P. 1
Planejamento estratégico para produção de textos

Planejamento estratégico para produção de textos

|Views: 32|Likes:
Publicado porValter Padulla

More info:

Published by: Valter Padulla on Feb 14, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/14/2012

pdf

text

original

Universidade Bras Cubas Programa de Mestrado em Semiótica, Tecnologia da Informação e Educação Aluno: Valter Padulla RGM 255934

1

DISCIPLINA: Conhecimento Científico: Produção e Comunicação

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA PRODUÇÃO DE TEXTO

RESUMO: Este texto presta-se a demonstrar, como tarefa escolar, o que foi depreendido pelo autor nas aulas sobre “CONHECIMENTO CIENTÍFICO: PRODUÇÃO E COMUNICAÇÃO”, ministradas pela Profª Drª Eliana Meneses de Melo. A “desconstrução” (e posterior “reconstrução”) do artigo “Fragmentação Cultural e Sistema Mundial”, de Jean-Pierre Warnier, a servirem de modelo para exemplificar método de produção de textos científicos, indicada como boa prática a ser adotada pelo autor em sua produção científica, mormente em seu trabalho monográfico a ser apresentado ao final do programa de mestrado.

Introdução

A produção de conhecimento científico, e sua conseqüente transmissão, devem obedecer algumas regras, com o fito de que seja verificável, demonstrável e de fato produza conhecimento que se possa identificar como científico. Além das normas da gramática, da sintaxe e do estilo que torna agradável, ou não, determinada leitura, o autor de um texto científico deve ter em mente, por óbvio, que o prepara para leitura de outras pessoas (estudiosos, curiosos, especialistas) e que estas devem entender, encontrar nexo no que lêem, acima de tudo. A produção de textos é a expressão dos conhecimentos do autor sobre determinado assunto, o que pode ocorrer pela experiência pessoal de quem escreve ou pela leitura de outros autores, sendo que mesmo a experiência pessoal sempre se dará a partir dos que outros fizeram e registraram, portanto o contato com outros autores é primordial para produção de textos. O contato com outros autores é possível pessoalmente ou através dos registros de seus pensamentos e experimentos, o lapso temporal e distancia são algumas barreiras que separaram estudioso e autor, de onde se entende que os registros (escrita e outros) são fundamentais na transmissão de conhecimento. O encontro, estudioso-autor, se dá principalmente pelo estudo e compreensão de textos científicos, que capacitarão o autor a expor o que sabe sobre determinado assunto. Esta relação, leitura, entre as idéias de um autor e quem o estuda deve ser

esmiuçá-lo em seus argumentos. Penso que “leitura científica” seja o processo em que se observa um texto com uma proposta de entendê-lo cabalmente.2 [grifo do autor] Da citação supra temos que o processo da globalização atinge a cultura e que se impulsiona por via dos meios de transporte e da comunicação. a(s) resposta(s) mais satisfatória(s) e a(s) conclusão(ões). onde as pessoas desenvolvem costumes. qual o tema?) e quem é o autor (qual a corrente de pensamento que defende?). acesso em 04/04/10 às 15:32. 2001). afirma ainda que produtos culturais sim é que podem ser comercializados 1 Termo a designar a narração de idéias sem uma linha de raciocínio que dê sustentação. linguagem. que nortearão este trabalho intelectual transformando-o em algo mais substancial que o simples entendimento de uma “historinha”1.wikipedia. que a cultura é característica de uma região com passado comum. ou seja. que me levarão às minhas próprias conclusões sobre o assunto abordado e. sem uma questão que acompanhe o texto. normalmente aceita. cultural. 1. usos próprios. social. política. e isto não pode ser comercializado e nem socializado entre povos diferentes. A leitura científica produzirá uma identificação das minhas próprias idéias em relação ao que observo num dado texto. num estágio posterior. 2 Texto disponível em <http://pt.org/wiki/Globaliza%C3%A7%C3%A3o>. tendo como ponto inicial saber do que se trata (qual o assunto?. Do artigo científico “dissecado” e exposto em seus argumentos e encadeamento de raciocínio O artigo científico “Fragmentação cultural e sistema mundial” (Warnier. O articulista sustenta. . isto é. por sua argumentação. de globalização como segue: A globalização é um dos processos de aprofundamento da integração econômica. um texto científico exige uma “leitura científica”.Universidade Bras Cubas Programa de Mestrado em Semiótica. Tecnologia da Informação e Educação Aluno: Valter Padulla RGM 255934 2 pautada por alguns princípios. Os argumentos que expõem e demonstram as idéias de quem escreve devem ser posicionados corretamente. o problema que está em análise. meus pensamentos expostos e registrados em outro(s) texto(s) científico(s). que teria sido impulsionado pelo barateamento dos meios de transporte e comunicação dos países do mundo no final do século XX e início do século XXI. foi analisado em sala de aula e dissecado em suas idéias essenciais. No texto analisado o articulista contraria a definição.

