P. 1
Como Fazer Blocos de Concreto Usando Entulho

Como Fazer Blocos de Concreto Usando Entulho

|Views: 5.592|Likes:

More info:

Published by: Alexandre Valim M. Santos on Mar 13, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/22/2013

pdf

text

original

Conforme a NBR 7173 (1982), permite-se o uso de aditivos, desde que não acarretem

efeitos prejudiciais devidamente comprovados por ensaios. Os aditivos mais utilizados

na fabricação dos blocos de concreto são os redutores de água. Estes aditivos têm

como função reduzir a quantidade de água de amassamento do concreto para uma dada

trabalhabilidade. Como resultado, tem-se uma redução no consumo de cimento do

concreto onde a relação água/cimento é constante (MEDEIROS,1993).

No Brasil, não existe tradição de emprego de aditivos para produção de blocos de

concreto. A maioria dos fabricantes, se preocupa com a importância de

trabalhabilidade da mistura, como forma de otimizar a moldagem das unidades,

emprega produtos químicos de efeitos ainda desconhecidos em relação às

características do concreto. Grande parte destes produtos é utilizada como detergentes

de emprego industrial (MEDEIROS, 1993).

2.1.2 - Equipamentos utilizados na produção dos blocos de concreto

Os equipamentos utilizados na produção dos blocos de concreto são denominados de

vibro-prensas. Elas recebem esta denominação devido ao mecanismo de

funcionamento empregado durante o processo de moldagem dos blocos: vibração

associada à prensagem. A primeira função é responsável pelo preenchimento e

adensamento da mistura nos moldes, e a segunda, influencia o adensamento e o

controle da altura dos blocos (acabamento).

A tecnologia dessas vibro-prensas está cada vez mais se desenvolvendo. Atualmente

existe no mercado uma grande diversidade de equipamentos (desde totalmente

automatizados a manuais), com elevada produção e custos relativamente baixos. Este

10

desenvolvimento tem permitido um maior grau de competição entre os diferentes

produtos para alvenaria, existentes no mercado.

Neste trabalho não nos aprofundaremos no processo de funcionamento das vibro-

prensas, sendo apenas apresentado uma síntese das características mais importantes.

2.1.2.1 - Mecanismo de vibração das vibro-prensas: parâmetros que influenciam

O mecanismo de vibração das vibro-prensas é responsável direto pelas características

dos componentes moldados. Esta vibração é responsável, sobre tudo, pelas operações

de moldagem dos blocos.

Os principais parâmetros que caracterizam a vibração, com influência no processo se

resumem em:

• direção

• amplitude

• velocidade

• aceleração

• tempo de adensamento

I - Direção

Quanto à direção as vibro-prensas podem ser classificadas em (Figura 3.1)

(BRESSON, 1981):

• unidirecional vertical;

• unidirecional horizontal;

• circulares no plano horizontal;

• circulares no plano vertical.

11

(a) - Unidirecional vertical

(b) - Unidirecional horizontal

(c) - Circulares no plano
horizontal

(d) - Circulares no plano
vertical

Figura 2.1 – Classificação das vibro-prensas quanto à direção (BRESSON, 1981)

A direção em que ocorre a vibração influencia a capacidade de transmissão de

vibração do molde para o concreto.

Para a produção de blocos de concreto, ensaios experimentais realizados em concreto

para blocos, sobre mesmas condições, para diferentes tipos de vibrações, verticais e

horizontais, mostraram que a vibração horizontal é mais eficiente (Figura 2.2).

1500

1600

1700

1800

1900

2000

2100

2200

2300

0

2

4

6

8

10

Tempo (s)

Massa unitária (Kg/m3)

Direção vertical

Direção horizontal

Figura 2.2 – Evolução do adensamento em função do tempo e do tipo de vibração
(BRESSON, 1981)

12

Esses ensaios foram realizados em moldes cilíndricos com uma massa sobre o

concreto para comprimí-lo de modo a se ter ao mesmo tempo os efeitos da transmissão

da vibração da fôrma para o concreto e também a transmissão no interior do concreto.

II - Frequência, amplitude, velocidade e aceleração

Estes parâmetros, intimamente relacionados, exercem influencia significativa em todo

o processo de produção dos blocos de concreto.

ALEXANDER (1977) apud BRESSON (1981) definiu, em diferentes fases de

vibração, o comportamento do concreto quando compactado por este tipo de energia.

A Tabela 2.2 ilustra esse comportamento.

Tabela 2.2 – Comportamento do concreto (BRESSON, 1981)

Fases

Descrição

Comportamento do
concreto

Parâmetro
essencial

Justificativa

Inicial

Há uma agitação dos
grãos maiores do
concreto

Mola

Amplitude

Força necessária
para comprimir uma
mola é proporcional
amplitude

Intermediária

Há um escoamento
viscoso

Amortecedor

Velocidade

Força necessária
para comprimir um
amortecedor é
proporcional à
velocidade

Final

Há uma liquefação
do concreto

Massa

Aceleração

Para colocar uma
massa em
movimento a força é
proporcional à
aceleração

A frequência de vibração considerada ideal, situa-se em torno de 50 Hz

(BRESSON,1981). Com relação à amplitude, na prática, é recomendado fixar um

limite em função de razões relacionadas à durabilidade do equipamento e precisão das

dimensões dos blocos, principalmente a altura (MEDEIROS, 1993).

13

III - Tempo de adensamento

O tempo de adensamento (vibração) é um dos parâmetros considerados essenciais, isto

porque é bastante visível a influência deste parâmetro nas características dos blocos,

principalmente no adensamento (Figura 2.2).

Na prática o tempo de adensamento é definido em função de critérios relacionados às

características do bloco após a desforma. Este tempo é o mínimo necessário para que

se obtenha:

• total preenchimento e adensamento da mistura nos moldes da prensa;
• adequada aparência dos blocos após a desforma, relativa ao uso que se destina;
• resistência dos blocos ao manuseio logo após a desforma; e
• a produtividade das operações, dentro dos critérios estabelecidos acima.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->