E o palhaço o que é? Um dos melhores filmes brasileiros do ano Não sou critica de cinema. Nem de música.

Embora seja jornalista, aqui no blog escrevo informações sob a ótica das minhas percepções, me dou esse direito. Falar sobre um filme, uma música, uma obra, é sempre subjetivo. Desta vez não será diferente. Dito isso, me sinto a vontade em dizer que assistir a O Palhaço (Brasil, 2011) foi um presente que dei a mim mesma. Alias, motivado por outro presente que foi o kit com a trilha sonora do filme. Selton Melo usa sua sensibilidade com precisão cirúrgica tanto na atuação quanto na sua estréia como diretor. Tudo que o cerca é na medida certa. Nada afetadado. Te faz sorrir o tempo todo e quando quer variar, te faz gargalhar. Emociona e fica a seu critério derramar litros e de lágrimas ou simplesmente conviver por alguns minutos com o nó na garganta e os mareados. O filme é um presente porque além de lindo, traz uma constelação de estrelas que brilha ao longo da produção com participações curtas porém marcantes e esenciais. Moacir Franco, Tonico Pereira, Jackson Antunes, Fabiana Karla e uma homenagem mais que merecida a um dos nomes mais significativos da classe artística dos anos 80, Ferrugem. Selton conseguiu tirar água de pedra ao nos contar a história do palhaço Benjamin que forma uma dupla com seu pai e viaja acompanhado da trupe do circo. Ele não tem identidade, não tem CPF e por conta do circo, comprovante de residência. Com o tempo, a graça de ser palhaço vai sendo perdida em meio a pequenos problemas que tem que resolver

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful