P. 1
Questões Cesgranrio da Lei 8112

Questões Cesgranrio da Lei 8112

|Views: 188|Likes:
Publicado pornormasuela

More info:

Published by: normasuela on Mar 22, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/11/2013

pdf

text

original

CESGRANRIO – ANP - ESPECIALISTA EM REGULAÇÃO DE PETRÓLEO E DERIVADOS, ÁLCOOL COMBUSTÍVEL E GÁS NATURAL - ESPECIALIDADE: DIREITO – NÍVEL SUPERIOR - 2008

01. Em relação à legislação que rege o vínculo dos servidores federais tem-se que:

(A) a Lei no 8.745, de 09 de dezembro de 1993, com suas modificações posteriores, se aplica aos servidores temporários, com ressalva de que alguns direitos e deveres previstos na Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990, com suas modificações posteriores, lhes são aplicáveis, por equivalência legal. (B) a Lei no 8.745, de 09 de dezembro de 1993, com suas modificações posteriores, se aplica tanto aos servidores temporários, como aos servidores efetivos. (C) a Lei no 8.745, de 09 de dezembro de 1993, com suas modificações posteriores, se aplica tanto aos servidores temporários, como ao pessoal estranho ao quadro, mas nomeado para exercício de cargo em comissão. (D) a Lei no 9.662, de 22 de fevereiro de 2000, se aplica a todos os servidores federais, efetivos e temporários, que ingressaram no quadro após sua promulgação. (E) a Lei no 9.662, de 22 de fevereiro de 2000, se aplica aos servidores federais temporários, bem como aos empregados das empresas públicas federais, que ingressavam no quadro após sua promulgação. FCC – TRT/PA – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) - 2001

(A) (B) (C) (D) (E)

das empresas públicas. das autarquias em regime especial. das sociedades de economia mista. contratados por prazo determinado. abrangendo todos os serventuários da Justiça.

FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) - 2007 03. No que diz respeito ao regime jurídico do servidor público federal, é legal e tecnicamente correto afirmar que o exercício é o efetivo desempenho das atribuições do cargo público ou da função de confiança. o salário é a retribuição pecuniária pelo exercício de cargo público, com valor fixado em lei. o funcionário público é a pessoa que ocupa cargo público criado por decreto do Poder Executivo. a remuneração é o valor-base do cargo em exercício, não acrescido das vantagens pecuniárias. as vantagens consistem em indenizações e gratificações, e sempre se incorporam ao vencimento.

(A) (B) (C) (D) (E)

CESGRANRIO – ANP - ANALISTA ADMINISTRATIVO- ESPECIALIDADE: ARQUIVOLOGIA – NÍVEL SUPERIOR - 2008

I - Classe II - Padrão

ww w

(P) O seu conjunto de cargos de mesma profissão, natureza do trabalho ou atividade, escalonadas segundo a responsabilidade e complexidade inerentes a suas atribuições. (Q) É sua divisão básica integrada por cargos de idêntica denominação, atribuições, grau de complexidade, nível de responsabilidade, requisitos de capacitação e experiência para o desempenho das atribuições. (R) A posição do servidor na escala de vencimentos. A relação correta é:

.co

04.

Considerando a criação de carreiras e a organização de cargos efetivos das autarquias especiais denominadas Agências Reguladoras, relacione as colunas.

nc ur so vir tu
WWW.CONCURSOVIRTUAL.COM.BR

02.

Estão submetidos ao regime jurídico instituído pela Lei n.º 8.112, de 11.12.90, os servidores públicos civis

al. co m. br

QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. Alexandre Prado

(A) (B) (C) (D) (E)

I - P e II - Q I - P e II - R I - Q e II - P I - Q e II - R I - R e II - Q

CESGRANRIO – FUNASA – ADMINISTRADOR - NÍVEL SUPERIOR - 2009 05.

Um candidato a um concurso buscou informações a respeito do provimento de cargos públicos. Ao consultar a Lei Federal no 8.112/90, que dispõe sobre o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Federais, verificou que

FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) - 2007 06. (A) (B) (C) (D) (E) As instituições de pesquisa científica e tecnológica federais poderão prover seus cargos com técnicos e cientistas estrangeiros, de acordo com as normas e procedimentos legais. técnicos e cientistas, desde que brasileiros e quites com as obrigações militares. professores brasileiros e estrangeiros, estando, ou não, no gozo dos direitos políticos. professores, desde que brasileiros natos ou naturalizados, excluída a quitação das obrigações militares. professores, técnicos e cientistas, brasileiros ou estrangeiros, dispensado o gozo dos direitos políticos. FCC – TRT 6ª REGIÃO – AUXILIAR JUDICIÁRIO (Área Serviços Gerais) - 2006 07. Às pessoas portadoras de deficiência é assegurado o direito de se inscrever em concurso público para provimento de cargo cujas atribuições sejam compatíveis com a deficiência que são portadoras; para tais pessoas serão reservadas até 20% das vagas oferecidas no concurso. no mínimo 15% dos cargos em disputa. até 25% do total de vagas. no mínimo 30% das vagas. apenas 5% dos cargos oferecidos.

(A) (B) (C) (D) (E)

08. (A) (B) (C) (D) (E)

ww w

o gozo dos direitos políticos. a quitação com as obrigações eleitorais. a idade mínima de 18 (dezoito) anos. aptidão física e mental. a condição de brasileiro nato. FCC – TRF 2ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) - 2007

.co

Das assertivas abaixo, apenas uma não é requisito básico à investidura em cargo público. Assinale-a.

nc ur so vir tu
WWW.CONCURSOVIRTUAL.COM.BR

(A) os cargos públicos são acessíveis a todos os brasileiros e somente podem ser criados por lei complementar, com denominação própria e vencimento pago pelo Tesouro. (B) o provimento de cargos comissionados depende de prévio procedimento público seletivo, e a exoneração é decisão discricionária da autoridade nomeante. (C) o concurso público terá validade de até três anos, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período. (D) é vedada a abertura de novo concurso público enquanto houver candidato aprovado em concurso anterior com prazo de validade não expirado. (E) é livre a nomeação para cargos em comissão, e a exoneração depende de processo administrativo em que seja assegurada ao servidor ampla defesa.

FCC – TRT/PA – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) - 2001

al. co m. br

QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. Alexandre Prado

Quanto ao provimento de cargo público. al. FCC – TRF 23ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . aprovado no concurso público para provimento do cargo de técnico judiciário . comissão. (D) é de trinta dias o prazo para o servidor nomeado em cargo público tomar posse.2007 11. comissão. e quanto ao exercício ou não de outro cargo ou função pública. sendo vedada a posse por qualquer modalidade de procuração.112/90. “X”. (E) o exercício ocorrerá no prazo de quinze dias contados da publicação do ato de nomeação. a partir do término do impedimento. a partir do pedido do servidor. inclusive na condição de interino. (B) do estado civil. (A) (B) (C) (D) (E) FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . sendo que a posse poderá ocorrer por procuração ad juditia ou geral. contados da data do início do seu exercício. exceto na condição de interino.2007 nc ur so vir tu WWW. se solteiro. quando se tratar de cargo isolado de provimento efetivo ou de carreira. sendo que. caráter efetivo. quando se tratar de cargo isolado de provimento efetivo ou de carreira. para cargos de confiança vagos. estava afastado de suas funções por estar a serviço do tribunal do júri de sua comarca. emprego ou função pública. Dentre elas. para cargos de confiança vagos. e quanto ao exercício de outro cargo público efetivo ou em comissão. apresentar as declarações ww w (A) da ausência de processos administrativos. co m. para cargos de confiança vagos.co FCC – TRF 2ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) .CONCURSOVIRTUAL. no ato da posse. servidor público federal. foi nomeado para o cargo de técnico judiciário. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. Orfeu. e com o que dispõe expressamente a Lei no 8. e dos bens que constituem o patrimônio conjunto. Alexandre Prado .112/90. observando que a posse poderá dar-se mediante procuração específica. o prazo para a sua posse será contado da data de entrada em exercício. (E) de que não responde a quaisquer ações judiciais. (C) o servidor estável só perderá o cargo em virtude de sentença judicial transitada em julgado ou de processo administrativo disciplinar no qual lhe seja assegurada ampla defesa. a critério da administração. deverá.112/90 que FCC – TRF 4ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa-Judiciária) . exceto na condição de interino. sendo que a posse poderá ocorrer mediante qualquer procuração por instrumento público. (A) (B) (C) (D) (E) De acordo com a Lei no 8.área administrativa. e de valores que constituem seu patrimônio.COM. a partir do décimo dia após a realização do júri. observando que a posse é de natureza personalíssima e sem procuração. está tomando providências para tomar posse.2007 12. Considere as seguintes assertivas a respeito do estágio probatório: .2007 10. (C) da ausência de antecedentes criminais. ainda que não tenha tomado posse. 13.09. ou isolado. (D) de bens e valores que constituem seu patrimônio. prevê a Lei no 8. se casado. a nomeação far-se-á em comissão. (B) a investidura em cargo público ocorrerá com a entrada em exercício. na data da publicação do ato de provimento.BR (A) só haverá posse nos casos de provimento de cargo por comissão. Nesse caso. caráter transitório. e quanto ao exercício ou não de outro cargo.

promoção.I. atualmente. Diante dessas situações. II.2007 14. mas não entrou em exercício no prazo estabelecido.112/90) as apresentadas a seguir. não satisfez as condições do estágio probatório. IV.2009 15. em ambos os casos. enquanto Zeus. para ocupar a vaga anterior.BR Afrodite. MUNIC. II e III.2008 al. I. respectivamente. chefia ou assessoramento no órgão ou entidade de lotação. III e IV. o servidor não aprovado no estágio probatório será exonerado ou. nomeação. Segundo a Lei no 8. que deverá deixá-la. resultando na sua reintegração no cargo. recondução. (A) (B) (C) (D) (E) a demissão e a exoneração a pedido. co m.CONCURSOVIRTUAL. II. respectivamente. reintegração. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. (A) (B) (C) (D) (E) (A) (B) (C) (D) (E) aproveitamento./SP – PROCURADOR DO MUNICÍPIO . São formas de provimento dos cargos públicos previstas no Estatuto dos Servidores Públicos Federais (Lei Federal no 8. II e III. Não será objeto de avaliação para o desempenho do cargo o fator relacionado à capacidade de iniciativa. encontrava-se preenchida por outro servidor estável. será submetida à homologação da autoridade competente a avaliação do desempenho do servidor. a readaptação especial e a demissão. FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . O servidor em estágio probatório poderá exercer quaisquer cargos de provimento em comissão ou funções de direção. o aproveitamento e a disponibilidade. a exoneração de ofício. CESGRANRIO – FUNASA – AGENTE ADMINISTRATIVO . se estável. readaptação. ascensão.COM. III. Alexandre Prado . está correto o que consta APENAS em (A) (B) (C) (D) (E) I e II. a demissão de ofício. originário de outro cargo.2001 FCC – PREF.co 16. reconduzido ao cargo anteriormente ocupado. podendo-se aplicar a este a . III e IV. em ambos os casos. Seis meses antes de findo o período do estágio probatório. tendo tomado posse e entrado em exercício no cargo de técnico judiciário – área administrativa. Sentença judicial invalidou a demissão de servidor estável. ocorrerá FCC – TRT/PA – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . reintegração. EXCETO nomeação. Em regra. Aludida vaga.112/90. ww w 17. respectivamente. tomou posse. aproveitamento. A modalidade de provimento de cargo público em que será necessária a posse do servidor é nc ur so vir tu WWW.

COM.TÉCNICO DE DEFESA AÉREA E CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO ÁREA: JURÍDICA . reversão ao cargo de origem.(A) (B) (C) (D) (E) recondução ao cargo de origem. diz-se recondução. reintegração. readaptação. FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . O retorno do servidor estável ao cargo anteriormente ocupado. reversão e reintegração. quando invalidada a sua demissão por decisão administrativa ou judicial. nos termos da Lei no 8.2007 18. este é criado obrigatoriamente por decreto do Chefe do Executivo. reversão.co nc ur so vir tu WWW. servidora pública estável. observada a compatibilidade de atribuições. a nomeação é destinada exclusivamente aos cargos em comissão. (A) (B) (C) (D) (E) Em matéria de cargo público observa-se que a readaptação é forma de provimento e vacância de cargo público. e estando presentes os requisitos legais. em decorrência de inabilitação em estágio probatório relativo a outro cargo.CONCURSOVIRTUAL. em decorrência da declaração de desnecessidade do cargo efetivo e consequente disponibilidade. retornou à atividade. reversão a cargo vago. Quanto às formas de provimento dos cargos públicos.BR al. as formas de provimento denominadas readaptação e reintegração.112/90. reintegração e nomeação. ou no resultante de sua transformação.2001 20. no interesse da Administração. enquanto Medusa.2009 21. Alexandre Prado . (C) aproveitamento do servidor estável em outro cargo de vencimentos e responsabilidade compatíveis com o anteriormente ocupado. por ter sido invalidada a sua demissão por decisão administrativa. transposição a cargo vago. entende-se por readaptação a(o) (A) investidura do servidor em cargo de atribuições e responsabilidades compatíveis com a limitação que tenha sofrido em sua capacidade física ou mental. (A) (B) (C) (D) (E) FCC – TRT 20ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. a investidura no cargo ocorre somente após o exercício pelo servidor. co m.2002 19. aproveitamento. realocação no cargo de origem. com ressarcimento de todas as vantagens. respectivamente. reversão e recondução. ww w . foi reinvestida no cargo anteriormente ocupado. Pégaso. Essas situações caracterizam. (B) reinvestidura do servidor estável no cargo anteriormente ocupado. CESGRANRIO – DECEA . devidamente verificada em inspeção médica. a posse é o efetivo desempenho das atribuições do cargo ou função. recondução e remoção. servidor público aposentado. observada a compatibilidade de atribuições. (A) (B) (C) (D) (E) FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) .

IV. Enquanto vencimento é a retribuição pecuniária pelo exercício de cargo púbico. com ressarcimento de todas as vantagens. co m.ESPECIALIDADE: ARQUIVOLOGIA – NÍVEL SUPERIOR . Reversão. desde que a aposentadoria tenha ocorrido nos dois anos anteriores à solicitação. Readaptação.(D) reingresso de servidor aposentado no serviço público.co nc ur so vir tu WWW. quando junta médica oficial declarar insubsistentes os motivos da aposentadoria. (C) Reversão é o retorno à atividade de servidor aposentado por invalidez. I. Aproveitamento. quando. É de trinta dias o prazo para o servidor empossado em cargo público entrar em exercício. quando insubsistentes os motivos determinantes de sua aposentadoria por invalidez. Observe as afirmativas a seguir. A reversão. (E) Recondução é o retorno do servidor estável ao cargo anteriormente ocupado e decorrerá de inabilitação em estágio probatório relativo a outro cargo. remuneração é o vencimento do cargo efetivo acrescido das vantagens pecuniárias permanentes estabelecidas em lei.CONCURSOVIRTUAL. contados da data da posse. ou no cargo resultante de sua transformação. III e IV ww w . FCC – TRT/PA – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . a respeito do Regime Jurídico dos Servidores Civis da União.2001 al. excluídas as funções de confiança. Remoção é o deslocamento de cargo de provimento efetivo. uma das formas de provimento de cargo público. Alexandre Prado .BR (A) Readaptação é a investidura do servidor em cargo de atribuições e responsabilidades compatíveis com a limitação que tenha sofrido em sua capacidade física ou mental verificada em inspeção médica. (E) retorno do servidor estável ao cargo por ele anteriormente ocupado. se dá pelo retorno à atividade de servidor aposentado por tempo de serviço. quando invalidada a sua demissão por decisão administrativa ou judicial. (B) Reversão é o retorno à atividade de servidor aposentado no interesse da administração. (D) Reintegração é a reinvestidura do servidor estável no cargo anteriormente ocupado. com valor fixado em lei. CESGRANRIO – ANP . II. em decorrência de inabilitação em estágio probatório relativo a outro cargo. IV e V II. denomina-se Recondução. para outro órgão ou entidade no mesmo Poder.2008 22. forem declarados insubsistentes os motivos da aposentadoria. por junta médica oficial. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. V. Reintegração. Está(ão) correta(s) APENAS a(s) afirmativa(s) (A) (B) (C) (D) (E) I V II e III I. das autarquias e das fundações públicas federais. Qual dos conceitos abaixo está em DESACORDO com a legislação do servidor público federal? 23. ocupado ou vago no âmbito do quadro geral de pessoal. O retorno à atividade do servidor aposentado por invalidez. a critério da administração.COM. (A) (B) (C) (D) (E) CESGRANRIO – INEA – ADVOGADO – NÍVEL SUPERIOR – 2007 24. III. Exercício é o efetivo exercício do cargo público.ANALISTA ADMINISTRATIVO. verificados em inspeção médica oficial ou por solicitação voluntária do aposentado.

e aos 55 anos de idade. e a demissão a juízo da autoridade. Alexandre Prado . desde que cumpridos ao menos 10 anos de efetivo exercício no serviço público e 5 anos no cargo efetivo em que se dará a aposentadoria. III. é certo que (A) (B) (C) (D) (E) FCC – TRF 4ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa-Judiciária) . De acordo com a Constituição Federal de 1988.2007 28. desde que cumpridos ao menos 5 anos no cargo efetivo em que se dará a aposentadoria. desde que cumpridos ao menos 10 anos de efetivo exercício no serviço público e 5 anos no cargo efetivo em que se dará a aposentadoria. . a demissão de cargo em comissão é obrigatória quatro anos após o provimento. FCC – TCE/MG – INSPETOR DE CONTROLE EXTERNO . Reintegração. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. Considere as situações abaixo: I.FCC – TRF 1ª REGIÃO – ANALISTA JUDICIÁRIO (Área Judiciária) . a demissão do servidor também ocorrerá quando não satisfeitas as condições do estágio probatório.co nc ur so vir tu WWW. (C) voluntária. se mulher. com proventos proporcionais ao tempo de contribuição. o servidor público terá aposentadoria ww w (A) compulsória. II. (B) compulsória. se homem. se homem. (C) I. aos 60 anos de idade. esta só pode decorrer de aposentadoria. falecimento e demissão. (E) II. e aos 25 anos de serviço público. IV. aos 70 anos de idade. Posse em outro cargo inacumulável. (D) II. Reversão. é INCORRETO afirmar que a exoneração do cargo em comissão poderá dar-se também a pedido do próprio servidor. aos 30 anos de serviço público. se mulher.BR esta não decorrerá da posse em outro cargo inacumulável. aos 65 anos de idade. V. IV e VI. a exoneração do cargo efetivo poderá dar-se de ofício. com proventos integrais. (A) (B) (C) (D) (E) Em relação à vacância do cargo público.2007 27. Aproveitamento. com proventos proporcionais ao tempo de contribuição.2001 26. Readaptação. co m. III e IV.2001 25. se homem. (D) voluntária. a exoneração do cargo efetivo pode decorrer de pedido do servidor ou de ofício. com proventos integrais. se mulher.COM. (B) I. FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . esta poderá decorrer também da posse em outro cargo inacumulável. Promoção. No que se refere à vacância de cargo público. É correto afirmar que a vacância de cargo público decorrerá das situações apontadas em APENAS (A) I. al. desde que cumpridos ao menos 10 anos de efetivo exercício no serviço público e 5 anos no cargo efetivo em que se dará a aposentadoria. V e VI. III e VI. e 60 anos de idade. esta poderá decorrer também dos institutos da promoção ou readaptação. II e V.CONCURSOVIRTUAL. a exoneração do cargo em comissão só é possível a pedido. com proventos proporcionais ao tempo de contribuição. VI. aos 60 anos de idade. (E) voluntária.

independentemente do interesse da Administração.12. poderá ser revertido a pedido. disciplina. substituição. vinculação entre os graus de responsabilidade e complexidade das atividades. A exoneração de cargo em comissão. na hipótese em que o número de interessados for superior ao número de vagas. e remoção. dar-se-á sempre a juízo da autoridade competente. Alexandre Prado . estabilidade. no interesse da União ou de qualquer Estado removido a pedido. reintegrado de ofício. No que concerne à vacância dos cargos públicos. capacidade de iniciativa. independentemente do interesse da Administração. ou removido de ofício para um novo cargo com mudança de sede ww w (A) (B) (C) (D) (E) .FCC – TRT 13ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . estágio probatório. e remoção. recondução. II. nomeação. estabilidade. produtividade. analise: I. objetivando acompanhá-la na nova localidade. Mévio. Tais situações dizem respeito. provimento. em virtude de seu caráter punitivo. A promoção é a mudança do servidor de um cargo para outro. para outra localidade. exonerado. e responsabilidade. com elevação de função e vencimento. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. no interesse da Administração. Modalidade consistente em pedido de deslocamento do servidor. aos institutos seguintes: (A) (B) (C) (D) (E) investidura. de acordo com normas preestabelecidas pelo órgão ou entidade em que aqueles estejam lotados. e especialidade ou habilitação profissional.1990. reintegrado de ofício. independentemente do interesse da União. decorrente de inabilitação em estágio probatório relativo a outro cargo ou reintegração do anterior ocupante. que dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União. foi deslocada. reintegração. a critério da Administração. transferência. A demissão caracteriza-se como medida punitiva que proporciona o desligamento do servidor do quadro de pessoal da entidade a que se vincula. para outra cidade. A exoneração de cargo efetivo dar-se-á exclusivamente a pedido do servidor. servidora pública civil da União. co m. em virtude de processo seletivo promovido.BR al. Retorno do servidor estável ao cargo anteriormente ocupado. da mesma natureza de trabalho. mesmo nível de escolaridade. estágio probatório.co FCC – TRT 6ª REGIÃO – AUXILIAR JUDICIÁRIO (Área Serviços Gerais) . substituição.2006 nc ur so vir tu WWW. III. são corretos SOMENTE (A) I e II (B) I e III (C) I e IV (D) II e III (E) III e IV FCC – TRF 5ª REGIÃO – ANALISTA JUDICIÁRIO (Área Judiciária) . respectivamente. equivalência de vencimentos. reversão.2008 30. estágio probatório. e aproveitamento. IV.2005 29. IV. Para os fins da Lei no 8. 31. redistribuição. Joana. II. analise: I. Diante disso. III. uma vez que não possui caráter punitivo. promoção.112 de 11.COM.CONCURSOVIRTUAL. seu marido e também servidor público civil da União. Assiduidade. redistribuição. Interesse da Administração.

a pedido ou de ofício. quando invalidada a sua decisão por decisão administrativa ou judicial. mesmo que de outra esfera de governo. respectivamente. É correto afirmar que o servidor público federal substituto assumirá automática e cumulativamente. no caso de omissão. retribuição pecuniária a que faz jus o servidor ativo ou inativo. 35. (E) por servidor contratado. Alexandre Prado . Deslocamento do servidor. FCC – ANS – TÉCNICO EM REGULAÇÃO DE SAÚDE SUPLEMENTAR . (B) substituição. (E) reintegração. por até 30 (trinta) dias. Retorno do servidor estável ao cargo anteriormente ocupado. o exercício. ou no cargo resultante de sua transformação.co FCC – TRT 6ª REGIÃO – AUXILIAR JUDICIÁRIO (Área Serviços Gerais) . deverá optar pelo vencimento de um deles a ser recebido pelo período de 60 (sessenta) dias.FCC – TRT 6ª REGIÃO – AUXILIAR JUDICIÁRIO (Área Serviços Gerais) . à remoção e à recondução al.2007 ww w . (A) (B) (C) (D) (E) O vencimento deve ser conceituado como a retribuição em espécie. (C) automaticamente por qualquer cidadão que possua o mesmo nível de escolaridade do servidor afastado.2006 nc ur so vir tu WWW. (D) remoção. assessorado por qualquer cidadão idôneo e capaz. O servidor público investido em cargo de direção. (B) por qualquer servidor que esteja disponível.2008 34. tais assertivas correspondem. será substituído (A) por quem o regimento interno indicar ou. da função de direção. sem concurso público. à substituição e ao aproveitamento. no âmbito do mesmo quadro. à disponibilidade e à remoção.112/90.CONCURSOVIRTUAL. hipótese em que (A) (B) (C) (D) (E) deverá continuar recebendo a remuneração do cargo de provimento efetivo.2007 33. co m. à recondução e ao reaproveitamento (C) redistribuição.BR I. para exercer as funções em caráter temporário. FCC – TRF 4ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa-Judiciária) . remuneração do cargo efetivo. paga ao servidor público. com ou sem mudança de sede. entre outros. sem prejuízo do cargo que ocupa. analise: FCC – TRF 5ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . deverá optar pela remuneração de um deles durante o respectivo período. nos impedimentos legais ou regulamentares do titular. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. à vacância e à reintegração.2006 32. ao se afastar para exercer mandato eletivo. à (A) recondução. receberá os vencimentos da função em substituição durante um período de 30 (trinta) dias. Considerando os servidores públicos federais. podendo recorrer da reintegração do anterior ocupante. Nos termos da Lei n 8. remuneração ou o benefício pago aos dependentes do servidor falecido. com ressarcimento de todas as vantagens. acrescido das vantagens pecuniárias permanentes estabelecidas em lei. (D) pelo chefe da repartição. por quem o dirigente máximo do órgão ou entidade designar previamente. II. redutível e renunciável. Reinvestidura do servidor estável no cargo anteriormente ocupado. retribuição pecuniária pelo exercício de cargo público.COM. com valor fixado em lei. III. receberá o vencimento da função em substituição durante o respectivo período.

al. Além do vencimento e das vantagens. em parcelas. Alexandre Prado . II. natal. indenização. ainda que sem motivo justificado. Nos casos em que o pagamento indevido ao servidor ativo. aposentado ou pensionista.COM. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. (E) A remuneração é o vencimento do cargo efetivo. Assim. em uma única parcela. a reposição ao erário será feita (A) (B) (C) (D) (E) imediatamente.BR (A) Nenhum desconto incidirá sobre a remuneração ou provento. houver ocorrido no mês anterior ao do processamento da folha. podem ser deferidos aos servidores públicos federais outros direitos. mas não consideradas como de efetivo exercício. salvo por mandado judicial. em parcelas. em uma única parcela. exercício de função de direção. (C) Quando o pagamento indevido houver ocorrido no mês anterior ao do processamento da folha. além do vencimento. (D) O servidor em débito com o erário. (C) É vedada a consignação em folha de pagamento em favor de terceiros.CONCURSOVIRTUAL. acrescido de quaisquer vantagens. ausências justificadas e saídas antecipadas. salvo imposição legal ou mandato judicial. parceladamente. a critério da Administração. (B) O vencimento é a retribuição pecuniária pelo exercício do cargo público. adicionais. . poderão ser pagas ao servidor as vantagens de gratificação. acrescido das vantagens pecuniárias permanentes estabelecidas em lei. Considerando os direitos dos servidores públicos federais. (E) O vencimento do cargo efetivo. serviço eleitoral e mandato classista. FCC – TRF 4ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa-Judiciária) . terá o prazo de sessenta dias para quitar o débito.2007 37. (B) O servidor. proporcional aos atrasos. de regra. (A) (B) (C) (D) (E) É certo que.2007 38. capacitação e atividade política. analise as situações funcionais sobre: I. capacitação e atividade política. indenização.2008 39. ww w 40. não está sujeito a reduções de qualquer natureza. com valor fixado em decreto do Poder Executivo. que for demitido ou exonerado. gratificação. III. gratificação e adicionais. é correto afirmar: (A) As faltas justificadas decorrentes de caso fortuito devem ser compensadas. é INCORRETO afirmar: FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . adicionais e serviço militar. desde que o servidor seja estável. no máximo de 90 (noventa) dias. a reposição será feita imediatamente. imediatamente ou em parcelas. FCC – TRF 5ª REGIÃO – ANALISTA JUDICIÁRIO (Área Judiciária) . perderá a parcela da remuneração diária. Em relação ao vencimento e à remuneração do servidor público.36.2007 nc ur so vir tu WWW.co FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . (D) O servidor não perderá a remuneração do dia em que faltar ao serviço. proporcional à remuneração do servidor. co m. insalubridade ou atividades penosas.

que será de (A) (B) (C) (D) noventa dias. noventa dias.BR (A) será atribuída integralmente ao servidor exonerado. serviço extraordinário. al. legalmente. VI. (E) anulação da exoneração. calculada sobre o vencimento do mês da exoneração. 44. Aquiles. Alexandre Prado . que for exonerado. I. trinta dias. V e VI. sendo que a falta de quitação torna o servidor inapto para outros cargos públicos. sessenta dias. (E) sessenta dias. (E) não será considerada para cálculo de qualquer vantagem pecuniária. II. Aquiles terá um prazo para a quitação desse débito. FCC – TRE/CE – ANALISTA JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . III. IV. cujo valor é de R$ 5. periculosidade.000. Nesse caso. penhora administrativa de bens do servidor. (B) corresponde a 1/12 (um doze avos) do vencimento a que o servidor fizer jus. estando em débito com o erário.IV. V e VI. II. prorrogável por igual período. Referem-se. V e VI. Conforme regra da Lei no 8.co FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . é certo que FCC – TRT 19ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . o servidor em débito com o erário. Constituem indenizações que podem ser pagas ao servidor: .COM. sendo que a não quitação dentro do prazo implicará sua inscrição em dívida ativa. foi demitido do cargo que vinha ocupando. e a falta de quitação nesse prazo determinará o protesto em Cartório.00. FCC – TRF 5ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) .CONCURSOVIRTUAL. aos adicionais SOMENTE as situações (A) (B) (C) (D) (E) I. III e V.2002 43. terá o prazo de 60 dias para quitar o débito. abertura de processo administrativo disciplinar contra o servidor. III e IV.2008 42. A não quitação do débito nesse prazo implicará (A) (B) (C) (D) ww w revogação da exoneração. V. (D) a fração igual ou superior a 15 (quinze) dias será considerada como uma quinzena. sendo que a não quitação dentro do prazo implica no arresto ou seqüestro do saldo de sua remuneração. por mês de exercício no respectivo ano. II.2001 nc ur so vir tu WWW. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof.2008 41. IV. visando à conversão da exoneração em demissão. I. (C) deverá ser paga sempre no dia 20 do mês de dezembro de cada ano civil.112/90. férias. e a não quitação dentro do prazo justifica o imediato ajuizamento da ação e cobrança. inscrição do débito em dívida ativa. co m. técnico judiciário do Tribunal Regional do Trabalho. No que se refere à gratificação natalina. IV.

afastar-se da sede em caráter eventual ou transitório. 12 meses a contar da posse ou 14 meses a contar da nomeação. (A) (B) (C) (D) (E) CESGRANRIO – ANP . para os servidores efetivos.COM. os vencimentos dos servidores efetivos não podem ser reduzidos. (D) 30 (trinta) dias ininterruptos de férias. o que ocorrer primeiro. no prazo máximo de 180 dias. cujo pagamento de sua remuneração será efetuado até 1 (um)dia antes do início do respectivo período. as indenizações não são incorporáveis aos vencimentos. na forma da lei. (A) (B) (C) (D) (E) Está em DESACORDO com o que dispõe a Lei no 8.ESPECIALIDADE: APOIO ADMINISTRATIVO – NÍVEL MÉDIO . com intervalo entre ambos de 5 (cinco) dias. diárias e transporte. (C) 5 (cinco) semanas de férias. mesmo que por motivo de interesse público. co m. gratificações natalina.co FCC – TRT 6ª REGIÃO – AUXILIAR JUDICIÁRIO (Área Serviços Gerais) . Alexandre Prado . acrescido de vantagens. se receber um quantitativo de diárias e não as utilizar. no prazo de vinte dias. adicionais noturno. O servidor que receber diárias e não se afastar da sede. fica obrigado a restituí-las integralmente. em dez dias. (B) 30 (trinta) dias de férias.BR al. 14 meses de exercício. fará jus a passagens e diárias destinadas a indenizar as parcelas de despesas extraordinárias com pousada. que poderão ser parceladas em até 5 (cinco) etapas. de 1990. que poderão ser parceladas em até 3 (três) etapas. que deverão ser gozadas de uma só vez. a remuneração dos servidores efetivos é composta pelo vencimento.112/90. no prazo de cinco dias. sendo que tal verba será abatida da remuneração do mês subseqüente. desde que assim requeridas pelo servidor. de local e da natureza do trabalho. Nos termos da Lei no 8. e no interesse da Administração Pública. por qualquer motivo.CONCURSOVIRTUAL. ou dois períodos ininterruptos de 10 (dez) dias. sem qualquer interrupção. 12 meses a contar da posse.2002 47. para outro ponto do território nacional ou para o exterior. Após o período aquisitivo. fica obrigado a restituí-las integralmente. (A) (B) (C) (D) (E) 48. o servidor fará jus a ww w (A) 20 (vinte) dias de férias. por tempo de serviço e de férias.(A) (B) (C) (D) (E) auxílios natalidade. 12 meses de exercício. fica obrigado a restituí-la.2008 46. de chefia e assessoramento. alimentação e locomoção urbana. a serviço. . retribuições pelo exercício de função.2006 nc ur so vir tu WWW. que o servidor deve restituir o erário. não será obrigado a restituí-las em razão do caráter alimentar de tal verba. (E) 20 (vinte) dias consecutivos de férias. 14 meses a contar da nomeação. à critério do servidor. FCC – TRF 2ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . óbito e reclusão. para que o servidor ingressante faça jus a férias terá de observar. as gratificações e os adicionais são incorporáveis aos vencimentos. O servidor que. ajuda-de-custo. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof.2007 45.TÉCNICO ADMINISTRATIVO . como primeiro período aquisitivo. fica obrigado a restituir 50% do valor recebido.112. FCC – TRT 20ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) .

e no interesse da administração pública. sendo-lhe facultado optar pela sua remuneração. vitaliciedade. sem prejuízo da remuneração do cargo eletivo. perceberá as vantagens de seu cargo.CONCURSOVIRTUAL. (D) o servidor terá direito a 30 dias de férias. (A) (B) (C) (D) (E) 52.co CESGRANRIO .112/90.112/1990 trata dos casos de afastamentos do serviço a que o servidor tem direito. (E) é vedado levar à conta de férias qualquer falta ao serviço. mas poderá acumular ambas as remunerações. desde que assim requeridas pelo servidor.FCC – TRT 20ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . Alexandre Prado . Tendo em vista a Lei no 8.MINISTÉRIO DA DEFESA . para alistar-se como eleitor. que podem ser cumuladas por até 3 períodos. exceto se a pedido. co m.COM.º 8. De Governador.COMANDO DA AERONÁUTICA . e em relação às férias dos servidores públicos civis da União. no caso de necessidade do serviço. será afastado do cargo.112/90 assegura ao servidor público civil. férias anuais de 30 (trinta) dias úteis. O servidor estável ocupante de cargo de provimento efetivo em Autarquia Federal. inamovibilidade do dirigente sindical até um ano após o final do mandato. Neste caso. O Art. FCC – TRT/PA – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . dentre outras hipóteses. será afastado do seu cargo. perceberá somente a remuneração do cargo eletivo.2001 50. ao ser investido em mandato: De Vereador e não havendo compatibilidade de horários. poderão ser interrompidas por motivo de calamidade pública ou comoção interna. (B) as férias. será automaticamente exonerado de seu cargo. Ele poderá afastar-se do serviço. De Deputado Estadual.BR A Lei n. é INCORRETO afirmar que (A) para o primeiro período aquisitivo de férias serão exigidos 12 meses de exercício. (C) é permitido o parcelamento das férias em até três etapas. entre outras razões.ÁREA: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS . não desconto em folha de pagamento das mensalidades definidas em assembléia-geral da categoria. nos termos da Constituição Federal de 1988. sem qualquer prejuízo. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof.2006 51. o direito de al. por quantos dias o servidor poderá afastar-se do serviço? 1 2 5 7 8 ww w (A) (B) (C) (D) (E) . (A) (B) (C) (D) (E) prêmio pela apresentação de idéias que favoreçam o aumento de produtividade.TÉCNICO DE DEFESA AÉREA E CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO . 97 do Capítulo VI da Lei no 8.2006 49. FCC – TRT/MS – ANALISTA JUDICIÁRIO (Área Administrativa) .2005 nc ur so vir tu WWW. De Prefeito. De Senador e havendo compatibilidade de horários.

desde que a sua conduta tenha resultado em prejuízo ao erário ou a terceiros. ww w III. se do ilícito tiver decorrido dano a terceiros.BR João Silva é servidor público efetivo e estável de Agência Reguladora federal. analise as assertivas abaixo. foi contatado por seu superior. (A) (B) (C) (D) (E) CESGRANRIO – ANP . o mesmo foi realizado pelo referido superior. (E) não é imputável qualquer responsabilidade ao servidor. sendo que desde então nada mais foi procedido. Considerando as disposições da Lei no 8. a sanção aplicável a ocupantes exclusivamente de cargo em comissão é a destituição.co nc ur so vir tu WWW. de 1990.CONCURSOVIRTUAL.fim da referida Agência.se neste caso a pena de demissão. acerca da responsabilidade de João Silva no episódio. poderá pedir sua reconsideração exclusivamente perante o Poder Judiciário.COM. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. Assim. al. (B) o servidor responde somente em âmbito penal e administrativo. CESGRANRIO – DECEA . I.TÉCNICO DE DEFESA AÉREA E CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO ÁREA: JURÍDICA . não podendo ser renovado. alegando interesse da Agência na manutenção do referido contrato administrativo.FCC – TRT 6ª REGIÃO – AUXILIAR JUDICIÁRIO (Área Serviços Gerais) . apurado ou noticiado sobre o evento. Contudo.666/93. e administrativo. . 65 da Lei no 8. em defesa de direito ou interesse legítimo. Diante da recusa de João Silva em encerrar o procedimento pessoalmente. co m. recusar desempenhar suas funções por até 120 (cento e vinte) dias. penais e administrativas podem cumular-se. As sanções civis.112. aplicando-se neste caso a pena de disponibilidade. A ação disciplinar prescreve em cinco anos seja qual for a natureza da infração administrativa cometida pelo servidor. João Silva tomou conhecimento de possíveis irregularidades na aquisição de material permanente da entidade. A respeito dos direitos. sendo independentes entre si. aplicando-se neste caso a pena de suspensão. mas a responsabilidade administrativa do servidor será afastada em caso de absolvição criminal que negue a existência do fato ou sua autoria. começando a correr da data em que o fato se tornou conhecido. O direito de petição serve de fundamento a pretensões dirigidas a qualquer dos Poderes do Estado. o servidor público que se sentir prejudicado. nos termos e limites da lei. que seriam de qualidade inferior à especificada no contrato administrativo e faturados em valor superior ao licitado mediante aditivo contratual do art. exercendo função de gestão e fiscalização de estoque de materiais utilizados na execução de atividade. No exercício do poder disciplinar. interpor junto a qualquer autoridade administrativa o requerimento de revisão. deveres e responsabilidades dos servidores públicos. que lhe solicitou o encerramento das investigações. (D) o servidor responde somente em âmbito civil. passados 2 (dois) meses. penal e administrativamente pelo exercício irregular de suas atribuições.ANALISTA ADMINISTRATIVO. que poderá ser renovado uma única vez. sem prejuízo da responsabilidade dos demais envolvidos. solicitar seu reexame. Na ocasião. IV. (C) o servidor responde somente em âmbito penal e administrativo. até que o ato seja modificado ou extinto. o preceito que se aplica ao caso é o de que (A) o servidor responde em âmbito civil. Alexandre Prado . penal e administrativo. aplicando.ESPECIALIDADE: GERAL – NÍVEL SUPERIOR – 2008 54. Durante a realização periódica de balanço de estoque e verificação de livros contábeis.2006 53. II.2009 55. João Silva imediatamente comunicou o fato a seu superior hierárquico e instaurou procedimento administrativo para apurar o ocorrido. tendo em vista que este agiu com diligência e não foi responsável pelo encerramento das investigações. O servidor público responde civil. ante a expedição de determinado ato. interpor pedido de reconsideração.

