P. 1
Regência Verbal

Regência Verbal

|Views: 9.762|Likes:
Publicado poranon-918605

More info:

Published by: anon-918605 on Nov 18, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/15/2013

pdf

text

original

O verbo "preferir" é um verbo transitivo direto e indireto, portanto rege a preposição "a".

A regência verbal é determinante na construção correta de expressões formadas com o verbo "preferir".
Embora na língua coloquial empregue-se o termo "do que" em lugar da preposição "a", quando há relação
de comparação, a regência adequada da língua culta ainda exige a presença do "a" preposicional.

Exemplos:

Meus alunos preferem o brinquedo do que o livro. [Inadequado]
Meus alunos preferem o brinquedo ao livro. [Adequado]

...[objeto direto: o brinquedo]

...[objeto indireto: ao livro]

O pequeno infante preferiu marchar do que esperar pelos ataques. [Inadequado]
O pequeno infante preferiu marchar a esperar pelos ataques. [Adequado]

...[objeto direto: marchar]

...[objeto indireto: a esperar]

A razão do emprego inadequado do termo "do que" nesse tipo de construção se deve ao processo de
assimilação de expressões comparativas do tipo:

Prefiro

mais

ler

do

que

escrever!
A palavra "mais", nesse caso, caiu em desuso, porém o segundo termo da comparação ("do que") ainda
permanece, gerando a confusão quanto à regência: o verbo preferir rege tão só a preposição "a" e não o
termo "do que".

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->