Você está na página 1de 1

Mensuração das Capacidades Energéticas Consumo de Energia em Repouso - Taxa Metabólica Basal (TMB) Existe um nível mínimo de energia

necessária para manter as funções vitais do organismo no estado de vigília. Essa necessidade de energia recebe o nome de taxa metabólica basal (TMB). A utilização da TMB estabelece as importantes bases energéticas para montar um programa de controle ponderal através da dieta, exercício ou de uma combinação efetiva de ambos. Estimativa do gasto energético diário em repouso Para estimar o gasto energético em repouso de uma pessoa, o valor apropriado da TMB , deve ser multiplicado pela área superficial, computada a partir da estatura e do peso. Fatores que afetam o consumo de energia: Atividade física Termogênese de indução dietética Clima Gestação Lactação Gasto Energético na Atividade Física Foram propostos vários sistemas de classificação para estimar a dificuldade da atividade física sustentada em termos de sua intensidade. O trabalho moderado para homens é aquele que dá origem a um consumo de oxigênio até três vezes maior que a demanda em repouso. O trabalho pesado é classificado como aquele que requer seis a oito vezes o metabolismo de repouso, O trabalho máximo é considerado como qualquer tarefa acima de nove vezes do nível de repouso. NOTAS: - A massa corporal é um fator importante que afeta a energia despendida em muitas formas de exercícios; - O gasto energético diário médio é estimado como sendo de 2.700 a 3.000 kcal para homens e de 2000 a 2100 para mulheres entre 15 e 50 anos de idade. Equilíbrio Energético A quilocaloria (Kcal) é a unidade de medida utilizada na mensuração do consumo e da demanda energética. O consumo energético é traduzido pelo equivalente calórico dos nutrientes que compõem a dieta, ao passo que a energia envolvida com o metabolismo basal e com o metabolismo voluntário corresponde à demanda energética. Essa relação de consumo e demanda de energia é o que se denomina de equilíbrio energético. Equilíbrio Isoenergético CONSUMO ENERGÉTICO = DEMANDA ENERGÉTICA

Equilíbrio Energético Positivo CONSUMO ENERGÉTICO > DEMANDA ENERGÉTICA

Equilíbrio Energético Negativo CONSUMO ENERGÉTICO < DEMANDA ENERGÉTICA

NOTAS: - Para que ocorra perda gradual de peso corporal sem maiores conseqüências negativas ao melhor estado de saúde, o equilíbrio energético negativo à custa da interação dieta e exercícios físicos não deverá exceder a 500-1000 Kcal/dia. - A demanda energética por sessão de treino, deverá ficar entre 300-500 Kcal.