P. 1
Atividades de revisão para o 5º ano _Profª Acácia_

Atividades de revisão para o 5º ano _Profª Acácia_

|Views: 2.257|Likes:
Publicado porMatheus Vinícius

More info:

Published by: Matheus Vinícius on Feb 14, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/20/2015

pdf

text

original

NOME ________________________ DATA ___/___/___ 5º ANO ____ ATIVIDADE DE HISTÓRIA/GEOGRAFIA COMO UM BAÚ CHEIO DE TESOUROS

Tent e imaginar um lugar que abr igue met ade das aves br asileir as e 40 de cada 100 mamíf er os do país, além de muit os out r os animais e de quase set e mil espécies de plant as. Como você acha que deve ser esse espaço? Par a começar , deve ser enor me, não é? Também precisa ter clima favorável e água para todos, concorda? Pois bem. Esse lugar exist e e é ocupado pelo que chamamos de cer r ado. Ele cont ém nada menos que um t er ço da biodiver sidade do nosso país, ou sej a, de cada 100 espécies de ser es vivos br asileir os, cer ca de 33 vivem por lá. O cer r ado é consider ado o segundo maior bioma do Br asil, ist o é, o segundo maior conj unt o de espécies animais e veget ais que vivem em uma mesma área, atrás apenas da Amazônia. O cer r ado é um t ipo de savana - veget ação que ocor r e em lugar es que sof r em períodos de seca - e ocupa boa parte do território brasileiro. Só para você ter uma ideia, caso o Br asil f osse dividido em cem par t es iguais, esse bioma pr eencher ia vint e e uma delas. A ár ea cent r al do cer r ado est á concent r ada nos est ados do Piauí, Mar anhão, Tocantins, Bahia, Minas Ger ais, Goiás, Mat o Gr osso, Mat o Gr osso do Sul, São Paulo e Paraná, mas ele chega também a Rondônia, Amazonas, Roraima e Amapá. Localizado sobre o Planalto Central, o cerrado brasileiro estende-se por um terreno plano, com algumas depr essões e vales onde nascem importantes rios do país, como o São Fr ancisco e o Tocant ins. Ele t em per íodos de seca e chuva bem def inidos e, apesar de não ser rico em nutrientes, seu solo pode ser adaptado com facilidade à agricultura. (...) Pena que um lugar tão rico esteja também muito ameaçado... Disponível em <http://cienciahoje.uol.com.br/controlPanel/materia/view/1101> Acesso em 10/10/2008 Pr eencha o quadr o abaixo com uma inf or mação sobr e o cer r ado a r espeit o de cada um dos temas.

Localização

Relevo Hidrografia Clima Vegetação Por que o cerrado foi chamado de um baú cheio de tesouros? _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ .

pela clar eza da voz do pai. A t empor ada de pesca de car pas est ava pr oibida par a r epr odução e só ser ia liber ada no dia seguint e. Devagar t ir ou o anzol da boca do enor me peixe e o devolveu à água escur a. puxava o peixe. _ Mas. Não havia ninguém. _ Não tão grande como este. O pai olhava com admiração enquanto Thiago. ele soube que havia algo enor me do out r o lado da linha. depois para Thiago. Er a o maior que tinha visto. que a decisão não era negociável. frequentemente. Era uma diversão para ele e um momento de ficar com seu pai. O menino olha à volt a do lago. O valor da ética/Legrand Belo Horizonte Coleção Pequenas Lições Soler Editora. cuja pesca só era permitida na temporada. quase chorando. Isso aconteceu há t r int a e quat r o anos. c) era uma maneira de se divertirem e ficarem juntos no final de semana. Er am dez da noit e e f alt avam duas horas para a abertura da temporada. 2007. Thiago imaginou que jamais veria um peixão como aquele. d) queriam aproveitar a temporada de pesca liberada de tilápias e douradas. Finalment e. QUESTÃO 01 Thiago e o pai saíam sempre para pescar. as guelr as par a t r ás e par a f r ent e sob a luz da lua. A casa de campo de seu pai ainda est á lá e ele leva seus f ilhos e f ilhas par a pescar no mesmo cais.. _ Você tem que devolvê-lo à água. Thiago sabia.. pr ovocando ondulações coloridas na água. com muit o cuidado. ele levant ou o peixe exaust o da água. Hoj e. O pai acendeu um f ósf or o e olhou par a o r elógio. . Mesmo sem ninguém por per t o. b) não havia jeito de comprar peixe perto da casa de campo. Feit o isso. papai!!! _ Vai aparecer outro peixe. há tanto tempo atrás. ia pescar no cais junto à casa de campo da sua família. Thiago e o pai olhar am par a o peixe. t ão bonit o. Nunca mais conseguiu pescar um peixe t ão mar avilhoso como daquela noite. Thiago amar r ou uma isca e começou a pr at icar ar r emessos.NOME ________________________ DATA ___/___/___ 5º ANO ____ ATIVIDADE DE LÍNGUA PORTUGUESA (A PESCARIA) Thiago tinha onze anos e. O pai olhou para o peixe. filho. Respondeu Thiago. Disse o pai. Olhou novament e par a o pai. habilmente. mas era uma carpa. E ele est ava cer t o. Thiago é um ar quit et o de sucesso. cuja pesca era liberada. mas ele e o pai saír am no f im da t ar de par a pegar t ilápias e douradas. Quando o caniço ver gou. porque a) não tinham outra coisa para fazer na casa de campo.

b) não queria teimar com o pai. ele soube que havia algo enorme do outro lado da linha.QUESTÃO 02 Thiago amarrou uma isca e começou a praticar arremessos. c) como o pai. pois a) ele é feito de madeira fraca. d) percebeu que o pai não iria mudar de ideia. c) a isca provocava ondulações coloridas na água. c) o caniço sempre verga na pescaria. b) o garoto não sabia mantê-lo reto. pois a) o pai disse que ele pegaria outro maior. . c) precisava saber se já era a hora permitida para a pesca da carpa. c) ao olhar o peixe no anzol. QUESTÃO 06 Thiago não insistiu em ficar com o peixe. QUESTÃO 03 Quando o caniço vergou. provocando ondulações coloridas na água. d) o peixe era muito grande e pesado. provocava ondulação na água. A frase acima quer dizer que a) Thiago estava treinando jogar a vara e a linha provocava o balanço da água. QUESTÃO 04 O pai olhou no relógio. ele também teve dó do peixe. b) estava tarde e queria saber se já era hora de voltar para casa. d) ele não sabia pescar. por isso. b) o garoto arremessava a linha e o anzol para ondular a água. porque a) queria ver a que horas Thiago havia pego um grande peixe. d) queria que o filho pescasse um peixe maior que aquele. ele teve dó. QUESTÃO 05 O pai quis que o garoto devolvesse o peixe à água. d) queria saber quanto tempo o filho levou para pegar o peixe. ao jogar a vara. b) a pesca de carpa não estava permitida. pois a) eles não haviam combinado de pescar carpas. O caniço vergou.

QUESTÃO 07 Thiago nunca mais conseguiu esquecer esse dia. Veja como ficou a frase trocando as palavras em negrito: Devagar tirou o anzol da boca do estranho peixe e o devolveu à água barrenta. . QUESTÃO 08 Observe a frase retirada do texto: Devagar tirou o anzol da boca do enorme peixe e o devolveu à água escura. c) os substantivos passaram para o plural. Ao mudar os adjetivos a) os substantivos peixe e água ficaram com o mesmo sentido. b) ele ficou muito magoado com o pai. d) foi o maior peixe que ele pescou em sua vida. porque a) foi uma pescaria muito divertida. via o rio. . b) o texto ficou mais agradável de ler. c) ficar claro que o garoto estava gritando. c) o peixe era de tamanho médio.Mas. filho. c) sempre que chegava na casa de campo. significa que a) era um peixe de excelente qualidade. QUESTÃO 09 Thiago imaginou que jamais veria um peixão como aquele. papai!!! Na fala do garoto. o autor usou três vezes o ponto de exclamação para a) reforçar o uso da exclamação na frase. b) mostrar a indignação e a surpresa do garoto. A palavr a peixão . d) nenhuma das alternativas anteriores. d) nenhuma das alternativas acima. QUESTÃO 10 Releia parte do diálogo retirado do texto: -Você tem que devolvê-lo à água. b) o peixe era enorme. d) as características dos substantivos peixe e água mudaram. na f r ase ant er ior.

