A FORMAÇÃO CULTURAL DO BRASIL

Miraci Mendes Brito*

RESUMO Este artigo tem a finalidade de analisar a influência cultural dos diversos povos que contribuíram para a formação da cultura no Brasil. Por meio da revisão bibliográfica observa-se o intenso intercâmbio cultural ocorrido entre os escravos africanos, os indígenas, os portugueses e imigrantes europeus. Essas trocas culturais ocorridas por vários séculos durante o período colonial brasileiro contribuíram para a formação de uma cultura mestiça e bastante rica. No que se refere à contribuição desses povos é evidente, principalmente, na culinária, dança, religião, música e língua. Percebe-se, que, a matriz portuguesa teve um papel importante e dominador na formação e delineamento da identidade cultural uma vez que, manteve domínio sobre escravos e índios. Outra intenção deste trabalho é evidenciar a necessidade de se trabalhar a diversidade cultural nas escolas para que o aluno possa vislumbrar as variantes da formação da população brasileira. Palavras-chave: negro, índios, influência, cultura.

enquanto algumas regiões do Nordeste têm uma cultura bastante africanizada. outros grupos étnicos deixaram influências profundas na cultura nacional. espanhóis. onde há uma intensa e antiga mescla de caracteres lusitanos e indígenas. especialmente em comparação com os países do Velho Mundo. O intercâmbio cultural entre os elementos citados contribuiu para uma formação cultural afro . todos fala a mesma língua (o português) e.com 1. As influências indígenas e africanas deixaram marcas no âmbito da música. música e outros aspectos. quase todos. os africanos. os nossos costumes são. como os árabes. a cultura do Brasil. porém. são cristãos. É justamente essa herança cultural lusa que compõe a unidade do Brasil: apesar do povo brasileiro ser um mosaico étnico. . Naturalmente. Esta igualdade lingüística e religiosa é um fato raro para um país de grande tamanho como o Brasil. Embora seja um país de colonização portuguesa. seja na língua. do artesanato. INTRODUÇÃO A cultura brasileira é uma síntese da influência dos vários povos e etnias que formaram o povo brasileiro. destacando-se os povos indígenas. majoritariamente. dos caracteres emocionais e das festas populares do Brasil. culinária. No Sul do país as influências de imigrantes italianos e alemães são evidentes. os italianos e os alemães. ao contrário de outras. principalmente no sertão. da culinária. de forma mais limitada.0106@gmail. e sim um mosaico de diferentes vertentes culturais que formam juntas. de raiz lusitana.2 *Graduanda do Curso de Licenciatura em História da Faculdade de Tecnologia e Ciências – FTC/EAD. É evidente que algumas regiões receberam maior contribuição desses povos: os estados do Norte têm forte influência das culturas indígenas. do folclore. Outras etnias. poloneses e japoneses contribuíram também para a cultura do Brasil.brasileira híbrida e bastante peculiar. após mais de três séculos de colonização portuguesa. com largo predomínio de católicos. *Email: mira. Não existe uma tradição perfeitamente homogênea. assim como centenas de empréstimos à língua portuguesa. com menor participação africana.

comida. A influência desses povos reflete no nosso modo de vida até os dias de hoje nas mais diversas situações do dia-a-dia: religião. dando margem a formação de elementos como a língua geral. fato que ao qual se deve a mistura desses povos e o surgimento de uma nova população a qual pode ser verdadeiramente chamada de população brasileira. Num momento posterior da história este quadro começa a ter uma nova imagem. música.3 2. A influência indígena se faz mais forte em certas regiões do país em que esses grupos conseguiram se manter mais distantes da ação colonizadora e em zonas povoadas recentemente. etc. negros e índios) a população ficou dividida em brancos. O início da colonização em 1530 foi o marco inicial do advento da cultura do Brasil. a situação se torna ainda mais complexa. que influenciou o português falado no Brasil e diversos aspectos da cultura indígena herdados para a atual civilização brasileira. A influência portuguesa . principalmente portugueses. DESENVOLVIMENTO O processo de formação cultural brasileiro é resultante da mistura de vários povos. É mais um povo com hábitos totalmente diferentes daqueles que encontravam em nossas terras. As primeiras décadas de colonização possibilitaram uma rica fusão entre a cultura dos europeus e a dos indígenas. índios e negros. Com a chegada dos negros ao território brasileiro através do tráfico negreiro. índios e negros. Com a existência desses três povos distintos (portugueses. uma vez que com a vinda de inúmeros portugueses para o povoamento da colônia e o encontro como o índio que aqui já vivia resultou num “choque” de costumes e tradições.

que foi um resultado da . Muitos dos pratos típicos do país. como também as culturas dos povos já existentes. vários folguedos populares como o bumba-meuboi. o português fixou-se definitivamente como idioma do Brasil. Um dele é a feijoada. mandioca. atualmente falada por todos os habitantes do país. que instituiu o Estado laico. o bichopapão e o lobisomem. A partir daí a imigração portuguesa foi constante e perdurou até meados do século XX. suas festas e procissões. João VI para cá. Atualmente. A mais evidente herança portuguesa para a cultura brasileira é a língua portuguesa. O catolicismo. também são de influência portuguesa. Outra importante herança portuguesa foi a religião católica. são resultado da adaptação de pratos portugueses as condições da colônia.8% da população declara-se católica. De acordo com o IBGE 73. crença de grande parte da população. profundamente arraigado em Portugal. Durante todo período de colonização cidadãos portugueses foram transportados para as terras sulamericanas. ele herdou as palavras ligadas à fauna e a flora. Difundida principalmente pelos padres jesuítas. Duas das festas mais importantes do Brasil. e muitas das lendas e jogos infantis como as cantigas de roda. caju. tais como: abacaxi. A culinária também recebeu interferências dos colonizadores. O evento que mais trouxe implicações políticas. por exemplo. No folclore brasileiro.4 De todos os povos que chegaram ao país. são de origem portuguesa os seres fantásticos como a cuca. o país é considerando o maior do mundo em católicos nominais. piranha. tatu. em 1808. Das línguas indígenas. os portugueses foram os que mais exerceram influência na formação da cultura brasileira. ao lado do tupi. o carnaval e a festa junina. e outros nomes próprios e geográficos. o português era no início da colonização considerado língua geral na colônia. tornando-se a religião oficial do Estado até a Constituição Republicana de 1891. Com a proibição do tupi em virtude da chegada de muitos imigrantes da metrópole. o fandango e a farra do boi denotam grande influência portuguesa. econômicas e culturais para o Brasil foi a mudança da corte de D. Além da língua e da religião. deixou no Brasil as tradições do calendário religioso. influenciando não só a sociedade que viria a se formar.

uma língua que derivava do Tupi-Guarani com termos da língua portuguesa que serviu de língua franca no interior do Brasil até meados do século XVIII. as conseqüências da colonização foram tamanhas que. Porém. maneirismo. apenas algumas nações indígenas ainda existem e conseguem manter parte da sua cultura original. Durante a colonização a cultura e os conhecimentos indígenas foram determinantes. na decoração de talha dourada e nas pinturas de muitas igrejas coloniais. costumes e línguas diferentes. barroco. Apesar da colonização européia ter praticamente destruído a população indígena não só fisicamente. crenças e conhecimentos específicos. a cultura e os conhecimentos desse povo acabaram por influenciar parcialmente a língua. Essa referência pode ser vista nos escritos do Padre Antônio Viera. arquitetura e artes em geral no Brasil colônia eram muito baseadas na arte portuguesa. pela ação da catequese e intensa miscigenação com outras etnias. a culinária. religião. tanto na arte popular como na arte erudita. a cultura portuguesa foi responsável pela introdução dos grandes movimentos artísticos europeus como o renascimento. rococó e neoclassicismo. o folclore e o uso de objetos. através de guerras e escravidão. Tanto que o principal destaque nesse período foi a influência indígena na chamada língua geral.5 adaptação de cozidos portugueses. atualmente. principalmente nas regiões de influência paulista e na . tem forte apelo à cultura dos colonos misturada com as culturas dos demais povos que habitaram o país. E muito do que o Brasil é hoje. como as redes de descanso. como também culturalmente. pintura. escultura. Com isso a literatura. que foi criada nos engenhos como substituto para a bagaceira. Nas artes. A cachaça. música. e outros pratos como a bacalhoada se incorporaram aos nossos hábitos. Cada tribo possui sua cultura. A influência indígena Os índios se dividem em diversos povos de hábitos. As intervenções portuguesas seguiram após a Independência.

As mais praticadas são o candomblé e a umbanda. e a presença muito freqüente na toponímia por todo o território.6 região amazônica. Mesmo assim foram eles que ajudaram a dar origem às religiões afro-brasileiras. Dentre eles estão os nomes na designação de animais e plantas nativos como o jaguar. visto que. A cultura africana é extremamente diversificada e suas características retratam tanto a história do povo quanto a do continente – considerado o território habitado há mais tempo na Terra. nagôs. a capivara. seus costumes e seus rituais religiosos na sociedade brasileira contribuindo. com os seres fantásticos como o curupira. a erva-mate. especialmente derivados do Tupi-Guarani. Apesar de esses legados terem uma boa representatividade no país. Atualmente. Na colônia os escravos aprendiam o português. uma vez que. a cultura africana chegou através do trafico negreiro que trouxe para o país povos da África na condição de escravos. o português brasileiro guarda inúmeros termos de origem indígena. a influência indígena se faz mais forte em certas regiões brasileiras como o Norte do Brasil. constituía a maior mão-de-obra do período. foram inserindo suas práticas. dessa forma para uma formação cultural peculiar no país. . chegavam a ser batizados com nomes portugueses e obrigados a se converterem ao catolicismo. o ipê. a jabuticaba. No Brasil. em que os grupos conseguiram se manter mais distantes dos colonizadores. Formados principalmente por bantos. o Saci-Pererê. como heranças indígenas têm a mandioca. Na culinária. difundidas atualmente em diversas regiões do país. o açaí. o boitatá. inúmeros pescados e pratos típicos como o pirão. A influência africana Ao longo do período colonial e monárquico brasileiro foi grande o contingente de escravos africanos no Brasil. A contribuição desses escravos foi além da participação econômica. jejes. Também recebeu forte influência indígena o folclore das regiões do interior do Brasil. e a Iara. hauçás e malês os africanos tiveram sua cultura repreendida pelos colonizadores.

samba. De acordo com Paiva (2001. a influência africana foi se tornando visível em vários seguimentos da sociedade colonial. na mímica excessiva. este cruzamento foi resultado de um longo processo que propiciou uma riqueza cultural peculiar ao Brasil. macumba e cantiga foram introduzidas no nosso vocabulário. Ainda de acordo com Freyre (2001. Um exemplo disso é o gênero musical lundu. eles não temeram em "inventar códigos de comportamentos e de recriarem praticas de sociabilidade e culturais" (Paiva 2001. danças. instrumento utilizado para criar o ritmo que acompanha os passos da capoeira. pode-se caracterizar este cruzamento cultural como resultante de uma aproximação entre universos geograficamente afastados. a nossa herança cultural africana é visível no jeito de andar e no falar do brasileiro.27). O dendezeiro. A música também foi muito favorecida pela cultura africana. em (re) apropriações. Assim. No folclore são de origem africana as danças de cateretê. tais como culinária. na música. na fala. o caruru e o acarajé. a cuíca e a marimba. em hibridismos e em impermeabilidades. Além da contribuição rítmica. pois: “Na ternura. Na culinária regional. no canto de . que contribuiu com os ritmos que são à base de boa parte da música popular brasileira. ou cultura afro-brasileira. que juntamente com outros gêneros deu origem a base rítmica do maxixe. no andar. práticas religiosas. choro e bossa nova. 346). jongo e o samba. a herança africana é evidente. em adaptações e em sobreposição de representações e de práticas culturais. por exemplo. benze. e os instrumentos musicais atabaque. p. dentre outros valores culturais que foram incorporados pela população brasileira. também foram trazidos alguns instrumentos musicais como o berimbau. Assim. moleque. Uma vez que. p. p.23).7 Nota-se que o cruzamento cultural entre estes povos africanos propiciou a construção de uma identidade cultural brasileira. uma palmeira africana da qual se extrai o azeite de dendê foi introduzido na região pelos escravos e até hoje é utilizado em vários pratos de influência africana como o vatapá. no catolicismo em que se deliciam nossos sentidos. No que diz respeito ao idioma algumas palavras como batuque. principalmente na Bahia.

Que nos deu de comer. ela própria amolegando na mão o bolão de comida.vento. p. ao ranger da cama. esses últimos vindo em movimento organizado contratado pelo governo brasileiro para se concentrarem no Rio de Janeiro. Da escrava ou sinhama que nos embalou. Holanda. logo atrás dos italianos. sua língua e criavam no local uma espécie de copia das terras que deixaram na Europa. os imigrantes europeus não tiveram problemas em manter e difundir a sua cultura no Brasil. quanto para o trabalho em regime de colonato (semi-assalariados). em tudo que é expressão sincera de vida. que chegou a maior número foi os italianos. De que nos iniciou no amor físico e nos transmitiu.8 ninar menino pequeno. deixando na população muitas de suas influências germânicas. a imigração européia para o Brasil foi incentivada tanto para o povoamento de regiões ainda nativas e alvo de cobiças dos países vizinhos. Em relação à quantidade de imigrantes. a população italiana foi se concentrando. vieram os portugueses e em seguida os alemães.de. principalmente em São Paulo. Polônia. deixando de lado muitos aspectos de sua herança cultural. a primeira sensação completa de homem. Os que viviam em pequenas propriedades familiares mantinham seus costumes.de.pé de uma coceira tão boa. Da mulata que nos tirou o primeiro bicho. Da negra velha que nos contou as primeiras histórias de bicho e de malassombrado. Já os imigrantes que se fixaram nas grandes fazendas e centros urbanos rapidamente se integraram na sociedade brasileira. Ao contrario do que aconteceu com os índios e africanos. trazemos quase todos a marca da influência negra. Líbano. Do sul de Minas Gerais até Rio Grande do Sul. Coréia do Sul e Suíça. Japão. Apesar de o Brasil ser uma colônia portuguesa. Ucrânia. 348) A influência dos imigrantes Com o fim da mão-de-obra escrava entre os séculos XIX e XX. . também chegaram ao Brasil imigrante da Espanha. Apesar de estarem em menor número. Os últimos a se fixarem especialmente nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. Do moleque que foi o nosso primeiro companheiro de brinquedo”. França. Que nos deu de mamar. que chegaram num fluxo contínuo desde 1824. (Freyre (2001.

a gastronomia. padres e religiosos descendentes de alemães. a imigração da Europa e de outras regiões do mundo influenciassem todos os aspectos a cultura brasileira. hoje o Brasil não recebe mais influência imigratória tão impactante como .9 O fato das culturas européias não ter sido reprimido fez com que. os alemães na arquitetura e os eslavos e japoneses deixaram técnicas agrícolas. O imigrante alemão difundiu no Brasil a religião protestante e a arquitetura germânica. introduziu no país o cultivo do trigo e a criação de suínos. A culinária recebeu notável influência italiana. Na colonização alemã. Apesar dessa variedade de povos interessados no Brasil. a língua alemã. a imigração de pessoas deixou de ser freqüente a partir de 1970. Várias igrejas luteranas foram implantadas com a chegada dos imigrantes e o próprio ritual católico adquiriu certas especificidades nas comunidades alemãs. surgiu como uma forma de manifestação contra as atitudes tomadas pelo Estado Novo em proibir atividades culturais que identificassem a germanidade. bandas de música e assim por diante. a música. está a origem da formação de um campesinato típico. Hoje. a arquitetura das cidades e. encenações teatrais típicas. há de se reconhecer a influência dos pastores. Porém. a paisagem físico-social brasileira. tendo incorporado. Exemplo característico é a Oktoberfest que. Bolívia. não se pode negar. tendo influenciado. de maneira geral. em suma. ela é uma festa que simboliza a alegria alemã. que transformou pratos típicos como a pizza em comida popular brasileira. Colômbia. contribuiu para o desenvolvimento urbano e da agricultura familiar. Peru e Paraguai. No domínio religioso. com adaptações e modificações. Os franceses deixaram grandes contribuições nas artes. especialmente no que diz respeito a certos hábitos alimentares. em grande parte. quando atrativos de terra boa para o plantio em fazendas brasileiras deixaram de existir com a forte industrialização e as novas oportunidades deixaram de interessantes para os povos. corais de igrejas. a princípio. a entrada de imigrantes no Brasil continuou e englobaram países como a China. A imigração e a colonização alemã no Brasil tiveram um importante papel no processo de diversificação da agricultura e no processo de urbanização e de industrialização. A vida cultural dos imigrantes também teve um papel importante na formação da cultura brasileira. Com essa mudança e com o fortalecimento do processo emigratório. marcado fortemente com traços da cultura camponesa da Europa Central.

CONCLUSÃO Conclui-se que todos esses povos referenciados neste trabalho tiveram um papel importante no processo de formação cultural brasileiro. pois é a forma de mostrar aos alunos que existem muitas culturas além da que eles estão acostumados a ver. estes princípios serão transversais aos conteúdos de cada disciplina. observa-se a formação e a preservação de uma identidade cultural. Nesse sentido a escola pode ser um espaço de inclusão. no sentido de fazer com que eles interajam com a realidade se auto-descobrindo e descobrindo coisas novas. bastante plural devido às influências: européia. Também devido ao fato de proporcionar uma formação mais ampla aos alunos. pois através da inserção de suas práticas e seus costumes em nossa sociedade contribuíram para a formação de uma identidade cultural. . favorecendo uma riqueza cultural bastante peculiar presente no nosso cotidiano. africana e indígena. a heterogeneidade cultural é um fator muito importante de ser analisado no sistema de ensino. que sem dúvida resultou na verdadeira formação da população brasileira. como na música e em festas populares. a direção da escola. 3. Princípio esses. pois muitas vezes o aluno desconhece a sua própria cultura. onde. Sua cultura miscigenada já possui suas características próprias. trabalhados de maneira equilibrada entre alunos de diferentes origens. sendo em alguns aspectos.10 acontecia antigamente. Assim. que devem ser o conhecimento e o respeito pelas culturas. Desse modo. professores e alunos estabeleçam um compromisso com base na harmonia social.

webartigo. 2003. Cultura Brasileira: Temas e Situações. CLAVERY.org. Disponível em pt.11 REFERÊNCIAS BOSI. Disponível em WWW. Luiz Felipe. A verdadeira Cultura Brasileira: História e Fantasia.com. Acesso em 09 de novembro de 2011. Nelson Werneck. . Eduardo França. 2001. Gilberto. 43 ed. 2008. Minas Gerais: UFMG. Escravidão e Universo Cultural na Colônia. 2002. Rio de Janeiro: Record. Síntese de História da Cultura Brasileira. São Paulo: Editora Ática. Carlos Guilherme.br. Disponível em pt. 2001. Casa-Grande & Senzala. São Paulo: Bertrand Brasil. SODRÉ. MOTA. Alfredo. Acesso em 10 de novembro de 2011.wikipedia.org. São Paulo: Editora Ática. Acesso em 09 de novembro de 2011.1974). Rio de Janeiro: Editora Alves e Letras. PAIVA.wikipedia. FREYRE. Ideologia da Cultura Brasileira (1933 .