Que aquele que rouba livros ou não devolve livros emprestados tenha o livro em sua mão transformado numa

serpente voraz. Que ele sofra um ataque apopléctico que paralise todos os seus membros. Que, aos gritos e gemidos, implore por piedade, e seu tormento não seja mitigado até que entre em estado de putrefação. Que as traças corroam suas entranhas como o verme que nunca morre. E que no dia do juízo final seja condenado a arder para sempre no fogo do inferno. Inscrição na biblioteca do Mosteiro de São Pedro, em Barcelona, citada por Alberto Manguel

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful