COLÉGIO:______________________________________ _______________ ALUNO(A):_____________________________________ _______________ SÉRIE: 2º ANO DO ENSINO MÉDIO TURMA:____________ EXERCÍCIOS DE REVISÃO - CALORIMETRIA

Quantidade de calor de calor sensível A quantidade de calor trocada entre corpos depende do material de que é feito o mesmo, é diretamente proporcional à sua massa e variação de temperatura. Q∝m t Q∝ ∆ A constante de proporcionalidade é o calor específico da substância ( c ).

Dois corpos ou mais ( com temperaturas diferentes) quando colocados em contato (ou próximos) podem trocar calor entre si, obedecendo a expressão a seguir:

Obs: QRECEBIDO

> 0 (+) e

Q CEIDO < 0 (-)

CALOR LATENTE "Quando uma substância está mudando de estado, ela absorve ou perde calor sem que sua temperatura varie. A quantidade de calor absorvida ou perdida é chamada calor latente."
Q = m .L

CAPACIDADE TÉRMICA DE UM CORPO ( C ) A capacidade térmica de um corpo é a razão entre a quantidade de calor que o corpo troca (ganhando ou perdendo) e a variação de temperatura que ele sofre nesta troca. Indica a quantidade de calor que o corpo deve trocar para variar a sua temperatura em uma unidade (um grau). Sua unidade de medida no Sistema Internacional de Unidades ( S.I ) é o J / K, sendo que a mais usada é a cal / oC
C ⇔ = m ⋅c

Q = quantidade de calor latente. Quantidade de calor necessária à mudança de fase quando a substância está no ponto de mudança. (cal) m = massa da substância. (g) L = calor específico latente de mudança de fase da substância (cal/g) O calor específico latente (L) depende: • Do tipo de mudança de estado (fusão, vaporização etc.) • Da natureza da substância.

Ex : água. LF = 80 cal/g LS = - 80 cal/g LV = 540 cal/g LC = - 540 cal/g

Trocas de calor "Num sistema termicamente isolado quando dois ou mais corpos trocam calor entre si, até estabelecer-se o equilíbrio térmico, é nula a soma das quantidades de calor trocadas por eles."

1. Um objeto de massa 80 g a 920o C é colocado dentro de 400 g de água a 20o C. A temperatura de equilíbrio é 30o C, e o objeto e a água trocam calor somente entre si. Calcule o calor específico do objeto. O calor específico da água é 1 cal/ g. o C. 2. Determine o calor específico da substância que constitui um corpo de capacidade térmica 35 cal/ 0 C e massa 50g. 3. Um corpo constituído de uma substância de calor específico 0,2 cal/g 0C e de massa igual a 10

