EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 3ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE TERESINA-PI

José da Silva, brasileiro, natural de Coivaras-PI, residente e domiciliado na Rua Nina Rosa, nº 00002, Bairro Lorival Parente, em Teresina-PI, portador da Cédula de identidade nº 0000000-SSP/PI, inscrito nº CPF sob o nº 000.000.000-00, por intermédio de seu advogado "in fine" assinado (instrumento de procuração em anexo, doc. I), com escritório profissional na Rua Palmares, nº 22, onde recebe intimações e notificações, vem, respeitosamente perante Vossa Excelência, escorado nos art. 310, inc. 319, inc. VIII e 325, § 1º, inc. II, todos da Lei nº 12.403/2011, que alterou dispositivos do Código de Processo Penal, requerer:

LIBERDADE PROVISÓRIA VINCULADA COM FIANÇA nos termos a seguir expostos: DOS FATOS

DO DIREITO A manutenção da prisão em flagrante não se justifica, vez que não se verificam as hipóteses do art. 312 do CPP, que autorizam e legitimam tal extrema medida, que é exceção no ordenamento jurídico em vigor. Excelência, o indigitado é primário, possui bons antecedentes, nunca foi preso anteriormente, tem profissão definida e residência fixa, para provar, faz juntar cópias a este remédio jurídico, de modo que não provocará entraves para o deslinde do processo e comparecerá a todos os atos do processo, de forma que estará assegurada a aplicação da Lei Penal. Ademais, cumpre ressaltar mais uma vez que, não existe vedação legal para que não seja concedida a LIBERDADE PROVISÓRIA, vez que o Acusado preenche os requisitos

mediante termo de comparecimento a todos os atos processuais. quando presentes os requisitos constantes do art. o art. para informar e justificar atividades. 319 do CPP. Se o juiz verificar.São medidas cautelares diversas da prisão: I . Parágrafo único.40311. poderá.403/11.proibição de manter contato com pessoa determinada quando. sob pena de revogação. III . com ou sem fiança.relaxar a prisão ilegal.´ (NR) grifo nosso. e se revelarem nadequadas ou insuficientes as medidas cautelares diversas da prisão. 23 do Decreto-Lei no 2. do art. Assim.comparecimento periódico em juízo. prevê a fiança. por circunstâncias relacionadas ao fato. ou III .848.proibição de acesso ou frequência a determinados lugares quando. ou II .recolhimento domiciliar no período noturno e nos dias de folga quando o investigado ou acusado tenha residência e trabalho fixos. deva o indiciado ou acusado dela permanecer distante. vejamos: ³Art. o juiz deverá fundamentadamente: I . por circunstâncias relacionadas ao fato. que assim assevera: ³Art. pelo auto de prisão em flagrante. 319 .converter a prisão em flagrante em preventiva. o qual impossibilitava a concessão de fiança para o caso tratado no caput do aludido preceito. dentre os quais o parágrafo único do Art. com nova redação dada pela Lei 12. 310 . fundamentadamente. com nova redação pela Lei 12. onde foi declarada a constitucionalidade de vários dispositivos da referida lei. 312 deste Código.Ao receber o auto de prisão em flagrante. II . V .proibição de ausentar-se da Comarca quando a permanência seja conveniente ou necessária para a investigação ou instrução. A possibilidade de arbitramento de fiança para o caso de conduta tipificada pelo Art. de 7 de dezembro de 1940 . no prazo e nas condições fixadas pelo juiz.Código Penal.826/03 restou sedimentada quando do julgamento da ADIN 3112-1/STF. 14.conceder liberdade provisória. 310 do Código de Processo Penal. IV . 14 da Lei nº 10.elencados no parágrafo único. deva o indiciado ou acusado permanecer distante desses locais para evitar o risco de novas infrações. conceder ao acusado liberdade provisória. que o agente praticou o fato nas condições constantes dos incisos I a III do caput do art. .

requer-se a Vossa Excelência seja julgado procedente o presente pedido de LIBERDADE PROVISÓRIA VINCULADO COM FIANÇA.VIII . a concessão de LIBERDADE PROVISÓRIA COM ARBITRAMENTO DE FIANÇA ao acusado é medida que se ajusta perfeitamente ao caso em tela.´ (NR) Nesse sentido nossos tribunais tem assim decidido. ínclito julgador. por conseguinte. expedindo-se para tanto o competente . ainda mais nos tempos atuais em que a prisão não cumpre com a finalidade a que se destina. 325. podendo ser cumulada com outras medidas cautelares. que assim estatui: ³Art. mediante a prévia prestação de fiança e cumprimento das demais condições previamente estabelecidas.044. inc. Tribunal de Justiça do RS. II.08. como o TJRS se manifestou em recente julgado da Relatoria do eminente Des. (Habeas Corpus Nº 70044366896. evitar a obstrução do seu andamento ou em caso de resistência injustificada à ordem judicial.2011 EP HABEAS CORPUS. ORDEM CONCEDIDA. não havendo. Sexta Câmara Criminal. pela imposição de fiança. notório que a concessão da liberdade provisória atenderá aos ditames do ordenamento jurídico. razões para a manutenção do mesmo aprisionado.reduzida até o máximo de 2/3 (dois terços). de forma isolada e primária. ora pleiteada.O valor da fiança será fixado pela autoridade que a conceder nos seguintes limites: § 1o Se assim recomendar a situação econômica do preso. ou Dessa forma. beneficiará a sociedade como um todo e possibilitará ao Requerente o retorno ao trabalho e a exercer seu direito de defesa em liberdade. Relator: Aymoré Roque Pottes de Mello. se escora na inteligência do art. servindo mais para o aperfeiçoamento dos criminosos reincidentes que ali adentram e para a inicialização no mundo do crime de jovens que. § 4o A fiança será aplicada de acordo com as disposições do Capítulo VI deste Título. Aymoré Roque Potts de Mello: Ementa: HC Nº 70. a fiança poderá ser: II . 325 . nas infrações que a admitem.S 25. para assegurar o comparecimento a atos do processo.420 .366. § 1º. DO PEDIDO Desta forma diante do exposto e com base na legislação prevista. Exceleência.896HC/M 1. Julgado em 25/08/2011)Data de Julgamento: 25/08/2011Publicação: Diário da Justiça do dia 08/09/2011 O valor da fiança. vieram a cometer algum tipo de delito.fiança. Liminar de liberdade provisória ratificada.

.. 28 de setembro de 2011 Luis Brito de Oliveira Advogado OAB/. Nestes Termos Pede Deferimento Teresina. seja arbitrado o valor da fiança consistente em depósito de dinheiro.ALVARÁ DE SOLTURA em favor do requerente.. bem como. .