Você está na página 1de 2

Comentário à tabela-matriz de António Oliveira Coelho

Na verdade, o António ao apresentar este trabalho sustenta uma forte mudança no


sistema. Essa sua tónica assenta numa reflexão do conhecimento que mostra sobre
a realidade de algumas das nossas bibliotecas escolares.

A inovação, a disponibilidade, e a “aprendizagem contínua são factores críticos de


uma boa gestão e da prestação de serviços de qualidade”. Esta ideia de empenho
persistente, imagem de renovação e “provocador”, tal como afirma, permite
conduzir-nos a novos desafios.

A sua apresentação baseada e fundamentada na mudança despertou a minha


atenção uma vez que é transversal nos vários domínios que todos nós reflectimos.

O António, ao assumir uma série de aspectos críticos ao sistema actual,


responsabiliza individual e colectivamente a “necessidade de construir (…) o futuro,
recuperando o tempo perdido e antecipando-se à mudança”. Este é um passo que
considero crucial em todo este processo. Ou seja, se a nossa maneira de pensar
não evolui, então, permaneceremos na mesma eternamente… É deveras importante
acompanharmos conscientemente o ritmo e os desafios que espreitam, mas, com a
preparação e formação adequada para que o façamos perspectivando sempre na
qualidade e melhoria do sistema, “Gerir um serviço significa gerir expectativas,
definir políticas, planear e projectar num determinado horizonte temporal em
perspectiva”…As indiscutíveis ideias de partilha, o debate de experiências
assumem-se como ideais na construção do conhecimento no trabalho colaborativo e
articulado com Departamentos e docentes, que como o António refere, “é
ameaçado pelo individualismo de muitos docentes”. Aqui, temos de reflectir sobre o
que nos limita a que isso aconteça…

A sua ideia de liderança, competência inerente ao professor bibliotecário, “líder


transformacional”, associada às práticas a modificar, com o objectivo de uma
melhoria no processo do conhecimento, acreditando nas suas capacidades de
mudança, determinaram a minha selecção…

Tal como Ross Todd afirma: A aprendizagem deve ser um processo activo
envolvendo directamente os alunos para que os conhecimentos adquiridos façam
sentido…

Maria Mário Murteira