P. 1
planejamento_programacao_controle

planejamento_programacao_controle

|Views: 801|Likes:
Publicado porRinaldo Gomes

More info:

Published by: Rinaldo Gomes on Mar 20, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/29/2013

pdf

text

original

Sections

  • Tema 1
  • Tema 2
  • Tema 3
  • Tema 4
  • Tema 5
  • Tema 6
  • Tema 7
  • Tema 8

Caderno de Atividades Curso Superior Tecnologia em Logística Disciplina Planejamento, Programação e Controle da Produção Coordenação do Curso Jefferson Levy Espindola Dias Autora Ivo Heinz

2

Chanceler Ana Maria Costa de Sousa Reitor Guilherme Marback Neto Vice-Reitor Leocádia Agláe Petry Leme Pró-Reitor Administrativo Antonio Fonseca de Carvalho Pró-Reitor de Extensão, Cultura e Desporto Eduardo de Oliveira Elias Pró-Reitor de Graduação Leocádia Agláe Petry Leme Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Eduardo de Oliveira Elias

Diretor Geral de EAD José Manuel Moran Diretora de Desenvolvimento de EAD Thais Costa de Sousa Diretor da Anhanguera Publicações Luiz Renato Ribeiro Ferreira Núcleo de Produção de Conteúdo e Inovações Tecnológicas Diretora Carina Maria Terra Alves Gerente de Produção Rodolfo Pinelli Coordenadora de Processos Acadêmicos Juliana Alves Coordenadora de Ambiente Virtual Lusana Verissimo Coordenador de Operação Marcio Olivério

Como citar esse documento: Heinz, Ivo Heinz, Planejamento, Programação e Controle da Produção. Valinhos, p. 1-78, 2012. Disponível em: <www.anhanguera.edu.br/cead>. Acesso em: 01 fev. 2012
© 2012 Anhanguera Publicações Proibida a reprodução final ou parcial por qualquer meio de impressão, em forma idêntica,resumida ou modificada em língua portuguesa ou qualquer outro idioma. Diagramado no Brasil 2012

3

Legenda de Ícones Leitura Obrigatória Agora é a sua vez Vídeos Links Importantes Ver Resposta Finalizando i g k lf h a t sv ud r i e o b mq l nc p x w x y i z j Glossário Referências Início 4 .

Adotamos inovadores e modernos sistemas de gestão nas suas instituições. nas metodologias e nos Programas Institucionais. dos melhores autores nacionais e internacionais. atualizados e com conteúdo cada vez mais amplo para o desenvolvimento pessoal e profissional de nossos alunos. pesquisa de iniciação científica e extensão. orgulha-se de oferecer ensino superior de qualidade em todo o território nacional. As unidades localizadas em diversos Estados do país preservam a missão e difundem os valores da Anhanguera. que oferece orientação pessoal. Buscando permanentemente a inovação e o aprimoramento acadêmico em todas as ações e programas. Sua metodologia permite a integração dos professores. nos diversos polos de apoio presencial espalhados por todo o Brasil. que concede bolsas de estudos para docentes cursarem especialização. mestrado e doutorado. a custos acessíveis. que desenvolve ações de responsabilidade social. Esse compromisso com a qualidade é evidenciado pelos intensos e constantes investimentos no corpo docente e de funcionários. tutores e coordenadores habilitados na área pedagógica com a mesma finalidade: aliar os melhores recursos tecnológicos e educacionais. nos laboratórios. em 1994. Ela procura adequar suas iniciativas às necessidades do mercado de trabalho e às exigências do mundo em constante transformação. a Anhanguera privilegia o preparo dos alunos para que concretizem seus Projetos de Vida e obtenham sucesso no mercado de trabalho. indicados pelos professores. os fundamentos da “Anhanguera Educacional” têm sido o principal motivo do seu crescimento. que propicia aos alunos a aquisição de livros a preços acessíveis. devidamente revisados. Nossos Valores Desde sua fundação. Atuando também na Educação a Distância. Programa do Livro-Texto (PLT). Programas de Extensão Comunitária. que oferecemos. permitindo aos alunos o pleno exercício da cidadania. A fim de manter esse compromisso com a mais perfeita qualidade. nas bibliotecas. na infraestrutura.Uniderp.Nossa Missão. Programa Institucional de Capacitação Docente (PICD). tais como: · · · · · Programa de Iniciação Científica (PIC). que concede bolsas de estudo aos alunos para o desenvolvimento de pesquisa supervisionada pelos nossos professores. por meio do trabalho desenvolvido pelo Centro de Educação a Distância da Universidade Anhanguera . A todos bons estudos! Prof. psicopedagógica e financeira aos alunos. Serviço de Assistência ao Estudante (SAE). beneficiando a comunidade no acesso aos bens educacionais e culturais. ela é uma Instituição de Educação Superior comprometida com a qualidade do ensino. Antonio Carbonari Netto Presidente do Conselho de Administração — Anhanguera Educacional 5 .

o que inclusive facilitará sua interação com o professor EAD e com o professor tutor a distância. com diversos links de sites. Este caderno foi preparado por professores do seu Curso de Graduação. Assim. com o objetivo de auxiliá-lo na aprendizagem. você também poderá imprimi-lo. ele aprofunda os principais tópicos abordados no Livro-texto.Sobre o Caderno de Atividades Caro (a) aluno (a). O curso de Educação a Distância acaba de ganhar mais uma inovação: o caderno de atividades digitalizado. vídeos e textos que enriquecerão ainda mais a sua formação. Um ótimo semestre letivo para você! José Manuel Moran Diretor-Geral de EAD Universidade Anhanguera – Uniderp Thais Sousa Diretora de Desenvolvimento de EAD Universidade Anhanguera – Uniderp 6 . desejamos que este material possa ajudar ainda mais no seu desenvolvimento pessoal e profissional. Todos estes recursos contribuem para que você possa planejar com antecedência seu tempo e dedicação. Se preferir. Para isto. Isso significa que você passa a ter acesso a um material interativo. orientando seus estudos e propondo atividades que vão ajudá-lo a compreender melhor os conteúdos das aulas.

Ivo Luiz Heinz Planejamento. 2. Este Caderno de Atividades foi elaborado com base no livro “Planejamento e Controle da Produção”. Assim. Roteiro de Estudo Prof. siga atentamente os passos seguintes: 1. Após concluir o conteúdo dessa aula. Tema 1 Produção ícones: 7 .Caro Aluno. Programação e Controle da Produção Este roteiro tem como objetivo orientar seu percurso por meio dos materiais disponibilizados no Ambiente Virtual de Aprendizagem. Participe dos Encontros Presenciais e tire suas dúvidas com o tutor local. Responda às perguntas referentes ao item “Habilidades” deste roteiro. 4. editora Manole 2008. PLT 343. acesse a sua ATPS e verifique a etapa que deverá ser realizada. do autor Idalberto Chiavenato. 5. Leia o material didático referente a cada aula. para que você faça um bom estudo. (sugestão: Assista às aulas na sua unidade e também no Ambiente Virtual de Aprendizagem) 3. Assista às aulas na sua unidade e depois disponível no Ambiente Virtual de Aprendizagem para você.

• Os elementos básicos para se perceber tudo que a Produção abrange. você estudará: • O conceito do que é a Produção. Os conceitos de planejamento e acompanhamento da produção evoluíram muito. a comparação de nossos sistemas produtivos em relação aos outros países nunca foi tão forte. E. você deverá ser capaz de responder as seguintes questões: • O que é produção? • Como a produção é aplicada a serviços? • O que são os Sistemas de Produção? • Como são compostos os fatores de produção e os recursos necessários? AULA 1 Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de Aprendizagem para você. não somos 8 . graças aos avanços da informática. é um importante elo da Cadeia de Abastecimento. com os avanços da economia brasileira.Conteúdos e Habilidades Conteúdo Nesta aula. Entenda isto e você terá uma visão muito melhor neste curso. Infelizmente. Habilidades Ao final. melhorando o desempenho e tomando decisões de forma mais rápida e correta. hoje em dia podemos acompa-nhar em tempo real. Leitura Obrigatória Produção Você já deve ter ouvido muitas vezes a palavra “produção”. principalmente em relação a outras matérias. não é? A produção está intimamente ligada à Logística. • Os tipos diferentes e complementares de produção.

você terá operações diversas: seja um restaurante que prepara os pratos. praticamente todas as indústrias se encaixam nesta definição. Buscando melhorias a todo momento. você estará deixando sua empresa mais preparada para enfrentar a concorrência. em muitos casos pequenas empresas ou organizações dependem fundamentalmente do resultado de sua produção. mas os clientes e/ou be-neficiários de seus produtos e serviços. 9 . bem como os profissionais chamados de liberais. médias ou pequenas. não apenas pessoas dentro de sua empresa. relativos às empresas: • • Empresas primárias ou extrativas: podemos entender como aquelas que fornecem a matériaEmpresas secundárias ou de transformação: entendemos como as que processam a matériaprima. prima. como médicos. Tenha isto em mente. uma organização de caridade que dá comida e atendimento a moradores de rua etc. Por exemplo: as empresas de vigilância. como qualquer setor dentro da empresa. específicos. uma indústria automotiva que constrói carros. ou ainda ficar muito caro. fazendas etc. o que importa é que os conceitos de produção são ne-cessários para qualquer empresa ou organização. tem de ser maleável e estar apta a mudanças e melhorias. haverá uma produção.os melhores em vários quesi-tos da cadeia produtiva. Em todas estas atividades. • Empresas terciárias ou prestadoras de serviço: são as que prestam serviços especializados. e a responsabilidade de uma boa produção não depende do tamanho da empresa. e isto se torna um grande desafio para os profissionais como você. mesmo assim haverá pessoas que dependerão do resultado de sua produ-ção. transformando em produto acabado. como mineradoras. que a produção. Seja uma empresa voltada ao lucro ou não (no caso das ONGs e estatais). um mau resultado só vai demonstrar que os objetivos foram alcançados (se foram) de forma incorreta. isto só é proporcional ao volume da mesma. sempre. As empresas e organizações podem ser grandes. estatal ou não-governamental (sem fim lucrativo). bancos. uma confecção que faz peças de roupas. pelo contrário. isto não importa para esta matéria. escolas e universidades. ou demorar muito. Qualquer que seja a organização que você for trabalhar: privada. não adianta fazer um produto ou serviço se for malfeito. Em todos estes casos. dentistas e advogados. e discutindo com outras áreas as mudanças. Existem três tipos de produção. Para efeitos de produção. Se você irá trabalhar num tipo ou outro de organização.

então irá transformar uma matéria-prima num produto para ser colocado à venda. devido justamente às especificidades exigidas para cada pedido de cada cliente. a energia que a mesma precisa para colocar sua produção em funcionamento e transfor-mar a matéria-prima. que dependem de especificações e usos distintos. a automatização da produção. que irá permitir à empresa um controle efetivo e confiável de sua produção. capital. trabalho e empresa. que são basicamente “partes” de uma produção maior e contínua. Mas também existem as empresas que fabricam sob encomenda. Natureza é a matéria-prima utilizada. também existem diferentes sistemas de produção para um melhor controle e acompanhamento dos mesmos. a indústria automotiva é um dos melhores exemplos. finalmente. Muitas vezes. por isso só com a informação clara do cliente podem iniciar a fabricação. se a empresa é uma fabricante. capital é o dinheiro investido na compra de maquinário. irá disponibilizar mão de obra e know-how de seus profissionais para executar algumas funções para outras empresas e pessoas. áreas de qualidade. um sistema claro e preciso. existem áreas que recebem as peças dos fornecedores. que checam se tudo está dentro do previsto. exatamente. para melhorar o controle. Um processo produtivo depende de quatro fatores: natureza. as empresas disponibilizam mercadorias ou servi-ços. Neste caso. e empresa a entidade que vai reger toda a produção para atingir seus objetivos. Caso estejamos falando de uma empresa que produz de forma seriada (também chamada contínua). existem algumas empresas que fabricam peças especiais. é bem menor do que no caso da produção seriada. a produção é dividida em lotes. Dentro da empresa. só iniciam a sua produção após receberem o pedido do cliente. imagine uma indústria automobilística. 10 . no pagamento de salários e na compra da matéria-prima e demais insumos necessários à produção. esta é a sua razão de existir. ou seja. áreas que montam estas peças numa ordem correta para formar o veículo. trabalho é o uso da mão de obra para executar a produção. porém ligadas entre si. muitas vezes temos diferentes produções dentro de seu processo.Como você já aprendeu. um lote pode ser relativo a um dia ou período do dia de produção. geralmente. áreas que fazem a pintura dos veículos e. quando estamos falando de uma produção de gêneros alimentícios. áreas diferentes que executam funções diferentes. O que não podemos deixar de ter é. do mesmo modo se a empresa é uma prestadora de serviços. Isto é feito para um melhor controle de qualidade e de prazo de validade. Como existem muitos produtos e serviços que podem e são produzidos de diferentes formas.

atende crianças carentes. Agora é com você! Responda às questões a seguir para conferir o que aprendeu! Questão 01 Cite 3 exemplos de empresas mistas: Verifique seu desempenho nesta questão. b) Comércio varejista. é muito importante ler o material didático disponível antes de finalizar a resposta! Faça todas as atividades com bastante atenção isso ajudará na organização da sua aprendizagem e é fundamental para seu autoestudo. Questão 03 O que são empresas secundárias ou de transformação? Verifique seu desempenho nesta questão. 11 . como elas são classificadas? Verifique seu desempenho nesta questão. como você classificaria serviços? Verifique seu desempenho nesta questão. introduzindo o assunto tratado na aula. clicando no ícone ao lado. Questão 06 Assinale a alternativa que indica as três empresas como terciárias: a) Empresa mineradora. Ponto de partida Para começar. pois vai auxiliar na compreensão inicial do tema. qual é o entendimento que você tem sobre a produção numa indústria? E sobre a produção numa empresa prestadora de serviços? E numa ONG que. Bom estudo! Questão 02 Em relação ao tamanho das empresas. clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado. banco e universidade. dando comida? Compare as suas três respostas. por exemplo. clicando no ícone ao lado.Agora é a sua vez Instruções Você deverá realizar primeiramente a atividade Ponto de Partida. as empresas pres-tadoras de Questão 05 O que é mercadoria? Verifique seu desempenho nesta questão. Questão 04 Em termos de tipo de produção. c) Clínica médica. escola e clínica médica. Não se esqueça. mineradora e emissora de televisão. clicando no ícone ao lado.

só muda o tipo de funcionário. governo e empresa. clicando no ícone ao lado. c) Capital financeiro e capital econômico não podem ser usados. d) Empresas públicas e privadas são a mesma coisa. municipal e trabalhadores. e) Capital financeiro são os recursos financeiros da empresa. clicando no ícone ao lado.d) Universidade. Questão 08 Os quatro fatores de produção são: a) b) c) d) e) Natureza. montadora de veículos e comércio varejista. capital. está correto afirmar que: a) O sistema sob encomenda é um sistema fechado. capital econômico são seus recursos materiais. como seu capital de giro. Verifique seu desempenho nesta questão. c) Empresas são organizações. trabalho e regras judiciárias. b) Capital financeiro paga mais impostos que capital econômico. c) O sistema de produção contínua só funciona para pequenas empre-sas. como os prédios e máquinas. Verifique seu desempenho nesta questão. e) Empresas grandes e pequenas só se diferenciam pelo lucro. investimento. d) Capital econômico é um termo mais antigo. Verifique seu desempenho nesta questão. d) O sistema de produção sob encomenda só inicia a produção após receber o pedido ou encomenda. pequenas possuem até 10 12 . governo Capital. b) O sistema de produção por lotes é um sistema aberto. pelas empresas. Meio ambiente. trabalho e empresa. Verifique seu desempenho nesta questão. e) Banco. ao mesmo tempo. governo e Natureza. ambos os conceitos são iguais. sistema judiciário. governo estadual. Questão 10 Assinale a única alternativa incorreta: a) As empresas são formadas por capital. trabalho. clicando no ícone ao lado. fábrica de roupas e consultoria. b) Empresas funcionários. clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado. Questão 09 A diferença entre capital financeiro e capital econômico é: a) Nenhuma. trabalhadores. tem de escolher entre um ou outro conceito. hoje usam o termo capi-tal financeiro. Verifique seu desempenho nesta questão. sindicatos e Governo federal. Questão 07 Sabendo que existem três tipos de sistemas de produção. empresas. e) O sistema de produção por lotes é igual ao sistema de produção contínua.

como é tratada em termos logísticos e qual é sua atuação e seus objetivos dentro de um negócio. 13 . Mostra de forma detalhada as etapas produtivas dentro da empresa. que vão variar de acordo com suas necessidades e peculiaridades. que sempre traz notícias e pesquisas sobre técnicas e conceitos produtivos. como os processos de produção evoluíram.php/rpo>. 1993.producaoonline. Editora Campus. Floriano do Amaral.br/index. você viu o que é a produção. Viu também a importância do capital financeiro para que as empresas tenham giro financeiro. de 2011.LINKS IMPORTANTES Quer saber mais sobre o assunto? Então: Leia o livro de GURGEL. resumidamente. Aprendeu sobre os seus sistemas produtivos e os fatores de produção. Leia também o livro de HARMON. Disponíveis em: <http://www. FINALIZANDO Nessa aula. São Paulo. Discute várias mudanças nos conceitos e operações das empresas. Disponível em: <http://www.org. ROY L. Editora Atlas. Logística Industrial. Consulte o site: Revista Produção Online. como ela é definida em termos operacionais. desde os homens primitivos.youtube. Acesso em 17 set. seja ele uma indústria ou uma em-presa de serviços. 2000. Acesse o vídeo A Evolução do Processo capitalista de Produção. de 2011. Reinventando a Fábrica II – Conceitos modernos de produtividade na prática. também viu os tipos de empresa que possuem processos produtivos dife-rentes e os modos como são executados.com/watch?v=KPWdkYNFQFA&feature=fvsr>. Acesso em 17 set. e a produção é parte fundamental disto. onde os autores mostram. Rio de Janeiro.

produção é a atividade da combinação dos fatores de produção que têm como finalidade satisfazer as necessidades do ser humano.i g a lf t sv ud r i e o b mq l nc p x w k h x y i z j GLOSSÁRIO Empresas estatais: são de propriedade do Estado. simultaneamente. Bons estudos! 14 . não se esqueça de acessar sua ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. PPCP – planejamento. agora que o conteúdo dessa aula foi concluído. Empresas privadas: são de propriedade de particulares. programação e controle da produção. Empresas mistas: são sociedades por ações de participação pública e privada. Produção: economicamente. Caro aluno.

Habilidades Ao final. • A importância do planejamento. você estudará: • Os princípios de planejamento e controle da produção.Tema 2 Planejamento e Controle da Produção (PCP) ícones: Conteúdos e Habilidades Conteúdo Nesta aula. • Planejamento inicial. 15 . você deverá ser capaz de responder as seguintes questões: • Quais as vantagens de um bom planejamento? • Como o controle faz parte fundamental de uma boa produção? • De que forma integrar planejamento e operação? AULA 2 Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de Aprendizagem para você.

Um bom planejamento deve ter uma alta eficiência no processo. isto deve então se refletir na eficácia do processo. em que condições e com quais índices de qualidade e produtividade. ou seja. muitas vezes algum item ou detalhe pode ter passado despercebido na etapa de planejamento. inclusive deve ser documentado para que. Outro assunto importante que deve ser discutido no planejamento é a eficiência da produção. Várias alternativas podem aparecer no momento de discutir o planejamento. tudo isto vai depender das discussões de planejamento. em outras palavras. muitas vezes os clientes não vão querer esperar. Logicamente. Se isto não está ocorrendo. O planejamento tem de casar a demanda estimada com a capacidade disponível. se já foi planejada uma série de tarefas e o tempo dedicado a cada uma. mudam a sigla e chamam a mesma de PPCP: Planejamento. estes dados têm de ser comparados com a capacidade produtiva da empresa. pode-se neste caso negociar entregas semanais que minimizem a necessidade do cliente enquanto a sua produção trabalha a plena capacidade disponível. quanto foi alcançado dos objetivos propostos. pois primeiro é necessário saber o que deverá ser produzido. inclusive. e o resultado deve refletir uma grande eficácia. a função de controle tem de analisar as causas e agir para corrigir o problema e evitar maiores atrasos ou prejuízos. Programação e Controle da Produção. algumas inclusive que diminuam seus custos sem afetar o desempenho ou a qualidade. Após o planejamento. ou seja. Outras vezes o atraso ou problema decorre de fatores alheios ao planejamento. será inviável e a imagem perante o cliente ficará comprometida. não adianta a empresa ter uma capacidade de fazer 10 mil peças por mês e ganharem um pedido para entregar 30 mil peças em apenas 15 dias.Leitura Obrigatória Planejamento e Controle da Produção (PCP) O planejamento da produção é fundamental. De nada adianta fazer um planejamento muito correto da capacidade pro-dutiva se o mesmo não é suficiente para atender a demanda. então somente na produção é que foi detectado e deve ser corrigido. Alguns autores. num futuro planejamento. é função do controle acompanhar para verificar se a produção está trabalhando do modo como foi planejado. seja levado em consideração. o uso adequado dos recursos disponíveis. como 16 . você deve se ater ao controle da produção propria-mente dita. como máquinas e pessoal. Por outro lado.

se vai ser necessário desviar parte do processo para outras máquinas. não deixe de verificar isto constantemente. pois os mesmos põem não estar constantemente ao lado das máquinas.atraso por parte do fornecedor ou um acaso fortuito. isto é o que deve ocorrer. existem relatórios que podem e devem ser implantados para o acompanhamento da produção. Os relatórios de controle devem espelhar o que ocorre na produção. ou seja. já que nas empresas modernas o controle de produção não tem pessoal suficiente para ficar postado ao lado das máquinas. não adianta apenas informar o problema ou o atraso. ou quantas vezes as máquinas pararam devido a problemas e por quanto tempo não trabalharam. além de chamar a manutenção devida para corrigir o problema o controle de produção tem de verificar até onde esta parada vai afetar o que foi planejado. mas sabem o volume de trabalho que estão operando e o resul-tado do trabalho. o PCP é de grande importância para a empresa atingir seus obje-tivos de forma eficaz e lucrativa. 17 . bem como no resultado obtido ao longo do processo produtivo. se precisa reforçar o pessoal etc. deve-se também a-presentar alternativas para que o problema seja contornado e seus efeitos minimizados. o executado até o momento. A atuação do controle também deve ser feita de forma pró-ativa. O controle deve ser exercido de forma contínua. Portanto. acompanhando sempre a produção e verificando se o resultado bate com o esperado. Na verdade. então o controle de produção deve estudar métodos alternativos para recuperar o tempo perdido. Tais decisões levam em conta o que foi planejado. para que a meta não deixe de ser alcançada. as decisões têm de ser tomadas com base no planejamento inicial. Isto permite aos responsáveis pelo PCP uma visão clara do desempenho da produção. Em resumo. por exemplo: quantas peças foram feitas por dia de trabalho. de forma clara e fácil interpretação. mas deve receber informes constantes dos responsáveis por cada parte do processo e verificar se o trabalho executado bate com o que foi previsto. Imagine um defeito numa máquina que paralise a produção numa determinada etapa. a gravidade do problema e as medidas possíveis (alternativas) que existem para minimizar ou resolver o problema e atingir a meta originalmente especificada. como falta de energia. se vai ser necessário um esforço extra para recuperar o tempo perdido até que a máquina volte a operar.

c) Eficácia é uma preocupação constante com os resultados. clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado. introduzindo o assunto tratado na aula. clicando no ícone ao lado. b) Eficiente é quem resolve os problemas. Bom estudo! Questão 02 Enumere as quatro etapas do processo administrativo: Verifique seu desempenho nesta questão. 18 . Agora é com você! Responda às questões a seguir para conferir o que aprendeu! Questão 05 Quais são os desdobramentos do controle: Verifique seu desempenho nesta questão. Questão 06 Assinale a alternativa errada: a) Eficácia é preocupação com os resultados da empresa. Não se esqueça. Questão 01 Porque a tarefa de Controle tem de vir depois da tarefa de Planejamento? Verifique seu desempenho nesta questão. é muito importante ler o material didático disponível antes de finalizar a resposta! Faça todas as atividades com bastante atenção isso ajudará na organização da sua aprendizagem e é fundamental para seu autoestudo. Ponto de partida Para começar.Agora é a sua vez Instruções Você deverá realizar primeiramente a atividade Ponto de Partida. qual a opinião do grupo entre as definições que usam as siglas PCP e PPCP? Qual a real diferença que você acha haver? Qual você acredita ser a mais correta? Questão 04 Como o PCP interage com a área financeira da empresa? Verifique seu desempenho nesta questão. pois vai auxiliar na compreensão inicial do tema. clicando no ícone ao lado. Questão 03 Como o PCP interage com a área de Recursos Humanos? Verifique seu desempenho nesta questão.

e) Comercial.d) Eficiente é quem nunca leva a culpa por nada que acontece. c) Somente as alternativas I e III estão corretas. c) Administrativa. II. O PCP atua antes. e) Todas as alternativas estão corretas. d) Quando fazer. Questão 08 Das seguintes expressões abaixo: I. III. clicando no ícone ao lado. Verifique seu desempenho nesta questão. b) De recursos humanos. c) Quem deve fazer. d) Somente as alternativas II e III estão corretas. a) Todas as alternativas estão erradas. durante e depois do processo produtivo. guarda relatórios. b) Somente as alternativas I e II estão corretas. d) Somente as alternativas II e III estão corretas. b) Somente as alternativas I e II estão corretas. a) Todas as alternativas estão corretas. Verifique seu desempenho nesta questão. Verifique seu desempenho nesta questão. Questão 07 Das funções do planejamento. diri-gir e controlar. o PCP mantém uma rede de relações com as outras áreas da empresa. Controlar é medir e corrigir o desempenho. Questão 09 O controle é uma função: a) Burocrática. 19 . clicando no ícone ao lado. Verifique seu desempenho nesta questão. II. organizar. aponta as horas-extras. O processo administrativo tem quatro etapas: planejar. mede e corrige o desempenho. qual está errada: a) O que se deve fazer. e) Como fazer. muda conforme a política da empresa. clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado. b) Como foi feito. c) Somente as alternativas I e III estão corretas. III. Para desenvolver suas funções. e) Todas as alternativas estão erradas. verifica as comissões dos Questão 10 Das seguintes alternativas: I. Planejamento é anterior ao controle. e) Eficaz é quem executa a tarefa que é importante. O PCP deve aumentar a eficiência e eficácia do processo produtivo da empresa. clicando no ícone ao lado. d) Dinâmica. Verifique seu desempenho nesta questão. vendedores.

20 . São Paulo: Saraiva. 2011. Cadeias de Produção – Um Imperativo. Em suma.abepro. Acesso: 17 set. FINALIZANDO Nessa aula.br/>. Disponível em: <http://www. qual a abrangência desta sigla dentro das empresas do ponto de vista operacional e funcional.com/ watch?v=9OnoGsKCYsg>. Logística e Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento. O capítulo 4 ilustra bem como o PCP é fundamental para o bom funcionamento da Cadeia de Abastecimento. Sociedade Brasileira de Engenharia de Produção. 2009. agora você já entende o conceito de PCP e suas responsabilidades dentro do negócio. Consulte o site da ABEPRO. PATRICK e HANNON. Leia também o livro de BERTAGLIA. PAUL. Acesso: 17 set. em duas partes.youtube.LINKS IMPORTANTES Quer saber mais sobre o assunto? Então: Leia o livro de MCHUGH. Disponível em: <http://www. VÍDEOS IMPORTANTES Acesse o vídeo Programar Lotes de Produção. que congrega os profissionais da área. Paulo Roberto. você viu o que é PCP: Planejamento e Controle da Produção. 2011. durante várias épocas do século XX. 1996. que mostra como se pode usar uma planilha Excel para controlar a produção. Rio de Janeiro: Campus. Uma maneira romanceada que mostra a evolução dos conceitos de produção e gerenciamento numa empresa.org.

