P. 1
GEOGRAFIA

GEOGRAFIA

|Views: 544|Likes:
Publicado porMarianne Meneses

More info:

Published by: Marianne Meneses on Mar 09, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/14/2012

pdf

text

original

GEOGRAFIA

Fonte: Toda Mafalda. Quino. Martins Fontes, 1999.

II. O rio São Francisco nasce em Minas Gerais e banha os estados da Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas, desaguando no Oceano Atlântico. III. A unidade de relevo presente na maior parte da bacia é a Depressão Sertaneja do São Francisco.IV. A bacia hidrográfica está inserida totalmente na macrorregião geoeconômica do Norte. V. O tipo de cobertura vegetal predominante é a floresta tropical, que atualmente apresenta forte presença humana. As afirmativas que melhor descrevem as características geográficas da bacia do rio São Francisco são, apenas: A) III e IV. B) I e V. C) IV e V. D) I, II e III.

01. A personagem Mafalda, que está em Buenos Aires, olha o
globo em que o Norte está para cima e afirma: “a gente está de cabeça pra baixo”. Quem olha para o céu noturno dessa posição geográfica não vê a estrela Polar, referência do polo astronômico Norte, e sim o Cruzeiro do Sul, referência do polo astronômico Sul. Se os polos do globo de Mafalda estivessem posicionados de acordo com os polos astronômicos, ou seja, o polo geográfico Sul apontando para o polo astronômico Sul, seria correto afirmar que: A) o Norte do globo estaria para cima, o Sul para baixo e Mafalda estaria realmente de cabeça para baixo. B) o Norte do globo estaria para cima e o Sul para baixo, mas Mafalda não estaria de cabeça para baixo por causa da gravidade. C) o Norte do globo estaria para cima, o Sul para baixo, e quem estaria de cabeça para baixo seriam os habitantes do hemisfério norte. D) o Sul do globo estaria para cima e o Norte para baixo, mas Mafalda estaria de cabeça para baixo por causa da gravidade. E) o Sul do globo estaria para cima, o Norte para baixo e Mafalda não teria razão em afirmar que está de cabeça para baixo.

E) II, IV e V.

03. Para responder a esta questão considere o mapa de uma das
divisões regionais do Brasil. A divisão regional assinalada no mapa do Brasil a seguir.

02. O rio São Francisco sempre desempenhou um papel
relevante no cenário da conquista do interior do Brasil. Em 1813, José Hipólito da Costa, no jornal Correio Brasiliense, destacou em seu artigo a importância da construção de uma cidade central para a sede da Corte portuguesa, às margens do rio São Francisco, que, em suas palavras, afirmou ser um sítio ameno, fértil e regado por um rio navegável. Esta ideia foi retomada por José Bonifácio, em 1823. Ao Velho Chico foi atribuído, a partir de 1840, o papel de elemento unificador do país, numa iniciativa de escravocratas e políticos que lutavam pela centralização monárquica, com apoio dos representantes das províncias banhadas pelo São Francisco. (Vanessa Maria Brasil. Um rio, uma nação. Nossa História, ano 2, n° 18, 2005. Adaptado.) Analise as afirmações. I. Os climas predominantes na bacia do São Francisco são o tropical, o tropical semiárido e o tropical úmido.

A) é a mais utilizada porque demarca de forma correta as diferentes regiões geoeconômicas do Brasil. B) é a divisão oficial do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística baseada em critérios político-administrativos, sendo os limites de cada região coincidentes com as fronteiras estaduais C) é a divisão oficial da ONU que através da UNESCO, após a Segunda Guerra Mundial, auxiliou o governo brasileiro a realizar uma divisão regional, contemplando as diferentes realidades do espaço geográfico do País. D) é a divisão oficial feita no início do século pelo Conselho Nacional de Geografia, tendo como diretriz a vocação econômica de cada região. E) não é a oficial, porque o IBGE somente aceita e trabalha do ponto de vista estatístico com três regiões: Amazônia, Nordeste e CentroSul.

05. o Nordeste seco não é o "império" das chapadas. . Observe atentamente o mapa das sub-regiões do Nordeste e assinale as proposições CORRETAS. acaba sendo largamente utilizada. e. na sua complexidade. que as individualizam. em sua quase totalidade. o Brasil é dividido em cinco microrregiões. agrupando populações com traços culturais semelhantes. E) E uma divisão que seguiu a ordem de surgimento dos estados.a região Guajira. Em 85% do seu território predominam depressões interplanálticas. (01) A Zona da Mata. Leia o texto a seguir e assinale a alternativa incorreta sobre o Nordeste semiárido brasileiro: "Existem na América do Sul três grandes áreas semiáridas . B) Agreste C) Sertão D) Meio-Norte ( ) formada pela chamada Mata-dos-Cocais localiza-se próxima à Amazônia. que." (Aziz Nacib Ab Saber. B) A divisão corresponde exatamente à regionalização do espaço. agrupando-os segundo as datas de suas fundações. correspondendo. Assinale a ÚNICA alternativa que aponta os critérios adotados. ( ) região responsável pelo abastecimento da Zona da Mata desde o período colonial. humanas e econômicas semelhantes. entre as alternativas a seguir. o Nordeste Seco do Brasil. 06. regionalmente. alimentadas por chuvas orográficas. onde se encontra a Mata de Cocais. ao interior. apresenta subregiões bem definidas. de folhas miúdas e hastes espinhentas. mai. D) Apesar de predominantemente seco. ( ) região semiárida com profundo atraso econômico. onde predomina o clima semiárido e a vegetação de caatinga. 08. C) O Nordeste seco possui um revestimento baixo de vegetação. como "brejos". área de transição entre a Amazônia e o Sertão Nordestino. O Nordeste brasileiro. Chile e Equador. a diagonal seca do Cone Sul que envolve muitas nuances de aridez ao longo da Argentina. assinalado com a letra C. na Venezuela e Colômbia. onde prevalecem as grandes propriedades monoculturas de exportação. Volume Especial . letra B. B) Um dos fatores marcantes da região é a inexistência de rios perenes e caudalosos.04. (08) A letra D representa o Meio Norte. D) A divisão do IBGE levou em consideração apenas os critérios humanos. Das velhas e repetitivas noções do ensino médio herdadas um pouco por todos nós restaram observações pontuais e desconexas sobre o universo físico e ecológico do Nordeste Seco. arbustivo-arbóreo e raramente arbóreo. ( ) região onde a paisagem natural foi substituída pelas lavouras de cana. apesar de deficiente. Segundo o IBGE. "Ciência Hoje". por fim.) A) O semiárido nordestino caracteriza-se por baixos níveis de umidade. SOMA: 07. A) O IBGE baseou-se unicamente em critérios físicos e de localização. representada pela letra A. exuberantemente verde nos períodos de chuvas. é a maior sub-região. (02) O agreste. escassez de chuvas anuais e irregularidades no ritmo das precipitações ao longo dos anos. Relacione as colunas indicando as características das subregiões nordestinas: A) Zona da Mata. a mais industrializada e a mais povoada. pois dentro de cada região há áreas que apresentam características físicas. Essa drenagem intermitente inviabiliza projetos de irrigação na área. 1992. é uma faixa bastante estreita. situada entre o Sertão e a Zona da Mata. é a principal sub-região nordestina: é a mais urbanizada. no semiárido encontram-se algumas áreas de mata úmida. (04) O Sertão. Estas áreas são conhecidas. E) Ao contrário do que se imagina. C) Essa divisão está muito ligada à organização políticoadministrativa do país. situadas entre maciços antigos e chapadas localizadas. aquela que melhor caracteriza a que se encontra assinalada no mapa. Essa divisão foi feita a partir de critérios específicos.Eco Brasil. Assinale.

por organização do espaço. Contribui para a formação cultural do indivíduo e pode ser utilizado na solução de problemas no meio ambiente. c) 3. O método geográfico baseia-se em cinco princípios. colocados a serviço das minorias. e) 1. c) neoliberais. o arranjo d o meio ambiente ao desenvolvimento das potencialidades da sociedade. tradicionalmente. asseguradas pelo uso dos recursos da natureza. segundo a sua cultura. 3 e 4. ( ) A Geografia entende. São apresentadas a seguir algumas considerações sobre a ciência geográfica. uma umidade relativa do ar excessiva e solos bastante lixiviados. contribuíram . 3. ( ) O determinismo geográfico deve ser entendido como a corrente da Geografia que defende a possibilidade de a ação humana vencer as determinações do meio natural. no tempo e no espaço. defendendo a capacidade de controle da natureza pela sociedade. conhecida como determinista. B) a escola ratzeliana da geografia. Os romanos. Sobre as grandes questões teórico-metodológicas da Geografia e as relações entre a sociedade e a natureza. riqueza muito recente. 13. 4. a paisagem ou fato geográfico que pretende estudar. 11. b) 2. A Geografia Agrária é a parte da Geografia que estuda a distribuição dos vegetais e animais sobre a superfície da Terra. por exemplo. no início do século XX. d) neomalthusianas. responsáveis pelos altos índices de pluviosidade. 4 e 5.para ampliar o conhecimento geográfico. está fadada ao subdesenvolvimento. tem sido a localização dos fatos na superfície terrestre. O distanciamento físico entre ela e as demais regiões e as condições naturais extremamente adversas impedem ou dificultam consideravelmente qualquer tentativa governamental de promover o crescimento econômico regional.A) Marcada pela presença de grandes propriedades. E) a construção e o desenvolvimento da ciência geográfica resultaram da necessidade de a sociedade conhecer e comandar sua existência e mobilidade. de modo correto. expandindo as suas fronteiras políticas graças às conquistas militares. a relação entre os fatos de ordem natural e as inter-relações entre os homens e o meio natural. contribuiu para o desenvolvimento e a independência política das colônias européias na África e Ásia." Esse pesquisador está defendendo ideias que podem ser consideradas como nitidamente: a) marxistas. D) o conhecimento geográfico da natureza e da sociedade e o desenvolvimento tecnológico. era admitida a esfericidade da Terra. devido à sombra redonda projetada pelo nosso planeta na Lua. eclodindo na atualidade graças à exaustão dos recursos naturais que expõe a humanidade ao risco de extinção. B) Na intermediação da técnica e da ciência. ( ) A Geopolítica é o ramo da Geografia Econômica que busca explicar a expansão. defendia a teoria do domínio da sociedade sobre a natureza. 12. financiada por multinacionais. sendo irrelevante. 2. em cujas áreas mais úmidas se desenvolve agricultura de subsistência. Com base no esquema e nos seus conhecimentos. da influência dos grandes grupos econômicos e dos países a eles ligados. mais artificializado tornase o espaço produzido pelos homens. C) Sendo estimulada por uma verdadeira corrida tecnológica e objetivando a acumulação de riquezas. Grande foi a contribuição dos gregos e romanos à Geografia. . onde a cultura de cana-de-açúcar encontrou condições ideais. e a relação do homem com a natureza passa a ser mediada pelas conquistas da técnica alimentada pela ciência. D) A paisagem geográfica já existe mesmo antes do surgimento do homem. e) deterministas. b) possibilistas. as grandes cidades materializam no espaço o melhor modelo do atual estágio da civilização. em função dos recursos naturais existentes. o geógrafo localiza. os problemas da degradação ambiental passam a ter um sentido expressivo no momento em que abrange área suficiente para alterar os padrões usuais de organização do espaço. Tal descoberta foi realizada pelo sábio grego Filolaus. 4 e 5. É praticamente impossível pensar em desenvolvimento num espaço geográfico caracterizado por um clima com elevadas temperaturas médias mensais. 2 e 5.através dos livros de Júlio César e de Plínio . inclusive os instrumentos de trabalho. Na Antiguidade. é possível afirmar. nos dias atuais inicia a lavoura de seringueira. 10. tornam-se obsoletos e impõem sua substituição. considerar a sua atuação na construção do espaço geográfico. Estão corretos os itens: a) 1. No princípio da "Extensão". apresentando vastos planaltos cristalinos. O conhecimento geográfico tem uma dupla finalidade. Vamos supor que um determinado pesquisador escreveu o seguinte texto sobre a Amazônia brasileira. 2 e 3. uma das principais regiões do País. E) Vasta área definida por uma economia voltada para o extrativismo vegetal e para o aproveitamento do petróleo. durante os eclipses. é INCORRETO afirmar: A) Quanto mais a natureza é utilizada. Analise as proposições: 1. através do uso da ciência e da tecnologia adaptadas aos gêneros de vida das civilizações. asseguraram a eliminação dos contrastes econômicos. portanto. a produção diversifica-se e os bens produzidos. ( ) O objeto da Geografia. C) Região de transição. sociais e espaciais no mundo desenvolvido. que: A) a discussão sobre a influência da natureza na sociedade esteve sempre ausente na geografia. C) a teoria possibilista de La Blache. Analise-as. delimitando em um mapa. B) Faixa úmida favorável ao plantio do cacau. que engloba uma série de chapadas sedimentares. pela superfície terrestre. D) Extensa superfície erodida. "A Amazônia brasileira. 5. 09. d) 1. ( ) Para a Geografia.

O Meio-Norte ou Nordeste Ocidental é uma região: a) onde os "brejos" ocupam as encostas das chapadas e se transformam em áreas de agricultura de subsistência. que tem na pecuária leiteira e de corte a sua principal atividade.2 . por ser uma zona de transição. é uma faixa bastante estreita. B) dedicar-se à pecuária extensiva. Observe atentamente o mapa das sub-regiões do Nordeste e assinale as proposições CORRETAS.1 – 2 B) 1 . Zona da Mata ( ) Maior extensão. "Nos primeiros séculos da colonização. vegetação de mata de cocais. não necessitando. C) aproveitar suas terras mais úmidas para a fruticultura. 1. Com base nos conhecimentos sobre o espaço nordestino. (04) Nas áreas do Nordeste onde predominam o substrato cristalino e o clima úmido. (08) A letra D representa o Meio Norte. solos ricos em sais minerais e fauna diversificada. assinalado com a letra C. concentração econômica e demográfica. b) de transição entre a Amazônia e o Nordeste.4 – 3 19. Nos séculos XIX e XX viveu o surto da cafeicultura nas terras altas. Relacione as colunas considerando as sub-regiões do Nordeste brasileiro. tendo sido utilizada como área de criação de gado. e) de grandes latifúndios. ocorre a formação de latossolos. foi local de desenvolvimento da cultura do algodão. D) englobar a maior produção de arroz de toda a região nordestina. tem base econômica no extrativismo vegetal e agricultura comercial. aliada às condições litológicas. a mais industrializada e a mais povoada. de irrigação. correspondendo. desta forma. ( ) Características ambientais de transição. refúgio para os índios expulsos do litoral e escravos negros fugidos dos engenhos de açúcar. lembrança da principal atividade desenvolvida no período colonial. predomínio do clima semiárido e vegetação de caatinga. tem grande influência na distribuição da população e nas atividades econômicas.3 . passa por transição da pecuária extensiva para semi-intensiva e ainda vem desenvolvendo a fruticultura". pode-se afirmar: (01) O Agreste apresenta uma grande diversidade de paisagens e de cultivos. devido à necessidade de numerosa mão-de-obra.1 . que contribuiu para seu crescimento populacional. com ocorrências de elevadas densidades demográficas. ( ) Clima quente e úmido litorâneo. ao interior. (02) A distribuição do relevo. (08) Os solos nordestinos são autóctones. . área de transição entre a Amazônia e o Sertão Nordestino. d) de clima tropical úmido. A) apresentar uma estrutura agrária exclusivamente de latifúndios dedicados à lavoura de cana-de-açúcar. onde se concentram atividades ligadas às "plantations" de cacau. letra B. é a principal sub-região nordestina: é a mais urbanizada. onde predomina o clima semi-árido e a vegetação de caatinga.4 – 3 E) 2 . (16) Os tabuleiros são as áreas de maior fertilidade do Nordeste.1 . c) de relevo suave. situada entre o Sertão e a Zona da Mata. Atualmente. predomina a policultura comercial e pecuária leiteira. (64) O Nordeste ocupa a região norte-ocidental do país. é a maior sub-região.3 – 4 D) 1 . Sertão 3. em sua quase totalidade. com economia baseada no extrativismo vegetal e na agricultura tradicional de algodão e arroz. representada pela letra A. predominam as monoculturas comerciais. pois os solos são de origem vulcânica. tem pecuária extensiva e agricultura tradicional. verdadeira extensão da Planície Amazônica. 18. SOMA: . ( ) Clima úmido e quente. A região destacada no mapa a seguir caracteriza-se entre outros fatores por: 17. a região serviu de 16. Assinale a sequência CORRETA encontrada: A) 4 . 15. (32) As caatingas apresentam vegetação xerófita.E) Ocorre um consumo cada vez maior de recursos naturais.3 – 4 C) 2 . (01) A Zona da Mata. onde prevalecem as grandes propriedades monoculturas de exportação. não havendo solos transportados pelos agentes erosivos. (02) O agreste.2 . No século XVIII. Agreste 4. (04) O Sertão. 14. reforçado pela visão cada vez mais aprofundada da natureza como um manancial à disposição dos homens. Meio Norte 2. onde se encontra a Mata de Cocais. E) fornecer mão-de-obra temporária para as plantações de canade-açúcar da Zona da Mata.

extrativismo nas "matas de palmeiras" (babaçu e carnaúba).Área relativamente alta (de 500 a 800 metros). podem aparecer os chamados tabuleiros. de onde proveio o cacaueiro. pólos agroindustriais controlados pelas cidades gêmeas de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA). em algumas áreas. 2 . c) ao Sertão. 4 . Observe o mapa e numere. nos terrenos areno-argilosos. destacando-se a predominância de: a) pequenas propriedades. d) latifúndios. bastante heterogêneo na Região. relevo. b) pequenas propriedades.1. o aumento do desemprego rural e a emigração.(Adap. sobressaem-se os domínios físicos . muito falhados e. 1999. criação de gado extensiva.vegetação e fauna . núcleos urbanos que constituem centros de comércio integrados à Zona da Mata.Clima semiárido. Andrade: 1997) O texto anterior refere-se à região do: A) vale do Rio Paraíba do Sul. principais cidades.e a organização dada ao espaço pelo homem. atividades agrícolas nas partes mais úmidas e extrativismo no restante da sub-região. 4 22. ( ) Zona da Mata ( ) Agreste ( ) Sertão ( ) Zona dos Cocais Assinale a opção que apresenta a seqüência correta da numeração. E) agreste nordestino. nas últimas décadas. o relevo mostra-se bastante dissecado. havendo. o meio biológico .) As afirmativas a seguir fundamentam as colocações do autor: (0) A estrutura geológica do Nordeste brasileiro caracteriza-se por apresentar terrenos cristalinos e cristalofilianos do PréCambriano. de vegetação com características de mata atlântica (leste) e de caatinga (oeste). portanto. pela influência de uma série de fatores. (3) O desenvolvimento da cultura do cacau no Estado da Bahia deveu-se ao fato de possuir o sul do Estado condições ambientais semelhantes às da Amazônia. combinação de culturas de alimentos com pequena criação de animais. 21.000km². e terrenos sedimentares mais recentes (1) Na Zona da Mata. e) latifúndios.Sub-região mais urbanizada e de maiores densidades demográficas com atividades industriais e de serviços em suas . Manuel Correia de. no passado.1 D) 2. a coluna I de acordo com a II. clima e hidrografia -. latifúndios monocultores e desmatamento em larga escala. no quadro a seguir. e domínio da pecuária extensiva. 2 C) 2. "A Terra e o Homem no Nordeste". e) ao Recôncavo Baiano. criação de gado extensiva.1. A) 2. presença de minifúndios policultores. "Estendendo-se por uma área de mais de 1. entre os quais. 1. pois se diferencia tanto da Zona da Mata como do Sertão Nordestino.542.Agricultura tradicional dominada pela produção de algodão. COLUNA II ." (ANDRADE. pólos agroindustriais controlados pelas cidades gêmeas de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA). c) pequenas e médias propriedades. 4. (4) A divisão do Nordeste em Zona da Mata. baixas densidades demográficas e graves problemas socioambientais. d) ao Agreste. caracteriza-se o Nordeste do Brasil. 4. "Nesta sub-região nordestina. B) recôncavo baiano. D) médio vale do Rio Tocantins. b) ao Meio-Norte. (2) O estudo do processo de produção do espaço nordestino proporciona conclusões sobre a participação da Região na formação do País. a pecuária tem se desenvolvido bastante provocando a concentração de terras. 3 E) 3. para usar a terminologia empregada por Cholley.Sub-região 20. 4 B) 3. núcleos urbanos que constituem centros de comércio integrados à Zona da Mata. COLUNA I – Características 1 . Ed. combinação de culturas de alimentos com pequena criação de animais. 3. núcleos urbanos que se organizam em torno de atividades extrativas minerais e vegetais. clima variando do semi-árido ao úmido. Mas. como toda região geográfica. 1. 2. Universitária-UFPE. a paisagem é marcada tradicionalmente pela presença de pequenas propriedades policultoras que empregam mão-de-obra familiar. dobrados. 4. expansão de latifúndios monocultores nos tabuleiros sedimentares. Do ponto de vista da organização social. SUB-REGIÕES DO NORDESTE 23. Agreste. um predomínio de colinas de perfil convexo. o Agreste costuma ser denominado "avesso do avesso". 3 . cana-de-açúcar e arroz.estrutura geológica. 3. Sertão e Meio Norte foi feita apoiando-se exclusivamente no fator domínio climático." O texto se refere a) à Zona da Mata. C) sertão nordestino.

e) O Cerrado tem como atividade predominante o extrativismo vegetal de babaçu e carnaúba. sua vegetação é constituída por árvores e arbustos recobertos de espinhos.A atividade econômica mais importante do Agreste é a agricultura. Sua economia se baseia na pecuária extensiva de corte e na agricultura tradicional.A paisagem típica do Meio-Norte é a Mata dos Cocais. foi inicialmente ocupado graças à agricultura de subsistência. SUB-REGIÃO III CARACTERÍSTICAS: Estreita faixa de terra que se estende do litoral do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia. As áreas mais úmidas e aproveitadas para a agricultura são reconhecidas como "brejos". Possui belas praias e dunas. a) O Meio Norte. Zona da Mata. A descrição acima se refere à(ao): a) Meio-Norte b) Agreste c) Sertão d) Zona da Mata b) O Sertão. Garanhuns. IV . Apresenta clima tropical úmido. Zona da Mata e Sertão. assinale a opção correta. importante produto de exportação. 26. com algumas de suas características: SUB-REGIÃO I CARACTERÍSTICAS: A policultura comercial praticada em pequenas propriedades é a principal atividade econômica dessa sub-região. d) III e IV. Seus produtos são empregados no artesanato local e como matéria-prima para as indústrias. Tem grande destaque na produção de cana-de-açúcar. b) I e IV. Meio-norte. Meio-norte. São corretas apenas as afirmativas a) I e II. Trata-se de uma sub-região do Nordeste conhecida como: a) Zona dos Cocais. fumo e cacau e na exploração mineral de petróleo e sal marinho. Dentro deste contexto cresceram cidades como: Campina Grande. Marque a opção que nomeia de forma CORRETA as regiões I. c) A Zona da Mata foi a zona de ocupação inicial do Nordeste brasileiro. a pecuária é a atividade econômica mais importante. Sertão. Caruaru e Campina Grande.A tradicional prática da pecuária extensiva no Sertão Nordestino contribuiu. nas últimas décadas. d) Juazeiro. Sua principal atividade econômica é o extrativismo vegetal. b) Agreste. A mais extensa das sub-regiões do Nordeste brasileiro é uma área de baixa densidade demográfica e de solos rasos.O clima semiárido e a vegetação da caatinga favoreceram o cultivo do cacau. 25. Com relação às características geográficas das sub-regiões do Nordeste brasileiro. Uma sub-região do Nordeste apresenta uma zona de transição entre o litoral. destacando-se a carnaúba e o babaçu. 27. Sertão e Meio-norte. foi ocupado em função de uma pecuária intensiva. d) O Agreste corresponde à zona de transição entre o Sertão e o Meio Norte. desenvolvida na forma de policultura. Submetida a secas frequentes. b) Zona da Mata. para acentuar a concentração de terras. Agreste. caracterizado por clima úmido. Caruaru. III e IV respectivamente: a) Meio-norte. pode-se afirmar que: I . constituída por palmeiras como a carnaúba e o babaçu.24. c) Caatinga. como Feira de Santana. É uma faixa de região de clima semiúmido que pratica a policultura em minifúndios e atrai população aumentando a densidade demográfica. marcado pela semiaridez. Zona da Mata (úmido) e o Sertão (semiárido). O quadro a seguir apresenta as quatro sub-regiões do Nordeste brasileiro. II . d) Agreste. SUB-REGIÃO II CARACTERÍSTICAS: Compreende o Maranhão e quase todo o Piauí. Abriga algumas das cidades mais importantes do Nordeste. que empregam grande quantidade de mão-de-obra em sua coleta. . Agreste e Zona da Mata. Zona da Mata e Meio-norte. que funcionam como autênticas capitais regionais dessa zona. e) Palmares. Agreste. Sobre as sub-regiões do Complexo Regional do Nordeste. Desde o início de sua ocupação. c) II e III. aliada à pecuária leiteira semi-intensiva. e Sertão. SUB-REGIÃO IV CARACTERÍSTICAS: Corresponde a uma vasta sub-região castigada pela aridez de seu clima. III . e) Sertão. c) Agreste. II.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->