Você está na página 1de 1

Jornal Interno da Sade

Engenharia/IEABAST/IETR/CMDS/SMS
(O Jornal Interno da Sade um documento interno do SMS da Engenharia/IETR/IEABAST/CMDS/SMS, desenvolvido com o objetivo de levar aos colegas de trabalho informaes teis sobre o tema da Sade. As informaes aqui contidas no se destinam a prescrever medicamentos e nem induzir os colegas a automedicao. Quem deve avaliar o estado clnico e medicar o Mdico Especialista. Portanto, ao sentirem que as coisas no esto bem procurem logo um Mdico. Somente ele poder avaliar seu estado clnico e prescrever o medicamento ou o exame necessrio)

Assunto da Semana: Enxaqueca Sinnimos e Nomes Populares: Migraines, dor enxaquecosa. O que ? So dores de cabea recorrentes, uni ou bilaterais, acompanhadas de nuseas, vmitos, fotofobia (sensibilidade luz), distrbios visuais ou auditivos, possuindo a caracterstica de durar de minutos a horas ou mesmo dias. Ocorre mais freqentemente em mulheres jovens. Se os distrbios visuais (escotomas, flashes de luz) ou auditivos ocorrerem antes da cefalia, chama-se de enxaqueca com aura, sem estes sintomas, enxaqueca sem aura. Como se desenvolve ou adquire? A enxaqueca de carter hereditrio, embora a causa exata seja incerta. Pode ser iniciada por estresse, trauma, determinados alimentos (cafena, chocolate, lcool, queijos), mudanas de temperatura, sono incompleto e alteraes hormonais em mulheres (algumas mulheres referem piora das crises com anticoncepcionais). Como o mdico faz o diagnstico? diagnosticada enxaqueca se ocorrerem pelo menos cinco episdios de dor de cabea que durem de quatro a 72 horas acompanhados de nuseas com sensibilidade anormal luz e sons e se existirem pelo menos duas das seguintes caractersticas: localizao no hemicrnio (metade da cabea), tipo pulstil (que pulsa), de moderada a severa intensidade e que piore com a atividade fsica. Como se previne? Evitar determinados alimentos como cafena, chocolate, lcool e queijos; limitar o estresse e fazer exerccios regulares. Como se trata? Controle dos fatores predisponentes fumo, lcool, sono, estresse, fadiga, ingesto de certos alimentos. Terapia abortiva: utilizam-se medicaes para sair dihidroergotamina e triptanos. da crise tais como: ergotamina,

Terapia preventiva: utilizam-se medicaes para impedir crises tais como: betabloqueadores, antiinflamatrios no hormonais, antidepressivos tricclicos e anticonvulsivantes.

NAVARRO/2003