P. 1
QUESTÕES DE SUCESSÔES

QUESTÕES DE SUCESSÔES

|Views: 4.503|Likes:

More info:

Published by: Ariel Carneiro Amaral on Mar 21, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/11/2013

pdf

text

original

Respostas Erradas Respostas Corretas

• •

1. (Ministério Público/RS - 41.º) Assinale a alternativa correta:
A capacidade para suceder apura-se no momento da abertura da sucessão.(Alternativa correta) O menor relativamente capaz não tem capacidade para testar, a menos que assistido por seu representante legal. O princípio do direito das sucessões segundo o qual os mais próximos excluem os mais distantes não se aplica entre os colaterais. Tanto a aceitação quanto a renúncia à herança pode ser expressa ou tácita, mas a renúncia deve ser confirmada por termo nos autos ou escritura pública. A renúncia à herança, sendo um ato jurídico em sentido estrito, pode ser condicionada à aceitação de outra pessoa.

• •

2. (Ministério Público/SP - 82.º) A morte real acarreta a imediata cessação dos direitos e obrigações de que o de cujus era titular, exceto:
a dissolução do vínculo conjugal. a extinção do usufruto. a dissolução da comunhão universal. a sua vontade.(Alternativa correta) a extinção do pátrio poder.

• • • • • •

3. (Magistratura/SP - 173.º) A abertura da sucessão hereditária ocorre com o falecimento do de cujus, mas há que se considerar como incorreto:
que a mulher casada, recebendo herança de sua família, não pode recusá-la sem autorização marital.(Alternativa selecionada) que a renúncia à herança não pode ser tácita ou presumida. que a aceitação da herança não pode ser condicional, dependendo de termo ou de encargo. que a aceitação da herança não pode ser presumida ou tácita.(Alternativa correta)

• •

• •

4. (Ministério Público/SP - 79.º) Prejudicando o herdeiro seus credores, com a renúncia à herança:
não podem os credores prejudicados aceitá-la em nome do renunciante porque a renúncia é irretratável.

Portanto.• não podem os credores prejudicados aceitá-la em nome do renunciante porque a única pessoa legitimada a infirmar a renúncia feita pelo herdeiro é o seu cônjuge. no testamento. no momento em que o herdeiro aceita a herança. segundo o artigo 1784 do Código Civil se dá: no momento em que o herdeiro sabe da morte do de cujus. dispensada qualquer autorização judicial.º) A sucessão causa mortis é a transferência. deixou a sua casa. sendo a casa acrescida à sucessão legítima. (OAB/SP . Maria. sob pena de nulidade. não podem os credores prejudicados aceitá-la em nome do renunciante porque a aceitação ou renúncia da herança é ato personalíssimo do herdeiro. o caso de impossibilidade de aceitação. • • • • • • 7. para o Sr. João já havia morrido. • • 6. total ou parcial. mediante autorização do juiz.85. A transmissão da herança. (Defensor Público/PA . destinando a casa a sua prima Maria Clara.(Alternativa correta) os herdeiros necessários são os descendentes e os ascendentes. nº 10. o testamento público deve ser presenciado. por parte do Sr. No que tange ao Direito Sucessório é correto afirmar: Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. esclarecendo expressamente que. de herança. por morte de alguém. • • . os herdeiros necessários podem ser deserdados.º) Em relação à herança. pelo menos. no momento da morte do de cujus.(Alternativa correta) • • • • • • • 5. Joã o da Silva. podem os credores prejudicados. de acordo com a vontade do testador. por testamento cerrado. Na abertura da sucessão o Sr. a sucessão dá-se por lei ou por disposição de última vontade. é correto afirmar que os atos de aceitação ou de renúncia da herança são irrevogáveis. a um ou mais herdeiros. no momento da partilha. podem os credores prejudicados aceitá-la em nome do renunciante. João. haveria substituição vulgar. (Ministério Público/SP . do bem legado. aceitá-la em nome do renunciante. respectivamente classificada em sucessão legítima e sucessão testamentária.2006) O Direito das Sucessões se apresenta como o conjunto de normas e princípios jurídicos que disciplinam a transmissão do patrimônio de uma pessoa falecida aos herdeiros e/ou legatários.127. por 3 (três) testemunhas. localizada na rua X. no caso de João não aceitar o legado. face não restar expresso.(Alternativa correta) no momento da abertura do inventário.

na constância do casamento) foi destinada a seu único filho. quanto à propriedade e posse da herança.174. O direito dos coherdeiros. Derivava do Direito Sucessório. II e III.• É válida a nomeação de herdeiros ou legatários de cônjuge ou companheiro (a). IV. I e II. O valor da colação dos bens doados será aquele que vigorar no momento da abertura da sucessão. o excluído da sucessão é obrigado a restituir os frutos e rendimentos que dos bens da herança houver percebido.(Alternativa correta) • • • • • • 9. é indivisível até o julgamento da partilha. I e IV. adquirida. descendente. deixando 01 (um) filho e cônjuge (ascendente do filho de João). (Magistratura/SP . II.01. sendo que se encontra separado de fato de seu cônjuge há 01 (um) ano. não existindo mais na vigência do novo Código Civil. I e III.adaptada) Com relação ao usufruto vidual. cujo casamento ocorreu no regime de comunhão parcial de bens. I.2) Tratando-se de Direito das Sucessões.º) Analise as assertivas a seguir. quando concorrer com filhos comuns. e não do Direito de Família. nos termos da ordem da vocação hereditária prevista no novo Código Civil. o testamento.2004. tem direito à metade do que couber a cada um deles.(Alternativa correta) João faleceu em 06. nem à sucessão eventual desses bens. Não estão sujeitas à colação as doações remuneratórias de serviços feitos ao ascendente. marque a opção INCORRETA. III.2004. (Magistratura/SP . São efeitos da exclusão de herdeiro ou legatário da sucessão: os descendentes do herdeiro excluído sucedem como se ele morto fosse antes da abertura da sucessão. o excluído da sucessão não terá direito ao usufruto ou à administração dos bens que a seus sucessores couberem na herança. tal direito fica circunscrito aos bens de seu quinhão. A companheira. Sucedendo aos avós por representação de seus pais. Quando cabível. A herança de João (01 casa. abrange sempre a metade dos bens do cônjuge falecido.(Alternativa selecionada) Cabe em relação a todos os regimes de bens no casamento. ascendente ou irmão da pessoa que escreveu. mas tem direito a ser indenizado das despesas com a conservação deles.º . (OAB/MG .(Alternativa correta) • . a rogo. mediante doação. depois disso.(Alternativa correta) • • • • • 10. • • • 8. os netos estão dispensados de trazer à colação o que os pais teriam de conferir. desde que o hajam herdado. É correto dizer que são verdadeiras somente as assertivas Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão.176. assinale a resposta correta: É vitalício.

125. nas seguintes condições. (OAB/SP . quanto aos bens adquiridos onerosamente na vigência da união estável. divisíveis. coletivos da espécie universalidade de direito. indivisíveis.(Alternativa selecionada) indivisíveis. que fora casada em separação convencional com o de cujus. coletivos da espécie universalidade de direito. Para excluir da sucessão o irmão. (OAB/MG . aberta a sucessão. O pai pode deixar toda a parte disponível de sua herança para um de seus dois filhos.(Alternativa correta) • • • • • • • • 13.2005. inalienáveis e em condomínio.• O direito à sucessão aberta pode ser objeto de cessão por escritura pública. Aplica-se o direito de representação à linha ascendente. inalienáveis e em condomínio. Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. desde logo. • • • 11. alienáveis e em condomínio. Até o momento da partilha. a herança transmite-se.3) A companheira ou companheiro participará da sucessão do outro. terá direito a 1/4 (um quarto) da herança. tocar-lhe-á a metade do que couber a cada um daqueles. (OAB/SP .º) Sobre as sucessões. terá direito a uma quota equivalente à que por lei for atribuída ao filho. O testamento público. aos herdeiros legítimos e testamentários. pode ser revogado por testamento marítimo. contado o prazo da data do seu registro. se concorrer com descendentes só do autor da herança.784 do Código Civil. assinale a alternativa errada.º) Segundo o disposto no artigo 1. • • .133. lavrado no cartório de notas.(Alternativa correta) não havendo parentes sucessíveis.(Alternativa selecionada) Extingue-se em cinco anos o direito de impugnar a validade do testamento. indivisíveis. os bens do falecido são considerados imóveis. • • • • • • 12. se concorrer com filhos comuns. coletivos da espécie universalidade de fato. observado o direito de preferência do co-herdeiro. EXCETO: Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. terá direito à totalidade da herança. se concorrer com outros parentes sucessíveis.(Alternativa correta) Viúva. tem direito de concorrer com os filhos exclusivos do falecido na sucessão deste. inalienáveis e em condomínio. coletivos da espécie universalidade de direito. basta que o testador disponha de seu patrimônio sem o contemplar.

ou também chamada de partilha em vida.(Alternativa correta) Havendo herdeiros necessários. 1031 do CPC. Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. A escritura pública de inventário e partilha extrajudicial. se cometer homicídio doloso ou culposo contra o autor da herança. Não se admite no direito sucessório brasileiro a partilha por ato entre vivos. os efeitos da exclusão não se transmitem aos descendentes do excluído. Atualmente é possível aos herdeiros capazes e concordes.32. (OAB/GO . conforme a dicção do art. • • • • • • 16. antes da sentença de exclusão. a sucessão testamentária prevalece em qualquer caso. O prazo para a propositura do inventário judicial é de 30 (trinta) dias e o do extrajudicial 60 (sessenta) dias a contar da abertura da sucessão. A sucessão abre-se no lugar do último domicílio do falecido. (OAB/MG . (OAB/RJ .2) Sobre o herdeiro considerado indigno é INCORRETO afirmar que: Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão.2006.2007. A companheira ou o companheiro em hipótese alguma participará da sucessão do outro. ele será excluído da sucessão. • • • • • • • • • 17.• • • 14. a sucessão testamentária pode abranger os bens da legítima. assinale a alternativa correta: Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão.º) No direito brasileiro.(Alternativa correta) o prazo para requerer sua exclusão é decadencial. não havendo testamento.(Alternativa correta) • • • • 15. (OAB/SC .2) Acerca do inventário e partilha é correto afirmar: Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. .2007. que poderão herdar são válidas as alienações onerosas feitas pelo excluído a terceiros de boa-fé. contado da abertura da sucessão. optar entre a propositura do inventário judicial ou extrajudicial. o testador só poderá dispor da quarta parte da herança. necessita de homologação judicial para a sua validade e eficácia. A herança apenas se transmite aos herdeiros legítimos e testamentários depois de encerrado o processo de inventário e partilha dos bens.3) Quanto ao direito das sucessões.

(Alternativa correta) de acordo com a lei vigente ao tempo da abertura do processo de inventário. Analise e responda: Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. deixando considerável patrimônio em bens imóveis e obras de arte. Júlia e Eduardo são herdeiros necessários de Maria.(Alternativa correta) são herdeiros necessários os descendentes e os ascendentes.º) A ordem de vocação hereditária é definida Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. • • • • 21.• a sucessão legítima é subsidiária em relação à sucessão testamentária. o cônjuge sobrevivente por ser herdeiro facultativo pode ser afastado da sucessão pela via testamentária. Eduardo é meeiro de Maria e Júlia e Eduardo são herdeiros necessários. de acordo com a lei vigente ao tempo da abertura da sucessão. Quando da abertura do Processo de Inventário dos bens por ela deixados. com três anos de idade. Celebraram contrato no qual ficou estabelecido que a relação . Júlia.º) Assinale a alternativa correta: Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. são herdeiros necessários os descendentes. • • • • • • • • 18. foi apresentado um Testamento Público datado de 10 de março de 2003.32. em que é apontada como sua sucessora. casada pelo Regime da Comunhão Universal de Bens com Eduardo da Silva. Maria Braz da Silva tem uma neta. os colaterais por serem herdeiros necessários nunca podem ser afastados da sucessão. (OAB/RJ . nem herança. Eduardo da Silva contestou tal disposição testamentária e atravessou uma petição onde afirma ser herdeiro necessário de sua esposa. Eduardo não tem qualquer direito aos bens deixados por Maria nem meação. Ana. 19. Eduardo é meeiro de Maria. sua afilhada. Lucas.(Alternativa correta) a sucessão testamentária apenas pode abranger 20% do patrimônio do de cujus. (Procurador do Distrito Federal . para quem dispôs 30% de sua parte disponível.29. (OAB/MS . segundo a lei civil brasileira vigente.2007) Joaquim e Maria viviam em regime de união estável. (OAB/RJ . somente.º) Maria Braz da Silva.(Alternativa correta) • • • • • • • • 20. de acordo com a lei vigente ao tempo da partilha. filha de seu filho. ascendentes e o cônjuge. de acordo com a vontade do testador. pré-morto. livremente.78. morreu em 17 de novembro de 2005.

desde que aberta a sucessão.1) Assinale a alternativa FALSA: Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão.patrimonial.2008.1) João era credor de um carro junto a Manoel e Joaquim. em qualquer hipótese. terá direito à metade da herança. (OAB/RS . Maria: • • Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. tem direito à metade da herança. a herança pode ser devolvida ao Município. deixando duas filhas. (OAB/MT . Este faleceu. Quanto aos bens adquiridos onerosamente na vigência da união estável.(Alternativa correta) O herdeiro responde pela totalidade das dívidas do falecido. é correto afirmar que. na qualidade de companheira. • • • • • 22. • . fim à união estável. somente participará da sucessão se não houver parentes sucessíveis. • • • • • • • • 23. A companheira do falecido. durante o período de convivência. se concorrer com filhos comuns. Joaquim veio a falecer.2007. não havendo pessoa a suceder. assim.3) Relativamente ao direito de sucessões. tocar-lhe-á a metade do que couber a cada um daqueles. se concorrer com descendentes só do autor da herança. desde que reconhecida a união estável. pondo-se. (Alternativa correta) • • • • 24. não participará da sucessão de Joaquim em face da cláusula contratual que estabeleceu a incomunicabilidade dos bens adquiridos na constância da união estável. assinale a assertiva correta. a herança transmite-se imediatamente aos herdeiros legítimos e testamentários. a herança transmite-se com o passamento.(Alternativa correta) se concorrer com outros parentes sucessíveis. na sucessão legítima os descendentes da mesma classe têm os mesmos direitos à sucessão de seus ascendentes. Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. vedada estará qualquer disposição testamentária. Maria e Filomena. seria o da separação absoluta de bens e que em nenhuma hipótese os bens existentes ou adquiridos se comunicariam. (OAB/MG . No direito brasileiro.2006. De quem João poderá cobrar o automóvel? Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. terá direito a uma quota equivalente à metade do que por lei for atribuída ao filho. o legado de usufruto entende-se sempre deixado ao legatário por toda sua vida. Havendo herdeiros necessários.

112. pois o casamento pelo regime da separação total de bens foi equiparado ao concubinato. neste caso. salvo prova.• • de Maria. É eficaz o legado de coisa certa que não pertença ao testador no momento da abertura da sucessão. de Manoel ou de todos ao mesmo tempo. na sucessão de Antônio. conforme o laudo pericial realizado. • • • • • • 27. de Maria e de Filomena. a herança transmite-se. do espólio de Joaquim. Nesse caso. notoriamente conhecidos. enquanto os filhos menores não atingirem a maioridade. sem que tenha sido possível se determinar quem morreu primeiro.2008) Quanto ao direito das sucessões.(Alternativa correta) absolutamente nada. Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. nem separados de fato há mais de dois anos. de Maria e de Filomena (subsidiariamente ao espólio de Joaquim). apenas de Manoel. A Maria. ou seja. apenas o direito de usufruto da quarta parte dos bens de Antônio. a meação de todos os bens. dois maiores e capazes e dois menores impúberes. aos herdeiros legítimos e testamentários. na mesma ocasião e em razão do mesmo acontecimento. de que essa convivência se tornara impossível sem culpa do sobrevivente. Antônio falece sem deixar testamento ou disposição de última vontade. apenas o direito de uso do imóvel que servia de residência ao casal. dentro das forças da herança. (OAB/SP . precedendo Maria na ordem da vocação hereditária. desde logo. Somente é reconhecido direito sucessório ao cônjuge sobrevivente se. Aberta a sucessão. de Manoel ou de ambos (espólio ou Manoel)(Alternativa correta) • • • • • 25. (MEMES . em todos os casos em que podem ser excluídos da sucessão. ou deserdados. uma vez que Maria e Filomena só respondem dentro das forças da herança. (Magistratura/SP . Deixaram apenas parentes colaterais de terceiro grau.181º-2008) Cônjuges com vida em comum vêm a falecer em lamentável acidente de veículo. ao tempo da morte do outro. de Filomena. uma vez que os filhos são herdeiros universais de Antônio. • .(Alternativa correta) • • • • 26. não estavam separados judicialmente. assinale a alternativa falsa: Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. de Manoel ou de todos ao mesmo tempo. caberá Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. Os herdeiros necessários podem ser privados de sua legítima.º) Antônio e Maria são casados pelo regime da separação total de bens e têm quatro filhos.

São Paulo: Saraiva. nesse caso. depois de certo tempo. de renúncia. nas circunstâncias. de modo que cada falecido deixará a herança aos próprios parentes.137. pai de Antônio e de Fabrício. Ernesto. mas terá direito à meação sobre esse quinhão. ou após o herdeiro ou legatário indicado em primeiro lugar.CESPE UnB . Maria Helena Diniz. embora a contar com dados de fato disponíveis e seguros para tanto. Além de ser permitida a instituição de herdeiro e legatário em primeiro grau. (Magistratura/PR . sem limitações. que. porque a matéria deve ser definida nas vias ordinárias. passará os bens transmitidos pelo de cujus. por direito de representação. seus sobrinhos Carolina e Daniel e seu filho Heitor herdarão por direito próprio o patrimônio deixado por Ernesto. ou de exclusão. (OAB/SP . caberá. o juiz não pode admitir a comoriência no próprio inventário. porque era pessoa já um tanto alquebrada pelo peso da idade e. Vol. 6. casado com Bruna pelo regime da comunhão universal de bens. assinale a opção correta. não tendo sido possível se determinar qual dentre os comorientes precedeu ao outro. dividindoo em partes iguais. • • . Considerando as ideias do texto acima e os dispositivos do Código Civil relativos ao direito das sucessões. Bruna herdará o que Antônio herdaria se vivo fosse na data da morte de Ernesto.• há que se presumir que foi o varão quem morreu primeiro. o juiz deverá declarar que. Bruna não herdará o que Antônio herdaria se vivo fosse na data da morte de Ernesto. desde que preserve a legítima dos herdeiros necessários. 2007 (com adaptações). declaração judicial de herança jacente. Fabrício é solteiro e tem um único filho. a um substituto. tanto seus sobrinhos como seu filho herdarão por representação. pai de Carolina e de Daniel. Curso de direito civil brasileiro. Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão.2008) Antônio. na falta de herdeiro ou legatário nomeado. simplesmente. Diante dos fatos narrados. não tendo sido possível se determinar qual das vítimas faleceu antes da outra. uma quarta parte a Carolina e uma quarta parte a Daniel. • • • • • • 29. assim.. assinale a alternativa correta acerca da sucessão de Ernesto: Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. 21. viúvo. chamado Heitor. a norma jurídica autorizalhe indicar substituto (sucessor de segundo grau) para recolher os bens da herança. falece na data de hoje. somente os parentes da mulher deverão ser os destinatários dos bens deixados pelas vítimas. não ocorrerá transferência de direitos entre eles. É permitida a substituição hereditária de mais de um grau. faleceu em 10 de abril de 2007.ª ed. Se Fabrício renunciar à herança. cabendo metade da herança de Ernesto a Heitor.º) O testador tem ampla liberdade de testar. no tempo oportuno. (Alternativa correta) Se Fabrício renunciar à herança.(Alternativa correta) • • • • 28. em virtude de falecimento antes da abertura da sucessão. Direito das sucessões.