] (Warnier) O problema estudado é: Quais são as características mais marcantes das culturas-tradições quando comparadas à cultura globalizada com a qual entram em contato? (Warnier) A resposta de Warnier à questão é de que duas características marcam as culturas. A partir do problema analisado e da resposta sugerida...Universidade Bras Cubas Programa de Mestrado em Semiótica. contendo tese. antítese e síntese. (mercado) e dos excedentes de rotas Conseqüência Apoio à hipótese sugerida pelo autor necessidade 2. que ela continua a ser uma formidável máquina de produzir a diferença cultural. mas ainda assim culturas preservadas Grandes descobrimentos (séc. [. Destaca ainda que longe de se encontrar homogeneização a humanidade: [. modos de vida e de consumo muito diversos. reservas de grupos. Da aplicação do método verificado no artigo de Jean-Pierre Warnier ao trabalho monográfico do autor O método adotado por Warnier em seu artigo aponta um rumo. Distinções culturais persistem. distinção cultural. A aplicação desse método ao trabalho proposto pelo autor se dará de forma similar. XVI) Revolução Industrial A busca por novas mercadorias aumenta a rapidez nos contatos interculturais Produção de manufaturas. bem como uma organização de pensamento lógico que . Warnier constrói seu edifício de idéias sobre os seguintes pilares: Pilar Comunidade Científica Fato Sociólogos afirmando que a modernização não produziu a convergência esperada História Aparecimento sobre a Terra Desenvolvimento da agricultura dos homens Desenvolvimento em grupos distintos e isolados.. em suma. a referência ao passado e a extrema fragmentação. com culturas diferentes Surgimento de cidades como ponto de trocas agrícolas comerciais Desenvolvimento transportes marítimos nos Mediterrâneo sob a bandeira do Império Romano..] é constitutivamente destinada a produzir clivagens sociais. Tecnologia da Informação e Educação Aluno: Valter Padulla RGM 255934 3 e estas são impulsionadas pelo desenvolvimento dos meios de transporte e comunicação.

Universidade Bras Cubas Programa de Mestrado em Semiótica. com as conseqüentes contribuições. frustrações. Tavares e João Antonio Batalha e Largos Coronel Benedito de Almeida e do Carmo. Tema A matéria do trabalho científico em questão é Segurança Pública. Hipótese O ambiente encontrado nas praças públicas é fator constituinte da sensação de segurança e garantidor da consecução da cidadania e direitos humanos. e a sensação de segurança experimentada por seus usuários. 27 anos trabalhando na Polícia Militar do Estado de São Paulo. Norival G. 3 Nota do autor: Praças Osvaldo Cruz. mas principalmente à feitura do texto. emoções. que aumenta a responsabilidade em relação a este trabalho. E considerando o fato de que estou em posição hierárquica. . mais especificamente o estudo. em que tomo parte de processos decisórios. HIPÓTESE e PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. O tema é geratriz do título provisório da pesquisa: “A semiótica da arquitetura urbana pública: análise dos signos e significações nas praças públicas da área central de Mogi das Cruzes”. mas também possibilita a aplicabilidade imediata do que for estabelecido como verdade científica. Problema Estudar e determinar qual é o impacto (positivo ou negativo) do ambiente na sensação de segurança vivenciada pelos transeuntes-usuários das praças públicas da área central do município de Mogi das Cruzes-SP3. análise e entendimento. signos e significados. Para estruturar e organizar o pensamento e desenvolver o método de trabalho esse capítulo será dividido em TEMA. fazendo com que o êxito em trazer algo útil e proveitoso à comunidade seja possível. O tema foi eleito a partir da experiência de vida profissional do autor. dentro da Instituição. a respeito das relações existentes entre o meio ambiente. PROBLEMA. questionamentos. erros e acertos que tal situação propiciou e propicia. Tecnologia da Informação e Educação Aluno: Valter Padulla RGM 255934 4 facilitará não somente a leitura dos que tomarão contato com esse texto. A justificativa inicial para a resposta ao problema proposto é a de que o ambiente altera o comportamento dos cidadãos em relação à segurança pública.

