P. 1
calorimetria_2009

calorimetria_2009

|Views: 1.277|Likes:
Publicado porLuiz Matheus

More info:

Published by: Luiz Matheus on Feb 09, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/11/2013

pdf

text

original

COLÉGIO:______________________________________ _______________ ALUNO(A):_____________________________________ _______________ SÉRIE: 2º ANO DO ENSINO MÉDIO TURMA:____________ EXERCÍCIOS DE REVISÃO - CALORIMETRIA

Quantidade de calor de calor sensível A quantidade de calor trocada entre corpos depende do material de que é feito o mesmo, é diretamente proporcional à sua massa e variação de temperatura. Q∝m t Q∝ ∆ A constante de proporcionalidade é o calor específico da substância ( c ).

Dois corpos ou mais ( com temperaturas diferentes) quando colocados em contato (ou próximos) podem trocar calor entre si, obedecendo a expressão a seguir:

Obs: QRECEBIDO

> 0 (+) e

Q CEIDO < 0 (-)

CALOR LATENTE "Quando uma substância está mudando de estado, ela absorve ou perde calor sem que sua temperatura varie. A quantidade de calor absorvida ou perdida é chamada calor latente."
Q = m .L

CAPACIDADE TÉRMICA DE UM CORPO ( C ) A capacidade térmica de um corpo é a razão entre a quantidade de calor que o corpo troca (ganhando ou perdendo) e a variação de temperatura que ele sofre nesta troca. Indica a quantidade de calor que o corpo deve trocar para variar a sua temperatura em uma unidade (um grau). Sua unidade de medida no Sistema Internacional de Unidades ( S.I ) é o J / K, sendo que a mais usada é a cal / oC
C ⇔ = m ⋅c

Q = quantidade de calor latente. Quantidade de calor necessária à mudança de fase quando a substância está no ponto de mudança. (cal) m = massa da substância. (g) L = calor específico latente de mudança de fase da substância (cal/g) O calor específico latente (L) depende: • Do tipo de mudança de estado (fusão, vaporização etc.) • Da natureza da substância.

Ex : água. LF = 80 cal/g LS = - 80 cal/g LV = 540 cal/g LC = - 540 cal/g

Trocas de calor "Num sistema termicamente isolado quando dois ou mais corpos trocam calor entre si, até estabelecer-se o equilíbrio térmico, é nula a soma das quantidades de calor trocadas por eles."

1. Um objeto de massa 80 g a 920o C é colocado dentro de 400 g de água a 20o C. A temperatura de equilíbrio é 30o C, e o objeto e a água trocam calor somente entre si. Calcule o calor específico do objeto. O calor específico da água é 1 cal/ g. o C. 2. Determine o calor específico da substância que constitui um corpo de capacidade térmica 35 cal/ 0 C e massa 50g. 3. Um corpo constituído de uma substância de calor específico 0,2 cal/g 0C e de massa igual a 10