II. O seu quinhão será dividido entre Daniel.2008) I . deverá o Espólio ajuizar ação de: Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. III . Benedito e Carlos na mesma proporção fixada. ou legatário. Carlos e inclusive Daniel. No usufruto testamentário. (Alternativa correta) Substituição recíproca consiste na instituição de herdeiro ou legatário com a obrigação de. que receberá duas partes dela. ficando Benedito com 2/6 da herança e Carlos com 3/6 desta. será posto em curatela. que não quer ou não pode aceitar a liberalidade. • • • 30.86. Benedito. Considerando a condição de substituto vulgar de Daniel. em caso de falecimento de seus pais. de acordo com o Código Civil de 2002. ainda que o tutor seja de reconhecida idoneidade. na falta de um deles por premoriência.O deficiente mental menor de idade. (Magistratura/MS. interdito proibitório. (Alternativa correta) A sua cota (1/6) será dividida entre Benedito. Benedito. Carlos e Daniel receberão cada um 1/3 da herança deixada pelo de cujus. 2/6 e 3/6. (Ministério Público/SC . 1/6. a certo tempo ou sob condição preestabelecida. • • • • • • • 32. como herdeiro. • • • • • • • 31.(Alternativa correta) reivindicatória. e impedindo um dos co-herdeiros a utilização do bem pelos demais. o Juiz não poderá dispensar a caução. que ficará com três partes dela.º) Certo testador institui seus herdeiros Antonio por 1/6 da herança. por sua morte. dispondo que. Em caso de tutela de um menor de patrimônio considerável. o testador poderá contemplar pessoas incertas ou ainda sem existência.O cônjuge se declarado culpado na separação . Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão.2008) Ocorrendo abertura de sucessão. a concorrer com os substitutos recíprocos.• A substituição vulgar consiste na indicação da pessoa que deve ocupar o lugar do herdeiro. Oquinhão de Antonio (1/6) será dividido em partes iguais por todos os herdeiros. ou seja. (Ministério Público/SP . e Carlos. O quinhão de Antonio (1/6) irá para Daniel. esbulho possessório. imissão na posse. assinale a assertiva correta sobre a distribuição da herança caso Antonio venha a falecer. nomeia Daniel. Benedito por 2/6 e Carlos por 3/6. juntamente com os demais. indignidade ou renúncia. reintegração de posse. transmitir a uma outra pessoa a herança.

000. Lúcio faleceu em 14 de outubro de 2006.(Alternativa correta) apenas I. Antonio era proprietário de um apartamento. todos estão correto 33. assinale a opção correta de partilha. Maria vendeu a casa e com o valor adquiriu um apartamento na praia. apenas I. IV . • • • • • • • Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. • .Após a sucessão definitiva.2009) Laura viveu em união estável com Lúcio por 10 anos.000. deixando um testamento. obstou o autor da herança de dispor livremente de seus bens por ato de última vontade. A alienação onerosa pelo herdeiro aparente a terceiro de boa-fé é válida e eficaz. Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. apenas V está correto. apenas II. declarada judicialmente no processo de ausência.judicial ou no divórcio. No curso da convivência. ele já era titular de patrimônio. no valor de R$ 160. Ao início da relação.815 do Código Civil Os herdeiros colaterais ficarão excluídos da sucessão acaso não se habilitarem até a declaração da vacância. Maria recebeu por doação de seus pais uma casa no ano de 1995. por meio fraudulento. Diante do exposto. III e IV estão corretos. bens no valor de R$ 100. V . III estão corretos. (Magistratura/SC .2009) Quanto ao direito sucessório. A renúncia da herança deve ser expressa por instrumento público ou por termo nos autos de processo judicial. a presunção de morte põe fim à sociedade conjugal. ficou determinada a partilha dos bens em 50% para cada cônjuge excluindo apenas o apartamento que pertencia a Antonio. no qual contemplou uma entidade de caridade com bens no valor de R$ 100. e V estão corretos. pouco importando se aquele estava ou não de boa-fé.00. • • • • • • • • 34.00 e determinou que saísse tal quinhão predominantemente da parcela de patrimônio adquirido na constância da união. O direito de pleitear a exclusão do herdeiro ou legatário extingue-se em três anos. perde o direito à guarda dos filhos.(Alternativa correta) JUSTIFICATIVA: artigo 1. segundo a lei. sobrevieram-lhes dois filhos comuns e foram adquiridos. III. (Magistratura/RS .000. No ano de 2000. Em 2007 pediram a separação judicial na qual.00. contados da abertura da sucessão. É excluído da sucessão o herdeiro que. a título oneroso.Antonio e Maria casaram-se em regime de comunhão parcial de bens em 1990. assinale a alternativa INCORRETA: Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. Antonio e Maria adquiriram uma casa na qual passaram a residir.

00.725 e 1.00.(Alternativa correta) O direito de representação dos netos de João.3) Acerca das regras aplicáveis às sucessões.00.000.(Alternativa correta) JUSTIFICATIVA: artigo 1.000.000. Quinhão hereditário de cada filho: R$ 42.66 • • • • • • 35. acarreta o desaparecimento da concorrência com o cônjuge sobrevivo. Quinhão hereditário de cada filho: R$ 46.000. Considerando a situação hipotética acima. deixando descendentes. (Defensor Público/PI .• Meação de Laura: R$ 50. Durante o sepultamento.00.00. Quando não se efetua o direito de acrescer.000.000.000. Deixa testamentária: R$ 100. Abalado pelo fato. O filho mais velho faleceu e deixou dois descendentes.00.00 Meação de Laura: R$ 50.00.66. Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. Deixa testamentária: R$ 100. Quinhão hereditário de Laura: R$ 25. Quinhão hereditário de Laura: R$ 16. os descendentes do filho mais novo de João herdam por direito de representação.00(Alternativa correta) Artigos 1.666. A renúncia da herança deve constar expressa e exclusivamente de instrumento público. a família teve outra notícia trágica: o filho mais novo do casal. morreu em um acidente de trânsito. Quinhão hereditário de cada filho: R$ 50.00 Meação de Laura: R$ 50.812 do Código Civil • • • • • • • 36. Caso João e seu filho mais novo tivessem falecido no mesmo instante.00. Deixa testamentária: R$ 100.666. entre outros efeitos. De igual modo que seus primos. (OAB/Unificados . Os descendentes do filho mais velho de João herdam por direito de representação. Deixa testamentária: R$ 100.000.66 Meação de Laura: R$ 50.666.500.000. assinale a opção correta.790 do CC Meação de Laura: R$ 50.000. Quinhão hereditário de Laura: R$ 10.CESPE 2009. O direito à sucessão aberta bem como o quinhão de que disponha o co-herdeiro não pode ser objeto de cessão por escritura pública.000. Quinhão hereditário de Laura e de cada filho: R$ 36.00. assinale a opção correta.00. Deixa testamentária: R$ 100. João sucumbiu ao saber da notícia.2009) João era casado com Maria e teve com ela três filhos. não se transmite aos herdeiros legítimos a quota vaga do nomeado.000. após mal súbito.000. filhos do tio mais velho. Quinhão hereditário de cada filho: R$ 55. fazendo jus a cota igual à que caberia ao seu único tio vivo.000. Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. no caminho para a cerimônia. São irrevogáveis os atos de aceitação ou de renúncia da herança.00.00. • • • • • . a comoriência não afastaria o direito de representação dos descendentes deste último.

De acordo com a legislação pátria. XXX. do patrimônio sucessível de uma pessoa. se a obrigação for divisível.A aquisição da propriedade mortis causa se dá com o registro da partilha no cartório de registro de imoveis competente.” Nessa esteira. marque a alternativa correta. será obrigado a pagar a dívida que corresponder ao devedor solidário falecido. o direito de herança como direito fundamental. pois a responsabilidade pelo pagamento não é transmitida aos herdeiros. será obrigado a pagar a totalidade da dívida. Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. será desobrigado de qualquer pagamento. invariavelmente se aplicará a Lei Material Brasileira. V . a sentença que declara a vacância produzirá efeitos retro operantes. vaticina Ney de Mello Almada: “o Direito da Sucessões é o conjunto de princípios legais disciplinadores da transmissão. se a obrigação for divisível. com direito de ação regressiva contra os demais devedores. que vem a falecer. II .Quando proferida após 5(cinco) anos da abertura da sucessão. (Ministério Público/BA . F V V F V. tais princípios são “fundamentais e de ordem pública”. • • • • • • .2010) Se um dos devedores solidários falecer deixando herdeiros.2010) A Constituição Federal da República Federativa do Brasil consagra. no que tange aos bens situados no Brasil. aduz Lacerda de Almeida que. • • • • • • • 38.Na sucessão mortis causa de estrangeiro domiciliado no Brasil. III . 37. no seu artigo 5º. Assim sendo.Em matéria de sucessão legítima. I . aos herdeiros legatários. o direito a sucessão aberta consubstancia-se em uma universalidade iuris. pode-se afirmar que a representação somente é possível na linha reta descendente. se a obrigação for divisível. até porque não se representa pessoa viva. após o exame de veracidade das assertivas abaixo. V F V V F. IV . será obrigado a pagar apenas a cota que corresponder ao seu quinhão hereditário. (Alternativa correta) só será obrigado a pagar a totalidade da dívida se os demais herdeiros não tiverem recursos e a obrigação for divisível. F V F V F. (Ministério Público/SE .(Alternativa correta) V V F V V.• • Não se daria a sucessão por direito de representação na hipótese de o filho mais velho terse tornado indigno. F F V F F. bem assim em direito real imobiliário. cada um destes Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. em razão da repercussão social. Com efeito.

ascendente ou descendente em linha reta tenha morrido antes da abertura da sucessão para a qual se habilitaram os representantes. por estirpe. o cônjuge sobrevivo herda porque não tem direito à meação O cônjuge sobrevivo tem direito real de habitação e de usufruto • • • • • • • 41. época em que esse bem foi avaliado em R$ 100.2010) Assinale a opção correta com referência ao direito sucessório dos cônjuges e companheiros. José. (Ministério Público/SE . faleceu sem deixar testamento conhecido.(Alternativa correta) No regime de separação obrigatória. (Ministério Público/SE . se Jorge falecer sem deixar parentes sucessíveis. Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. A sucessão por direito de representação pressupõe que o herdeiro necessário. faleceu sem deixar testamento conhecido. • • • • • • • 41. Nessa situação. O companheiro não concorre com os parentes colaterais do falecido. no caso de concorrência entre irmãos e sobrinhos (estes filhos do irmão pré-morto). viúvo. Havendo filhos exclusivos do(a) falecido(a). no prazo prescricional de um ano. Deixou quatro filhos (sendo um pré-morto) e três netos (descendentes do filho prémorto). o qual possuía um imóvel adquirido antes do início dessa união. O herdeiro que não foi parte no processo de inventário pode recorrer a ação de nulidade e pleitear seu quinhão hereditário. a contar do trânsito em julgado da ação que homologou a partilha. Considere a seguinte situação hipotética. Deixou quatro filhos (sendo um pré-morto) e três netos (descendentes do filho prémorto). O testamento é ato personalíssimo e que não pode ser modificado após declaração de vontade do testador. Aline terá direito a recolher a herança em sua totalidade. com os recursos advindos das poupanças de ambos. Na constância da união. e os últimos.2010) Assinale a opção correta com relação às sucessões legítima e testamentária.00. o casal vendeu o imóvel de propriedade de Jorge e. Nessa situação. os primeiros sucederão por cabeça. (Ministério Público/ES . a herança deverá ser divida em quatro partes iguais. Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. Nenhuma alternativa foi respondida nesta questão. José. subdividindo-se uma delas entre os três sobrinhos. Nessa situação.(Alternativa correta) Considere a seguinte situação hipotética. no caso de concorrência entre irmãos e sobrinhos (estes filhos do • • .2010) Assinale a opção correta com relação às sucessões legítima e testamentária.• 39. O direito hereditário do companheiro restringe-se aos bens adquiridos onerosamente na vigência da união estável. adquiriu outro imóvel no valor de R$ 400. Aline vivia em união estável com Jorge.000. Por isso.000. viúvo. Considere a seguinte situação hipotética.00. o(a) companheiro(a) herdará uma quota equivalente à que lhes for atribuída.

Aline vivia em união estável com Jorge. subdividindo-se uma delas entre os três sobrinhos. por estirpe.irmão pré-morto). época em que esse bem foi avaliado em R$ 100. adquiriu outro imóvel no valor de R$ 400.000. a contar do trânsito em julgado da ação que homologou a partilha. os primeiros sucederão por cabeça.00. Na constância da união.00. A sucessão por direito de representação pressupõe que o herdeiro necessário. a herança deverá ser divida em quatro partes iguais. O testamento é ato personalíssimo e que não pode ser modificado após declaração • • • . e os últimos.(Alternativa correta) • Considere a seguinte situação hipotética. o qual possuía um imóvel adquirido antes do início dessa união. com os recursos advindos das poupanças de ambos. se Jorge falecer sem deixar parentes sucessíveis. no prazo prescricional de um ano. ascendente ou descendente em linha reta tenha morrido antes da abertura da sucessão para a qual se habilitaram os representantes. O herdeiro que não foi parte no processo de inventário pode recorrer a ação de nulidade e pleitear seu quinhão hereditário.000. Aline terá direito a recolher a herança em sua totalidade. Nessa situação. Por isso. o casal vendeu o imóvel de propriedade de Jorge e.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->