Também aprendeu a finalidade de um bom e atuante PCP para que a em-presa atinja seus resultados. utilizados na obtenção de outros bens ou serviços. ou seja. que com um bom planejamento de sua opera-ção produtiva. Confiabilidade: o grau de certeza que se tem de um produto ou serviço. têm de arcar a fim de atingir seus objetivos. Custo: são medidas monetárias dos sacrifícios financeiros com os quais uma organização. não se esqueça de acessar sua ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos! 21 . Flexibilidade: a maneira como os produtos ou serviços podem ser mais ou menos alterados e em qual prazo de tempo. seja ela indústria ou de serviços. também aprendeu que planejamento é a primeira etapa de um PCP bem sucedido. Caro aluno. agora que o conteúdo dessa aula foi concluído. uma pessoa ou um governo. sendo considerados esses ditos objetivos. no que diz respeito aos produtos e/ou serviços vendidos no mercado. aliado a um controle efetivo. trará bons resultados à sua produção. Eficácia: mede a relação entre os resultados obtidos e os objetivos pretendidos. i g a lf t sv ud r i e o b mq l nc p x w k h x y i z j GLOSSÁRIO Qualidade: é um conceito que está relacionado diretamente às percepções de cada indivíduo ou definições de uma empresa. a utilização de um produto ou serviço qualquer. Por último. dizse que qualidade é a conformidade com as exigências dos clientes.

• O que é ERP e quais são suas funções. você estudará: • A evolução do Planejamento e controle da produção. você deverá ser capaz de responder as seguintes questões: • Como entender as metodologias usadas no PCP? • De que forma o PCP pode e deve ser usado nas empresas de serviços? • Quais são as prioridades de um sistema de PCP. 22 . Habilidades Ao final. AULA 3 Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de Aprendizagem para você.Tema 3 Princípios e funções do PCP ícones: Conteúdos e Habilidades Conteúdo Nesta aula. • Entender os conceitos de MRP e MRP-II.

SAP. Dependendo do tipo de atuação da empresa. o PCP tem de fazer um planejamento específico e acompanhamento das particularidades do pedido de cada cliente. nomes como Totvs. te-mos sistemas que permitem seu melhor funcionamento. Estes sistemas são orientados de acordo com o tipo de produção e estratégia da empresa. Oracle etc. então seu PCP vai tratar de forma diferenciada a cada pedido. pois só assim termos a eficiência auferida e a máxima eficácia para o negócio. pode-se ter a necessidade de mais especialistas para planejamento e controle da produção. Comumente chamados de ERP. os controles podem ser em tempo real. Não podemos esquecer que muitas vezes será necessária a utilização de mão de obra extremamente especializada. Graças aos avanços da informática. Planejamento de Recurso do Empreendimento. Dentro de um sistema de Programação e Controle da Produção – PCP. Enterprise Resource Planning. Se no início eram voltados às grandes empresas. de forma a garantir que o cliente receba dentro do prazo acordado exatamente o que foi combinado na hora do pedido. O ganho de maleabilidade na tomada de decisões e no próprio controle das operações da empresa como um todo. Como os pedidos são individuais. por exemplo. como discutimos anteriormente.Leitura Obrigatória Princípios e funções do PCP O planejamento e o controle da produção evoluíram muito nas últimas dé-cadas. além do responsável pela produção saber em que mês pode vir a ter mais funcionários de férias e se programar melhor para evitar queda no nível de produção devido a menor mão de obra disponível. sem contar materiais específicos. foi enorme. os produtos podem sair com grande diferença entre pedidos de clientes diferentes. tornaram-se lugar-comum nas maiores empresas. ultimamente ver-sões menores deste tipo de sistema também tem sido estudadas e implan-tadas em empresas nacionais de médio porte. A área de recursos humanos tem seu módulo para controle de folha de pagamento. o PCP começa sua execução antes 23 . férias e horas-extras. por seus inúmeros departamentos. agregam funções de várias áreas através de módulos que se integram perfeitamente. onde eventuais horas-extras da equipe já são automaticamente apontadas. este módulo está ligado ao de PCP. Já quando as empresas têm sua produção baseada em lotes. Se a empresa tem uma produção que trabalha somente por encomenda. com muitos dados diferentes e um número grande de relatórios podem ser tirados pelos sistemas. notadamente multinacio-nais que já utilizavam estes sistemas em suas matrizes. estes pedidos podem exigir o uso de máquinas ou ferramentas diferentes.

novos conceitos foram introduzidos nos sistemas usuais de PCP. uma exceção para os casos de produção sob encomenda. sendo cada cor um lote.mesmo de receber os pedidos dos clientes. de modo que exista matéria-prima para a produção. as máquinas são agrupadas de forma a otimizar o layout interno da fábrica. a cada pedido o sistema detalha tudo o que será necessário. Nos três tipos de produção. planejamento das necessidades da manufatura. com o advento de novas ferramentas de informática. Geralmente. quando falamos de indústria automobilística estamos falando de milhares de peças por veículo. de onde depois serão faturados e entregues aos clientes. mudanças nas máquinas tem de ser discutidas e novas tecnologias podem ser inseridas na produção. o PCP trabalha para que os produtos sejam produzidos em série. Nos últimos anos. ficaria muito mais difícil e as chances de problemas nos estoques de matéria-prima seriam bem maiores. sem um recurso tecnológico destes. uma das funções do PCP neste tipo de produção é evitar que haja ociosidade ou excesso de trabalho (o popular gargalo) nas diferentes áreas da produção. Verificar o grau de mudança e os benefícios e custos também é função do PCP. um deles foi o MRP (Material requirement planning). o PCP tem de. projetar o que vai ser executado. para evitar resultados indesejados que comprometam a eficiência da fábrica. e assim otimizar sua capacidade. imagine então a complexidade deste PCP. por outro lado o enfoque no controle é grande. cores diferentes de um produto necessitam o uso de tintas diferentes. Muitas vezes. para os três tipos de produção. Devido aos pedidos específicos ou às mudanças no processo produtivo. Para isto o planejamento é feito para evitar que mão de obra ou materiais faltem e paralisem a produção. consegue-se fazer isso com um bom planejamento e acompanhamento preciso de todas as etapas da produção. Também no caso de produtos acabados. alguns tipos de materiais têm de ser testados. literalmente. como a indústria automobilística. Por exemplo. imaginem se o almoxarifado iria ter espaço para armazenar todas as peças? Ou se o departamento financeiro da empresa autorizasse a compra de todo o material? 24 . Nos sistemas de produção contínua. o PCP controla o fluxo de produtos acabados para o estoque. continuamente. o sistema já iria “explodir” tudo isto em listas de requisições de material para atender a produção. Mas o conceito de MRP tinha algumas falhas. Em outras palavras. o PCP pode programar cores alternadas ao longo da semana. usado em empresas com uma produção extensa e grande número de peças e componentes. o sistema faz uma listagem de todas as peças necessárias para produzir os veículos. a principal era de que se im-putassem no sistema um volume muito grande de pedidos de clientes. em que muitas vezes o material é tão específico e sua demanda fortemente irregular. o que exige do PCP um acompanhamento do pedido de compra de matéria-prima e o lead-time do fornecedor já na etapa de planejamento. com os pedidos para produzir um lote de veículos. ainda é função do PCP fazer o planejamento de materiais para o almoxarifado.

mas o sistema também vai informar que. o uso dos recursos de maquinário e pessoal da empresa para atender ao pedido. as máquinas e o pessoal têm uma capacidade limitada de operação. vai necessitar de um tempo muito longo. Resumindo. 25 . pode receber um pedido gigantesco de algum cliente. planejamento dos recursos da manufatura. o conceito foi aperfeiçoado no que se chama de MRP-II (Manufacturing resources planning). além da necessidade de matéria-prima. isto quer dizer. Por causa disso. para atender. já o MRP-II consegue visualizar. que.Quanto tempo levaria para a produção acabar estes pedidos? Afinal de contas. agora o MRP deve “ver” também a capacidade produtiva. o MRP-I somente conseguia repassar a necessidade de matéria-prima de forma organizada.

introduzindo o assunto tratado na aula. imagine um processo em que a empresa usa o MRP e depois o MRP II. Questão 03 Cite um caso em que o PCP terá de ser feito numa produção contínua: Verifique seu desempenho nesta questão. Bom estudo! Questão 02 Cite um caso em que o PCP terá de ser feito numa produção em lotes: Verifique seu desempenho nesta questão. Questão 01 Cite um caso em que o PCP terá de ser feito numa produção sob encomenda: Verifique seu desempenho nesta questão. Questão 04 Fale sobre as três fases do PCP: Verifique seu desempenho nesta questão. Não se esqueça. clicando no ícone ao lado. c) A produção sob encomenda é necessária 26 . Ponto de partida Para começar. indique a errada: a) A produção sob encomenda é necessária quando o cliente exige este modo operativo. clicando no ícone ao lado. é muito importante ler o material didático disponível antes de finalizar a resposta! Faça todas as atividades com bastante atenção isso ajudará na organização da sua aprendizagem e é fundamental para seu autoestudo.Agora é a sua vez Instruções Você deverá realizar primeiramente a atividade Ponto de Partida. pois vai auxiliar na compreensão inicial do tema. clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado. b) A produção sob encomenda é necessária quando se exige uma grande variedade de operários qualificados. clicando no ícone ao lado. Questão 06 Das seguintes alternativas. Agora é com você! Responda às questões a seguir para conferir o que aprendeu! Questão 05 Discorra sobre a principal diferença entre MRP e MRP II: Verifique seu desempenho nesta questão. quais as diferenças e controles que ela teria em cada caso.

disponibilidade de mão de obra e muitos outros itens a) Todas as alternativas estão corretas. também chamado de planejamento de operações: I. Quantidade de pessoal disponível III. e) A produção sob encomenda é necessária quando precisamos de um grupo de administradores e especialistas altamente competentes. precisamos das duas para uma operação controlada Questão 08 Das seguintes alternativas sobre Produção Contínua. É necessário um plano mestre que define estoques. e) Todas as afirmativas estão erradas. Verifique seu desempenho nesta questão. b) A empresa é capaz de produzir bens/serviços genéricos de diferen-tes características. clicando no ícone ao lado. 27 . d) A produção em lotes exige grandes áreas de estocagem de produtos acabados. Verifique seu desempenho nesta questão. MRP II é uma evolução do MRP II. Questão 09 São necessários ao Projeto de Produção. d) As afirmativas II e III estão certas. c) Em cada lote de produção as ferramentas devem ser modificadas. Questão 07 Das seguintes alternativas sobre Produção em Lotes. b) As afirmativas I e II estão certas. e) Seu sucesso depende completamente do planejamento detalhado. clicando no ícone ao lado. indique a errada: a) As máquinas são agrupadas em baterias do mesmo tipo. d) A produção sob encomenda é necessária quando temos datas de entrega aplicadas aos pedidos individuais. indique a errada: a) Usualmente feita para produtos manufaturados durante longos períodos de tempo e sem mudanças. Verifique seu desempenho nesta questão. Ambas são complementares. Característica do produto a ser produzido a) As afirmativas I e III estão certas. em três turnos. b) As alternativas II e III estão corretas. d) As alternativas I e III estão corretas. Questão 10 Sobre as metodologias MRP e MRP II. clicando no ícone ao lado. Quantidade e características das máquinas utilizadas na produção II. c) Todas as afirmativas estão certas.quando temos produtos extremamente d) Facilita a verificação diária do rendimento da produção. clicando no ícone ao lado. III. c) As alternativas I e II estão corretas. podemos afirmar que: I. Verifique seu desempenho nesta questão. e) É a alternativa economicamente mais viável. clicando no ícone ao lado. Verifique seu desempenho nesta questão. e) Todas estão erradas. c) Facilitam o planejamento detalhado. b) Em manufaturas que trabalham 24 horas por dia. complexos.

dependendo do tipo de trabalho da empresa e seus objetivos. 2007. Gestão da Cadeia de Suprimentos.com/watch?v=N80_K-zHbrY>. FINALIZANDO Nessa aula. Sunil e MEINDL. 2011. Acesso em: 01 out.youtube. Paulo Sérgio. Disponível em: <http://www. Também viu as diferenças entre os conceitos de MRP e MRP II. onde o autor mostra como calcular o MRP. bem como fornecer o controle necessário às suas operações. em que o autor continua a mostrar como calcular o MRP. 2011. Tudo deve ser discutido e analisado para que. E veja também a segunda parte. suas diversas fases devem auxiliar a produção e tomada de decisões da empresa.LINKS IMPORTANTES Quer saber mais sobre o assunto? Então: Leia o livro de GONÇALVES.com/watch?v=Mlg0-hF7g_0&feature=related>. a necessidade de um bom PCP existe. 28 . você tem uma bela descrição dos sistemas MRP e MRP II. São Paulo: Pearson Prentice Hall. Peter. No capítulo 11. 2011. você viu que os sistemas de PCP podem ser de vários modos. Cálculo MRP – Parte 2. Sejam produtos específicos para cada cliente. ou uma produção contínua. de acordo com o modelo de negócio da empresa. Acesso em: 01 out.youtube. Rio de Janeiro: Elsevier. VÍDEOS IMPORTANTES Acesse o vídeo Cálculo MRP – Parte 1. o PCP ajude a apresentar o melhor resultado. sua evolução e objetivos. fazer um projeto de sua produção. Também leia CHOPRA. Administração de Materiais. O capítulo 10 mostra fórmulas matemáticas de se calcular os tamanhos ótimos dos lotes de produção. Em suma. Disponível em: <http://www.

não se esqueça de acessar sua ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. planejamento dos recursos da manufatura Caro aluno. agora que o conteúdo dessa aula foi concluído. MRP: Material requirement planning.i g a lf t sv ud r i e o b mq l nc p x w k h x y i z j GLOSSÁRIO Produção Contínua: que não para. Bons estudos! 29 . Produção sob Encomenda: feita sob pedido específico. planejamento dos requisitos de materiais. Produção por Lotes: produção em partes definidas. que não é interrompida. em porções acordadas. MRP II: Manufacturing resources planning.

Tema 4 Planejamento da Produção ícones: Conteúdos e Habilidades Conteúdo Nesta aula. 30 . • As consequências da falta de planejamento. você deverá ser capaz de responder as seguintes questões: • Quais são os princípios de planejamento da produção? • Como organizar o planejamento da produção? • De que forma exemplificar o conceito de Just-in-Time? AULA 4 Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de Aprendizagem para você. você estudará: • O conceito de Planejar. Habilidades Ao final. • Condições seguras para uma produção.

exatamente. qual a mão de obra disponível (lembre-se de que podem ter alguns funcionários afastados ou de férias). Hoje em dia. as condições de sua produção. Na verdade. planejar é ganhar tempo. mesmo com toda a pressão que as empresas têm hoje em dia. Ou seja. no fundo planejar é ganhar tempo. os números têm de bater com a quantidade física) e saiba o que você deverá produzir. Nas empresas. infelizmente. como deve ser feito. ninguém pode dizer que não deu para planejar e/ou pensar antes de começar a executar. depois tem de ser retrabalhados. talvez até se antecipar aos mesmos. situações essas que. não seriam tão difíceis e não atrasariam ou aumentariam o custo do processo produtivo. quais são as expectativas do cliente quanto ao seu produto. com modernas técnicas de produção e sistemas de controle ERP (Enterprise Resource Program). para entregar no prazo acordado ao cliente o que 31 . Para um bom planejamento. a primeira coisa que você deve fazer é conhe-cer a sua operação: quantas máquinas e quais as suas capacidades (verifique se todas as máquinas estão em condição de operação). para entregar rápido e dar lucro. até certo ponto independente do tamanho. um pensamento inadequado que. no meio do processo. e que materiais serão necessários para a produção. situações que demandem mais tempo. Portanto. por não terem analisado antes a situação. a falta de planejamento pode se mostrar fatal. o planejamento é essencial para o sucesso de suas operações. Na verdade. é analisar a situação e já antecipar eventuais problemas em algumas etapas. o planejamento vai verificar o que deve ser feito. preço e prazo. Não aceite imposições de já ir executando algum processo se você não sa-be. tenha um estoque de matéria-prima confiável (em outras palavras. alguns profissionais ainda carregam é que planejar é perder tempo. mas principal-mente nas médias e grandes. o que deve ser feito e qual é a necessidade do cliente. por quem deve ser feito. Fazer as coisas sem discutir ou entender direito pode acarretar. com grandes prejuízos e problemas inesperados que. porque dificilmente você vai ser surpreendido mais à frente por alguma situação inesperada. se antecipadas no planejamento.Leitura Obrigatória Planejamento da Produção Planejar significa pensar e discutir o que deve ser feito e o porquê. dinheiro e esforço para serem resolvidas.

se existem produtos em sua linha de venda que são específicos de algumas máquinas ou setores. pois casos específicos têm de ser discutidos antes. em horário normal e quantas horas-extras pode fazer para aumentar a sua capacidade. ou se a produção será comparativamente menor em relação aos outros meses. no caso dele ser insuficiente para os pedidos dos seus clientes. de produção constante. possuir o maquinário necessário e os trabalhadores se não tiver a matéria-prima para trabalhar e transformar a mesma nos produtos que os seus clientes querem. 2. Quanto as suas máquinas de diferentes áreas conseguem produzir. de forma acurada. será necessário negociar com seus fornecedores prazos ampliados ou entregas parceladas. este item pode ser importante se não planejado. de forma que você consiga também entregar aos seus clientes. que onera seu negócio e diminui seu lucro. faturar e gerar um bom fluxo de caixa. 5. Tudo isto é um verdadeiro Plano de Produção. Mão de obra disponível: também terá de levar em conta qual a mão de obra disponível para a produção. Quanto você dispõe para comprar a matéria-prima e pagar seus fun-cionários? Ou seja. qual o prazo para que seus fornecedores entregarem a matéria-prima faltante para sua produção. Matéria-prima disponível: não adianta ter o pedido em mãos. imagine um produto que só uma máquina de sua linha consegue fazer. quanto consegue produzir numa semana ou num mês.ele (cliente) pediu. Você terá de avaliar qual o estoque disponível e. um feriado significa menos dias úteis no mês. quais os recursos financeiros de sua empresa? Não adianta planejar e tentar antecipar a sua produção. mais o custo extra. se você não tem todo o dinheiro necessário para comprar a matéria-prima. como empresas que fabricam alimentos ou produtos de limpeza. a empresa precisa ter os produtos em estoque para atender seus clientes na hora do pedido. porque vai balizar a produção durante um período determinado. lembrando que podem haver pessoas de férias ou afastadas. o que exigirá um esforço maior ou menor da produção. que vai se basear em algu-mas perguntas que você terá de saber: 1. às vezes. Qual é a previsão de vendas? Em muitos casos de produção seriada. por exemplo fevereiro que já é um mês reduzido e. variando entre uma demanda maior ou menor dos produtos. com hora-extra e maior custo. em que a manufatura não irá trabalhar sob o pedido colocado. em vários anos. você não vai poder utilizar as outras máquinas e sua capacidade será limitada aquela máquina. a previsão de vendas é muito importante. você tem de decidir se haverá um esforço aos finais de semana ou horário extendido. Ou seja. bem como feriados que podem im-pactar na capacidade efetiva de sua força de trabalho. às vezes à custa de hora-extra. Neste caso. Qual é a sua capacidade de produção? Você tem de saber. ainda tem o Carnaval. 3. 32 . tudo isto a um custo compatível com o lucro exigido pela empresa. isto significa pessoal ocioso e um tempo perdido que precisará ser recuperado. 4. Não é incomum que algumas fábricas parem suas linhas de produção pela falta de matéria-prima.

o JIT usa como filosofia um rio. ela não deve ser represada em parte nenhuma. Do mesmo jeito. Na verdade. sua necessidade de gerar fluxo de caixa e a atender de forma rápida e efetiva as necessidades dos clientes é o Just-in-Time (JIT). sua produção tem de fluir e evitar eventuais gargalos que paralisem a produção e acumulem estoques. bem como às necessidades específicas de seus clientes. muitas vezes sendo de horas e não dias ou semanas como costuma ocorrer com várias empresas. o mesmo deve estar adaptado às suas características produtivas e de negócio da empresa.Lembre-se: o seu plano de produção leva em conta se a sua produção é contínua ou seriada. 33 . imagine sua produção como a água que passa pelo rio. que procura fazer com que seu processo produtivo seja enxuto (Lean Manufacturing). Um sistema que ganhou muita notoriedade e ajuda a empresa a alinhar suas capacidades. pois vai afetar etapas subsequentes. seus estoques sejam reduzidos ao mínimo necessário.

Verifique seu desempenho nesta questão. clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado. b) A previsão de vendas funciona como um elemento orientador da produção. Questão 06 Sobre a previsão de vendas. Ponto de partida Discuta uma empresa hipotética. clicando no ícone ao lado. Questão 03 Quais são as quatro fases do planejamento da produção? Verifique seu desempenho nesta questão. Tenha em mãos o material disponibilizado pelo curso para a consulta e consulte o professor tutor em caso de dúvida. Agora é com você! Responda às questões a seguir para conferir o que aprendeu! Questão 05 Quais são os quatro fatores que determinam a capacidade de produção? Verifique seu desempenho nesta questão. Questão 02 Quais são os insumos do processo produtivo? Verifique seu desempenho nesta questão.. identifique a alternativa errada: a) A previsão de vendas deve especificar cada produto da empresa e as vendas previstas.Agora é a sua vez Instruções Reúna-se em grupos de três a cinco alunos. 34 . para desenvolverem as questões a seguir. na verdade é um relatório do que foi efetivamente vendido. e) Todas as alternativas estão erradas. clicando no ícone ao lado. Questão 01 O que significa uma produção eficaz? Verifique seu desempenho nesta questão. clicando no ícone ao lado. c) A previsão de vendas é executada após o mês se encerrar. qual o produto que ela fabrica e como deveria ser o seu planejamento de produção. d) Quem elabora a previsão de vendas é a área comercial. clicando no ícone ao lado. Questão 04 Quais são os fatores que determinam o plano de produção? Verifique seu desempenho nesta questão.

d) Todas as afirmativas estão corretas. – Foi um sistema desenvolvido pela Toyota. Verifique seu desempenho nesta questão. b) Estão certas as afirmativas II e III. c) Uma produção contínua. Verifique seu desempenho nesta questão. Carga de trabalho é quanto os trabalhadores aguentam levantar manualmente. Verifique seu desempenho nesta questão. III. clicando no ícone ao lado. II. clicando no ícone ao lado. podemos afirmar que: I. c) Estão certas as afirmativas II e III. Verifique seu desempenho nesta questão. clicando no ícone ao lado.Questão 07 Sobre capacidade de produção. B e C estão certas. e) As alternativas A. podemos dizer que: a) É o que a empresa produziu no mês passado. c) Estão certas as afirmativas II e III. Questão 10 Sobre Just-in-Time. b) Estão certas as afirmativas II e III. Capacidade ociosa é uma escassez de carga de trabalho. b) É o potencial produtivo que ela dispõe. e) Alternativas A e B estão corretas. II. podemos afirmar que: I. clicando no ícone ao lado. 35 . – Prega a redução de estoques. b) Uma produção em lotes. c) Representa o volume ideal de produção que a empresa pode realizar. B e C estão erradas. e) Todas as afirmativas estão erradas. Questão 08 O plano de produção é necessário quando temos: a) Uma produção sob encomenda. d) Alternativas B e C estão corretas. d) Todas as afirmativas estão corretas. Questão 09 Sobre o Plano de Produção. d) As alternativas A. a) Estão certas as afirmativas I e II. Sobrecarga é um excesso de carga de trabalho. – Leva a uma produção enxuta. a) Estão certas as afirmativas I e II. III. e) Todas as afirmativas estão erradas.

onde se discute a demanda de passageiros e oferta de lugares.com/ watch?v=OnGUXfeKiao>. Os capítulos 13 e 14 mostram vários exemplos práticos de grandes empresas em previsão de demanda e planejamento de operações. Porto Alegre: Bookman. 2011. RITZMAN. Administração da Produção e Operações.youtube. O capítulo 2 fala sobre a importância do planejamento para uma boa operação logística. São Paulo: Pearson Prentice Hall. Ronald H. Acesso em: 02 out.LINKS IMPORTANTES Quer saber mais sobre esse assunto? Então: Leia o livro de BALLOU. 2009. 36 . não complique o que é fácil. Disponível em: <http://www.com/watch?v=0i12VuarCMg>. 2011. Manoj. um bom exemplo para que o aluno entenda como encaixar a demanda prevista na capacidade Disponível em: <http://www. Também leia o livro de KRAJEWSKI. Acesso em: 2 out. Também veja o vídeo Análise de demanda e oferta. 2006. e PCP é uma parte importante da Cadeia de Abastecimento. um trecho de palestra que mostra como devemos manter o foco no planejamento. Lee. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos / Logística Empresarial.youtube. MALHOTRA. Larry. VÍDEOS IMPORTANTES Acesse o vídeo No Planejamento Estratégico.

produto em processo e produto acabado. Inclusive. você também viu o conceito de Just-in-time e sua utilização em algumas empresas. a estratégia da empresa etc. Os dados para fazer o planejamento são importantes e devem ter um bom grau de acerto. i g a lf t sv ud r i e o b mq l nc p x w k h x y i z j GLOSSÁRIO Just-in-Time (JIT): é um sistema de gestão de estoque que se caracteriza por manter níveis mínimos de estoque de matéria-prima. você percebeu a importância de um bom planejamento de pro-dução. em resumo. Plano de produção: o que a empresa pretende produzir num determinado período. Fluxo de caixa: refere-se ao montante de dinheiro recebido e gasto pela empresa num determinado período de tempo. pois os mesmos funcionarão como uma “bússola” que o planejamento usará para orientar a produção. o comportamento do mercado. de acordo com a demanda prevista. muitos problemas e dificuldades podem ser identificados previamente.FINALIZANDO Nessa aula. ganhando tempo e evitando desperdiçar material e horas de trabalho. Nessa aula. Bons estudos! 37 . não se esqueça de acessar sua ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. agora que o conteúdo dessa aula foi concluído. muitas empresas chamam o PCP de PPCP. Caro aluno. tal é a importância que dão ao planejamento da produção. Mão de obra: o trabalho manual alocado diretamente na produção. durante um período de tempo. dinheiro da empresa. Demanda: é a quantidade de bens que os consumidores desejam adquirir por um preço definido num dado mercado.

Habilidades Ao final.Tema 5 Programação da Produção ícones: Conteúdos e Habilidades Conteúdo Nesta aula. 38 . • Como são emitidas as ordens de produção. você deverá ser capaz de responder as seguintes questões: • O que é uma programação de produção? • Quais as técnicas utilizadas? • Como a etapa está interligada às outras no controle do processo produtivo? AULA 5 Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de Aprendizagem para você. você estudará: • A programação que é necessária para que a produção atenda aos pedidos. • Os sistemas produtivos.

pois as etapas sub-sequentes deverão ser informadas e cobradas com base em suas métricas corretas. o input (entrada) desta etapa será quilos de fio. agora. você ob-servará que: para começar. normalmente. como por exemplo: 39 . Têm de indicar claramente: as etapas e qual a sua sequência. Quem pegar este mapa (plano de produção) tem de compreender rapidamente e sem dúvidas as etapas e processos descritos.Leitura Obrigatória Planejamento da Produção Aborda os conteúdos situados no capítulo 4 do Livro-Texto. Nele. vamos imaginar que você tenha uma empresa que fabrica camisetas: você tem um pedido específico de um cliente. Por exemplo. o input (entrada de material ou informação) que deve existir no início de cada etapa e qual é o output esperado (saída de material ou informação) e. você já verificou se possui o material necessário e planejou o que deve ser feito. isto quer dizer que. Na programação de produção. o fio a ser utiliza-do. Ter muito claro este tipo de operação é imprescindível numa programação de produção. um indicativo de que caminhos seguir e quanto tempo cada trecho levaria. é normal você comprar. isto acontece de forma parecida: você tem. Após a tecelagem do mesmo em máquinas próprias (teares). ou seja. Em empresas têxteis. mas o output (saída) serão metros de tecido. num plano de produção. Existem várias técnicas para auxiliar a programação de produção. com as cores e tamanhos que ele quer comprar. como montagem de veículos. várias peças. por exemplo). que são unidas na montagem fazendo uma nova peça. Os programas de produção precisam ser. este vira o tecido. por quilo. vai deixar um mapa para que seus profissionais saibam qual o caminho a seguir para fabricar as camisetas no prazo e quantidade correta. detalhados e de entendimento simples. finalmente. maior (motor. qual é o resultado esperado deste processo produtivo e quanto tempo o mesmo deve durar. ao mesmo tempo. num determinado processo. e maquinário que deve ser utilizado — muitas vezes deve ser informada até mesmo a regulagem específica de algumas máquinas para a produção. Nas etapas anteriores. Em outros processos produtivos. da medição da matéria-prima necessária às etapas subsequentes. tem de informar a sua produção por meio da programação da produção. você deve entender que um plano de produção é como se fosse um mapa. você deve verificar todas as etapas envolvidas para que o produto fique pronto.

você vai liberar primeiro as or-dens de produção mais urgentes ou demoradas. sistema do período-padrão. você irá informar as pessoas e áreas sobre as suas respectivas tarefas. quando deverá iniciar e terminar (isto é chamado de aprazamento). como: siste-ma do produto. isso vai depender das in-formações que o planejamento da produção já lhe passou. inclusive indicando eventuais etapas atrasadas. Cronograma: você vai fazer cada etapa com uma indicação clara de seu início e fim. Ao fazer a sua programação de produção. Normalmente. lembre-se de que a liberação para a produção deve ser feita de forma contínua e ordenada. o tempo necessário em cada etapa. liberar de qual-quer jeito e tudo de uma vez vai gerar confusão e eventuais gargalos. estará indicado o uso de matériaprima. Nestas ordens. de grande valia para processos produtivos maiores e que exigem atividades dependentes. tem de fazer valer seu conhecimento e antecipar-se a este tipo de problema. você vai verificar qual sistema de liberação e emissão de ordens é mais adequado à sua operação de produção. 4. como da indústria automobilística ou aeronáutica. sistema de estoque mínimo. 3. não podemos pintar uma peça sem que a mesma tenha sua montagem concluída. As ordens de produção são as informações necessárias para que cada área saiba o que deverá produzir. Dependendo do tipo de produção que você tem: seriada. como profissional de Logística. sistema de estoque-base. que mostra o que já foi feito e o que ainda está por fazer. Você. irá passar as ordens de produção. Por último. e. ou seja. Program Evaluation Review Technique (Técnica de revisão de avaliação do programa). É muito utilizada em processos avançados e com alto grau de detalhamento e atividades. por encomenda etc. ou seja. sistema dos lotes componentes e sistema do lote-padrão. existem alguns sistemas. finalmente. qual será o resultado esperado. a rede de caminhos a ser seguida (a sequência de etapas) e o “cami-nho crítico”. assim todos os envolvidos saberão quando inicia e termina a sua responsabilidade para cada área. em outras palavras. além de ser um grande auxílio para identificar eventuais atrasos.1. a quantidade de homens/hora necessária e a quantidade de material que deverá ser entregue ao final da etapa pela área. 40 . aquela sequência que define o menor tempo para a execução de toda a programação de produção. PERT: é uma sigla em inglês. Gráfico de montagem: também mostra o cronograma. Gráfico de Gantt: é um cronograma mais detalhado e específico. sistema de carga. mas com um fluxograma alocado ao mesmo: permite fácil visualização das etapas. 2. os recursos alocados para cada atividade. qual deve ser a sequência de trabalho (chamada de roteiro de produção). Para controlar a emissão de ordens. Esta técnica conse-gue mostrar a relação entre as atividades dependentes. não se pode começar a atividade B sem que a atividade A já esteja concluída.. por área.

Agora é com você! Responda às questões a seguir para conferir o que aprendeu! Questão 05 O que é aprazamento? Verifique seu desempenho nesta questão. é muito importante ler o material didático disponível antes de finalizar a resposta! Faça todas as atividades com bastante atenção isso ajudará na organização da sua aprendizagem e é fundamental para seu autoestudo. Questão 06 Sobre os principais objetivos da programação da produção. Discuta com seu grupo se algumas fases poderiam ser trocadas de lugar. Questão 04 Qual é o sistema de emissão de ordens usado para uma produção sob en-comenda? Verifique seu desempenho nesta questão. Questão 01 Cite. clicando no ícone ao lado. e desperdícios de capacidade. vai trabalhar. Questão 03 Cite uma técnica de programação necessária para definir o roteiro e/ou o aprazamento. pois vai auxiliar na compreensão inicial do tema. clicando no ícone ao lado. pelo menos. de outro. 41 . depois segue para a faculdade ou sua casa. clicando no ícone ao lado. introduzindo o assunto tratado na aula. clicando no ícone ao lado. de um lado. três motivos para que seja feita a programação da produção. até ir dormir.Agora é a sua vez Instruções Você deverá realizar primeiramente a atividade Ponto de Partida. Verifique seu desempenho nesta questão. indique a alter-nativa errada: a) Balancear o processo produtivo de modo a evitar gargalos de produ-ção. Bom estudo! Ponto de partida Verifique a sua rotina diária. Não se esqueça. a partir do momento que acorda. Verifique seu desempenho nesta questão. clicando no ícone ao lado. Questão 02 Explique sucintamente como funciona o Gráfico de Gantt. tente fazer um diagrama de todas as suas atividades. Verifique seu desempenho nesta questão. ou se poderiam adiantar outras.

Verifique seu desempenho nesta questão. c) As afirmações I e III estão corretas. Verifique seu desempenho nesta questão. 42 . e) Ordem de pagamento. b) As afirmações II e III estão corretas. e) É indicada para produção sob encomenda. b) Precisa do aval da Contabilidade. d) Requisição de materiais. podemos dizer que: I. por meio de ordens de produção. Questão 09 Assinale o único tipo de ordem de produção errado: a) Ordem de montagem.b) Aproveitar ao máximo a capacidade instalada da empresa. c) Ordem de serviço. Verifique seu desempenho nesta questão. d) É a última fase da programação de produção. d) Todas as afirmações estão corretas. b) Ordem de compra. clicando no ícone ao lado. Aponte a alternativa certa: a) As afirmações I e II estão corretas. c) Maximizar o lucro da produção. Questão 08 Qual a técnica de programação da produção que permite calcular o caminho crítico? a) Gráfico de Gantt. é correto dizer que: a) Só funciona com PERT. Verifique seu desempenho nesta questão. II. clicando no ícone ao lado. e) Caminho mais curto. Questão 07 Sobre a rede PERT. c) Cronograma. Permite verificar o caminho crítico. e) Todas as afirmações estão erradas. b) PERT. d) Distribuir a carga de trabalho proporcionalmente às diversas unidades produtivas. Verifique seu desempenho nesta questão. c) Iniciam a mesma somente se tem atraso no aprazamento. III. pois gera pagamento de impostos. Questão 10 Sobre a liberação para a produção. e) Estabelecer. clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado. É a mais simples das técnicas. É baseada em 5 elementos principais. padrões de controle para que o processo possa ser continuamente melhorado. d) Gráfico de carga. clicando no ícone ao lado.

Mesmo com todo o planejamento prévio. Tudo o que precisa ser visto ou discutido tem de ser feito na programação. o processo se inicia e. pois é a última fase antes de a produção realmente começar. você viu que a programação da produção é a última etapa antes de liberar a produção numa empresa. 2011. você pode começar analisando uma mais simples. muito importante em programações de produção mais detalhadas e extensas. FINALIZANDO Nessa aula. se não houve um bom planejamento ou montaram de forma errada a programação. como a do site aqui indicado. Acesso em: 08 out. conhecendo bem seu processo e programando baseado em dados confiáveis. MARTINS. 2005. Disponível em: <http://www. que mostra uma programação de produção de uma pequena empresa. 2000. Logística Industrial. em: LAUGENI. São Paulo: Editora Atlas. Disponível em: <http://planilhasprontas.htm>. São Paulo: Saraiva.LINKS IMPORTANTES Quer saber mais sobre este assunto? Então: Leia GURGEL. que fala especificamente de PERT. O capítulo 15 fala do layout de uma produção. Fernando Piero. Outra planilha.html>. usada para controle de programação de materiais e equipamentos numa obra.com/2010/07/planilha-controle-deproducao.blogspot. Acesso em: 8 out.br/imsilva/newpage11. 43 .com.gsmanagement. que já discutimos nos temas anteriores. Evite este tipo de problema. Petrônio G. Administração da produção. depois. esta etapa é muito importante. Floriano do Amaral. atrasos e prejuízo. 2011. haverá problemas. Para ter uma ideia de planilha de programação da produção. Também leia o capítulo 14. com vários exemplos e definições.

a rede de caminhos a ser seguida (a sequência de etapas) e o “caminho crítico”. Cronograma: é um gráfico de dupla entrada: nas linhas horizontais. Aprazamento: é a atribuição de prazos e estabelecimento de datas ou horários. estão os fatores da produção e. nas colunas verticais. Caro aluno. o tempo necessário em cada etapa. os recursos alocados para cada atividade. Ordem de produção: informa sobre as decisões de produção para as diversas unidades ou seções envolvidas no processo produtivo. Roteiro: é o estabelecimento da melhor sequência ou fluxo para atender ao plano de produção. Bons estudos! 44 . Esta técnica consegue mostrar a relação entre as atividades dependentes. agora que o conteúdo dessa aula foi concluído. não se esqueça de acessar sua ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada.i g k lf h a t sv ud r i e l o b mq nc p x w x y i z j GLOSSÁRIO PERT: Program Evaluation Review Technique (Técnica de revisão de avaliação do programa). o tempo disponível para sua utilização (está relacionado com o tempo).

• Como minimizar quaisquer perdas ou atrasos. Habilidades Ao final. você deverá ser capaz de responder as seguintes questões: • Qual é a importância do controle da produção? • Quais são os métodos de controle da produção? • Como avaliar a eficácia de um bom controle da produção? AULA 6 Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de Aprendizagem para você. 45 . • A importância do acompanhamento da produção. você estudará: • Que controlar é medir.Tema 6 Controle da Produção ícones: Conteúdos e Habilidades Conteúdo Nesta aula.

pp. ainda. Pois. deveremos decidir se haverá trabalho da produção num feriado. podemos. muitas vezes a empresa e seus profissionais só irão se der conta de atrasos e desvios na qualidade dos produtos ou divergências da produção quando a mesma estiver finalizada ou com o prazo estourado. o controle é imprescindível e. se não existe controle efetivo. de forma proativa. ainda. para que o resultado seja o esperado por clientes e usuários. Numa operação típica. ou. 97 a 104 do Livro-Texto. Isso vai levar a uma revisão do cronograma e/ou a um estudo da viabilidade econômica do processo. verificar o processo e mudar o que for necessário 46 . podemos nos deparar com problemas que não tinham sido aventados durante o planejamento. Resumindo. para minimizar o problema. se o prazo está muito exíguo. Neste caso. em vários momentos. Podemos ter influências externas. mas é absolutamente necessário. podemos ter de enfrentar o inesperado. Poderemos ter de comprar mais matéria-prima. por último. pois a que já foi utilizada acabou gerando um produto fora da especificação. fatores externos ao planejado ou mesmo à própria empresa que afetam diretamente a produção e que exigem uma revisão dos prazos. o controle de produção irá agir assim que houver uma falha ou erro no processo produtivo. isto significa maiores gastos. ou se mudamos algumas etapas para ganhar tempo e antecipar algumas metas. atrasos no prazo predeterminado ou gastos inesperados. Nestes casos. Nele. sem dúvida. com as despesas com mão de obra sendo oneradas para cumprir a lei. analisando o que ocorreu e. a falta de um controle efetivo na produção pode e deve gerar prejuízos ainda maiores. gera certo custo e tempo para a empresa. ou seja. podemos dizer que um tempo precioso foi perdido em processos que precisarão ser retrabalhados. metas e resultados. Podemos ter dúvidas sobre assuntos que não foram discutidos anteriormente. Para evitar desvios no processo. o que pode comprometer a lucratividade da operação. se um dia a menos de trabalho não vai impactar o lead-time do processo como um todo. você observará que: o controle existe para assegurar que um processo saia exatamente como foi planejado. nos deparar com situações que não tinham sido previstas e. como por exemplo: um feriado marcado repentinamente pela esfera municipal ou estadual.Leitura Obrigatória Controle da Produção Aborda os conteúdos situados na primeira parte do capítulo 5. é necessário que o processo seja controlado. Agora.

é nesta fase que iremos realmente medir a eficiência e a eficácia da produção. Se o controle da produção não tivesse esta postura. muito provavelmente outro lote de peças fora de especificação seria enviado pelo fornecedor. O controle de produção é chamado e. o controle da produção é a sua última fase. Em várias fábricas. assuntos que já abordamos em temas anteriores. A carga de trabalho e responsabilidade do controle de produção é grande. um planejamento mais exato. O controle de produção deve analisar o previsto no planejamento com o que foi reali-zado na produção. 47 . comparando o previsto com o realizado. que disporão de dados mais confiáveis e precisos. Quando falamos sobre PCP. analisar. permite a avaliação rápida de volume produzido e carga de trabalho. Em suma.para que esta falha ou erro não ocorra novamente. • Controle total: envolve todos os itens. inclusive para melhorar o planejamento de processos no futuro. fazendo. • Controle por exceção: executado sobre discrepâncias ou desvios. portanto. identificar possíveis desvios e atrasos e elaborar todos os relatórios de produção da empresa. o controle de produção fica inclusive dentro da área produtiva. este fornecedor é contatado para corrigir o problema. • Controle por amostragem: usa conceitos estatísticos para verificação sistemática de amostras. gerando novos problemas na produção. dando problemas de encaixe. assim. que verifica se o que foi executado confere com o programado. • Autocontrole: executado pela própria área envolvida na produção. se as peças atendem aos requisitos necessários. Por exemplo. seus profissionais devem manter um contato muito estreito com a produção em si. Existem diferentes métodos para se controlar a produção. corrigir e evitar que ocorra de novo qualquer problema que afete a produção e o resultado esperado. causando o mesmo tipo de problema no futuro. o controle agiu não apenas para corrigir a falha e minimizar eventuais atrasos. nas entregas futuras deste fornecedor. verifica que elas foram compradas de um determinado fornecedor. analisando as mesmas. pois é ele que deve identificar. mas para que situações como esta não ocorram novamente. e o setor de recebimento da empresa é instruído a verificar. entre eles: • Controle visual: ainda bastante utilizado. Para isso. sobre os erros ou falhas que acontecem. a área de suprimentos que fez a negociação de compra é avisada do problema. imagine que foi detectado numa das etapas da produção que as peças estavam fora do tamanho exigido. em alguns processos produtivos.

qualidade. ao menos. clicando no ícone ao lado. Verifique seu desempenho nesta questão. três finalidades do controle de produção. introduzindo o assunto tratado na aula. b) Custo. clicando no ícone ao lado. Agora é com você! Responda às questões a seguir para conferir o que aprendeu! Questão 05 Quais são as fases do controle de produção? Verifique seu desempenho nesta questão. Questão 03 Cite. pois vai auxiliar na compreensão inicial do tema. identifique as suas diferenças e em que tipo de produção seriam mais adequados. clicando no ícone ao lado. 48 . Questão 01 Quais são os dois tipos de controle? Verifique seu desempenho nesta questão. clicando no ícone ao lado. Questão 04 Cite quatro itens críticos que o controle de produção tem de acompanhar na produção de uma empresa. Verifique seu desempenho nesta questão. Ponto de partida Pesquise e discuta com o seu grupo pelo menos dois métodos de controle da produção. c) Qualidade. é muito importante ler o material didático disponível antes de finalizar a resposta! Faça todas as atividades com bastante atenção isso ajudará na organização da sua aprendizagem e é fundamental para seu autoestudo. clicando no ícone ao lado. Questão 06 Os padrões que o controle de produção estabelece são: a) Quantidade. Não se esqueça. quantidade. custo. lucro e rapidez.Agora é a sua vez Instruções Você deverá realizar primeiramente a atividade Ponto de Partida. Bom estudo! Questão 02 Ao implantar um controle de produção. tempo e custo. lead-time e tempo. a que as empresas estão visando? Verifique seu desempenho nesta questão.

b) I e III estão certas. d) Fluxo de caixa. mensurar o lucro. clicando no ícone ao lado. comparar desempenho e ações corretivas. d) Estabelecer padrões. Questão 10 As quatro fases do controle da produção são: a) Estabelecer padrões. II e III estão certas.d) Custo. comparar desempenho e punir quem erra. Verifique seu desempenho nesta questão. II e III estão erradas. b) Planejamento das necessidades de materiais. c) Estabelecer metas. Questão 09 Sobre os desafios do controle de produção. Lidar com ciclos de produção demasiadamente longos. e) I. Verifique seu desempenho nesta questão. Verifique seu desempenho nesta questão. comparar com o penúltimo resultado e ações corretivas. Agora. tempo e qualidade. e) Lucro. altos. Questão 08 Indique o único aspecto que o controle da produção não monitora: a) Planejamento da capacidade de produção. Questão 07 Quantos métodos de controle da produção existem? a) 5. clicando no ícone ao lado. e) Estabelecer padrões. III. Lidar com escassez ou excesso de estoque de MP. rapidez e qualidade. clicando no ícone ao lado. avaliar desempenho. avaliar desempenho. c) 3. clicando no ícone ao lado. Verifique seu desempenho nesta questão. quantidade. Lidar com custos de produção excessivamente 49 . c) II e III estão certas. clicando no ícone ao lado. avaliar desempenho. d) I. b) Estabelecer padrões. aponte a alternativa correta: a) I e II estão certas. b) 4. II. e) 2. d) 6. comparar desempenho e a-ções corretivas. e) Depósito e estoque de PA. avaliar desempenho. quantidade. Verifique seu desempenho nesta questão. analise as seguintes expressões: I. c) Previsão de vendas. comparar desempenho e ações corretivas.

D. São Paulo: Editora Atlas. Como determinar os sistemas de controle da produção a partir da lei de pareto. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos/Logística Empresarial. Ronald H. O capítulo 21 fala sobre mensurações e relatórios de desempenho na cadeia logística. trabalho acadêmico apresentado no XXIV Encontro Nacional de Engenharia de Produção. JUNQUEIRA. Logística Empresarial. de que adiantaria você gastar tempo planejando.. O Planejamento e Controle da Produção como Condicionantes do Sucesso Competitivo da Empresa Construtora.pdf>. não houvesse controle? Quem iria garantir que o processo seria executado da maneira que foi planejada? Se houvesse algum problema. Leia BOWERSOX. Veja também o trabalho de LIMA JR. Disponível em: <http://www. 2006. quem reveria o anteriormente previsto para redesenhar o novo processo? Logicamente. GANGA. Acesso em: 09 out.org. João R.br/images/File/arquivosPDF/plaecon.br/ biblioteca/ENEGEP2004_Enegep0101_0457. Veja o trabalho de SILVA. que auxiliam a tarefa de fazer do controle da produção uma atitude eficiente e confiável. 2011..pdf>. 2011. Roberta P. Alessandro L.. 2001. Donald J. para certificar-se de que a produção sairá como o esperado. e CLOSS. Acesso em: 09 out. Disponível em: <http://www. realestate. no decorrer de sua produção. existem técnicas e metodologias para isso. os cuidados que você precisa ter para não parar a sua linha de produção. você viu que o controle é tão importante quanto o planejamento. Afinal de contas. FINALIZANDO Nessa aula. 50 . Porto Alegre: Bookman. Gilberto M.LINKS IMPORTANTES Quer saber mais sobre este assunto? Então: Leia BALLOU. O capítulo 10 fala sobre programação de suprimentos e just-in-time. pensando em melhores soluções se.abepro. David J.

i g k lf h a t sv ud r i e l o b mq nc p x w x y i z j GLOSSÁRIO Controle: é uma das funções que compõem o processo administrativo. perfeito. sob algum ponto de vista. Medição: é a atividade de comparar uma quantidade com um padrão predefinido. que foram planejadas. Caro aluno. Bons estudos! 51 . Falha: defeito ou condição anormal que pode ocorrer em um sistema e impedir o seu bom funcionamento Padrão: um estado considerado normal. A função de controlar consiste em averiguar se as atividades efetivas estão de acordo com as atividades em seus projetos originais. Comparação: o mesmo que medição. agora que o conteúdo dessa aula foi concluído. não se esqueça de acessar sua ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada.

• Planejamento e relatório.Tema 7 Controle da Produção ícones: Conteúdos e Habilidades Conteúdo Nesta aula. você estudará: • Quais são os controles efetivos de produção. 52 . Habilidades Ao final. você deverá ser capaz de responder as seguintes questões: • Quais os tipos de controle da produção? • Como verificar os indicadores de desempenho da sua produção? • De que forma elaborar relatórios gerenciais que auxiliem na tomada de decisão? AULA 7 Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de Aprendizagem para você. • Sistema de relatório.

vai verificar quanto de sua capacidade. • Controle das quantidades produzidas: este tipo de controle é feito ao final do processo. É um excelente indicador para verificar eventuais necessidades de contratações de pessoal (se as encomendas estão crescendo) ou demissões (se as encomendas estão diminuindo). • Índice de qualidade: muito utilizado para controlar a qualidade dos produtos e verificar a porcentagem de peças defeituosas que foram refugadas na produção. • Coeficiente do tempo utilizado: vai comparar o tempo previsto no planejamento com o tempo gasto na execução do plano de produção. Nele. Em outras palavras. Vamos discutir cada um deles: • Controle do plano de produção: este controle consegue acompanhar a produção em um nível geral. está sendo efetivamente utilizada. Em outras palavras. quando irá indicar o que foi. • Coeficiente de utilização do equipamento: vai comparar o nú-mero de horas trabalhadas pelas suas máquinas na produção em relação ao número de horas em que as mesmas estavam disponíveis. • Gráficos de Gantt e de montagem: os mesmos gráficos utiliza-dos na etapa de planejamento serão utilizados para o seu con-trole de produção. de fato. verificando: • Índice de eficiência: vai comparar o número de horas previstas no planejamento da produção com o número de horas efetivamente trabalhadas para executar o plano de produção. Possui alguns índices: • Índice das quantidades produzidas: vai comparar o que foi pro-gramado na produção com o que foi. em relação à quantidade total de peças produzidas. produzido. assim fica fácil visualizar eventuais atrasos. você observará que: existem vários métodos e tipos de controle da produção. para indicar o que foi previsto (uma cor) e o que foi realizado (outra cor). 104 a 111 do Livro-Texto. em termos de mão de obra. 53 .Leitura Obrigatória Controle da Produção Aborda os conteúdos situados na segunda parte do capítulo 5. seu uso irá depender do tipo de sistema produtivo que você possui e das condições oferecidas para sua operação. está sendo efetivamente utilizada. efetivamente. em termos de maquinário. produzido das ordens de produção recebidas. vai verificar quanto de sua capacidade. pp. • Coeficiente de utilização de mão de obra: vai comparar o número de horas aplicadas na produção em relação ao número total de horas disponíveis. É um excelente indicador para verificar eventuais ampliações no número de máquinas ou compra de equipamento mais novo. Você pode usar cores diferentes nas linhas.

Tenha em mente que um deslize ou falta de informação pode causar grande prejuízo a qualquer produção. foram efetivamente cumpridos. Um controle de produção efetivo é fundamental para que a empresa atinja seus objetivos: sejam eles de lucro. • Controle das datas de término: este controle é necessário por indicar se os prazos da produção. e dividir pelo estoque médio do item num dado período. é uma situação ruim para o caixa da empresa. pode estar ocorrendo pouca venda de PA aos clientes ou muita compra de MP dos fornecedo-res. evitar que ocorram novamente. também chamado giro de estoque. • Índice de cumprimento de ordens: vai comparar as ordens de produção cumpridas com as ordens de produção não cumpridas. um baixo giro indica que os produtos estão parados no estoque. e você poderá verificar os motivos. o fluxo financeiro (ou de caixa) de sua empresa é constante. • Controle de estoques: o controle de produção vai sempre verificar o ní-vel de estoque de MP.• Índice de utilização de matéria-prima: vai permitir que você compare a quantidade de MP (matériaprima) que foi utilizada na produção em relação à quantidade de MP prevista no plano de produção. Prazos cumpridos irão indicar que o planejamento e a execução da produção foram bem feitos. com vendas de PA aos clientes e compra de MP dos fornecedores constantemente. literalmente “bombeando” mais material para as áreas que têm falta do mesmo e acelerando ou diminuindo o ritmo da produção em outras á-reas. Também acompanha o estoque de material em processo. 54 . Portanto. Dependendo do tipo de empresa. dependendo da sua necessidade específica. pagar os salários dos trabalhadores e demais despesas. como a falta de MP. haverá um giro também no seu fluxo de caixa. a empresa gastou dinheiro para comprar matéria-prima. isto vai mostrar quanto o seu item “girou” no estoque. Se o giro é baixo. equipamento quebrado etc. o gasto não é recuperado. mais o número de saídas de estoque do mesmo item. Um alto giro indica que tanto a produção quanto as vendas têm um bom ritmo. numa ação pró-ativa. pois sem a mesma a produção será comprometi-da. o estoque de PA (produto acaba-do). qualidade e/ou participação em seu mercado. previamente planejados. se os produtos não são vendidos. Você deverá somar o número de entradas no estoque de um de-terminado item. o motivo de o Índice de rotação de estoque ser alto é que. principalmente as que fazem itens de produção seriada. por último. Ao contrário. proporcionalmente. Em ambos os casos. para que nenhuma etapa atrase e. Prazos estourados deverão ser analisados para identificar as causas do problema e. ou seja. O principal indicador é: • Índice de rotação de estoque: é um indicador que mostra como cada item do seu estoque se movimentou no decorrer de um de-terminado período de tempo. Para produzi-los. o controle da produção pode ser visto como o “coração” da em-presa. Portanto. este giro precisa ser alto. e o controle de produção pode e deve sinalizar isto rapidamente com este relatório.

Questão 03 Qual a diferença entre o Índice de qualidade e o Índice de quantidades produzidas? Verifique seu desempenho nesta questão. pois vai auxiliar na compreensão inicial do tema. clicando no ícone ao lado. Verifique o tipo de empresa. o método utilizado e os resultados a que a empresa chegou com isto. clicando no ícone ao lado. c) 4. Não se esqueça. Bom estudo! Questão 02 A conta em que dividimos o tempo previsto para a produção pelo tempo gasto na produção diz respeito a qual índice? Verifique seu desempenho nesta questão. clicando no ícone ao lado. 55 . Questão 05 Para que serve o controle das datas de término? Verifique seu desempenho nesta questão. Agora é com você! Responda às questões a seguir para conferir o que aprendeu! Questão 04 O que é o índice de rotação de estoques? Verifique seu desempenho nesta questão. b) 3. é muito importante ler o material didático disponível antes de finalizar a resposta! Faça todas as atividades com bastante atenção isso ajudará na organização da sua aprendizagem e é fundamental para seu autoestudo. Questão 06 Quantos índices diferentes de controle do plano de produção existem? a) 2. Questão 01 O que é índice de eficiência? Verifique seu desempenho nesta questão. Ponto de partida Pesquise com o seu grupo um caso real de controle de produção. introduzindo o assunto tratado na aula. clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado.Agora é a sua vez Instruções Você deverá realizar primeiramente a atividade Ponto de Partida.

