1. APRESENTAÇÃO A E.E.E.F.M.

Itagiba Escobar foi fundada em 1949 pelo Sindicato dos Trabalhadores em empresas ferroviárias de Vitória com o objetivo de atender as crianças, filhos ou dependentes dos operários da Companhia Vale do Rio Doce. Em 1974, foi encampado pelo Governo Estadual depois de um acordo firmado entre os seus representantes legais. O Governo passou a arcar com suas despesas de manutenção e preservação o prédio que tem uma construção sólida em alvenaria e com dois pavimentos. A Escola é ponto de referência para a comunidade local e adjacências, ofertando formação para o trabalho, visto que a clientela é oriunda de pessoas que desenvolvem suas atividades na prestação de serviços, dessa maneira contribui para constante melhoria das condições educacionais da população, visando assegurar uma educação de qualidade aos alunos num ambiente criativo, inovador e de respeito ao próximo. A passagem do milênio caracteriza-se pela alta intensidade de mudanças de relevante importância e impactos econômicos, políticos e sociais. Em épocas de transformações tão radicais e abrangentes como essas, caracterizadas pela transição de uma era industrial para uma era fundamentada no conhecimento, é cada vez maior a pressão por uma educação de mais e melhores resultados, pois é crescente a confiança no valor da educação de qualidade como instrumento de desenvolvimento social. Considerando-se que no processo educativo enfrentamos dificuldades de aquisição dos conhecimentos necessários ao cidadão desse milênio, esse projeto visa promover a divulgação, a popularização e socialização das ações a serem pesquisadas. Verifica-se que o ensino tradicional não tem produzido bons resultados e que a escola deixou de ser “uma aventura agradável”. Nos espaços escolares, tem havido pouca expansão crítica e surgimento de escassas idéias brilhantes. Muitos educandos têm apresentado dificuldades para construir conhecimentos, e seu desempenho não tem sido satisfatório. Aliados a esses problemas, há o desinteresse e a indisciplina.

Matemática e Geografia. OBJETIVOS a. com o propósito de aprimorar conhecimentos gerais. os educandos atuarão diretamente sobre o objeto de aprendizagem. comparação e estabelecimento de relações entre fatos e fenômenos. Química.F. Nesse projeto. Química. 3. desenvolvimento e realização de uma feira de ciências que envolvesse toda a comunidade escolar. que estimule a arte de pensar e o prazer de aprender de forma interdisciplinar. Matemática e Geografia).M. Química. considerando-se que a melhor maneira de aprender é fazendo. b. através da observação. que chegam ao Ensino Médio trazendo dificuldades básicas em torno dos conteúdos de Física. a Física e a Geografia ciências construídas pelos alunos e mediadas pelos professores. ESPECÍFICOS . promover o intercâmbio de experiências pedagógicas e para a inovação de metodologias. GERAL Realizar a Feira de Ciências de forma interdisciplinar (Física. A Feira de Ciências contribuirá para despertar nos alunos um maior interesse na aprendizagem. num contexto sistematizado. Todos os esforços serão despendidos pela equipe executora no intuito de transformar a Matemática.E.E. 2. Itagiba Escobar. a Química. Matemática e Geografia. envolvendo os conteúdos de Física. JUSTIFICATIVA Na E. experimentação. Partindo do pressuposto de que o espaço escolar deverá ser um ambiente agradável. propiciando uma interdisciplinaridade entre os conteúdos das disciplinas enfocadas. também deparamos com jovens sem compromisso com as atividades escolares.Buscando alternativas para a contextualização do ensino bem como a familiarização do saber com o objetivo principal de capacitar o professores para a elaboração.

com objetivo de sensibilizar sobre a importância da preservação dos recursos naturais para o desenvolvimento dos alunos. Divisão dos grupos de trabalho dentro dos diversos temas abordados pelas disciplinas Física. Orientação aos alunos sobre as técnicas de exposição. • Diagnosticar dados sobre a realidade local. medindo os grupos de alunos e seus miniprojetos. 4. PÚBLICO ALVO Alunos e professores e a comunidade escolar. química. . por exemplo. • Conscientizar sobre os malefícios da poluição e principalmente em relação a poluição gerada pelo trânsito. quais as causas que levam ao consumo desenfreado destes recursos naturais. METAS A ATINGIR Reunião para divulgação do projeto na comunidade escolar.• Divulgar o projeto a comunidade local e escolar. Palestras a serem realizadas com os temas: ”Uso eficiente da energia elétrica e segurança com a rede elétrica”. matemática e geografia. Acompanhamento do professores. • Conscientizar sobre os riscos futuros causado pelo desgaste dos recursos naturais. Orientação aos alunos. • Desenvolver um trabalho que viabilize a criatividade em busca de melhores soluções a esses problemas. • Averiguar. 5. ”Cuidados com a água”.

revistas e sites relacionados aos diversos temas dos mini-projetos. modelos atômicos. Constituição de acervo para pesquisa e desenvolvimento dos mini-projetos junto aos alunos em sala de aula. simetria. Matemática Desafios. xadrez. 6. com a realização da leitura de diversas publicações. produção de gases (oxigênio. Física Eletricidade eletromagnetismo.Levantamento de pesquisas. . aquecimento da água. óptica e conservação de energia. A serem listados livros. como evitar o desperdício de energia. Definição dos temas: Química Meio ambiente. formas de preservação de recursos hídricos e captação de água. relatórios. torre de Hanói. experiências e trabalho de campo. METODOLOGIA Reunião com os professores para realizar a reformulação do projeto. termologia. Para a coleta de dados será utilizado o seguinte recurso: Pesquisa bibliográfica: Nesta fase estaremos nos fundamentando teoricamente. depoimentos. chuva ácida. hidrogênio e gás carbônico). arte da reciclagem da matemática. tratamento de água. construção de maquetes. em busca de conhecimentos para aplicarmos a prática. propriedades da matéria. Geografia Fontes de energia.

Os dados coletados serão organizados. etc. cartazes. professores e funcionários da EEEFM Itagiba Escobar. sendo apresentado na última semana de aula. MATERIAIS Materiais pedagógicos e didáticos como: isopor. 7. b. HUMANOS Alunos. maquetes. seda. laminados. CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO O tempo a ser realizado será no 4º Bimestre. agulha. papel dobradura. em painéis. RECURSOS a. fita. 8. em tabelas e representados em gráficos. . papel bobina.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful