P. 1
Trabalho de RM

Trabalho de RM

4.5

|Views: 5.449|Likes:
Publicado pordenervaljr

More info:

Published by: denervaljr on Nov 28, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PPT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/20/2012

pdf

text

original

RESSONÂNCIA MAGNÉTICA

Componentes
• Andrezza Kelly • Cacilda França • Vancleide Santos

Inventores

Eduard Mills Purcell

Felix Bloch

Não há emissão de radiação. A Ressonância Magnética é conhecida desde 1940, inventada por Purcell e Bloch, laureados com o Prêmio Nobel de Física em 1952.

Dr. Raymond Damadian

Sir Peter Mansfield

Paul C. Lauterbur

Definição: • A Ressonância Magnética (RM) método de aquisição de imagem que utiliza radiofreqüência e magneto. • Produz imagens de estruturas e órgãos detalhando as diferenças de tecidos.

• A Aquisição é feita de modo não invasivo, por não utilizar radiação ionizante. • Obtenção das imagens em três planos- Axial, Coronal e Sagital, inclusive oblíquos. • Uso de contraste paramagnético não iodado, em casos de pacientes alérgicos ao iodo. *

Campo elétrico e campo magnético

Campo elétrico Campo magnético

Movimento da onda eletromagnética
Pulso de RF

M

=

ι

Bobina

Imagem de Ressonância Magnética:

• Alinhamento Nuclear • Excitação por Radiofreqüência • Codificação Espacial • Formação da Imagem

Campo magnético basal B0

B0

Campo magnético basal B0 .
M0 M=0

H

H

H

H

H

Paralelo (PP)

B0

Antiparalelo (PAP)

1/106 (Avogadro=1023 moléculas/grama de tecido, 1023/106 ∴1017 prótons/grama)

H

H

∆ P = PP – PAP= 1017

Spin dos átomos H

Conversor analógico/digital

Alinhamento

Medidor de RF

Principais componentes
• Magneto principal • Bobinas de gradiente • Bobinas receptoras e transmissoras de radiofreqüência • Sistema de computadores e processadores de imagem

Magneto principal
• O magneto principal é utilizado para produzir um campo magnético muito forte e uniforme. • A potência do campo magnético é medida em Tesla (T) sendo que também pode der medido em Gauss. Onde 1 Tesla- 10.000 Gauss.

Tipos de Magneto:
• Magnetos Permanentes • Magnetos Convencionais • Magnetos supercondutores

Tipos

Magneto permanente

Ferro Imantado

Magnetismo Próprio

Baixo Custo

Não precisa de refrigeração

Magneto Convencional

Gás Hélio

Energia Elétrica Alto Custo

Precisa de Refrigeração

Magneto de Supercondutor

A partir de 2 Tesla

Não utiliza Alto Energia Elétrica Custo

Grande campo de dispersão

Onda eletro-magnética
Bobina

ι

M
Pulso de RF

+

Bateria

-

Bobinas Gradiente

• Causam precessão dos núcleos em diferentes localizações. • Sua finalidade é permitir que o sistema de imagens, obtenha imagens de qualquer orientação dentro do paciente.

Bobinas de gradiente
• São bobinas eletromagnéticas com potência inferiores do campo magnético principal. • São utilizadas para variar o campo magnético no centro do magneto principal de forma deliberada ao longo das três direções perpendiculares (X,Y e Z). • As bobinas de gradiente são ligadas e desligadas rapidamente durante a aquisição das imagens.

Bobinas Transmissoras de RF:
Produz ondas de radio freqüência, estimulando os átomos a emitirem sinais.

* Bobina corporal- localizada no corpo do próprio magneto. * Bobina para cabeça- acoplada a bobina receptora
OBS:

Bobina corporal é a principal transmissora de RF e transmite RF para muitos exames que são adquiridos sem bobina de transmissão e recepção.

Queimadura de hélio

• Bobinas de Superfície: Melhorar a RSR ao adquirirem-se imagens de estruturas próximo à superfície do paciente. Geralmente pequenas e de forma especial O ruído é recebido do volume sensível da bobina, que corresponde à área localizada em volta da mesma.

Segurança
• As bobinas não devem entrar em contato como corpo do paciente. Por transmitir calor pode causar queimaduras graves. • Bobinas devem ser inspecionadas regularmente, não devem ser usadas com isolamento danificado. • Devem estar sintonizadas corretamente (sinal ótimo) • Sinalização de fatores de risco

Sinalização de fatores de risco

Acidentes

APARELHOS DE RMN

Console

Protocolo de exame

Patologia de Joelho

Lesões Meniscais na RM Rotura

Sagital T2 Há sinais de ruptura comprometendo o corno posterior e sua transição com o corpo do menisco medial, havendo traço de hipersinal oblíquo comunicando a sua periferia com a superfície articular inferior. O corno anterior está aparentemente íntegro.

Menisco-Estrutura fibro-cartilaginosa em forma de disco que tem com função amortecer o impacto no joelho durante atividades. Lesão do Menisco- É a ruptura do menisco que pode ser causada pela pratica de exercício inadequadamente.

Agradecimentos
• • • • • • • • Carla Lacerda Katarina Galvão Gilson Amorin Lorena Rose Neilla Marjorie Adriana Santos Antonio Silvestre Reurison

Referências

• http://historyofmedicine.blogspot.com/2006/03/resson • http://www.grupodojoelho.com.br/patologiasdojo elho.htm • http://boasaude.uol.com.br/lib/emailorprint.cfm?i d=4833&type=lib • http://www.wgate.com.br/conteudo/medicinaesa ude/fisioterapia/traumato/lesao_meniscal/lesao_ meniscal.htm

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->