obtemos três litros de água a: a) 70 0C b) 40 0C c) 35 0C d) 30 0C e) 20 0C 5.°C e o do chumbo é 0. a 80°C.°C) de massa 1600 g. Determine o calor específico do metal que constitui o bloco. Determine a temperatura de equilíbrio térmico.031 cal/g. Tem-se um calorímetro de capacidade térmica 40 cal/°C. 70°C e 100°C. calor específico da água = 1 cal/gºC : calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g. sabendo que o equilíbrio térmico se estabelece a 20°C.20 cal/g . A) A que temperatura se estabelece o equilíbrio térmico? R = 38. é correto afirmar que a temperatura final de equilíbrio térmico e a quantidade de calor ganho pelo gelo são.50 cal/g °C calor específico da água = 1. a temperatura de equilíbrio da mistura é. Em um calorímetro de capacidade térmica desprezível. b) 40. a 300°C.6 0C B) A seguir. à razão de 600 calorias por minuto. Para que o equilíbrio térmico se estabeleça a 0 °C. 6. 13. são colocados 100 g de água a 80ºC e 200 g de gelo a 0ºC. (CESGRANRIO – RJ) Derramando-se 50 cm3 de café quente (80°C) em um copo de leite morno (40°C). Qual a variação de temperatura que sofreria 1 g de água se recebesse a mesma quantidade de calor? 4. são colocados 100 g de chumbo a 200°C. em gramas. Qual o calor específico da substância que constitui o corpo ? T (°C) 40 20 t (min) 0 10 10. a 12°C. e) 0 °C e 32 kcal. Num calorímetro cuja capacidade térmica é 5. (UC – PR) No interior de um calorímetro adiabático contendo 500 g de água a 20°C. Um corpo de 400 g absorve calor de uma fonte térmica de potência constante. a) 30 °C e 50 kcal. e) 90. igual a: a) 158° b) 38° c) 40° d) 50° e) 70° 17.g recebe certa quantidade de calor que determina uma variação de 20 0C em sua temperatura. a 20°C. Introduz-se nesse calorímetro um pedaço de ferro (c =0. com 800 g de água. com temperaturas iguais de 40°C. que contém 500 g de água.20 kg é colocado num forno até atingir o equilíbrio térmico. obtemos três litros de água a: a) 70°C b) 40°C c) 35°C d) 30°C e) 20°C 14. com 800 g de água. na escala Fahrenheit. b) 30 °C e 45 kcal. coloca-se no calorímetro um bloco metálico de massa 500g a 200 0C e o novo equilíbrio térmico se estabelece a 60 0C. (PUC-RS) Colocam-se 420 g de gelo a 0 °C num calorímetro com água a 30 °C.094 cal/g.0 cal/g °C. Nesta situação o bloco recebe 12972 calorias. respectivamente: Dados: calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g.02 cal/g 0C .0 cal/g °C calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g a) 20. A variação de temperatura sofrida. O gráfico mostra a variação da temperatura em função do tempo. 11. 8. (UFES) Misturando um litro de água a 70 0C e dois litros de água a 10 0C. c) 67. Determine qual será a massa final de líquido. 7. Supondo que as trocas de calor ocorrem somente entre as amostras do líquido. (MACKENZIE – SP) Um bloco de cobre (c = 0. Determine a temperatura final de equilíbrio térmico.°C. a 100°C é introduzido num calorímetro de capacidade térmica desprezível. no mínimo. 12. é: a) 60°F b) 115°F c) 207°F d) 239°F e) 347°F 9. (UNI-MAUÁ – SP) Misturando-se um litro de água a 70°C e dois litros de água a 10°C. em °F.0 cal/0C. O calor específico da água é 1 cal/g. Determine a temperatura de equilíbrio térmico de uma mistura de 200 g de água. As massas das amostras são iguais entre si. Dados. são colocados 300g de um liquido de calor especifico 0. 16. (UE – MG * Campus Ituiutaba) Três amostras de um mesmo líquido . calor específico da água = 1.°C) de 1. c) 15 °C e 40 kcal. inicialmente a 10 0C. d) 0 °C e 38 kcal. Sendo de 80 cal/g o calor de fusão da água. Um bloco metálico com 200 g de massa. d) 80. a massa do gelo. Qual o calor específico do metal de que é feito o bloco?R = 0. igual a: Dados: calor específico do gelo = 0. a 10°C. são misturadas num mesmo calorímetro. Após atingida a temperatura de equilíbrio térmico. é. 0C na temperatura de 41 0C. verifica-se que sobraram 20 g de gelo. obtém 200 cm3 de café com leite a uma temperatura aproximada de: a) 20°C b) 40°C c) 50°C d) 80°C e) 120°C 15.1 cal/g. (UFAL) Misturam-se 200 g de água a 17 °C com certa quantidade de gelo a -10 °C.