verifica-se que sobraram 20 g de gelo. (UFES) Misturando um litro de água a 70 0C e dois litros de água a 10 0C. Sendo de 80 cal/g o calor de fusão da água. Determine o calor específico do metal que constitui o bloco. são misturadas num mesmo calorímetro. O gráfico mostra a variação da temperatura em função do tempo. é: a) 60°F b) 115°F c) 207°F d) 239°F e) 347°F 9.094 cal/g. e) 90. c) 67. c) 15 °C e 40 kcal. 6. em °F. A) A que temperatura se estabelece o equilíbrio térmico? R = 38. com temperaturas iguais de 40°C.6 0C B) A seguir. A variação de temperatura sofrida. Determine qual será a massa final de líquido. igual a: a) 158° b) 38° c) 40° d) 50° e) 70° 17. 8.031 cal/g.°C e o do chumbo é 0. à razão de 600 calorias por minuto. 11. são colocados 100 g de água a 80ºC e 200 g de gelo a 0ºC. Determine a temperatura de equilíbrio térmico de uma mistura de 200 g de água. (MACKENZIE – SP) Um bloco de cobre (c = 0. que contém 500 g de água. 16. Introduz-se nesse calorímetro um pedaço de ferro (c =0.°C) de massa 1600 g. Supondo que as trocas de calor ocorrem somente entre as amostras do líquido. no mínimo. é correto afirmar que a temperatura final de equilíbrio térmico e a quantidade de calor ganho pelo gelo são. coloca-se no calorímetro um bloco metálico de massa 500g a 200 0C e o novo equilíbrio térmico se estabelece a 60 0C. (PUC-RS) Colocam-se 420 g de gelo a 0 °C num calorímetro com água a 30 °C. são colocados 300g de um liquido de calor especifico 0. Um bloco metálico com 200 g de massa. a) 30 °C e 50 kcal. a 80°C. d) 0 °C e 38 kcal. d) 80. b) 30 °C e 45 kcal. 7. Para que o equilíbrio térmico se estabeleça a 0 °C. a 100°C é introduzido num calorímetro de capacidade térmica desprezível. é.g recebe certa quantidade de calor que determina uma variação de 20 0C em sua temperatura. (UE – MG * Campus Ituiutaba) Três amostras de um mesmo líquido . na escala Fahrenheit. 70°C e 100°C.02 cal/g 0C . a massa do gelo.0 cal/g °C. (UFAL) Misturam-se 200 g de água a 17 °C com certa quantidade de gelo a -10 °C. respectivamente: Dados: calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g. Após atingida a temperatura de equilíbrio térmico. Dados. Qual o calor específico do metal de que é feito o bloco?R = 0. O calor específico da água é 1 cal/g. a temperatura de equilíbrio da mistura é. a 20°C. Qual o calor específico da substância que constitui o corpo ? T (°C) 40 20 t (min) 0 10 10. em gramas.50 cal/g °C calor específico da água = 1. e) 0 °C e 32 kcal. b) 40. sabendo que o equilíbrio térmico se estabelece a 20°C.20 cal/g . a 10°C. (UNI-MAUÁ – SP) Misturando-se um litro de água a 70°C e dois litros de água a 10°C. Num calorímetro cuja capacidade térmica é 5.°C. Determine a temperatura de equilíbrio térmico. As massas das amostras são iguais entre si.°C) de 1.0 cal/g °C calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g a) 20. Nesta situação o bloco recebe 12972 calorias. calor específico da água = 1. Um corpo de 400 g absorve calor de uma fonte térmica de potência constante. com 800 g de água. 13. são colocados 100 g de chumbo a 200°C. 0C na temperatura de 41 0C. Determine a temperatura final de equilíbrio térmico. Qual a variação de temperatura que sofreria 1 g de água se recebesse a mesma quantidade de calor? 4. a 300°C. Em um calorímetro de capacidade térmica desprezível. calor específico da água = 1 cal/gºC : calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g. (CESGRANRIO – RJ) Derramando-se 50 cm3 de café quente (80°C) em um copo de leite morno (40°C). Tem-se um calorímetro de capacidade térmica 40 cal/°C. 12. obtemos três litros de água a: a) 70°C b) 40°C c) 35°C d) 30°C e) 20°C 14. inicialmente a 10 0C. a 12°C.0 cal/0C.1 cal/g.20 kg é colocado num forno até atingir o equilíbrio térmico. obtém 200 cm3 de café com leite a uma temperatura aproximada de: a) 20°C b) 40°C c) 50°C d) 80°C e) 120°C 15. igual a: Dados: calor específico do gelo = 0. obtemos três litros de água a: a) 70 0C b) 40 0C c) 35 0C d) 30 0C e) 20 0C 5. (UC – PR) No interior de um calorímetro adiabático contendo 500 g de água a 20°C. com 800 g de água.

