P. 1
PROJETO DE COMBATE A INCÊNDIO

PROJETO DE COMBATE A INCÊNDIO

|Views: 1.172|Likes:
Publicado poreletroacm

More info:

Published by: eletroacm on Feb 07, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/24/2013

pdf

text

original

PROJETO DE COMBATE A INCÊNDIO

POSTO DE R. B. COÊLHO E CIA LTDA
Av. Presidente Kennedy, nº 4000, Bairro Satélite

Teresina-PI JANEIRO/2012

1

Classificação da Edificação o .Objetivo do Projeto .Tanques e Tubulações III.PLANTAS 2 .Generalidades .Sistema Proposto o .SUMÁRIO I.Tipos de Proteção − -Especificações o .MEMORIAL DESCRITIVO DE COMBATE A INCÊNDIO − − − − .Extintores de Incêndio o .MEMORIAL DESCRITIVO DE CONSTRUÇÃO II.Classe de Risco o .Sinalização de Emergência o .Finalidade .

I – MEMORIAL DESCRITIVO DA CONSTRUÇÃO 3 .

4. equipe de funcionários do posto de serviços ou equipe do Corpo de Bombeiros. Visando proporcionar maior conforto ao usuário. considerando-se a classe de ocupação decorrente da atividade a que se destina a edificação em apreço. em vista a concepção estrutural e aspectos físicos da edificação. em combinação com o item 4. contemplando além da atividade de fornecimento de líquidos combustíveis. 3- OBJETIVOS DO PROJETO Observando critérios técnicos. 2- FINALIDADE Este memorial descritivo do sistema preventivo contra incêndio e pânico tem por fim tecer considerações relativas aos equipamentos de proteção e combate a incêndios constitutivos do sistema proposto.993. que se refere a edificações com área de construção inferior a 900. venda de GLP.993. para edificações com área inferior a 900. Borracharia.4 na classe de ocupação a que se destina ao armazenamento e distribuição de derivados de petróleo e/ou álcool. 04. 4- SISTEMA PROPOSTO O sistema em referência foi consolidado observando-se as condições mínimas de segurança estabelecidas pela Lei Municipal n° 2.I – MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA PREVENTIVO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO 1GENERALIDADES O sistema de proteção proposto busca satisfazer as condições mínimas de segurança preconizadas pela Lei Municipal nº 2.00 m.221 de 24 de junho de 1. a classe de risco e a atividade de armazenamento e manipulação de líquidos combustíveis derivados de petróleo. e. Lanchonete e Administração Geral do Posto. tendo em vista a perspectiva de salvaguardar bens. 4 . dotar a edificação de meios de proteção capazes de debelar princípios de incêndio mediante a intervenção de qualquer pessoa.00 m² e/ou altura não superior a 10. nos termos da Tarifa de Seguro Incêndio do Brasil (TSIB) do Instituto de Resseguros do Brasil. vidas humanas.01 – Classificações da Edificação A Lei Municipal em referência classifica a edificação com base no item 4.1.221 de 24 de junho de 1.1. o posto de serviço foi dividido em blocos quase que totalmente isolados entre si. bem como o tipo de ocupação a que se destina a mesma. na modalidade “posto de serviço”. objetivando dotar o imóvel de sistema de proteção suficiente para debelar princípios de incêndios.4. como disposto no subitem 4.00 m². sobretudo.

II – MEMORIAL DESCRITIVO DE PREVENÇÃO CONTRA INCÊNDIO 5 .

00 m² e/ou altura não superior a 10. 2- FINALIDADE Este memorial descritivo do sistema preventivo contra incêndio e pânico tem por fim tecer considerações relativas aos equipamentos de proteção e combate a incêndios constitutivos do sistema proposto. o posto de serviço foi dividido em blocos quase que totalmente isolados entre si.I – MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA PREVENTIVO CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO 1GENERALIDADES O sistema de proteção proposto busca satisfazer as condições mínimas de segurança preconizadas pela Lei Municipal nº 2.4.993. venda de GLP. como disposto no subitem 4. tendo em vista a perspectiva de salvaguardar bens.4 na classe de ocupação a que se destina ao armazenamento e distribuição de derivados de petróleo e/ou álcool.4. sobretudo.01 – Classificações da Edificação A Lei Municipal em referência classifica a edificação com base no item 4. para edificações com área inferior a 900. considerando-se a classe de ocupação decorrente da atividade a que se destina a edificação em apreço. na modalidade “posto de serviço”. 3- OBJETIVOS DO PROJETO Observando critérios técnicos.1. Visando proporcionar maior conforto ao usuário. dotar a edificação de meios de proteção capazes de debelar princípios de incêndio mediante a intervenção de qualquer pessoa. Lanchonete e Administração Geral do Posto. a classe de risco e a atividade de armazenamento e manipulação de líquidos combustíveis derivados de petróleo. 04.1. 6 .993. nos termos da Tarifa de Seguro Incêndio do Brasil (TSIB) do Instituto de Resseguros do Brasil. contemplando além da atividade de fornecimento de líquidos combustíveis. 4- SISTEMA PROPOSTO O sistema em referência foi consolidado observando-se as condições mínimas de segurança estabelecidas pela Lei Municipal n° 2. equipe de funcionários do posto de serviços ou equipe do Corpo de Bombeiros. em vista a concepção estrutural e aspectos físicos da edificação. que se refere a edificações com área de construção inferior a 900. e.221 de 24 de junho de 1. em combinação com o item 4.221 de 24 de junho de 1. objetivando dotar o imóvel de sistema de proteção suficiente para debelar princípios de incêndios.00 m².00 m. Borracharia. vidas humanas. bem como o tipo de ocupação a que se destina a mesma.

00 m² e que.3. 03 02 01 Tipo PQS PQS PQS Carga 06 Kg 06 Kg 06 Kg TOTAL UNIDADES EXTINTORAS 7 . que a classifica o referido posto de serviço como Risco de Classe B. 04.60 metros do piso acabado. 5.00 metros da bomba mais afastada.1 – Aparelhos Extintores (manuais e sobre-rodas) Buscando compatibilizar o tipo de agente extintor com a classe de incêndio decorrente da atividade proposta e contemplando as demais exigências normatizadas para edificações implantadas no Município de Teresina. exclusivamente. tem classe de ocupação 04. devidamente sinalizados e protegidos contra intempéries. Os respectivos extintores serão instalados a uma altura de no Maximo 1. O extintor de pó químico sobre-rodas de 20 kg instalado na ilha de bombas. um operador não percorra mais do que 20. a fornecimento de líquidos combustíveis e suas dependências necessárias a borracharia pra veículos.00 metros para alcançá-los. os postos de serviços devem ser dotados dos meios de combate a incêndio previstos nos subitens 5. estas localizadas no mesmo recinto do estabelecimento.2 (extintores sobre rodas) e dos meios de alerta previstos no subitem 5. em locais visíveis. que se dotado de depósitos de combustíveis constituídos de tanques subterrâneos providos de bombas. desobstruídos. de fácil acesso.2 – Classificações da Edificação Considerando que a Tarifa de Seguro Incêndio do Brasil (TSIB) do Instituto de Resseguros do Brasil. de forma que o mesmo não diste mais de 30.2 do capitulo VI das Especificações para instalações de proteção contra incêndio. 5- ESPECIFICAÇÕES 05. convenientemente distribuídos. além de estarem de acordo com as normas especificas da ABNT.04. dotando-o de sinalização de solo.3. conforme projeto. A) Extintores Portáteis Local Ilha de Bombas Gaiola de GLP Lanchonete Quant. computando-se apenas metade de sua capacidade em termos de unidades extintoras.3 (sinalização e indicações especificas que facilitem as operações de combate a incêndio e fuga). o sistema de proteção foi disposto como abaixo especificado: Para a localização de extintores portáteis foi levada em consideração que cada unidade extintora tem capacidade para proteger uma fração de área não superior a 300.1 (extintores portáteis).3 – Tipo de Proteção De acordo com o subitem 6. define como posto de serviço (rubrica 436) o estabelecimento destinado.3.4.

para o acesso e manuseio do respectivo aparelho extintor.5 mm.50 UNIDADES EXTINTORAS Os extintores possuirão o selo de conformidade do órgão credenciado pelo INMETRO 5. Fabricação em chapa de aço 1010/20. 05.1. Manômetro. conforme NBR 10721 da ABNT. EXEMPLOS: 8 . onde todos os extintores possuirão sinalização vertical afixada na parede ou pilar. − − − Pressão de trabalho: 13 Kgf/cm². Serão alocadas na área de abastecimento de veículos.1. 1.B) Extintores Sobre-rodas Local Ilha de Bombas Quant. tipo Pó Químico Seco (PQS). exclusivamente. alem de sinalização de solo delimitando uma área de 1. com válvula forjada em latão e dotada de dispositivo de alivio.1 . placas de advertência. 01 Tipo PQS Carga 20 Kg TOTAL 2. contendo indicativo do tipo agente extintor disponível. conforme detalhe apresentado em planta.00 m² de área destinada.2 – Sinalização de Emergência A sinalização constará de dispositivos verticais e horizontais. Carga: pó químico seco para combate a incêndios. em locais de fácil visualização. com as seguintes características básicas. − − − Pressão permanente.Extintor de incêndio portátil. com os dísticos: “PERIGO-INFLAMÁVEL” e de proibição: “Não Fume”. logo acima do mesmo. Gás propelente: Nitrogênio.

