie na natureza.

Biologia de Algas e Cianobactérias de água Doce

45

X

 

X

BOT

Caracterização das algas e sua evolução. Principais grupos taxonômicos. Características morfológicas, ecológicas e fisiológicas dos grupos. Identificação dos principais gêneros de água doce. O papel das algas no meio ambiente. Pigmentos e fotossíntese. Dinâmica das populações naturais: competição e predação. Efeito do ambiente nas comunidades. Eutrofização e alteração da composição em espécies.

Biologia de Leveduras e Fungos Filamentosos

30

 

X

X

MIC

Ciclo biológico dos fungos leveduriformes e filamentosos e principais características fisiológicas. Modelos de interação com outros organismos. Métodos de identificação.

Biologia de Vírus

30

 

X

X

MIC

Natureza, multiplicação e genética dos vírus. Relação vírus-hospedeiro

ao nível celular, de organismo e de populações. Ecologia das infecções

         

dos

vírus. Métodos de isolamento, titulação e caracterização dos vírus.

Biologia do Desenvolvimento

60

 

X

X

ICB

Estudo do processo pelo qual os organismos se desenvolvem e

crescem; aspectos genéticos do crescimento e diferenciação celular e

da

morfogênese, processos envolvidos na formação dos tecidos,

órgãos e anatomia dos metazoários; correlação entre Biologia do

Desenvolvimento e Biologia Evolutiva, considerando a diversidade

das

formas dos organismos no contexto filogenético.

Biologia Floral

60

X

 

X

BOT

Aspectos dos principais mecanismos de polinização e sistemas reprodutivos das angiospermas. Histórico e conceitos teóricos básicos em polinização. Recompensas florais. Atração visual e olfativa. Sistemas de reprodução de plantas: auto-incompatibilidade e agamospermia. Polinização por agentes abióticos: vento (anemofilia) e água (hidrofilia). Polinização por agentes bióticos: insetos (abelhas e outros Hymenoptera - melitofilia, Diptera - miiofilia, Coleoptera -

cantarofilia, Lepidoptera _ psicofilia e falenofilia) e vertebrados (aves

_

ornitofilia, morcegos _ chiropterofilia, outros mamíferos).

Polinização, fluxo gênico, variabilidade e estrutura genética de populações vegetais.

Biologia Forense

45

 

X

X

ICB

Estudo de aspectos anato-patológicos, bioquímicos, imunológicos, genéticos e moleculares envolvidos em crimes contra seres humanos e crimes ambientais; ferramentas laboratoriais e estatísticas disponíveis para análise, aspectos éticos e jurídicos pertinentes.

Bioquímica de Proteínas

45

 

X

X

BIQ

Estruturas secundárias de proteínas alfa-hélices, folhas betas e alças. Estrutura terciária de proteínas conhecidas, natureza das enzimas, processo de catálise enzimática, relações entre propriedades e funções

das

enzimas e mecanismos de controle de suas atividades.

Botânica Econômica

60

X

 

X

BOT

Plantas de importância econômica, produtos extraídos e aplicações.

Tecnologia de cultivo e multiplicação de plantas de interesse ambiental

comercial. Estratégias de maximização da produção e comercialização de produtos vegetais.

e

Carcinologia

75

X

 

X

ZOL

Morfologia, biologia, ecologia e sistemática dos crustáceos, com ênfase nos métodos de criação, coleta, preparação, fixação e montagem de crustáceos aquáticos e terrestres, visando estudos

práticos e coleções taxonômicas. Aprofunda-se, ainda, nas técnicas de criações intensivas de crustáceos de importância econômica e o estudo das espécies invasoras.

         

Citogenética

 

60

 

X

X

BIG

Constituintes celulares ligados a hereditariedade: estrutura cromossômica em microscopia óptica, molecular e ultraestrutura.

Variações dos cromossomos em condições normais e patológicas em

homens

e

animais.

Implicações

evolutivas

das

alterações

cromossômicas.

 

Comunicação Celular e Mediação Química

 

60

 

X

X

ICB

Principais

mecanismos

de

comunicação

celular

e

da

mediação

química,

estruturas

celulares

e

moleculares

envolvidas

nestes

processos.

Controle Biológico

 

60

X

 

X

ICB

Mecanismos de controle biológico utilizando microrganismos e animais invertebrados com ação contra organismos de importancia agrícola e para a saude humana e animal

Crescimento e Desenvolvimento Vegetal

 

60

X

 

X

BOT

Controle do desenvolvimento vegetal pela luz e pela temperatura, efeito de borda. Efeitos fisiológicos dos hormônios vegetais e reguladores de crescimento vegetal. Dinâmica das sementes no solo, germinação, dormência e banco de sementes. Controle do florescimento, fotoperiodismo. Senescência e morte celular programadas. Análise do crescimento vegetal.

Ecofisiologia Vegetal

 

60

X

 

X

BOT

O ambiente no crescimento das plantas: radiação e clima. Balanço de carbono nas plantas: fotossíntese como processo difusivo e ecofisiologia da fotossíntese. Relações hídricas e produtividade das comunidades vegetais. Planta sob estresse: hídrico, salino, térmico e mineral.

Ecologia Animal

 

75

X

 

X

BIG

Dinâmica de populações, fatores reguladores tamanho populacional, nicho ecológico, estrutura e organização de comunidades. Habitat e nicho. Dinâmica populacional dos animais: influência de fatores ambientais.

Ecologia de Cerrado

 

75

X

 

X

BIG

Projetos integrados de campo relacionando fauna, flora e solos, aspectos da composição, estrutura e funcionamento dos cerrados.

Ecologia de Vetores de Doenças

 

45

 

X

X

PAR

Aspectos ecológicos dos vetores: Moluscos, Triatomas e Dipteros. Noções de Saúde Pública. Situação Sanitária e Indicadores de saúde.

         

Ecologia Energética

60

X

 

X

BIG

Estudo do fluxo e conservação de energia nas cadeias alimentares; redes e teias alimentares. Pirâmides tróficas, circulação da matéria, ciclos biogeoquímicos, produtividade primária, produtividades secundária, métodos e técnicas usadas no estudo da produção. Interações tróficas entre os diversos componentes dos ecossistemas.

Ecologia Humana

60

X

 

X

BIG

História socioambiental. Sociodiversidade. Metodologia de pesquisa em história oral, etnobiologia e etnoecologia. Agricultura indígena. Segurança alimentar e nutricional. Uso econômico da biodiversidade. Serviços ambientais dos ecossistemas. Mudanças globais e aplicações ecológicas para o desenvolvimento sustentável. Agenda 21 brasileira

Ecologia Tropical

75

X

 

X

BIG

Ecossistemas tropicais: características estruturais, distribuição. Fatores bióticos e abióticos: clima, solos, flora, fauna, produtividade. Trabalhos práticos de campo.

Ecologia Vegetal

60

X

 

X

BIG

Fatores ambientais bióticos e abióticos direcionadores do funcionamento e da estrutura das comunidades vegetais. Métodos de estudo e análise florística da vegetação. Estrutura e dinâmica das comunidades. Unidades de classificação e sistemas de vegetação. Distribuição geográfica das formações vegetais. Trabalhos práticos de campo.

Ecotoxicologia

60

X

X

X

BIG

Efeitos adversos causados aos organismos vivos por substâncias químicas liberadas no ambiente, com ênfase em ambientes aquáticos, incluindo a avaliação de risco ecológico e de risco à saúde humana.

Educação Ambiental

75

X

 

X

ICB

Educação Ambiental. Breve histórico. Princípios, características e objetivos da educação ambiental. O educador ambiental e seu público. Métodos e técnicas para a educação ambiental em espaços formais e não formais. Elaboração de projetos em educação ambiental.

Entomologia

75

X

X

X

ZOL

Sistemática; da morfologia externa, do desenvolvimento ou metamorfose; dos habitats; da alimentação; da reprodução; coleta e conservação de insetos.