R = 100 g 21.0 0C.000 c) 5. contidos em um calorímetro de alumínio (c = 0. a 20 0C.0 cal/g .0cal/g . em água a 60 0 C? O gelo se funde a 0 0C.) 28. O calor latente de fusão do gelo é 80 cal/g. 0C. calor de fusão do gelo = 80 cal/g. 0C. 0C a 200 0C. cujo calor específico é 1.6 0C. Determine a massa de sólido. O calor latente de fusão do gelo é 80 cal/g. e 10g de água à temperatura θ . A temperatura do sistema calorímetro-água é de 400C.5 cal/g . 0C). em calorias. (Fuvest-SP) Colocam-se 50g de gelo a 0 0C em 100g de água.0 cal/g . um solido de calor latente de fusão igual a 150 cal/g.095 cal/g . se tenha apenas água a 0 0C. 26.000 e 4. Sendo Ls = -80 cal/g o calor latente de solidificação da água. 0C a 200 0C. à temperatura de fusão. foram. calcule quantas calorias devem perder 600 g de água líquida. até sua total solidificação. Num bloco de gelo em fusão faz-se uma cavidade onde são colocados 80 g de um metal de (Dados: calor específico do gelo = 0. Construa a curva de aquecimento do sistema. 0C. (Unifor-CE) Um cubo de gelo de massa 100g. R = 0.0 cal/g .0 cal/g . são colocados 10g de gelo a 0 0C.) 29. aqueceu-se uma amostra de 50g desse metal a 98 0C e a amostra aquecida foi rapidamente transferida para um calorímetro de cobre bem isolado. 0C.2 cal/g .000 19. Sendo 80 cal/g o calor latente de fusão do gelo e 1. Após certo tempo verifica-se que existem 30g de gelo boiando na água e em equilíbrio térmico. Admitindo-se que não ocorre troca de calor com ambiente.000 d) 4. Após receber a amostra. O calor específico da água é 1 cal/g . Adicionando-se à água 500g de gelo fundente (00C). 22.0 cal/g . 200C.0 cal/g . 0C e seu calor latente de fusão é 80 cal/g. Num bloco de gelo em fusão faz-se uma cavidade onde são colocados 80 g de um metal de calor específico 0. respectivamente: a) 8. No interior do calorímetro há 200 g de água. que o calor específico da água é 1. 0C e que o calor latente de fusão do gelo é 80 cal/g: a) Qual a temperatura final da mistura? b) Qual a temperatura inicial da água? 27. 0C). As quantidades de calor sensível e de calor latente trocados nessa transformação.22 cal/g . calor específico da água = 1. (ITA-SP) Na determinação do calor específico de um metal. Determine a massa do calorímetro. (U.000 e) 1. 0C.50 cal/g .000 e 5. 25. Uma fonte térmica que fornece 100 cal/min leva uma hora para fundir.000 b) 5. Joga-se então no interior do calorímetro uma pedra de gelo de 20g a 0 0C. O calor específico do cobre é 0. qual será a massa de gelo derretida até o estabelecimento do equilíbrio térmico? (Dados: calor específico da água = 1. Católica de Pelotas-RS) Um calorímetro cuja capacidade térmica é igual a 20 cal/0C contém 300g de água. 0C. tem calor específico 0. 0C) de massa 300 g é aquecido até a temperatura de 880C. 0C) que está à temperatura de 25 0C.18.000 e 5. (Faap-SP) Tem-se um calorímetro de cobre cuja massa é 10g e calor específico 0. inicialmente à temperatura de -20 0C. Introduzem-se no calorímetro 100g de água e a temperatura de equilíbrio é 20 0C.) a) 500g b) 300g c) 340g d) 150g e) 160g . Quantas calorias são necessárias para transformar 100g de gelo. devemos colocar nesse calorímetro para esfriar a água a 800C? R = 125 g calor específico 0. Um bloco de cobre (c = 0.03 cal/g .03 cal/g . sob pressão normal. 24. O equilíbrio térmico se estabelece a 28 0C. Que a massa de alumínio (calor específico = 0. calor de fusão do gelo = 80 cal/g. a temperatura atingiu 24. Pergunta-se: a) O gelo se funde completamente? b) Qual a temperatura final do sistema? (Dados: calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g. a -20 0C. A seguir é colocado em 548 g de água (c = 1.000 e 8. inicialmente. 0C.094 0C cal/g . calor específico da água = 1.21 cal/g 0C 20.000 e 8. Calcule a massa de água que se forma até o equilíbrio térmico.093 cal/g . A temperatura do calorímetro e da água antes de receber a amostra aquecida era de 21. (Mackenzie-SP) Um calorímetro de capacidade térmica 40 cal/0C contém 110 g de água (calor específico = 1 cal/g . 0C e a massa de cobre no calorímetro é de 150 g. Em um calorímetro de capacidade térmica desprezível. Calcule a massa de água que se forma até o equilíbrio térmico. 0C o calor específico da água. determine o valor da temperatura θ para que. Determine o calor específico do metal em questão. é aquecido até se transformar em água a 40 0C. 0C) a 90 0C. 23. 0C. O calor específico da água é 1 cal/g . e restabelecido o equilíbrio térmico. no equilíbrio térmico.

