Você está na página 1de 14

Prof. Marcelo da Silveira Siedler.

Projeto de Banco de Dados

1 x N sem atributos na relação 1 x N com atributos na relação N x N sem atributos na relação N x N com atributos na relação Auto-relacionamento 1 x N Auto-relacionamento N x N Inserções de chave estrangeira. são definições realizadas a partir do modelo conceitual e seus relacionamentos (análise de cardinalidade). chave composta e dependência entre as tabelas.Mapeamento entre Modelagem e modelo lógico Cada tipo de relacionamento resulta em uma forma diferente de representar as tabelas no banco de dados. .

.

 No caso da presente unidade tanto o phpMyadmin quanto o Workbench permitem a criação do que chamamos de Diagrama ER... .  Para tanto podemos utilizar uma ferramenta específica para representar o mapeamento.  A seguir será apresentado esse mapeamento. ou utilizar uma ferramenta de gerenciamento de SGBD que permita a representação do modelo ER..Criação do Modelo Lógico baseado no modelo conceitual  Diagramas ER podem também .

texto. login.  Artigo: id. utilizaremos situações envolvendo Usuário e Artigo.Cenário de Exemplo  Para reprentar os diversos tipos de relacionamentos e como estes são convertidos em tabela. titulo.  Em todos os exemplos consideraremos que o Usuário/Artigo sempre apresentam os seguintes atributos não representados no modelo conceitual:  Usuário: id. .

.

Cenário 1 .

Cenário 2 Adicionados os campos do relacionamento na tabela que recebe a chave estrangeira. .

Cenário 3 .

Cenário 4 .

Cenário 5 .

Cenáro 6 .

E o relacionamento 1 x 1? O relacionamento 1 x 1 segue a lógica de chave estrangeira em uma das tabelas (semelhante ao 1 x N). A particularidade nesse relacionamento é que o projetista do banco de dados pode escolher em que tabela a chave deve estar. A escolha deve basear-se na documentação do sistema que está sendo projetado. não deve ser um “Par ou Ímpar” entre as tabelas .

.  Também pode ajudar a escolher qual tabela ficará com a chave estrangeira em relacionamento 1 x 1. N x N. 1 x 1) e a cardinalidade mínima.Cardinalidade mínima  Realizamos todos os relacionamentos considerando apenas a cardinalidade máxima (1 x N. como esta informação influencia no projeto lógico do banco?  A principal função da cardinalidade mínima é representar se um campo que será criado a partir do relacionamento representado é obrigatório ou não.