P. 1
Apostila 9° ano

Apostila 9° ano

|Views: 206|Likes:
Publicado porJunior Zanquetta

More info:

Published by: Junior Zanquetta on Mar 06, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/31/2015

pdf

text

original

Hábitos de higiene.

Após os exercícios ficamos suados e até com areia ou lama no corpo. É imprescindível a higiene da pele e dos cabelos, com um bom banho. O ideal é sempre o banho morno que pode ser seguido por uma rápida ducha fria, o que produz um aspecto mais corado a pele. O banho exclusivamente frio ou gelado é excitante muscular e, portanto inconveniente nesse momento em que se visa um relaxamento da musculatura. Além disso, o banho não deve ser tomado imediatamente após a atividade. Deve-se aguardar pelo menos de dez a quinze minutos para que o metabolismo caia a níveis mais baixos e o processo da sudorese termine de vez. Sem isso, o suor continua sendo produzido depois do banho, comprometendo a higiene da pele. O SUOR É UM LÍQUIDO PRODUZIDO PELAS GLÂNDULAS SUDORÍPARAS, constituído por água na qual se encontram dissolvidos sais minerais e outras substâncias. Quando ocorre um aumento da temperatura da pele, as glândulas sudoríparas produzem suor, que provoca um resfriamento do organismo para manter a temperatura do corpo. A temperatura começa estável e aumenta progressivamente à medida que a atividade física vai ficando mais intensa. A fase em que os exercícios são mais pesados corresponde à temperatura mais alta alcançada, em torno de 37,5 °C – devido à transpiração, a temperatura se estabiliza neste patamar mesmo com a continuação da atividade. O corpo de um indivíduo adulto é dotado de mais de três milhões de glândulas sudoríparas, que são capazes de produzir até 12 litros de suor por dia. As glândulas sudoríparas desenvolvem-se na infância, em resposta ao meio ambiente. Por conseguinte, as pessoas que vivem em zonas quentes desenvolvem um maior número de glândulas sudoríparas, o contrário sucedendo nos habitantes em zonas frias. Porque o suor CHEIRA MAL? 0 suor é, por si só, inodoro. De fato, o líquido segregado pelas glândulas sudoríparas é quase 99 por cento água. 0 suor só adquire o seu cheiro característico quando se mistura com as bactérias que habitam à superfície da pele e que alteram a sua constituição. 0 local em que este fenômeno é mais evidente consiste nas glândulas presentes nas axilas e na zona genital, onde a acumulação de suor é mais extensa. 0 mesmo se passa nos pés, que estão habitualmente envolvidos pelos sapatos e meias, o que cria um ambiente perfeito para as bactérias se desenvolverem. Como não temos a oportunidade de tomar um banho após a aula o ideal é levarmos uma roupa extra para a pratica de atividade, alem de uma toalha de rosto para diminuir o excesso de suor no corpo e no uniforme escolar, sempre lembrando de ao final da aula se hidratar. Levar também um desodorante que tem a função de evitar os desagradáveis odores de transpiração.
"ATIVIDADE FÍSICA É UM DIREITO DE TODOS E UMA NECESSIDADE BÁSICA" (UNESCO). (Organização para a Educação, a Ciência e a Cultura das Nações

Unidas)
9° ano P.1 Educação Física. Professor: Junior

O treinamento físico O treinamento físico deve respeitar alguns critérios básicos. Muitos dizem que e esporte é saúde, mais será isso verdade? Tudo deve ser visto muito detalhadamente. Cuidados com a freqüência, intensidade, volume e individualidade de cada um devem ser previamente esclarecidos. Quando falamos em atividade física para a saúde devemos respeitar a individualidade de cada pessoa, a faixa etária e o grau de condicionamento físico do praticante. Atividade física feita em excesso não é benéfico a nossa saúde. Em outras palavras, não são necessários níveis altos de prática de atividade física, horas intermináveis de exercícios ou dor e sofrimento. Não parar a atividade física quando estamos exagerando corresponde a não realizar o exercício físico quando não temos vontade. Ambos significam falta de disciplina mental. É necessário evitar esses extremos. Do ponto de vista da evolução da espécie humana, atividade física diária deveria ser o padrão, até porque quem não faz fica doente. O importante, segundo médicos e preparadores físicos, é escolher uma atividade com a qual se tenha afinidade. E o estudo da Proteste mostrou que cada faixa etária tem suas preferências. Jovens de 18 a 29 anos gostam mais de musculação. A caminhada faz principalmente a cabeça de quem tem de 30 a 49 anos, mostrou o levantamento. E os mais velhos, com idades de 50 a 64 anos, optam prioritariamente pela ioga ou pelo pilates. Os especialistas dizem que mesmo quem tem problemas de saúde crônicos deve se exercitar. E quem quer começar deve passar por uma avaliação cardiológica, e, dependendo do caso, exames complementares. Depois, o ideal é procurar um profissional de educação física para saber com que regularidade praticar cada atividade — aconselha Newton Nunes, doutor em educação física pela USP e especialista em reabilitação cardiovascular pelo InCor. Devemos ter uma especial atenção para uma boa saúde. No entanto, os cuidados com o corpo não devem ser de forma tão intensa e ditatorial como se tem apresentado nas últimas décadas. Devemos sempre respeitar os limites do nosso corpo e a nós a mesmos. Dicas: Comece devagar. Incorpore mais atividade física no seu dia-a-dia e gradualmente atinja o objetivo de 30 minutos para melhorar sua saúde. Estabeleça metas. Tenha objetivos a curto e longo prazos e comemore cada sucesso. Trace o progresso. Mantenha um registro para traçar seu progresso. Anote quando você se exercitou, que atividade física realizou, qual a duração e como sentiu-se com o exercício. Esteja confortável. Use roupas e calçados confortáveis e apropriados à atividade física que estiver fazendo. Escute o seu corpo. Interrompa a atividade física e consulte um médico caso sinta incômodo ou dor no peito, tontura, dor de cabeça forte ou outros sintomas anormais quando estiver exercitando-se. Se a dor não for embora, procure ajuda médica imediatamente. Coma alimentos nutritivos. Escolha uma variedade de alimentos nutritivos todos os dias. Lembre-se que sua saúde e peso dependem tanto do seu plano de dieta como do nível de atividade física. Tenha apoio. Encoraje sua família e amigos a apoiá-lo e acompanhá-lo em sua atividade física. Forme grupos de caminhada com colegas de trabalho. Atividade física regular o ajudará a sentir-se melhor e ter movimentação e aparência melhorada. Seja o seu objetivo atingir e manter um peso saudável ou melhorar sua saúde, ficar fisicamente ativo é um passo na direção certa. Aproveite os benefícios para a saúde da atividade física e a faça parte integrante da sua vida.
9° ano P.2 Educação Física. Professor: Junior

A Educação Física escolar: a base de tudo A Educação Física, pela suas possibilidades de desenvolver a dimensão psicomotora das pessoas, principalmente nas crianças e adolescentes, conjuntamente com os domínios cognitivos e sociais, deve ser disciplina obrigatória nas escolas primárias e secundárias, devendo fazer parte de um currículo longitudinal. A qualidade nas aulas de educação física Para que as Instituições de Ensino possam zelar pela qualidade de suas aulas, num primeiro momento necessitam realmente acreditar que a Educação Física escolar deve ter o mesmo grau de importância das demais disciplinas que compõe o ensino. Devem compreender a real contribuição da Educação Física para a formação dos jovens. Num segundo momento, contratar profissionais que além de se enquadrarem a proposta pedagógica da escola, privilegiem uma educação física onde o movimento humano seja um meio de crescimento e, não um fim em si mesmo. De modo que a Educação Física possa contribuir para a melhoria da nossa sociedade, existem algumas referências, pelas quais deve: - Promover os seus beneficiários com o desenvolvimento de habilidades motoras, atitudes, valores e conhecimentos, procurando levá-los a uma participação ativa e voluntária em atividades físicas e esportivas ao longo de suas vidas; - Ser ministrada num ambiente de alegria, em que as práticas corporais e esportivas sejam prazerosas; - Propiciar vivências e experiência de solidariedade, cooperação e superação; - Valorizar práticas esportivas, danças e jogos nos conteúdos dos seus programas, inclusive as atividades que representam a tradição e a pluralidade do patrimônio cultural do país e das suas regiões; - Ser meio de desenvolvimento da cidadania nos beneficiários e de respeito ao meio ambiente. A Educação Física, LDB e os parâmetros curriculares nacionais A Educação Física dentro dos novos parâmetros curriculares, contribui como elemento fundamental na formação de cidadãos críticos, participativos e com responsabilidade social. Uma das metas da Educação Física no momento atual é promover a autonomia dos grupos e, no jogo, valorizar o universo da cultura lúdica. A cooperação, a inclusão social, a participação de todos, a criatividade e a diversidade cultural, aprendizagem e lazer, prazer e qualidade de vida são temas que estão sendo discutidos dentro das novas abordagens da Educação Física. Sem dúvida nenhuma, passamos por um momento de ebulição teórica, com diversas propostas, contudo o que realmente importa, é que o professor esteja aberto às mudanças e que tenha a coragem de vivenciá-las juntamente com seus alunos.
Autores: Dr. Rogério da Cunha Voser e Esp. João Gilberto Giusti Material retirado do Livro “O Futsal e a Escola: uma perspectiva pedagógica” da Editora Artmed 9° ano P.3 Educação Física. Professor: Junior

Esteroide anabolizante / Doping Os esteróides androgênicos anabólicos (EAA ou AAS - do inglês Anabolic Androgenic Steroids), também conhecidos simplesmente como anabolizantes, são uma classe de hormônios esteróides naturais e sintéticos que promovem o crescimento celular e a sua divisão, resultando no desenvolvimento de diversos tipos de tecidos, especialmente o muscular e ósseo. São substâncias geralmente derivadas do hormônio sexual masculino, a testosterona. Atualmente não são utilizados somente por atletas profissionais, mas também por pessoas que desejam uma melhor aparência estética, inclusive adolescentes. Os diferentes esteróides androgênicos anabólicos têm combinações variadas de propriedades androgênicas e anabólicas. Anabolismo é o processo metabólico que constrói moléculas maiores a partir de outras menores. A utilização dos anabolizantes causam: Aumento da massa e força muscular Aumento do apetite Aumento da remodelagem e crescimento ósseos. Estimulação da medula óssea, aumentando a produção de células vermelhas do sangue. (responsável pelo transporte de oxigênio) Todo ser humano gostaria de ser perfeito, imbatível, capaz de quebrar recordes e acumular títulos e vitórias. Para alcançar esse objetivo, muitos atletas utilizam substâncias proibidas. Efeitos colaterais Possível pressão sanguínea elevada. Níveis de colesterol –Alguns esteróides podem causar um aumento nos níveis de LDL e diminuição nos de HDL.[7] Isso pode aumentar o risco de ocorrer uma doença cardiovascular. Acne– Devido à estimulação das glândulas sebáceas. Acelerar ou causar calvície precoce e câncer de próstata. Alteração da morfologia do ventrículo esquerdo –podem induzir a um alargamento e engrossamento desfavorável do ventrículo esquerdo, que perde suas propriedades de diástole quando sua massa cresce. Crescimento excessivo da gengiva. Ginecomastia – Desenvolvimento das mamas nos homens. Geralmente isso ocorre devido a altos níveis de estrogênio circulante. Esses níveis também são resultado da taxa aumentada de conversão de testoterona em estrogênio via enzima aromatase. Função sexual reduzida e infertilidade temporária. Atrofia testicular – Efeito colateral temporário que é devido ao déficit nos níveis de testosterona natural que leva à inibição da espermatogênese. Nas mulheres os pêlos do corpo crescem. Voz fica mais grave. Aparecimento de tumores (câncer) no fígado. Crescimento comprometido – O abuso de agentes pode prematuramente parar o crescimento do comprimento dos ossos (fusão prematura da epífise devido aos altos índices de metabólitos do estrogênio). Maturação óssea acelerada. Insônia.
9° ano P.4 Educação Física. Professor: Junior