000 nas empresas. clicando no ícone ao lado. b) Pelo coeficiente de tempo utilizado. e) 6. clicando no ícone ao lado. d) Todas as afirmativas estão corretas. b) Estão corretas I e III. O coeficiente de utilização de equipamento compara o número de horas trabalhadas pela máquina com o número de horas que a mesma ficou em manutenção. a) Estão corretas I e II. e) Todas as afirmativas estão erradas. e) Pelo arquivamento das fichas por datas de término ou por fichas de entrega. O índice de cumprimento das ordens compara as ordens cumpridas com as não cumpridas. d) Todas as afirmativas estão corretas. c) Usando também o índice de rotação de estoque. Verifique seu desempenho nesta questão. Verifique seu desempenho nesta questão. Verifique seu desempenho nesta questão. clicando no ícone ao lado. por motivos de falta de MP ou de MO. e) Controle geral de qualidade. relação à quantidade de MP prevista no plano de produção. Questão 09 Um dos índices de controle de estoque é o: a) Índice das quantidades produzidas. a) Estão corretas I e II. d) Índice de utilização de equipamento. II. também utilizamos os gráficos de Gantt. e) Todas as afirmativas estão erradas. Questão 10 O controle das datas de término pode ser feito de duas maneiras: a) Pelo final da produção e pelo início da produção. Verifique seu desempenho nesta questão. Verifique seu desempenho nesta questão. clicando no ícone ao lado.d) 5. Para controle de produção. b) Estão corretas I e III. O coeficiente de utilização de mão de obra compara o número de horas aplicadas à encomenda com o número de horas totais de mão de obra. III. c) Estão corretas II e III. b) Coeficiente de tempo utilizado. III. Questão 08 Das seguintes afirmativas: I. O índice de qualidade serve para certificar a norma ISO 9. Questão 07 Das seguintes afirmativas: I. c) Estão corretas II e III. II. clicando no ícone ao lado. d) Debitando a data de finalização de produção pela data de início de produção. O índice de utilização da matéria-prima permite comparar a quantidade de MP utilizada em 56 . c) Índice de rotação de estoque.

et al. muito em voga atualmente. Lee et al. principalmente. R. José Carlos e MACHLINE. Everaldo A. quanto um problema de falta de matéria-prima (MP). monografia acadêmica que mostra a metodologia de PCP alocada na empresas de construção civil. boa dissertação sobre várias técnicas diferentes. Disponível em: <http:// www.br/fcardoso/Monografia%20Eduardo%20Batista. Logística Hospitalar – Teoria e Prática. e. FINALIZANDO Você viu que existem métodos diferentes para se controlar a produção. Planejamento e Controle da Produção sob a Ótica da Empresa Incorporadora.uma contribuição ao gerenciamento estratégico de operações. 2009. 2009. as empresas usam mais de um. Normalmente. Eduardo B. para você aprender mais. identificar o que atrapalhou a sua produção. Podemos ter tanto um problema de manutenção. por se tratar de um segmento importante e com grande acuracidade como é o de remédios. suas correlações e aplicações.uff. O capítulo 9 aborda o sistema de produção enxuta. O importante é ter 57 . Leia BARBIERI. Acesso em: 10 out.LINKS IMPORTANTES Quer saber mais sobre o assunto? Então: Leia KRAJEWSKI. é um bom ponto de vista a ser estudado.php/sg/article/viewFile/SGV3N1A4/50>. o que realizaram e. atrasando a produção porque as máquinas ficaram paradas. 2011. 2011. atrasando toda a linha de produção. Claude. pdf>. Acesso em: 10 out. São Paulo: Saraiva. suas características e controles.br/sg/index. Veja o trabalho de SILVA. Estudo das diferentes lógicas de Planejamento e Controle . O capítulo 2 fala de parâmetros de planejamento e controle.pcc. Veja também o trabalho de PEREIRA. porque assim conseguem ter uma visão mais clara e detalhada do que foi previsto. Disponível em: <http://www. Administração de Produção e Operações.usp. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

modelos mentais. dos itens de uma coleção. Utilização: ato ou efeito de utilizar. como cultura. para agir rapidamente e eliminar os problemas. agora que o conteúdo dessa aula foi concluído. Qualidade: é um conceito subjetivo que está relacionado diretamente às percepções de cada indivíduo. para di-minuir eventuais atrasos e prejuízos. Caro aluno. acompanhado de referenciais que permitem a identificação e/ou localização do item ou do documento. tipo de produto ou serviço prestado. Índice: é um roteiro ordenado. alfabético ou sistemático. necessidades e expectativas. ou do conteúdo de um documento. Bons estudos! 58 .números e controles precisos. não se esqueça de acessar sua ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Coeficiente: é o fator multiplicativo de um termo numa expressão. Diversos fatores. sendo geralmente um número. e que não se confunde com as variáveis da expressão. influenciam diretamente nesta definição. A rotação de estoque é calculada como a razão da utilização acumulada em relação ao nível de estoque médio. i g a lf t sv ud r i e l o b mq nc p x w k h x y i z j GLOSSÁRIO Rotação de estoque: especifica a frequência em que o estoque médio foi consumido.

• A forma correta de estocar. você deverá ser capaz de responder as seguintes questões: • Qual é o conceito de estoque? • Quais são os tipos de estoque? • Qual a classificação e dimensionamento de estoque? AULA 8 Assista às aulas nos polos presenciais e também disponíveis no Ambiente Virtual de Aprendizagem para você. 59 . • A importância do estoque no PCP.Tema 8 Controle de Estoque ícones: Conteúdos e Habilidades Conteúdo Nesta aula. Habilidades Ao final. você estudará: • Qual a funcionalidade do estoque.

temos duas situações de problemas que podem ocorrer: 1. Ou. para o momento em que for necessário. se o número real está abaixo do que seus relatórios mostram. e a própria produção será feita para complementar o estoque existente de produto acabado (PA). Lembre-se. Atualmente. Numa situação em que o estoque seja muito baixo. ou não conseguir atender ao pedido de seu cliente. se você tem um estoque maior do que o necessário. Sua produção fica comprometida e você compra me-nos do que seria necessário. e quando dizemos baixo dizemos abaixo da demanda projetada. isto significa dinheiro da empresa gasto onde não era preciso. pois deverá comprar de seus fornecedores. inversamente. pois o planejamento e a programação da produ-ção serão feitos com base no estoque disponível de matéria-prima (MP) para a produção. então a empresa corre o ris-co de não conseguir atender seus clientes na quantidade pedida. nas condições em que se precisa do mesmo. continuar seu processo produtivo. só então. O estoque tem de ser o necessário. Você observará que: um controle acurado de estoque é fundamental para qualquer sistema de PCP. existe o risco real de que o cliente compre do concorrente. cuidar bem é uma importante atribuição do profissional de logística. fazendo não só com que a 60 . se o seu controle de estoque de produto acabado não é exato. O estoque de produto acabado é baixo. então a velocidade da empresa para atender aos pedidos será reduzida. Nos dois casos. O estoque de matéria-prima é baixo. estoque também é patrimônio da empresa. um controle de estoque acurado é fundamental para as empresas gastarem exatamente o necessário. aguardar a chegada para. mas uso de mão de obra e tempo de produção.Leitura Obrigatória Controle de Estoque Imagine se o número de matéria-prima não é suficiente e seu controle de estoque está errado. não só em compra de matéria-prima. se o número real está acima do que seus relatórios mostram. Da mesma maneira. não conseguindo atender todas as suas ordens de produção. 2. gastando material e mão de obra indevidamente. nada mais e nada menos. você pode acabar produzindo a mais para atender o seu cliente. devendo os clientes aguardar o término de uma nova produção.

no uso de mão de obra e equipamentos. em dinheiro perdido. pois o esto-que pode ter de ser direcionado para o lixo. do tipo de sistema que você usa e da própria natureza de seu negócio. Mesmo assim. temos a situação em que o estoque está bem maior do que a demanda projeta. e. em relação a outros. Isto significa que foi gasto menos recurso financeiro do que o necessário na compra de matéria-prima. esse dinheiro poderia ter sido usado em outra ação ou processo na empresa. A economia aparente num primeiro momento pode transformar-se. 2. isso é chamado de compra de oportunidade. aí o prejuízo fica maior ainda. O estoque de matéria-prima está alto. mas o que dificilmente varia. O estoque de produto acabado está alto. produtos com grande consumo seriam de categoria A. Seja uma classificação ABC comum (também chamada de Pareto). estas situações têm de ser muito bem analisadas tecnicamente: não adianta comprar algo que estava mais barato. também temos duas situações: 1. que possuem maior e menor grau de sofisticação — o investimento em equipamento e software vai depender da sua real necessidade. inclusive interferindo no layout de sua área de estocagem. afetando o fluxo de caixa ou seu resultado financeiro. dinheiro este que poderia ter sido usado em outra ação ou processo na empresa. o número de itens dentro de seu estoque também. no médio e longo prazo. ainda temos de verificar se os produtos comprados ou pro-duzidos têm prazo de validade. pode haver situações em que a compra de matéria-prima em maiores quantidades seja vantajosa. Existem vários sistemas de controle de estoques. o conhecido market share. talvez até aumen-tando sua participação no mesmo. afetando o fluxo de caixa ou seu resultado financeiro. e de-vem ficar numa área onde 61 . Por outro lado. da mesma maneira que na situação 1. com perda total e acerto contábil. Existem sistemas informatizados de controle de estoque chamados de WMS – Warehouse Management System (sistema de gerenciamento de armazém). Logicamente. nestes casos. ou uma relação não por consumo. Nos dois casos. se não for utilizado num horizonte factível. é a necessidade maior que se tem de alguns itens. mas abra espaço para seus concorrentes se posicionarem melhor no mercado. Por exemplo. independentemente do tipo de empresa. você tem de ser capaz de utilizar as informações de seu controle de estoque para planejar o seu negócio. O tamanho do seu estoque pode variar.empresa fature menos. usar um ou outro tipo vai depender do grau de acuracidade de que você necessita. Isto significa que foi gasto mais recurso financeiro do que o necessário na compra. mas por valor ou lead-time de fornecedor.

para ganhar em termos de horas/homem de sua equipe. na verdade é uma busca contínua pelo estoque que atenda à sua necessidade. Muito tem se falado sobre estoque zero. prejuízo para a empresa. deve-se levar em consideração a de-manda projetada e os objetivos da empresa. pois as coletas do mesmo para a produção serão mais constantes. 62 . pois o conceito de PCP é isto mesmo. por consequência. produtos com grande lead-time para reposição. sem desperdício. capacidade da produção e objetivos da empresa. Já produtos muito caros precisam ficar em áreas específicas para evitar danos ou furtos e. Por fim. Para dimensionar um estoque ideal. isto tem de ser levado em conta. têm de ser sinalizados ao PCP para acompanhamento. sem faltar ou sobrar material. por parte de seu fornecedor. de forma que sua operação rode da maneira mais eficaz. Estes conceitos já foram debatidos nos temas anteriores.o manuseio interno seja mais fácil. melhor será o resultado final. Caso alguma Ordem de Produção que utilize estes últimos seja planejada. uma visão mais abrangente da demanda. Isso fica mais produtivo (já estudamos isso nos temas anteriores). veja agora como tudo se junta. e quanto menos tempo levar cada coleta para atender a uma Ordem de Produção.

analisem a necessidade de estoque de empresas de segmentos diferentes. Agora é com você! Responda às questões a seguir para conferir o que aprendeu! Questão 01 Quais são as finalidades do estoque? Verifique seu desempenho nesta questão. Questão 05 Como podemos dimensionar um estoque por técnicas matemáticas? Verifique seu desempenho nesta questão. quais informações devem existir para identificar o item? Verifique seu desempenho nesta questão. como uma indústria e uma cadeia varejista. Questão 04 Numa ficha de estoque. Verifique seu desempenho nesta questão. Os estoques não ficam apenas no almoxarifado (MP) ou no depósito (PA). clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado. 63 . é muito importante ler o material didático disponível antes de finalizar a resposta! Faça todas as atividades com bastante atenção isso ajudará na organização da sua aprendizagem e é fundamental para seu autoestudo.Agora é a sua vez INSTRUÇÕES Você deverá realizar primeiramente a atividade Ponto de Partida. II. Não se esqueça. Existem seis tipos de estoque. Ponto de partida Faça um debate com o seu grupo. Questão 06 Sobre os tipos de estoque. pois vai auxiliar na compreensão inicial do tema. se distribuem pela produção. clicando no ícone ao lado. Discutam os prós e contras de estoques altos e baixos. A movimentação de materiais dentro da empresa é feita por meio de ordens. podemos dizer que: I. Questão 03 Cite ao menos dois sistemas de controle de estoques. introduzindo o assunto tratado na aula. Bom estudo! Questão 02 Quais são os tipos de estoque? Verifique seu desempenho nesta questão. III. clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado.

d) Seis. c) 4. d) Custo do produto. e) 8. c) Quatro.a) Estão corretas as afirmativas I e II. Questão 08 Quantas informações devem ter no controle de item. d) Sete. Questão 10 Quantos sistemas de dimensionamento pela prática existem? a) 2. Verifique seu desempenho nesta questão. c) Curva de consumo. a) Valor do mesmo. clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado. c) Estão corretas as afirmativas II e III. c) Dez. d) 5. Verifique seu desempenho nesta questão. da ficha de estoque? a) Quatro. e) Três. d) Todas as afirmativas estão corretas. b) Estão corretas as afirmativas I e III. b) Risco de incêndio. e) Curva ABC ou Pareto. b) Dois. Verifique seu desempenho nesta questão. Verifique seu desempenho nesta questão. clicando no ícone ao lado. clicando no ícone ao lado. e) Todas as afirmativas estão erradas. Questão 09 Que ferramenta usamos para classificar o estoque? 64 . Verifique seu desempenho nesta questão. clicando no ícone ao lado. e) Cinco. b) Oito. b) 3. Questão 07 Quantos sistemas de controle de estoque existem? a) Três.

com.LINKS IMPORTANTES Quer saber mais sobre o assunto? Então: Leia MOURA. Acesso em: 10 out. e é vendendo os produtos que a empresa re-cupera este dinheiro. São Paulo: Atlas. Existem técnicas e conceitos diferentes para se controlar um estoque. ter números de estoque confiáveis é mais do que necessário. mas saiba que será fundamental ter o controle de estoque. Veja uma planilha para controle de estoque. Amarildo. bem como inúmeros sistemas informatizados que automatizam este controle. Disponível em: <http://www. 2011. Acesso em: 10 out. 1983. Estoque é patrimônio da empresa. do conceito de depósito ou almoxarifado às operações integradas da Cadeia de Abastecimento (supply chain). Classificação ABC para melhor gestão do estoque. 2011. Um livro bem detalhado sobre armazenagem na prática.br/downloads/controle-de-estoque>. Gestão de Estoques na Cadeia de Logística Integrada. 65 . é primordial. Portanto.php?canal=11&canallocal=41&canalsub2=132& id=180>. em que o autor mostra os benefícios deste tipo de controle para o gerenciamento de um armazém. FINALIZANDO Você viu a necessidade de um controle de estoques eficiente. Leia CHING. fazendo seu capital de giro. Hong Y. Reinaldo A. Verifique a necessidade e disponibilidade. senão a sua operação como um todo poderá ficar bastante comprometida. com discussão de layout e sistemas de recebimento. Veja o artigo de NOGUEIRA. Sistemas e Técnicas de Movimentação e armazenagem de Materiais. Disponível em: <http://info. O autor mostra a evolução da gestão de estoques até os dias de hoje. 1999. armazenagem e separação de pedidos. em maior ou menor grau.abril. foi necessário despender capital (dinheiro) para comprar matéria-prima.ogerente. São Paulo: Imam.com. para se familiarizar com este tipo de controle.br/novo/colunas_ler.

no século XIX. Na Itália. não se esqueça de acessar sua ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Lead-time: é o tempo entre o momento de entrada do material até a sua saída do inventário. saber o tamanho. Armazenagem: a armazenagem é constituída por um conjunto de funções de recebimento. 2009. num estudo sobre a renda e riqueza. Ronald H. Porto Alegre: Bookman. São Paulo: Saraiva. São Paulo: Saraiva. 20%. estoque (corruptela da palavra inglesa stock) refere-se às mercadorias. BERTAGLIA. agora que o conteúdo dessa aula foi concluído. Caro aluno. BARBIERI. Dimensionamento: dar a dimensão. Paulo Roberto. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos / Logística Empresarial. carregamento. arrumação e conservação de matérias-primas. Logística e Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento. 2009. ele observou uma pequena parcela da população. produtos (finais ou inacabados) ou outros elementos na posse de um agente econômico. Logística Hospitalar – Teoria e Prática. Curva ABC ou Pareto: a Curva ABC ou 80-20 é baseada no teorema do economista Vilfredo Pareto. Bons estudos! Referências BALLOU. José Carlos e MACHLINE. produtos acabados ou semiacabados. Claude. 2006.i g a lf t sv ud r i e o b mq l nc p x w k h x y i z j GLOSSÁRIO Estoque: em administração. 66 . 80%. descarga. que concentrava a maior parte da riqueza.

MOURA. GONÇALVES. MCHUGH. ROY L. Acesso em: 10 out. Administração de Materiais. CHING. Amarildo. Logística Industrial.realestate. 2007. 2005. Rio de Janeiro: Campus. Fernando Piero. Rio de Janeiro: Editora Campus. Acesso em: 09 out. 2009. LAUGENI. São Paulo: Saraiva.ogerente. Patrick. GURGEL. Lee et al. 2001. 2011. MARTINS. Paul.br/images/File/arquivosPDF/plaecon. São Paulo: Imam. LIMA JR. Planejamento e controle da produção. Reinventando a Fábrica II – Conceitos modernos de produtividade na prática. Idalberto. Disponível em: <http:// www. NOGUEIRA. CHIAVENATO.php?canal=11&canallocal=41&canalsub2=132&id=180>. Barueri. KRAJEWSKI. cap. Sistemas e Técnicas de Movimentação e armazenagem de Materiais. Administração da produção. Administração de materiais e logística. MARTINS. David J. Reinaldo A. ALT.. Paulo Sérgio. Logística Empresarial. pdf>. Paulo Renato C. SP: Manole. Artigo. CLOSS. São Paulo: Editora Atlas. São Paulo: Saraiva. 1993. Donald J. 2009. João R. 1999. 14. Cadeias de Produção – Um imperativo. Classificação ABC para melhor gestão do estoque. HARMON. Rio de Janeiro: Elsevier. São Paulo: Atlas. Floriano do Amaral. 2008. HANNON. 2011. 2000. Disponível em: <http://www.BOWERSOX.com. São Paulo: Pearson Prentice Hall. Petrônio Garcia. Petrônio G. 1996.br/novo/colunas_ler. 67 . Hong Y. Gestão de Estoques na Cadeia de Logística Integrada. Administração de Produção e Operações. O Planejamento e Controle da Produção como Condicionantes do Sucesso Competitivo da Empresa Construtora. São Paulo: Editora Atlas.. 1983.

pcc. enorme volume de recursos e grande número de empregados. Roberta P. 2011. GABARITO TEMA 1 Ponto de partida Resposta: o aluno deve mostrar que todos os três tipos de empresa possuem suas respectivas produções. Monografia. D. Acesso em: 08 out.blogspot. Estudo das diferentes lógicas de Planejamento e Controle .br/biblioteca/ENEGEP2004_Enegep0101_0457. tendo que atender mercados ou públicos necessitados.html>. Banco do Brasil. volume razoável de recursos e possuem de 50 a 500 empregados.uff.uma contribuição ao gerenciamento estratégico de operações. JUNQUEIRA. PEREIRA. Acesso em: 10 out. 2011. Disponível em: <http://www.php/sg/article/viewFile/SGV3N1A4/50>. Eduardo B. Dissertação.abepro. 68 . Empresas Médias: de porte intermediário. SILVA. SILVA. R. et al. Planejamento e Controle da Produção sob a Ótica da Empresa Incorporadora. In: XXIV ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO. org. Everaldo A.Planilha controle de produção. Florianópolis: Enegep.. Como determinar os sistemas de controle da produção a partir da lei de pareto. Disponível em: <http://planilhasprontas. Disponível em: <http://www. Alessandro L.pdf>. e tem que atender bem. 2011. independente do lucro. Questão 1 Resposta: Petrobrás.. Caixa Econômica Federal. Disponível em: <http://www. 2004. GANGA.br/fcardoso/Monografia%20Eduardo%20Batista. Questão 2 Resposta: são de três tipos: Empresas Grandes: de grande porte. Acesso em: 09 out. com/2010/07/planilha-controle-de-producao. Gilberto M. Trabalho acadêmico. Acesso em: 10 out. 2011.usp. Site Planilhas Prontas. br/sg/index.pdf>.

já que alguns autores separam as siglas para reforçar o quesito planejamento. pequeno volume de recursos e com até 50 empregados. Questão 6 Resposta: alternativa B Questão 7 Resposta: alternativa D Questão 8 Resposta: alternativa A Questão 9 Resposta: alternativa E Questão 10 Resposta: alternativa C TEMA 2 Ponto de partida Resposta: estimular os alunos a debater a importância do planejamento. Questão 5 Resposta: Bem ou mercadoria é um produto físico e tangível. Questão 3 Resposta: São aquelas que processam as matérias-primas e as transfor-mam em produtos acabados. Questão 4 Resposta: Como empresas terciárias.Empresas Pequenas: de pequeno porte. já que executam e prestam serviços especializados. Questão 1 Resposta: porque não se pode controlar o que não foi anteriormente planejado 69 .

além dos lotes econômicos de produção. direção e controle. sem atrapalhar o fluxo de caixa ou a área de armazenagem 70 . Questão 3 Resposta: programando a atividade de mão-de-obra.Questão 2 Resposta: planejamento. estabelecendo a quantidade de pessoas que devem trabalhar no processo de produção. já no MRP II seria a capacidade produtiva da empresa que seria a “barreira” a grandes pedidos. organização. Questão 5 Resposta: Medir o desempenho e corrigir o desempenho. Questão 4 Resposta: o PCP se baseia nos cálculos financeiros fornecidos pela área financeira para estabelecer os níveis de estoque de matéria-prima e produtos acabados. talvez inviabilizado devido ao fluxo de caixa ou capacidade de armazenagem. Questão 6 Resposta: alternativa D Questão 7 Resposta: alternativa B Questão 8 Resposta: alternativa A Questão 9 Resposta: alternativa C Questão 10 Resposta: alternativa E TEMA 3 Ponto de partida Resposta: no caso do MRP. a cada pedido recebido teria uma ordem de compra. na eventualidade de grandes pedidos teria um grande volume de material a ser comprado.

Questão 2 Resposta: Em cada lote de produção. como em máquinas injetoras que fazem potes de plástico. as ferramentas devem ser rearranjadas e modificadas para atender aos diferentes produtos e serviços. limpo e colocado o novo molde. Questão 1 Resposta: No caso em que cada produto é único e de grande complexidade. projeto de produção. planejamento da produção e 3ª. já o MRP II visualiza a capacidade produtiva em cima dos pedidos colocados. ter o molde retirado.disponível. além de programar melhor as compras dentro dos prazos em que as matérias-primas serão necessárias. Questão 3 Resposta: Um produto que é mantido em produção durante um longo período de tempo e sem mudanças. somente o material necessário para atender aos pedidos colocados. Questão 6 Resposta: alternativa A Questão 7 Resposta: alternativa E Questão 8 Resposta: alternativa B Questão 9 Resposta: alternativa C 71 . como o pão de forma numa grande indústria de panificação. Fase. como navios ou plataformas petrolíferas. a cada tipo de pote a máquina deve ser parada. Questão 4 Resposta: 1ª. podendo dar um horizonte de tempo em que os mesmos serão atendidos. Fase. 2ª. Fase. Questão 5 Resposta: O MRP não consegue “ver” a capacidade produtiva da empresa. controle da produção.

programação da produção. matéria-prima disponível e recursos financeiros.Questão 10 Resposta: alternativa D TEMA 4 Ponto de partida Resposta: o aluno deve ser incentivado a discutir todos os pontos pertinentes à produção em si. emissão de ordens e liberação da produção. Questão 6 Resposta: alternativa C Questão 7 Resposta: alternativa D Questão 8 72 . Questão 4 Resposta: previsão de vendas. entregue no tempo planejado e no custo esperado. matérias-primas e materiais em processo. Questão 2 Resposta: máquinas. Questão 5 Resposta: capacidade instalada. tentar antecipar as necessidades e aprender a se posicionar de forma organizada e clara. mão de obra disponível. disponibilidade de matérias-primas e recursos financeiros. mão de obra. Questão 3 Resposta: elaboração do plano de produção. capacidade da produção. Questão 1 Resposta: significa uma produção planejada.

Resposta: alternativa E Questão 9 Resposta: alternativa A Questão 10 Resposta: alternativa D

TEMA 5
Ponto de partida Resposta: o aluno tem de começar a perceber a noção de fluxo de produção, saber como colocar no papel todas as funções e atividades e discutir o seu encadeamento lógico. Por exemplo, vai perceber facilmente que é impossível sair de casa sem trocar de roupa primeiro; analogamente falando, existem muitas etapas num processo produtivo que não podem ocorrer sem que outras etapas sejam executadas primeiro. Questão 1 Resposta: Coordenar e integrar todas as unidades envolvidas direta ou indiretamente no processo produtivo da empresa; garantir a entrega dos produtos acabados aos clientes nas datas previstas ou prometidas e garantir a disponibilidade de matérias-primas e componentes que serão requisitados pelas unidades envolvidas. Questão 2 Resposta: R: é um tipo de cronograma que se caracteriza por dividir cada coluna em quatro subcolunas, geralmente uma para cada semana do mês. Mostra de forma clara (com linhas de tipos diferentes) as atividades a realizar, início e término de cada atividade, atividade já realizada e atividade paralisada. Questão 3 Resposta: Gráfico de Gantt. Questão 4 Resposta: O sistema de carga. Questão 5

73

Resposta: é a atribuição de prazos e estabelecimento de datas ou horários. Questão 6 Resposta: alternativa C Questão 7 Resposta: alternativa A Questão 8 Resposta: alternativa B Questão 9 Resposta: alternativa E Questão 10 Resposta: alternativa D

TEMA 6
Ponto de partida Resposta: o aluno deve ler as páginas 103 e 104 do PLT, analisar os cinco métodos de controle da produção e elencar tipos de indústria e suas respectivas produções onde os métodos escolhidos seriam mais adequados. Questão 1 Resposta: Controle de desempenho e controle dos resultados. Questão 2 Resposta: Estão visando a correção de falhas ou erros, e também à prevenção de novas falhas e erros. Questão 3 Resposta: Comparar o programado e o realizado; apontar falhas, erros ou desvios e elaborar relatórios para a direção da empresa. Questão 4 Resposta: Almoxarifado e estoque de MPs; depósito e estoque de pA; Compras e plano de produção.

74

Questão 5 Resposta: Estabelecimento de padrões, avaliação de desempenho, comparação do desempenho com o padrão estabelecido e ação corretiva. Questão 6 Resposta: alternativa C Questão 7 Resposta: alternativa A Questão 8 Resposta: alternativa D Questão 9 Resposta: alternativa E Questão 10 Resposta: alternativa B

TEMA 7
Ponto de partida Resposta: O aluno deve ser incentivado a conhecer os casos reais de controle de produção das empresas, pois já tem bagagem teórica suficiente no curso para entender os controles utilizados na prática. Isto vai ajudar o aluno a fixar melhor os conceitos, e ainda verificar uma utilização real. Questão 1 Resposta: É o número de horas previstas dividido pelo número de horas trabalhadas para executar o plano de produção. Quando é maior ou igual a um, o índice de eficiência mostra sucesso na execução do plano de produção. Questão 2 Resposta: Ao coeficiente de tempo utilizado, que permite comparar o tempo previsto com o tempo gasto na execução do plano de produção.

75

Questão 3 Resposta: O primeiro. ou seja. 76 . Questão 6 Resposta: D. compara as quantidades programadas em relação às quantidades produzidas. Questão 10 Resposta: E. índice de qualidade. O segundo. mas também de participação de mercado e resultado financeiro. Questão 9 Resposta: C. Questão 5 Resposta: Para verificar se os prazos de produção foram ou não cumpridos. envolver o estoque na estratégia da empresa. Questão 4 Resposta: É o índice que mostra como cada item de estoque se movimenta no decorrer de um determinado período de tempo. Questão 7 Resposta: A. Questão 8 Resposta: B. é utilizado para controlar a qualidade dos produtos produzidos e verificar a porcentagem de peças refugadas ou defeituosas em relação à quantidade de peças produzidas. TEMA 8 Ponto de partida Resposta: Os alunos têm de ser motivados a pensar não apenas em termos de produção. índice das quantidades produzidas.

proporcionar economias de escala por meio da compra ou produção de lotes econômicos e pela flexibilidade nos processos produtivos. sazonalidade no suprimento e riscos ou dificuldades no fornecimento. neutralizando os efeitos de demora ou atraso no fornecimento. Questão 10 Resposta: C. Questão 3 Resposta: Sistema de renovação periódica e sistema de estoque para fim específico. de materiais semiacabados e que ainda serão transformados em outros produtos. Questão 7 Resposta: A. unidade de medida e tipo de utilização. número ou código. especificação ou descrição. Questão 9 Resposta: E. de materiais em processamento ou em trânsito. Questão 5 Resposta: Pelo custo de obtenção de preparação e pelo custo de armazenagem. Questão 4 Resposta: Nome. de materiais acabados ou componentes que são peças isoladas e resultados de submontagens e de produto acabado. Questão 2 Resposta: De matéria-prima. 77 . Questão 8 Resposta: D. Questão 6 Resposta: B.Questão 1 Resposta: Garantir o funcionamento da empresa.

78 .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->