. degradação física) 3. ou seja. com o fito de produzir convicção e significação aos leitores na seguinte conformidade: Pilar Comunidade Científica Fato Artigo: Broken Windows. e tal conhecimento advirá do contato com produtores de conhecimento. Tecnologia da Informação e Educação Aluno: Valter Padulla RGM 255934 5 conforme artigo “Broken windows” (WILSON e KELLING) e de que o entendimento da significação e simbologia dos ambientes urbanos é muito importante. Q. Planejamento Estratégico O autor estrutura seu trabalho. 4 Nota do autor: sigla para os termos Crime Prevention Through Environmental Design (Prevenção ao Crime por via do Desenho Ambiental). sistematicamente. ou seja. Wilson e G. no sentido de que se expõe conhecimento quando se tem esse conhecimento. Considerações finais A leitura é parte integrante da escrita. Kelling Conceitos de CPTED4 Pesquisa Registro fotográfico dos locaisalvo de estudo Apoio à hipótese sugerida pelo autor Estabelecimento das condições físicas atuais dos locais-alvo de estudo e diferenças semióticas Questionário aos usuários de praças públicas de Mogi das Cruzes-SP Análise dos Boletins de de crimes 5 Registrar o impacto que as condições físicas do ambiente produzem. por um sujeito que entenda as sombras e a degradação urbana. de J. “Homicídio Doloso”. escritores 6.Universidade Bras Cubas Programa de Mestrado em Semiótica. em determinada cultura produz Um local que cause desprazer passa a ser não visitado. “Lesão Corporal Dolosa” e “Roubo a transeunte”. abandonado. como covil valores que possibilitam julgar (sensação de segurança) este local por sua aparência (sombras. 6 Pressuposto do autor: a gama de conhecimento acumulado pelo homem propicia a que sempre haverá escritores a consultar. como se percebe do trabalho monográfico “Elementos Semióticos no Planejamento Urbano: O Caso de Curitiba” (Müller). L. ninguém partirá do “zero absoluto” para produzir conhecimento. poderá ser ocupado. em Conseqüência Apoio à hipótese sugerida pelo autor termos de sensação de segurança Relação entre histórico de violência e relacionamento entre os locais e as diferenças semióticas (discursos) Ocorrência perpetrados nos arredores dos locais-alvos de estudo Semiótica visual A formação do sujeito. 5 Nota do autor: registros dos crimes “Furto a transeunte”.

deve ser entendido como tal. suas convicções. para saber se foi encontrado ou não. o leitor adota atitude de trabalho. isto é. As mensagens contidas num texto se aclaram gradualmente. É preciso saber o que se procura. a princípio uma leitura superficial. Tecnologia da Informação e Educação Aluno: Valter Padulla RGM 255934 6 O processo de leitura. .Universidade Bras Cubas Programa de Mestrado em Semiótica. após estudando melhor o autor e suas idéias. É preciso reconhecer a intenção do autor e se reconhecer como leitor. que é um trabalho intelectual. ao efetuar o exame de registros escritos. de produção. A atitude. método. demanda busca por algo importante que está no texto e que será encontrado se houver diligência e. decodificar a intenção do autor e extrair o que é comunicado pelo texto. indo além o leitor “desconstruirá” o texto para entender o máximo possível e finalmente irá dialogar com o escritor para comparar conceitos próprios com os exarados pelo texto e então formar. alterar ou reforçar. para ser atitude de trabalho. acima de tudo.

Fragmentação Cultural e Sistema Mundial. A. Disponível em <http://books. Tecnologia da Informação e Educação Aluno: Valter Padulla RGM 255934 7 Referências Bibliográficas LEOBOLD. V. WILSON. Elementos Semióticos no Planejamento Urbano: O Caso de Curitiba. 2004. 04/04/10 às 14:55. La mundialización de la cultura. PIETROFORTE. . 2001. Edmonton: Planning and Development. Curitiba: Universidade Federal do Paraná.com. G. acesso em 04/04/10 às 17:50. WARNIER. Quito: Ediciones ABYAAYLA.org/pdf/_atlantic acesso em _monthly-broken_windows.pdf>. Jean-Pierre. J. 2004. Broken windows: The police and neighborhood safety. e KELLING. J. J. 1995.google. P. MÜLLER.br/books?hl=pt-BR&lr=&id= 7FWvvlWyQ0kC&oi=fnd&pg=PA5&dq=jean-pierre+warnier+cultura&ots=DqVqCpjzS 2&sig=nMaMihn5gA8rhcZ7y-EPYHMvzZk#v=onepage&q=&f=false>. Design guide for a safer city.Q. Semiótica visual: os percursos do olhar.Universidade Bras Cubas Programa de Mestrado em Semiótica.manhattan-institute. Texto disponível em <http://www. G. São Paulo: Contexto. (Texto fornecido pela Universidade Brás Cubas). WARNIER.L.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->