Estatística Aplicada às Ciências Ambientais

60

X

 

X

ZOL

Prática da análise de dados utilizando métodos estatísticos comumente

empregados na pesquisa, tais como: média, desvio-padrão, coeficiente de variação, teste de normalidade, transformação de dados, correlação, qui quadrado, teste t, análise de variância, análise de série temporal, regressão linear e não linear, regressão múltipla, testes não paramétricos, cluster e componentes principais.

         

Estratégias

de

Plantio

para

Recuperação

de Áreas

60

X

 

X

BOT

Degradadas

Diagnóstico de impacto. Estudo de espécies nativas e comerciais com potencial para estabelecimento sob condições de estresses, para enriquecimento do solo, para uso madeireiro e não madeireiro, para uso agrícola e outros. Estudo dos métodos de propagação de espécies de interesse. Estratégias para maximização do crescimento das espécies potenciais. Modelos de plantio (monitoramento e produtividade).

Estudo de Impacto Ambiental Aplicado à Fauna

 

60

X

 

X

ZOL

Prática da elaboração de Estudo de Impacto Ambiental (EIA) com ênfase na fauna. Política e legislação ambiental; competência dos órgãos ambientais; procedimentos e métodos para a elaboração de Estudos de Impacto Ambiental (EIA), Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) e de Plano de Controle Ambiental (PCA)

Evolução dos Deuterostômios

 

45

X

 

X

ZOL

Estudo dos grupos de deuterostômios (incluindo os vertebrados) e suas relações de parentesco.

Farmacologia da Neurotransmissão

 

45

 

X

X

FAR

Mecanismos de ação de drogas que atuam como ferramentas farmacológicas e que interferem nas varias etapas da neurotransmisso, desde a despolarização do nervo ate a ativacao (ou bloqueio) dos receptores presentes nos efetuadores, bem como suas conseqüências.

Fisiopatologia e Farmacologia da Inflamação e da Dor

45

 

X

X

ICB

A disciplina apresentará a fisiopatologia do processo inflamatório, os aspectos celulares, bioquímicos, além de abordagem farmacológica, isto é, o uso de drogas com mecanismo de ação conhecido sobre a inflamação e a dor inflamatória.

Florística e Fitossociologia

 

60

X

 

X

BOT

Histórico dos estudos florísticos e fitossociológicos no Brasil. Metodologia para estudos florísticos e fitossociológicos. Fitogeografia do Brasil abordando as caracetrísticas florísticas e estruturais das formações vegetacionais de cada um dos biomas.

Genética de Microorganismos

 

60

X

X

X

BIG

Variabilidade

genética

em

microrganismos.

Mecanismos

de

recombinação genética em procariotos e suas conseqüências e aplicações na saúde, produção de alimentos, ecologia e evolução. Estrutura genômica e mecanismos de recombinação e manipulação genética em microrganismos eucariotos e suas aplicações.

         

Genética de Populações

60

X

X

X

BIG

Condições de equilíbrio em populações mendelianas. Freqüências gênicas e genotípicas nas condições de equilíbrio e na ausência de cada uma delas. Bases genéticas da variação. Subdivisão da variância fenotípica em componentes genéticos e ambientais. Herdabilidade. Mecanismos de formação de raças e espécies. Melhoramento genético animal e vegetal.

Genética Humana

60

 

X

X

BIG

Distribuição dos genes nos indivíduos, nas famílias e populações humanas, e seus mecanismos. Métodos de análise molecular. Mapeamento genético. Estrutura e função do genoma humano. Defeitos moleculares e bioquímicos como base de doenças humanas. Terapias genéticas. Evolução humana.

Genética Molecular

45

 

X

X

BIG

Evolução do conhecimento da ultra-estrutura gênica. Relação genótipo-fenótipo do ponto de vista molecular. Mecanismos moleculares de variação genética.

Genética Vegetal

60

X

X

X

BIG

Sistemas de reprodução em angiospermas e estrutura genética de populações; determinação do sexo; sistemas de incompatibilidade; genomas vegetais e evolução; hibridação e poliploidia; conservação e uso de recursos genéticos.