Muitos atletas despreocupados com esses efeitos e precisando de resultado para conseguir patrocínio e alavancar suas carreiras se utilizam de meios artificiais para resultados mentirosos e injustos com quem quer mostrar a realidade corporal de um ser humano. Punições Um atleta flagrado pelo exame antidoping tem o direito de tentar se explicar, mas, se for comprovado o doping, ele é punido conforme a substância utilizada. A penalidade mais comum é a suspensão, que pode variar de três meses a dois anos. Em caso de reincidência, o competidor pode até ser excluído por toda a vida. No caso de esportes coletivos, a pena varia, pois depende da federação internacional responsável. “Nas Olimpíadas, no vôlei, por exemplo, se é detectado um caso de doping, a equipe toda perde o jogo por 3 sets a 0. Já no futebol, não acontece nada com a equipe, e o atleta apenas é suspenso. Mas a tendência, no geral, é de que, se houver mais de dois casos, a equipe toda seja desclassificada”, explica De Rose.

9° ano P.5 Educação Física. Professor: Junior

Basquetebol
O objetivo do jogo é introduzir a bola no cesto da equipe adversária (marcando pontos) e, simultaneamente, evitar que esta seja introduzida no próprio cesto, respeitando as regras do jogo. A equipe que obtiver mais pontos no fim do jogo vence. São usadas, geralmente, no basquete, três posições: alas, pivôs e armador Equipe - Existem duas equipes que são compostas por 5 jogadores cada (em jogo), mais 7 reservas. O jogo consistirá de quatro (4) períodos de dez (10) minutos Existirão intervalos de jogo de dois (2) minutos entre o primeiro e o segundo período (primeira metade), entre o terceiro e o quarto período (segunda metade) e antes de cada período extra. Haverá um intervalo de jogo, no meio tempo, de quinze (15) minutos. A quadra de jogo terá uma superfície rígida, plana, livre de obstruções com dimensões de vinte e oito (28) m de comprimento por quinze (15) m de largura, medidos desde a margem interna da linha limítrofe. As Federações Nacionais tem autoridade para, aprovar quadras com medidas de vinte e seis (26) m. por quatorze (14)m. Uma cesta de lance livre vale um (1) ponto. Uma cesta da área da cesta de campo de dois pontos vale dois (2) pontos. Uma cesta da área de campo de três pontos vale três (3) pontos Regra dos 5 segundos - Um jogador que está sendo marcado não pode ter a bola em sua posse (sem driblar) por mais de 5 segundos. Regra dos 3 segundos - Um jogador não pode permanecer mais de 3 segundos dentro da área restritiva (garrafão) do adversário, enquanto a sua equipe esteja na posse da bola. Regra dos 8 segundos - Quando uma equipa ganha a posse da bola na sua zona de defesa, deve, dentro de 8 segundos, fazer com que a bola chegue à zona de ataque. Regra dos 24 segundos - Quando uma equipe está de posse da bola, dispõe de 24 segundos para a lançar ao cesto do adversário. Transição de campo – Um jogador cuja equipe está na posse de bola, na sua zona de ataque, não pode provocar a ida da bola para a sua zona de defesa (retorno). Dribles - Quando se dribla pode-se executar o n.º de passos que pretender. O jogador não pode bater a bola com as duas mãos simultaneamente, nem efectuar dois dribles consecutivos (bater a bola, agarrá-la com as duas mãos e voltar a batê-la). Passos – O jogador não pode executar mais de dois passos com a bola na mão sem driblar (bater a bola no chão). Número de faltas – Um jogador que cometer cinco faltas está desqualificado da partida. Altura do aro - A altura do aro até o solo é de 3,05 metros.

9° ano P.6 Educação Física. Professor: Junior

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->