P. 1
CRÂNIO

CRÂNIO

|Views: 202|Likes:

More info:

Published by: Mairita Mandóra Dos Santos on Feb 09, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/02/2015

pdf

text

original

CRÂNIO

Senac Joinville Orientadora: Mairita Mandóra dos Santos

partes proximais dos nervos cranianos e vasos sanguíneos. O crânio possui um teto semelhante a uma abóbada ± a calvária ± e um assoalho ou base do crânio que é composta do etmóide e partes do occipital e do temporal. vários ossos formam suas duas partes: o Neurocrânio e o Esqueleto da Face. O esqueleto da face consiste em ossos que circundam a boca e o nariz e contribuem para as órbitas. O neurocrânio fornece o invólucro para o cérebro e as meninges encefálicas.CRÂNIO O crânio é o esqueleto da cabeça. Vista Anterior do Crânio .

Ossos da Órbita Vista Lateral do Crânio .

Vista Medial do Crânio .

parietomastóidea e occipitomastóidea. Estefânio .ponto de união das suturas sagital e coronal Glabela ± proeminência lisa no frontal Násio. É atravessada por quatro suturas (articulações que permitem mínima mobilidade aos ossos do crânio): 1 . maxilar e lacrimal Astério ± ponto de união entre as suturas lambdóide.Sutura Coronal ou Bregmática: entre os ossos frontal e parietais 2 .parte mais alta do crânio Básio ± Anterior ao forame magno Opístio ± Posterior ao forame magno Obélio ± na sutura sagital entre os forames parietais Gônio .Sutura Lambdóide: entre os parietais e o occipital 4 .ângulo da mandíbula Gnátio.Sutura Sagital: entre os dois parietais (linha sagital mediana) 3 . .ponto de união dos ossos parietal. esfenóide e temporal Dácrio ± ponto de união dos ossos frontal. frontal.ponto mais proeminente da protuberância occipital Vértex .Quando a linha temporal superior passa pela sutura coroal.protuberância mentual Ptério .intersecção do osso frontal e nasais Lâmbda .ponto de união das suturas sagital e lambdóide Ínio.Sutura Escamosa: entre o parietal e o temporal Principais Pontos Antropométricos do Crânio: Bregma .Vista Superior do Crânio A parte superior do crânio é chamada de cúpula do crânio ou calvária.

passagem de uma pequena veia da cavidade nasal para o seio sagital superior Lâmina Crivosa .Passagem do XII Par Craniano (Nervo do Hipoglosso) Canal Condilar .Passagem do IX Par Craniano (Nervo glossofaríngeo). VI Par Craniano (Nervo Abducente) e a veia oftálmica Forame Redondo . Fossa Média e Fossa Posterior Fossa Anterior Limites: Lâmina interna do frontal à borda posterior da asa menor do esfenóide Ossos: Frontal. líquor. VIII Par Craniano (Nervo Vestibulococlear) Forame Jugular . V Par Craniano (Nervo Trigêmeo .Ramo Maxilar) Forame Oval .Passagem do V Par Craniano (Nervo Trigêmeo .Passagem do III Par Craniano (Nervo Oculomotor).Inconstante Forame Magno . é coberto por tecido fibroso Canal Carotídeo . raízes espinhais e nervo acessório .Fossas Cranianas É dividida em 3 fossas: Fossa Anterior.Passagem do VII Par Craniano (Nervo Facial).Passagem do I Par Craniano (Nervo Olfatório) Canal Óptico .Ramo Mandibular) Forame Espinhoso . artérias vertebrais. meninges. X Par Craniano (Nervo Vago) e XI Par Craniano (Nervo Acessório) e veia jugular interna Canal do Hipoglosso . esfenóide e etmóide Forames: Forame Cego .Passagem da Artéria Meníngea Média Forame Lácero ou Rasgado Anterior .Passagem do bulbo.não passa nada.Passagem do V Par Craniano (Nervo Trigêmeo .Passagem da artéria carotídea Fossa Posterior Limites: Borda superior da porção do rochedo do temporal à lâmina interna do osso occipital Ossos: Temporal e occipital Forames: Meato Acústico Interno .Passagem do II Par Craniano (Nervo Óptico) e Artéria Oftálmica Fossa Média Limites: Borda posterior da asa menor do esfenóide à borda superior da porção petrosa dos temporais Ossos: esfenóide e temporal Forames: Fissura Orbitária Superior . .Ramo Oftálmico). IV Par Craniano (Nervo Troclear).

Estruturas das fossas cranianas .

Ossos das fossas cranianas .

situado para frente e para cima e apresenta duas porções: uma vertical. divide o osso em dois. podendo permanecer por toda a vida. a escama.passagem de vasos e nervos supra-orbitais Incisura Nasal . Escama Face Externa: esta face é convexa e nela encontramos as seguintes estruturas: Borda Supra-Orbital Túber Frontal . na infância.encontrada em alguns raros casos e localiza-se logo acima da glabela e se estende até o bregma pela linha sagital mediana.localiza-se na terminação da crista frontal e é nele que a dura máter se insere. os tectos das cavidades orbitais e nasais. Frontal . Incisura ou Forame Supra-Orbital .localiza-se anteriormente e no centro da incisura nasal Face Interna: Crista Frontal Forame Cego .3 centímetros acima da borda supra-orbital Arcos Superciliares .saliências que se estendem lateralmente à glabela Glabela .intervalo áspero e irregular Espinha Nasal . Esta sutura. e uma horizontal.Vista Inferior do Crânio NEUROCRÂNIO O osso frontal é um osso largo ou chato.entre os dois arcos superciliares (ponto antropométrico) Sutura Metópica .

Tetos das Cavidades Orbitais e Nasais Formam o teto da órbita. etmóide. Frontal .Vista Anterior Frontal . Este seio torna o frontal um osso com características de osso pneumático.Cavidades Orbitais e Nasais . maxilares (2). parietais (2). a incisura etmoidal (separa as duas lâminas orbitais) e os óstios do seio frontal (anteriores a incisura etmoidal). lacrimais (2) e zigomáticos (2). O frontal articula-se com doze ossos: esfenóide. oco. nasais (2).

Localiza-se lateralmente a protuberância occipital externa Linha Occipital (Nucal) Superior . Canal Condilar . Apresenta duas porções: escamosa e basilar. esfenóide e atlas.bulbo) e suas membranas (meninges).anterior ao forame occipital e espessa. a) Escamosa . o forame magno.Occipital É perfurado por uma abertura grande e oval.logo abaixo da linha nucal superior Face Interna: localiza-se anteriormente. Apresenta as seguintes estruturas: Protuberância Occipital Externa .porção inferior da eminência cruciforme Sulco do Seio Transverso . veias e ligamentos Lateral Côndilos Occipitais . temporais (2).pequena escavação na base do côndilo occipital que dá saída ao nervo do hipoglosso (12º par craniano) e entrada a um ramo meníngeo da artéria faríngea ascendente. b) Basilar .tem forma oval e articulam com a 1ª vértebra cervical (Atlas) Canal do Hipoglosso .localiza-se entre o ápice do osso e o forame magno Crista Occipital Externa Linha Occipital (Nucal) Suprema .lateralmente à protuberância occipital interna Fossas Occipitais Superiores (Cerebrais) Fossas Occipitais Inferiores (Cerebelares) Basilar Forame Magno . nervos.ao lado do forame magno (dá passagem à veias) Processo Jugular .aloja a porção posterior do seio sagital superior Crista Occipital Interna . Apresenta as seguintes estruturas: Eminência Cruciforme .lâmina curvada que se estende posteriormente ao forame occipital. Escamosa Face Externa: posterior e convexa. através do qual a cavidade craniana comunica-se com o canal vertebral. artérias. líquor.ponto de intersecção das quatro divisões Sulco Sagital .local de inserção da gálea aponeurótica.localizado lateralmente ao côndilo occipital O occipital articula-se com seis ossos: parietais (2).localiza-se abaixo da linha nucal suprema Linha Occipital (Nucal) Inferior .divide a face interna em quatro fossas Protuberância Occipital Interna . .grande abertura oval que dá passagem à medula oblonga (tronco encefálico .

Occipital ± Vista Externa Occipital ± Vista Interna .

O osso esfenóide é dividido em: corpo (1).sulco em forma de "S" Língula . .entre as duas lâminas.passagem do nervo mandibular (5º par craniano .espinha triangular na linha mediana Processo Vaginal . Corpo a) Face Superior: Fossa Hipofisária Processos Clinóides Médios e Posteriores Espinha Etmoidal .aloja a hipófise Clivo . asas maiores (2) e processos pterigóideos (2).passagem do nervo óptico (2º par craniano) e artéria oftálmica Processo Clinóide Anterior Asas Maiores Forame Redondo . Raramente são simétricas c) Face Inferior: Rostro Esfenoidal .crista óssea no ângulo entre o corpo e a asa maior Asas Menores Canal Óptico .articula-se com a lâmina crivosa do osso etmóide Sela Túrsica .Esfenóide É um osso irregular.passagem do nervo maxilar (5º par craniano .apoio da porção superior da ponte b) Face Anterior: Crista Esfenoidal .cavidades preenchidas com ar (osso pneumático) e servem para deixar o crânio mais leve.passagem de vasos meníngeos médios e a um ramo do nervo mandibular Espinha Esfenoidal Face Temporal Face Orbital Processos Pterigóideos Lâmina Pterigódea Medial Lâmina Pterigóidea Lateral Fossa Pterigóidea Incisura Pterigóidea .nervo trigêmeo) e artéria meníngea acessória Forame Espinhoso .forma parte do septo do nariz Seio Esfenoidal .de cada lado do rostro esfenoidal c) Face Lateral: Sulco Carótido . asas menores (2).nervo trigêmeo) Forame Oval . ímpar e situa-se na base do crânio anteriormente aos temporais e à porção basilar do osso occipital.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->