Helmintos Parasitos

45

 

X

X

PAR

Helmintos: relação parasito-hospedeiro nos reinos animal e vegetal; adaptação e especialização à vida parasitária; hospedeiros em estágios dos ciclos evolutivos; distribuição; ecologia; principais espécies parasitas de animais e vegetais. Doenças causadas por helmintos.

Herpetologia

75

X

 

X

ZOL

Sistemática, relações de parentesco, paleontologia, morfologia funcional comparada, alimentação, reprodução, comportamento, interações predador-presa, comunicação, orientação e conservação de anfíbios e répteis.

Histopatologia

30

 

X

X

PAT

Estudo e diagnóstico microscópicos das alterações degenerativas, circulatórias, inflamatórias e neoplásicas provenientes de lesões espontâneas ou experimentais.

Ictiologia

75

X

 

X

ZOL

Sistemática, evolução e relações de parentesco, morfologia interna e externa, alimentação, reprodução, fisiologia, paleontologia, distribuição geográfica e elementos de comportamento e ecologia de peixes.

Identificação de Plantas Vasculares

30

X

 

X

BOT

Noções de taxonomia, nomenclatura e uso de chaves de identificação. Técnicas e métodos de amostragem e de manejo de herbário. Identificação de plantas através do uso de bibliografia taxonômica especializada e comparação com material de herbário.

Impacto Ambiental

45

X

 

X

BIG

Impactos ambientais de grandes obras de engenharia. Introdução de espécies exóticas. Metodologia de avaliação de impacto ambiental. Recuperação de áreas degradadas. Legislação ambiental.

Imunologia Celular e Molecular

45

 

X

X

BIQ

Sistema imune: interações celulares e moleculares e suas conseqüentes implicações subcelulares. Interrelação funcional do Sistema Imune com outros sistemas do nosso organismo.

Imunologia das Doenças Parasitárias

45

 

X

X

BIQ

Mecanismos biológicos no controle da interação hospedeiro parasita:

mecanismos imunológicos dos hospedeiros e mecanismos de defesa usados pelo parasita.

Interações Ecológicas

60

X

X

X

ICB

Interações evolutivas entre animais e plantas, abordando aspectos da adaptação e seleção natural. Testes de hipóteses em Ecologia Evolutiva, Herbívora. Interações Mutualistas, Comunidades Remotas e Modernas, novas abordagens em Conservação e Biodiversidade.

Introdução ao Comportamento Animal

45

X

 

X

ZOL

Discussão de tópicos ‘chaves’ da ‘Etologia’, ou o estudo do comportamento animal. São mostrados as diferentes abordagens da etologia e os quatro níveis de análise de Niko Timbergen, bem como os conceitos mais importantes: adaptação, otimização, aptidão abrangente, hereditariedade, aprendizagem e instinto, comunicação, estratégias evolutivamente estáveis e seleção sexual.

Limnologia

90

X

 

X

BIG

Águas continentais: propriedades físico-químicas e biológicas. Métodos e técnicas para estimativas de parâmetros físico-químicos e biológicos. Métodos e técnicas utilizadas no campo. Ecologia aquática: lagos naturais, represas e estações de piscicultura. Controle de qualidade da água e propostas de utilização racional.

Malacologia

60

X

 

X

ZOL

Moluscos das classes dos monoplacóforos, poliplacóforos, escafópodos, pelecípodos, gasterópodos e cefalópodos. Noções de morfologia comparativa, fisiologia e sistemática. Técnicas de coleta, preparação e montagem; manuseio de coleções. Biologia de moluscos marinhos e de água doce.

Mastozoologia

75

X

 

X

ZOL

Sistemática, evolução e relações de parentesco, morfologia interna e externa, alimentação, reprodução, interações predador-presa, comunicação, fisiologia, origens e paleontologia, distribuição geográfica ecologia e conservação de mamíferos.

Mecanismos de Patogenicidade Microbiana

30

 

X

X

MIC

Elaborar conceitos relacionados aos processos de patogenicidade microbiana selecionando para estudo alguns modelos em fungos, bactérias e vírus, que sejam exemplares dos determinantes de virulência estruturais e fisiológicos, envolvidos nos fenômenos de aderência, colonização, invasão, toxigenicidade, e escape aos mecanismos de defesa do sistema imune do hospedeiro.

Metabolismo Biossintético e Energético

30

 

X

X

BIQ

Processos bioquímicos de obtenção celular de energia metabólica com ênfase na integração das vias metabólicas; regulação e mecanismos de transdução de energia; vias metabólicas que partem dos substratos intermediários do metabolismo para produzir as macromoléculas que contituem as células, regulação e integração nos processos anabólicos.

Métodos e Técnicas I

30

X

X

X

ICB

Conteúdo variável relacionado com métodos e técnicas utilizados para

a

pesquisa biológica.

Métodos e Técnicas II

30

X

X

X

ICB

Conteúdo variável relacionado com métodos e técnicas utilizados para

a

pesquisa biológica.

Microbiologia Ambiental

45

X

X

X

MIC

Estudar o papel dos micros no solo na agua e no ar e as interações microbianas, tipo micro-

Microbiologia de Alimentos

30

 

X

X

MIC

Estudar os microorganismos envolvidos na produção e deterioração dos alimentos.

Neurobiologia

45

 

X

X

MOR

Aspectos gerais da filogênese, ontogênese e organização morfofuncional do sistema nervoso

Ornitologia

75

X

 

X

ZOL

Identificar os principas grupos da classe aves; estudar os ciclos de vida e o comportamento das espécies relacionando-os à questões ecológicas, fisiológicas e evolutivas; conhecer a avifauna dos principas ecossistemas brasileiros e analisá-las do ponto de vista biogeográfico; estudar a importância ecológica relacionando-a à questão da conservação e manejo.

Plantas Medicinais

45

X

 

X

BOT

Plantas medicinais oficiais e não-oficiais, plantas brasileiras e exóticas cultivadas. Técnicas de coleta e conservação para uso medicinal. Formas de utilização. Princípios ativos.

Projetos em Microbiologia

30

X

X

X

MIC

Desenvolver, sob supervisão de um professor, projetos em temas relacionados a quaisquer das diferentes sub-áreas da microbiologia – microbiologia celular, micologia, virologia, bacteriologia - de sua escolha visando a elaboração para melhor compreensão de aspectos teóricos e práticos – inclusive experimentais – aplicando-os ao ensino desses conteúdos selecionados nos níveis de ensino médio ou de graduação.

Protozoários de Vida Livre

60

X

 

X

ZOL

Estudo da estrutura morfológica, fisiologia, taxonomia, sistemática e ecologia dos protistas heterótrofos de vida livre, enfatizando aqueles que vivem em coleções de águas continentais.

Protozoários Parasitos

45

 

X

X

PAR

Protozoários parasitos: morfo-fisiologia, sistemática, técnicas de cultivo, coleta e confecção de lâminas com preparação microscópica; ciclos evolutivos.

Relação Parasito-Hospedeiro

60

 

X

X

ICB

Interação parasito-hospedeiro vertebrdo, enfocando a resposta imune e mecanismos de escape. Interação vetor-hospedeiro vertebrado, enfocando a adaptação a hematofagia. Interação vetor-parasito, enfocando o desenvolvimento do parasito no vetor.

Sistemas de Regulação e Controle em Fisiologia

60

 

X

X

FIB

Estudo dos mecanismos sensores e efetores responsáveis pela homeostasia nos sistemas nervoso; endódócrino-reprodutor; digestivo.

Sistemática de Plantas Vasculares

60

X

 

X

BOT

Evolução dos sistemas de classificação. Noções de nomenclatura botânica. Metodologia para estudos taxonômicos. Fontes de informação taxonômica: morfologia, biogeografia, anatomia, palinologia, citogenética, fitoquímica e biologia molecular. Relações

filogenéticas e características dos principais grupos taxonômicos de pteridófitas, gimnospermas e angiospermas.

         

Taxonomia de Parasitos

 

45

 

X

X

PAR

Identificação dos parasitos e suas interações ecológicas e filogenéticas com respectivos hospedeiros. Aplicação de taxonomia moderna (Fenética, Cladística e Zoogeografia) na classificação de parasitos.

Técnicas Citohistológicas Vegetais

 

30

X

 

X

BOT

Princípios e microtécnicas para material botânico. Coleta e fixação. Desidratação e coloração. Técnicas microquímicas. Preparação de lâminas semi-permanentes e permanentes. Recursos de microscopia. Análise de materiais de forma dirigida aos controle de qualidade alimentar e medicinal. Reconhecimento e adulteração de produto alimentício e medicinal.

Tecnologia de Análise de Genoma, Transcriptoma e Proteoma

45

 

X

X

ICB

Estudar a estrutura dos genomas eucariotos e procaritos; entender o controle transcricional e pós transcricional da expressão gênica; e o controle traducional e pós traducional da expressão gênica através das técnicas modernas de biologia molecular e de bioinformática.

Temas Emergentes em Microbiologia

 

15

X

X

X

MIC

Serão ministrados, a critério da coordenação da disciplina, temas emergentes e contemporâneos relativos às diferentes sub-áreas da microbiologia – microbiologia celular, bacteriologia, micologia, virologia – na forma de aulas teóricas, palestras, seminários ou grupos de discussão, tais como: novas doenças microbianas, doenças reemergentes, novos métodos e técnicas que representem marcos conceituais para a área, como as aplicações da genômica ao estudo dos microrganismos e nanotecnologia, entre outros.

Tópicos em Biotecnologia I

 

30

X

X

X

ICB

Conteúdo Variável

 

Tópicos em Biotecnologia II

 

60

X

X

X

ICB

Conteúdo Variável

 

Tópicos em Ciências Biológicas I

 

30

X

X

X

ICB

Conteúdo Variável

 

Tópicos em Ciências Biológicas II

 

60

X

X

X

ICB

Conteúdo Variável

 

Zoogeografia

 

45

X

 

X

ZOL

Visão global da distribuição dos animais na superfície da terra,

incluindo

aspectos

sobre

cladistica

(sistemática

e

geografica)

e

biogeografia de ilhas e os fatores determinantes em termos de biodiversidade, padrões de diversidade, clima, prehistória (incluindo deriva continental), ecologia, fisiologia, extinção, comunidades e competição.

clima, prehistória (incluindo deriva continental), ecologia, fisiologia, extinção, comunidades e competição.
clima, prehistória (incluindo deriva continental), ecologia, fisiologia, extinção, comunidades e competição.
clima, prehistória (incluindo deriva continental), ecologia, fisiologia, extinção, comunidades e competição.
clima, prehistória (incluindo deriva continental), ecologia, fisiologia, extinção, comunidades e competição.
clima, prehistória (incluindo deriva continental), ecologia, fisiologia, extinção, comunidades e competição.

GRUPO DE ATIVIDADES ACADÊMICO-CIENTÍFICO- CULTURAIS (GRUPO G5) E EMENTAS LICENCIATURA E BACHARELADO

Atividades Acadêmicas optativas que contemplam a Flexibilização Horizontal.

Desde 1999, a partir da Resolução 01/99 do Colegiado do Curso de Ciências Biológicas, estão regulamentadas as atividades acadêmicas curriculares de iniciação à pesquisa, à extensão e à docência neste curso. Desde então, e também contemplado neste projeto, tais atividades integralizam créditos. Para tanto, e segundo a referida Resolução, computa-se o total de 3 créditos (45 horas) por atividade desenvolvida e concluída por um ano, 2 créditos (30 horas) por atividade desenvolvida e concluída em 6 meses, e 1 crédito quando se trata de eventos ou outras atividades realizados por volta de 1 mês. Podem ser computados, no máximo, 6 créditos (90 horas). Para a modalidade de Licenciatura, atividades acadêmicas do grupo G5 são obrigatórias.

 

ATIVIDADE ACADÊMICA

CH

DEPTO/

UNIDADE

1

Programa de iniciação à Pesquisa I

15

ICB

Desenvolvimento de atividades intrínsecas a programas de pesquisa.

2

Programa de iniciação à Pesquisa II

30

ICB

Desenvolvimento de atividades intrínsecas a programas de pesquisa.

3

Programa de iniciação à Pesquisa III

45

ICB

Desenvolvimento de atividades intrínsecas a programas de pesquisa.

4

Programa de iniciação à Extensão I

15

ICB

Desenvolvimento de atividades intrínsecas a programas de extensão.

5

Programa de iniciação à Extensão II

30

ICB

Desenvolvimento de atividades intrínsecas a programas de extensão.

6

Programa de iniciação à Extensão III

45

ICB

Desenvolvimento de atividades intrínsecas a programas de extensão.

7

Programa de iniciação à Docência I

15

ICB

Desenvolvimento de atividades intrínsecas a programas de docência.

8

Programa de iniciação à Docência II

30

ICB

Desenvolvimento de atividades intrínsecas a programas de docência.

9

Programa de iniciação à Docência III

45

ICB

Desenvolvimento de atividades intrínsecas a programas de docência.

GRUPO ESTÁGIO

Estágios Curriculares Supervisionados. Estágio Curricular é uma atividade acadêmica que irá propiciar ao aluno adquirir experiência profissional específica e que deverá contribuir, de foram eficaz, para a sua absorção pelo mercado de trabalho. Os estágios curriculares dos alunos da Licenciatura integralizarão 405 horas, divididos em dois períodos, 8º (210horas) e 9º (195 horas) para o curso diurno e 9º (210horas) e 10º (195 horas) para o curso diurno. Serão realizados em Escolas do ensino fundamental ou médio. Os estágios curriculares dos alunos do Bacharelado integralizarão 90 horas, e serão realizados em Empresas, Fundações Públicas ou Privadas, Institutos de Pesquisa e outros locais relacionados com o campo de atuação do biólogo bacharel. Os estágios curriculares do curso de Ciências Biológicas seguirão o estabelecido pelas resoluções da UFMG vigentes, ou seja, haverá o termo de convênio entre o local de estágio e a universidade, o termo de compromisso do aluno e do local de estágio, e o plano de trabalho a ser executado. Serão responsáveis pelo plano de trabalho: o aluno, um supervisor no local de estágio e um tutor, que deverá ser um professor do curso.

 

ATIVIDADE ACADÊMICA

CH

DEPTO/

UNIDADE

1

Estágio Curricular I

210

FAE

Mapeamento e diagnóstico da educação escolar na região. Observação e estudo dos diferentes espaços da escola. Observação e estudo da relação dessa escola com a comunidade em que ela se localiza. Observação e estudo da estrutura e do funcionamento de uma ou mais turmas em que se ensina ciências naturais ou biologia, a partir da análise das condições de trabalho, das metodologias de ensino, dos recursos didáticos e das interações entre diferentes sujeitos no contexto escolar. Planejamento de aulas considerando o contexto do estágio (incluindo recursos didáticos a serem utilizados, instrumentos de avaliação).

2

Estágio Curricular II

195

FAE

Regência adotando diferentes metodologias de ensino. Planejamento e

 

produção de materiais didáticos e instrumentos de avaliação. Discente atua em diferentes tarefas realizadas em uma ou mais turmas de ciências naturais e/ou biologia, lecionando seqüência de aulas que aborda conteúdo previsto na programação do professor do Ensino Básico.

   

3

Estágio Curricular do Bacharelado

90

ICB

Dar oportunidade ao aluno de observar, analisar, discutir e

vivenciar efetivamente a realidade do biólogo no campo

de trabalho. Tem como objetivo auxiliar o aluno na

aquisição da experiência profissional específica, de forma a contribuir para sua inserção no mercado de trabalho.