= Visualização. placas de advertência e de proibição = 9 .

ralos. com área de armazenamento fechada nas laterais e em cima com uma grande metálica.05. O muro de limite do terreno é de altura superior a 1. (Gaiola de GLP) medindo 2.10 m do Tipo 1 do Tipo 2 do Tipo 3 Tem Não existe 8 kg de PQS OBS: Placa tipo 1. > Distância da rede elétrica ou de sua projeção. e 2. rebaixos ou similares > Bombas de combustíveis.50 metros de altura.0m 0.80 x 2. 10 . > Limite de propriedade (muro altura de 1. > das Fundações e Edificações > Estacionamentos e outras fontes de ignição. para esgotos ou outra finalidade.00 m de largura e comprimento. caneletas. Extintores Portáteis ( dois extintores de PQS de 04 Quilos.0m 3.0m 1.80m) > Limite de propriedade quando esta não for delimitada por muro.5m 3.0m 3.5m 5. exceto vias publicas.5m 1. Área mínima. bocais e tubos de ventilação de tanques de combustíveis e/ou de descarga de motores à explosão.80 metros: Quantidade máxima de botijões de 13 kg.0m 5. Distâncias mínimas: > da Vias públicas.3 – Instalações de Armazenamento de GLP No referido posto de serviço foi previsto um ponto de revenda de GLP – Classe I.“PERIGO INFLAMÁVEL”. Porta com Abertura que abram de dentro para fora Placas (uma de cada tipo) Líquido e material necessário para teste de vazamento de GLP Instalações elétricas na área de armazenamento.00 m x 2. Aberturas para captação de águas pluviais. respectivamente. cada) > 40 4m² 1.

05. Estes tanques monitoráveis são fabricados com tecnologia de ponta. A água terá o mesmo destino das águas pluviais.Placa tipo 2 .00 m da via pública. delimitando uma área de estacionamento proibido. proveniente de pequeno transbordamentos durante o abastecimento dos veículos. tratamento e despejo. Os ensaios de estanqueidade serão realizados periodicamente nos tanques e nas tubulações. Possuirão uma tampa de acesso para limpeza periódica. Os Tanques a serem instalados no Posto serão do tipo jaquetado. Os respiros dos tanques deverão ter no mínimo 3. Essa canaleta conduzirá o efluente unuscível (água/óleo). portanto.60 metros. Os tanques de armazenamento de líquidos inflamáveis deverão obedecer aos seguintes distanciamentos mínimos de segurança: 4. e quando dentro da planta de cobertura deve ultrapassar a altura da mesma. Legislação da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) e Corpo de Bombeiros Militar do Estado. 11 .00 metros do estacionamento de veículo. O sistema de drenagem de combustível consiste de uma rede coletora específica de efluentes líquidos. acondicionado em galão e despejado no seu tanque respectivo. A rede coletora será baseada numa canaleta de contenção a ser instalada na projeção da cobertura da praça de abastecimento. além de um revestimento secundário em fibra de vidro que isolará o tanque do meio ambiente. 1. também conhecido com “tanque ecológico” que assegurará proteção ao meio ambiente.785 da ABNT. As tubulações a serem instaladas no Posto são fabricadas em polietileno da alta densidade – PEAD. Tratase de tanques atmosféricos subterrâneos de aço carbono de parede dupla não metálico de acordo com a NBR 13. Apresentam revestimento primário em aço carbono e espaço intersticial que possibilitará o monitoramento contínuo. testados e aprovados pela ABNT. assegurando total proteção contra corrosão.“É EXPRESSAMENTE PROIBIDO O USO DE FOGO E DE QUAISQUER INSTRUMENTOS QUE PRODUZAM FAÍSCA” Placa tipo 3 – “Classe e quantidade de botijões por capacidade nominal” A distância mínima de 3.50 m de altura do piso acabado. classe PN-10 nas linhas de sucção e respiro. de um tratamento simplificado e eficiente que consiste em separar líquidos imiscíveis (água/óleo e derivados de petróleo). O tratamento consiste de uma caixa separadora de água e óleo projetada para separar líquidos imiscíveis. O óleo sobre-nadante será recolhido. Trata-se. Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Serão executados em duas caixas de passagem construídas em série que se comunicam através de tubos de PVC. com diâmetro de 63 mm. será garantido com uma faixa amarela em torno da gaiola.4 – Tanques de Inflamáveis e Bombas de Distribuição de Combustíveis Observando as Normas da Agência Nacional de Petróleo (ANP). até o tratamento.00 m de profundidade e distância entre tanques de 0.

... as caixas comunicantes se encarregarão de fazer a separação.......... Os resíduos sólidos que se acumularem no fundo das caixas serão recolhidos em carrinhos de mão e direcionado para o aterro publico municipal...... Teresina-PI... de 2012 Engº Civil . cujo o volume e infinitamente pequeno... de ..... enquanto a água escoará para um sistema de tratamento público existente próximo ao empreendimento................. enquanto as tampas serão confeccionadas em chapas de aço resistentes tipo câmara de calçadas.CREA-PI ..... Como os líquidos água e óleo não se misturam........Serão construídas em alvenaria/cimentada..... O óleo sobre-nadante será retido numa das caixa. Autor do Projeto 12 . O óleo será recolhido em galão e despejado em um tanque próprio.

13 .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->