Você está na página 1de 1

PERNADA (Carlos Hahn) Estrada ladeada por pastagens Banhados de girinos Beiradas com crislidas As flores que enfeitam

as margens dgua Cambiam de cor conforme o sol corcoveia Salto um guard-rail e sigo pela coxilha Minada de moires e arames farpados Nem sinal de cusco, cavalo, lebre ou boi Somente o desafio do campo aberto Sob a soberania do cu Que lana em rajadas de vento enxames de flechas de fogo Liberdade baita saber Que antes de encontrar os limites do espao Conhecerei a falncia do flego Correr aguaceiro que chacoalha orgasmos E lava de qualquer escuro e todo embrulho A fornicao de idias nas nuvens do crebro

Carlos Hahn