considerando que 25% do calor é perdido para o ambiente. Em seu interior é colocado um objeto de 50g de alumínio a 80°C. e colocado em um recipiente. (PUCAMP) A temperatura de dois corpos M e N. a temperatura de equilíbrio desta mistura será: a) 60°C b) 16°C c) 40°C d) 32°C e) 10°C 32. Supondo desprezíveis as perdas de calor.02 mol.Um aquecedor dissipa 800W de potência. Determine o calor absorvido pelo gelo neste processo de descongelamento: cGELO= 0. o ar contido na massa se expande dando ao pastel uma aparência de cheio. Determine. sabendo que o equilíbrio térmico se estabelece a 25°C. recebe de uma fonte térmica 1200 cal/min. determine a temperatura final de equilíbrio térmico. a temperatura final de equilíbrio. em gramas. sua temperatura aumenta de 10ºC.15 d) 0. Considerando a ocorrência de trocas de energia apenas entre o gelo e a água. que estão a uma temperatura inicial de 20°C. a 225°C é introduzido num calorímetro de capacidade térmica desprezível que contém 500 g de água.0 kg.°C.0C e LFUSÃO=80 cal/g 40. (PUC – SP) Em um calorímetro de capacidade térmica 200 cal/°C.0cal/g°C. de volume 0. K. será: metal que constitui o bloco. o calor específico do bloco em cal/ g . O calor específico da água é de 1 cal/g.0J. Um bloco metálico com 100 g de massa. a quantidade mínima de gás consumido nesse processo. calor específico da água = 1. com 300 g de água a 20°C. adote 1 cal = 4. em °C. O valor energético da gordura é de 9. 34. determine o calor específico do corpo sólido. utilizada totalmente para aquecer 1 kg de água. Um cubo de gelo de 200 g é retirado de um congelador. (UCS/RS) .10cal/g°C. (Ufsc-96) . Transcorrido algum tempo. (FAMECA/SP) . Para simplificar. (FATEC-SP) Um frasco contém 20g de água a 0°C.Universidade Federal de Pernambuco. Um recipiente contendo 500 g de um líquido a 80°C. contendo 200g de água a 70°C. Considere o calor específico da água igual a 1 cal/g .2 b) 0. varia com o calor recebido como indica o gráfico a seguir.0cal/g°C e 0. ao receber toda a energia térmica liberada por 1000 gramas de água que diminuem a sua temperatura de 1 0C. Podemos afirmar que o calor específico da substância que o constitui é: 41. de temperatura T = 333 K e com número de moles n = 0. a) Qual o mínimo de quilocalorias que o aluno deve ingerir por dia para repor a energia dissipada? b) Quantos gramas de gordura um aluno queima durante uma hora de aula? 31.4 litros (já descontado o volume ocupado pelo recheio). Admitindo ser esse ar expandido um gás perfeito. Determine o tempo que essa fonte demora para aquecer essa massa do líquido até 120°C.Universidade Federal de Juiz de Fora .01 35. (FUVEST-SP) Um bloco de massa 2. Um corpo de 2 kg absorve 100 cal/s de energia térmica e. após 40 segundos de aquecimento. O ponto de ebulição dessa substância é 100°C.30. cuja temperatura é igual a –10ºC. Obtém-se o equilíbrio térmico final a 50°C. 36.-Ao colocarmos um determinado pastel na frigideira.5 cal/g. Colocando N a 10°C em contato com M a 80°C e admitindo que a troca de calor ocorra somente entre eles. (UNICAMP-SP) Um aluno simplesmente sentado numa sala de aula dissipa uma quantidade de energia equivalente à de uma lâmpada de 100W. em °C. é introduzido um corpo sólido de massa 100 g a uma temperatura de 650°C. qual é a pressão aproximada do ar quente dentro do pastel recém-frito? (Considere a constante universal dos gases como R = 0. 38. Supondo não haver trocas de calor com o frasco e com o meio ambiente. a 0ºC. 37. cuja temperatura inicial é de 20°C. Os calores específicos da água e do alumínio são respectivamente 1.1 c) 0. a 21°C. Um fogão a gás natural é utilizado para ferver 2 litros de água.Coloca-se um cubo de gelo de massa 50g e temperatura 0°C dentro de um copo. Dados: c = 2 cal/g°C do líquido e do gás e LV = 100 cal/g. Adotando-se 1 cal = 4. e sua densidade é de 1 g/cm3. o gelo é completamente transformado em líquido. (UFJF/MG) . Dados: calor de fusão do gelo = 80cal/g. 0C.082 L.05 e) 0. 39. atm/mol .Faculdade de Medicina de Catanduva. o tempo necessário para atingir a temperatura de 100°C é: 42. 0C é: a) 0.) a) 60 b) 50 c) 40 d) 30 e) 20 33. Determine o calor específico do .0kcal/g. sofre um acréscimo de temperatura de 10 0 C. de massas iguais a 100g cada. (UFPE) .2 J e o calor específico da água 1 cal/g°C .Universidade de Caxias do Sul.

a quantidade de calor transferido em 1. RECORTAR 10 TABELAS NUTRICIONAIS (SOMENTE AS TABELAS) DE 10 ALIMENTOS (EMBALAGENS) DIFERENTES. COLADA NO CADERNO. igual a Adote: Calor específico da água = 1. • PESQUISAR SOBRE SUPERFUSÃO. SUCESSO! ATENÇÃO! ESTAS QUESTÕES SÃO DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA PARA A PREPARAÇÃO PARA O TESTE DA II UNIDADE.8 d) 2.5 • RESPONDER NO CADERNO AS QUESTÕES DO LIVRO: P64. PORTANTO. P65. EM NOSSA ESCOLA. (SOMENTE A TABELA) OBS: PODE DIVIDIR A PÁGINA DO CADERNO AO MEIO PARA ECONOMIZAR ESPAÇO. ATIVIDADES DA 2ª UNIDADE. POIS ESTAS QUESTÕES SÃO EXTRAS. É PARA DEIXAR O CÁLCULO AQUI E DESTACAR AS RESPÓSTAS COM CANETA.0 e) 2. OS DÉCIMOS (E ATÉ OS CENTÉSIMOS) SÃO DETERMINANTES. COLAR NO CADERNO E FAZER O SEGUINTE: PARA DIA 29/04/2009 FOLHA DE CADERNO CABEÇALHO (TODOS DEVEM SE IDENTIFICAR EM TODAS AS OCASIÕES-É SUA IDENTIDADE) NOME DO ALIMENTO (MANUSCRITO) AO LADO VOCÊ VAI FAZER A SEGUINTE OPERAÇÃO: 1. 3. 4. DESCREVENDO UM EXEMPLO DO COTIDIANO. CADA ATIVIDADE É FUNDAMENTAL NA COMPOSIÇÃO DE SUA NOTA. PODE SER MATÉRIA EM REVISTA.0 cal/g°C a) 1.2 b) 1.5 c) 1. VEJA O VALOR DA PORÇÃO EM g OU ml. SOBRE TEMPERATURA OU CALOR. ENTREGAR DIA 04 DE MAIO DE 2009. NÃO HÁ GABARITO. ATENÇÃO! VOCÊ SABE QUE. AS DÚVIDAS (ESPERO QUE SEJAM POUCAS OU NENHUMA) SERÃO TIRADAS DURANTE AS AULAS E NA REVISÃO. • TABELA NUTRICIONAL COLADA. DEVEMOS CONTRIBUIR PARA A CONSERVAÇÃO DAS ÁRVORES.0kcal/min. . TIRADAS DA INTERNET (IMPRESSAS). P67. O TRABALHO DE RESOLVÊ-LAS É SEU. (Puccamp 2000) Admita que o corpo humano transfira calor para o meio ambiente na razão de 2. ENTREGAR NO DIA 27/04/2009. P74. VEJA O VALOR ENEGÉTICO EM kcal E EM KJ 2. Se esse calor pudesse ser aproveitado para aquecer água de 20°C até 100°C. AFINAL. FAÇA UMA REGRA DE TRÊS SIMPLES E ENCONTRE O VALOR ENERGÉTICO (EM CAL. JORNAIS. PREFERENCIALMENTE QUE TENHA UMA ILUSTRAÇÃO. kcal E EM KJ) PARA UMA PORÇÃO DE 100g OU 100ml.43. PRÓXIMA SEGUNDA 27/04 VOU DAR VISTO. • TRAZER UMA MATÉRIA. DEIXAR NO CADERNO (NÃO É PARA DESTACAR). CONTUDO.0 hora aqueceria uma quantidade de água. PORTANTO. em kg.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful