P. 1
História Malba Tahan

História Malba Tahan

|Views: 466|Likes:
Publicado porGPeep

More info:

Published by: GPeep on Mar 12, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/20/2013

pdf

text

original

História

Julio Cesar de Mello e Souza mais conhecido pelo heterônimo de Malba Tahan nasceu no Rio de Janeiro no dia 6 de maio de 1895. Viveu em Queluz e morreu no Recife em 18 de junho 1974. Foi um professor criativo e ousado que estava muito além da didática da época que classificava como o detestável método de salivação. "O professor de Matemática em geral é um sádico", acusava. "Ele sente prazer em complicar tudo." “Gênio da matemática” era quase um desastre na matéria enquanto estava no Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro, época em que o seu boletim registrou em vermelho uma nota dois numa sabatina de álgebra e cinco em uma prova de aritmética. Júlio César formou-se como professor pela Escola Normal do antigo Distrito Federal e graduou-se como Engenheiro Civil pela Escola Politécnica da Universidade do Brasil, atual UFRJ em 1913. Quando saiu do curso de formação de professores, passou a ministrar aulas de História, Geografia e Física. Não continuou sendo professor destas disciplinas, pois, segundo ele, elas careciam de atualização constante. Então resolveu ensinar Matemática. Transformava a sala de aula em um palco, no qual atuava de forma brilhante e criativa conquistando a atenção e a admiração de seus alunos com uma metodologia criada por ele mesmo e voltada para o aprendizado através do entretenimento, distante das aulas tediosas e intencionalmente complexas de grande parte dos professores desta disciplina. Julio César publicou mais de 120 livros e não foi um matemático puramente algebrista, dedicou-se também ao estudo da geometria, escrevendo sozinho, como Júlio C. M. Souza, os livros “Geometria Analítica”, “Trigonometria Hiperbólica”, além de outros como “Funções Modulares”. Criou para si o pseudônimo Malba Tahan, Malba em árabe, designa da raiz de certa planta pertencente à família das marantáceas (araruta) e Tahan, significa o moleiro, isto é, “aquele que prepara o trigo”. “O verdadeiro sentido de Malba Tahan seria, portanto: “O Moleiro de Malba”, mas escolheu Tahan, por causa de um sobrenome de uma aluna – Maria Zechsuk Tahan.

assumiu o nome em todas as suas obras. O matemático e escritor estava sempre à frente de seu tempo.Durante muitos anos o público acreditou que Julio Cesar e Malba Tahan fossem duas pessoas diferentes. dia 06 de maio. . como seria de se esperar de seu heterônimo. Hoje sua atuação na educação começa a ser revista e valorizada. A obra foi premiada pela Academia Brasileira de Letras. Os contos de Malba Tahan normalmente se passavam no Oriente. Em 1954. A homenagem mais importante foi prestada pela Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro instituindo o dia do matemático na data de seu nascimento. O seu livro mais famoso é O Homem que Calculava (1932). por um decreto especial ao Ministério da Justiça. sendo muitas vezes incompreendido. Getúlio Vargas autorizou a presença do pseudônimo Malba Tahan na sua carteira de identidade. A identidade verdadeira só foi revelada em 1933. uma coleção de problemas e curiosidades matemáticas apresentada sob a forma de narrativa das aventuras de um calculista persa que conta a história de um árabe que usa a matemática para resolver qualquer tipo de problema. Desde então.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->