Após receber a amostra. As quantidades de calor sensível e de calor latente trocados nessa transformação.000 19. 0C.000 b) 5.03 cal/g . R = 100 g 21. 0C. Construa a curva de aquecimento do sistema. 0C a 200 0C.0 cal/g . Que a massa de alumínio (calor específico = 0. calor específico da água = 1. determine o valor da temperatura θ para que. 26.03 cal/g . sob pressão normal. a 20 0C.095 cal/g . O calor específico da água é 1 cal/g . e 10g de água à temperatura θ . até sua total solidificação. Católica de Pelotas-RS) Um calorímetro cuja capacidade térmica é igual a 20 cal/0C contém 300g de água. foram. A temperatura do calorímetro e da água antes de receber a amostra aquecida era de 21. 0C). Admitindo-se que não ocorre troca de calor com ambiente. (Mackenzie-SP) Um calorímetro de capacidade térmica 40 cal/0C contém 110 g de água (calor específico = 1 cal/g . calor específico da água = 1. Joga-se então no interior do calorímetro uma pedra de gelo de 20g a 0 0C. O calor específico do cobre é 0.000 e) 1. devemos colocar nesse calorímetro para esfriar a água a 800C? R = 125 g calor específico 0. contidos em um calorímetro de alumínio (c = 0.0cal/g .000 e 8. um solido de calor latente de fusão igual a 150 cal/g. A temperatura do sistema calorímetro-água é de 400C. O calor específico da água é 1 cal/g . O equilíbrio térmico se estabelece a 28 0C. 0C).0 cal/g . 0C a 200 0C. Quantas calorias são necessárias para transformar 100g de gelo.0 cal/g . Sendo Ls = -80 cal/g o calor latente de solidificação da água.000 c) 5. Num bloco de gelo em fusão faz-se uma cavidade onde são colocados 80 g de um metal de calor específico 0. 0C. Determine a massa de sólido. 0C. que o calor específico da água é 1. qual será a massa de gelo derretida até o estabelecimento do equilíbrio térmico? (Dados: calor específico da água = 1. 0C) que está à temperatura de 25 0C.18.) a) 500g b) 300g c) 340g d) 150g e) 160g . inicialmente à temperatura de -20 0C. 25.0 cal/g .000 d) 4. 22. aqueceu-se uma amostra de 50g desse metal a 98 0C e a amostra aquecida foi rapidamente transferida para um calorímetro de cobre bem isolado. Determine a massa do calorímetro. O calor latente de fusão do gelo é 80 cal/g.000 e 4. Determine o calor específico do metal em questão. 23. são colocados 10g de gelo a 0 0C. Um bloco de cobre (c = 0. calor de fusão do gelo = 80 cal/g.094 0C cal/g . Em um calorímetro de capacidade térmica desprezível. 0C.50 cal/g . R = 0. no equilíbrio térmico. se tenha apenas água a 0 0C. inicialmente.000 e 5. 200C. Introduzem-se no calorímetro 100g de água e a temperatura de equilíbrio é 20 0C.093 cal/g . 0C. Calcule a massa de água que se forma até o equilíbrio térmico. Pergunta-se: a) O gelo se funde completamente? b) Qual a temperatura final do sistema? (Dados: calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g.2 cal/g . 0C) a 90 0C. a temperatura atingiu 24. em água a 60 0 C? O gelo se funde a 0 0C. e restabelecido o equilíbrio térmico. (Fuvest-SP) Colocam-se 50g de gelo a 0 0C em 100g de água. 0C) de massa 300 g é aquecido até a temperatura de 880C. (Unifor-CE) Um cubo de gelo de massa 100g. (ITA-SP) Na determinação do calor específico de um metal.) 29. à temperatura de fusão. calcule quantas calorias devem perder 600 g de água líquida. 0C e a massa de cobre no calorímetro é de 150 g. 0C o calor específico da água.21 cal/g 0C 20. Calcule a massa de água que se forma até o equilíbrio térmico. Após certo tempo verifica-se que existem 30g de gelo boiando na água e em equilíbrio térmico. Num bloco de gelo em fusão faz-se uma cavidade onde são colocados 80 g de um metal de (Dados: calor específico do gelo = 0. a -20 0C. respectivamente: a) 8.000 e 5.0 0C.6 0C. Sendo 80 cal/g o calor latente de fusão do gelo e 1. Adicionando-se à água 500g de gelo fundente (00C). tem calor específico 0. cujo calor específico é 1. 24. O calor latente de fusão do gelo é 80 cal/g. é aquecido até se transformar em água a 40 0C. 0C e seu calor latente de fusão é 80 cal/g.0 cal/g .5 cal/g . calor de fusão do gelo = 80 cal/g. 0C. 0C. (U. (Faap-SP) Tem-se um calorímetro de cobre cuja massa é 10g e calor específico 0. A seguir é colocado em 548 g de água (c = 1. 0C e que o calor latente de fusão do gelo é 80 cal/g: a) Qual a temperatura final da mistura? b) Qual a temperatura inicial da água? 27.22 cal/g . Uma fonte térmica que fornece 100 cal/min leva uma hora para fundir. em calorias. No interior do calorímetro há 200 g de água.000 e 8.0 cal/g .) 28.

de massas iguais a 100g cada. Determine.082 L. (FUVEST-SP) Um bloco de massa 2. utilizada totalmente para aquecer 1 kg de água.02 mol. (Ufsc-96) . Um recipiente contendo 500 g de um líquido a 80°C. O ponto de ebulição dessa substância é 100°C.0cal/g°C. (PUCAMP) A temperatura de dois corpos M e N. Transcorrido algum tempo. (PUC – SP) Em um calorímetro de capacidade térmica 200 cal/°C. sua temperatura aumenta de 10ºC. o ar contido na massa se expande dando ao pastel uma aparência de cheio. Um corpo de 2 kg absorve 100 cal/s de energia térmica e. a temperatura de equilíbrio desta mistura será: a) 60°C b) 16°C c) 40°C d) 32°C e) 10°C 32. considerando que 25% do calor é perdido para o ambiente. Em seu interior é colocado um objeto de 50g de alumínio a 80°C. e colocado em um recipiente. Um bloco metálico com 100 g de massa. (FAMECA/SP) . a) Qual o mínimo de quilocalorias que o aluno deve ingerir por dia para repor a energia dissipada? b) Quantos gramas de gordura um aluno queima durante uma hora de aula? 31. Os calores específicos da água e do alumínio são respectivamente 1. 39. atm/mol . sabendo que o equilíbrio térmico se estabelece a 25°C. Um cubo de gelo de 200 g é retirado de um congelador. Dados: c = 2 cal/g°C do líquido e do gás e LV = 100 cal/g. Colocando N a 10°C em contato com M a 80°C e admitindo que a troca de calor ocorra somente entre eles.Coloca-se um cubo de gelo de massa 50g e temperatura 0°C dentro de um copo. Determine o calor absorvido pelo gelo neste processo de descongelamento: cGELO= 0. Considerando a ocorrência de trocas de energia apenas entre o gelo e a água. Determine o calor específico do . (UCS/RS) . cuja temperatura inicial é de 20°C. qual é a pressão aproximada do ar quente dentro do pastel recém-frito? (Considere a constante universal dos gases como R = 0. com 300 g de água a 20°C. O valor energético da gordura é de 9. determine a temperatura final de equilíbrio térmico.Universidade Federal de Juiz de Fora . sofre um acréscimo de temperatura de 10 0 C. em gramas. após 40 segundos de aquecimento. recebe de uma fonte térmica 1200 cal/min.Universidade de Caxias do Sul.Universidade Federal de Pernambuco. a 225°C é introduzido num calorímetro de capacidade térmica desprezível que contém 500 g de água. Supondo desprezíveis as perdas de calor. o calor específico do bloco em cal/ g . (FATEC-SP) Um frasco contém 20g de água a 0°C.05 e) 0. 38.2 b) 0. e sua densidade é de 1 g/cm3.0kcal/g. em °C. 0C. adote 1 cal = 4.30. (UNICAMP-SP) Um aluno simplesmente sentado numa sala de aula dissipa uma quantidade de energia equivalente à de uma lâmpada de 100W.Faculdade de Medicina de Catanduva.0 kg.Um aquecedor dissipa 800W de potência. de temperatura T = 333 K e com número de moles n = 0. em °C.0C e LFUSÃO=80 cal/g 40. Determine o tempo que essa fonte demora para aquecer essa massa do líquido até 120°C. Considere o calor específico da água igual a 1 cal/g . cuja temperatura é igual a –10ºC. a 21°C. Para simplificar.-Ao colocarmos um determinado pastel na frigideira.0cal/g°C e 0. Dados: calor de fusão do gelo = 80cal/g. a temperatura final de equilíbrio. determine o calor específico do corpo sólido. K.2 J e o calor específico da água 1 cal/g°C . 0C é: a) 0. a quantidade mínima de gás consumido nesse processo.1 c) 0.0J. é introduzido um corpo sólido de massa 100 g a uma temperatura de 650°C. (UFPE) . ao receber toda a energia térmica liberada por 1000 gramas de água que diminuem a sua temperatura de 1 0C. Adotando-se 1 cal = 4. (UFJF/MG) .01 35. O calor específico da água é de 1 cal/g.15 d) 0.5 cal/g. Podemos afirmar que o calor específico da substância que o constitui é: 41. de volume 0. o tempo necessário para atingir a temperatura de 100°C é: 42. que estão a uma temperatura inicial de 20°C.°C. 37. 34. Um fogão a gás natural é utilizado para ferver 2 litros de água. Supondo não haver trocas de calor com o frasco e com o meio ambiente. o gelo é completamente transformado em líquido.) a) 60 b) 50 c) 40 d) 30 e) 20 33. varia com o calor recebido como indica o gráfico a seguir. será: metal que constitui o bloco.10cal/g°C. a 0ºC. calor específico da água = 1. 36.4 litros (já descontado o volume ocupado pelo recheio). Admitindo ser esse ar expandido um gás perfeito. contendo 200g de água a 70°C. Obtém-se o equilíbrio térmico final a 50°C.

kcal E EM KJ) PARA UMA PORÇÃO DE 100g OU 100ml.0 e) 2. 4. PORTANTO.0 hora aqueceria uma quantidade de água. a quantidade de calor transferido em 1.43. AFINAL.0kcal/min. VEJA O VALOR ENEGÉTICO EM kcal E EM KJ 2. JORNAIS. DESCREVENDO UM EXEMPLO DO COTIDIANO. P74. POIS ESTAS QUESTÕES SÃO EXTRAS.5 c) 1. TIRADAS DA INTERNET (IMPRESSAS). ATENÇÃO! VOCÊ SABE QUE. CONTUDO. EM NOSSA ESCOLA. PORTANTO. CADA ATIVIDADE É FUNDAMENTAL NA COMPOSIÇÃO DE SUA NOTA. Se esse calor pudesse ser aproveitado para aquecer água de 20°C até 100°C. SOBRE TEMPERATURA OU CALOR. igual a Adote: Calor específico da água = 1. PRÓXIMA SEGUNDA 27/04 VOU DAR VISTO. ENTREGAR NO DIA 27/04/2009. 3. VEJA O VALOR DA PORÇÃO EM g OU ml. (Puccamp 2000) Admita que o corpo humano transfira calor para o meio ambiente na razão de 2. COLAR NO CADERNO E FAZER O SEGUINTE: PARA DIA 29/04/2009 FOLHA DE CADERNO CABEÇALHO (TODOS DEVEM SE IDENTIFICAR EM TODAS AS OCASIÕES-É SUA IDENTIDADE) NOME DO ALIMENTO (MANUSCRITO) AO LADO VOCÊ VAI FAZER A SEGUINTE OPERAÇÃO: 1. em kg. É PARA DEIXAR O CÁLCULO AQUI E DESTACAR AS RESPÓSTAS COM CANETA. (SOMENTE A TABELA) OBS: PODE DIVIDIR A PÁGINA DO CADERNO AO MEIO PARA ECONOMIZAR ESPAÇO.0 cal/g°C a) 1. . ATIVIDADES DA 2ª UNIDADE. OS DÉCIMOS (E ATÉ OS CENTÉSIMOS) SÃO DETERMINANTES.5 • RESPONDER NO CADERNO AS QUESTÕES DO LIVRO: P64. P67. RECORTAR 10 TABELAS NUTRICIONAIS (SOMENTE AS TABELAS) DE 10 ALIMENTOS (EMBALAGENS) DIFERENTES. NÃO HÁ GABARITO.8 d) 2. SUCESSO! ATENÇÃO! ESTAS QUESTÕES SÃO DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA PARA A PREPARAÇÃO PARA O TESTE DA II UNIDADE. ENTREGAR DIA 04 DE MAIO DE 2009. COLADA NO CADERNO. • TABELA NUTRICIONAL COLADA. PODE SER MATÉRIA EM REVISTA. PREFERENCIALMENTE QUE TENHA UMA ILUSTRAÇÃO. AS DÚVIDAS (ESPERO QUE SEJAM POUCAS OU NENHUMA) SERÃO TIRADAS DURANTE AS AULAS E NA REVISÃO. • PESQUISAR SOBRE SUPERFUSÃO. P65. DEIXAR NO CADERNO (NÃO É PARA DESTACAR).2 b) 1. O TRABALHO DE RESOLVÊ-LAS É SEU. DEVEMOS CONTRIBUIR PARA A CONSERVAÇÃO DAS ÁRVORES. FAÇA UMA REGRA DE TRÊS SIMPLES E ENCONTRE O VALOR ENERGÉTICO (EM CAL. • TRAZER UMA MATÉRIA.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->