você vai ter de encontrar nove palavras certas. Ao todo. Mas atenção: nem todas as palavras estão escritas corretamente! Em cada linha só há uma palavra escrita do jeito certo.NOME _______________________ DATA ___/___/___ 5° ANO ___ ATIVIDADE DE LÍNGUA PORTUGUESA (Ortografia) Todas as palavr as abaixo t êm um som que é o mesmo do (x) nas dez palavr as das dicas. Encontre essa palavra e circule-a com lápis colorido. FLEXÃO FLEQUIÇÃO FLECÇÃO FRICÇÃO FRIXÃO FRIQUIÇÃO INTOQUICICAÇÃO INTOXICAÇÃO I NTOCCICAÇÃO FIXADOR FICÇADOR FIQUIÇADOR CONFEQUIÇÃO CONFEXÃO CONFECÇÃO INFEQUICIONAR INFECCIONAR INFEXIONAR CONVIXÃO CONVIQUIÇÃO CONVICÇÃO COMPLEXO COMPLECÇO COMPLÉQUIÇO TÁQUICI TÁXI TÁCCI .

Que falta de educação!!! . de cada grupo. c) Do ____________ pode-se beber a água. a palavra que tem (s) entre vogais. b) As pessoas que f azem saf ár i na Áf r ica cost umam usar unif or mes com t ons da cor ____________ par a se mist ur ar em ou se int egr ar em à paisagem.NOME _______________________ DATA ___/___/___ 5° ANO ___ ATIVIDADE DE LÍNGUA PORTUGUESA (Ortografia) 1) Copie. d) Ainda há pessoas que não r ecolhem da r ua o ____________ que seus animais fazem. bosque ausente sabiá ( asilo pista gosta ( ) esperto saudável colisão ( ) ( ( ) ( misto faisão sabão ) ( repouso ensolarado sobrinho ) presente sumiço asneira ) ( raposa resposta floresta ) sempre sobrinha despesa ) 2) Ser á que você est á mesmo cr aque em acent uação? Leia as f r ases e complet e as lacunas com as palavras: CAQUI CÁQUI COCO COCÔ a) O __________ é uma f r ut a de cor alar anj ada que cost uma cr escer em países de clima quente. comer a polpa e ainda usar sua casca para fazer instrumentos musicais e objetos decorativos.

1) _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ 2) _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ 3) _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ 4) _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ 5) _________________________________________________________________ _________________________________________________________________ . Conf ir a os anúncios que você leu. CUIDADO! CAXORRO BRAVU! PROIBIDO MECHER NOS PRODUTOS DA PARTELEIRA. PICINA FECHADA PARA LIMPESA VENDE.NOME _______________________ DATA ___/___/___ 5° ANO ___ ATIVIDADE DE LÍNGUA PORTUGUESA (Ortografia) Imagine que você leu alguns cartazes espalhados pelas lojas do centro da cidade. ident if ique os er r os e r eescr eva-os adequadamente.SE MIXTO QUENTE PRECIZA.SE DE VENDEDORA COM ESPERIÊNCIA.

a limpeza da escola quando você chega. Venda qualquer produto que quiser. moça de bigode não paga! É natural.NOME _______________________ DATA ___/___/___ 5° ANO ___ ATIVIDADE DE LÍNGUA PORTUGUESA Você já esteve em uma feira? Já observou como os ambulantes tentam vender os seus produtos? Par a chamar a at enção do compr ador . sanduíche natural! Antônio Henrique Weitzel. como por exemplo. Folclore literário e linguístico. Leia alguns deles: Olha a vitamina de caroço! Serve para o velho. a sujeira do pátio depois do recreio. A salgada. enf im. Não esqueça da ilustração! . só com dinheirinho! Pastel quentinho chegou agora! Olha aí. Agora é sua vez: faça alguns pregões para serem lidos em sua sala. eles cr iam ver sinhos. Que a pêra é de casca fina ! Olha o limão! Tem pro empregado E pro patrão! Olha a pipoquinha! Temos doce e salgadinha! A doce sai com um brilhinho. Mas serve também para o moço! Enche a bolsa. dona Zefina. escolha um t ema e f aça os seus pr egões . É tropical. que são chamados de pr egão . a brincadeira fora de hora de outros. a alegria de algum colega.

__________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ .

. The unregistered version of Win2PDF is for evaluation or non-commercial use only.com.This document was created with Win2PDF available at http://www.daneprairie.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->