ao Tribunal de Contas. I. III. doloso ou culposo. em ação administrativa. II e III. I. penal e administrativamente pelo exercício irregular de suas atribuições.NÍVEL SUPERIOR . de qualquer nível da Federação. . II e III. o servidor que o causou responderá perante ao Poder Legislativo. I e III. (D) poderá ainda ocupar remuneradamente um cargo público de professor junto à Administração direta de um Município. remuneradamente. I e IV. A responsabilidade civil decorre de ato omissivo ou comissivo. 58. Os atos de improbidade administrativa importarão a cassação de direitos políticos. Alexandre Prado . FCC – TRT 18ª REGIÃO – ANALISTA JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . ao órgão em que atuava. analise as afirmativas abaixo. a perda da função pública.2001 WWW. II.2009 57. Considerando que haja compatibilidade de horários.É(São) correta(s) APENAS a(s) afirmativa(s) (A) (B) (C) (D) (E) II. em ação regressiva.COM. III. que importe prejuízo ao patrimônio do Estado ou de terceiros. (B) poderá ainda ocupar remuneradamente um cargo público de médico junto à Administração direta de um Município. seja junto às entidades da administração indireta. A ação disciplinar prescreve em cinco anos. IV. No que tange ao regime jurídico dos servidores públicos. I e IV.co Um servidor público já ocupa. (E) não poderá ocupar remuneradamente nenhum outro cargo ou emprego público. ww w (A) poderá ainda ocupar remuneradamente um emprego público qualquer em uma sociedade de economia mista municipal. à Fazenda Pública. seja junto à Administração direta.BR al.2008 56. co m. à Fazenda Pública. seja qual for a natureza da infração administrativa cometida pelo servidor. um cargo público de professor em universidade federal constituída sob forma de autarquia e outro cargo público de médico junto à Administração direta de um Estado. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. É(São) correta(s) APENAS a(s) afirmativa(s) (A) (B) (C) (D) (E) I. (C) poderá ainda ocupar remuneradamente um emprego público qualquer em uma empresa subsidiária de uma empresa pública federal. (A) (B) (C) (D) (E) Nas hipóteses de danos causados a terceiros. a indisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao erário. CESGRANRIO – FUNASA – ADMINISTRADOR . I e III. suas subsidiárias ou sociedades controladas pelo Poder Público. O servidor público responde civil. em ação direta e progressiva. III.CONCURSOVIRTUAL. esse servidor nc ur so vir tu FCC – TRF 5ª REGIÃO – JUIZ FEDERAL SUBSTITUTO .

em ação regressiva. prorrogáveis por mais 30 (trinta). sob pena de inscrição em dívida ativa. em regra. . está acumulando ilegalmente cargos públicos. sob pena de instauração de sindicância. Mário. em razão de seu cargo de técnico judiciário – área administrativa.CONCURSOVIRTUAL. de forma livre. prorrogáveis por mais 10 (dez). (E) 90 (noventa) dias. (C) 60 (sessenta dias).00 (vinte mil reais).". deverá responder apenas criminalmente perante o Estado.2007 nc ur so vir tu WWW. responderá perante a empresa "Atenas Ltda.2007 59. (D) 60 (sessenta) dias. causou danos patrimoniais à empresa "Atenas Ltda. de (A) 30 (trinta) dias. servidor público federal estável. ele sempre deverá se afastar dos dois primeiros. contados da data da ciência. sob pena de exoneração de ofício. (B) a vedação na percepção de receita por participação em órgãos colegiados.000.ESPECIALIDADE: APOIO ADMINISTRATIVO – NÍVEL MÉDIO . prorrogáveis por mais 5 (cinco).COM. Quanto à acumulação remunerada de cargos.2007 60. respectivamente. e 10 (dez) dias improrrogáveis. não tem qualquer responsabilidade civil ou administrativa. para apresentar opção no prazo improrrogável de dez dias. em havendo aposentadoria. Eros. a autoridade competente notificará o servidor (A) através de sua chefia imediata. no valor de R$ 20.". e 15 (quinze) dias. Detectada a acumulação ilegal. torna-se possível. para apresentar opção no prazo improrrogável de trinta dias. analise: Esses prazos legais são. II. e 5 (cinco) dias úteis. demitido. de 1990. (A) (B) (C) (D) (E) FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . co m. ou que tiver sua aposentadoria ou disponibilidade cassada. e por ato de omissão culposa.". por servidor efetivo. do ponto de vista legal. e suas modificações posteriores: ww w 62.FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . Eros está sujeito à perda do cargo. sob pena de inscrição em dívida ativa. prorrogáveis por mais 15 (quinze). (C) a possibilidade de acumulação depende somente da comprovação de compatibilidade de horários. prorrogáveis por mais 30 (trinta). para poder ocupar o último. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. e 10 (dez) dias. terá um prazo legal para quitar o débito.TÉCNICO ADMINISTRATIVO . empregos ou funções públicas. sob pena de instauração de procedimento sumário. se requerida pela empresa "Atenas Ltda. está de acordo com o que dispõem a Lei no 8. contados da data da ciência. al. em havendo nomeação para um terceiro cargo em comissão. sob pena de execução fiscal. para qualquer servidor efetivo. não alcança a atividade de participação nos conselhos de administração das empresas públicas e sociedades de economia mista federais. O servidor em débito com o erário que for exonerado. Detectada a qualquer tempo a acumulação ilegal de cargos. (D) na acumulação de dois cargos. e 15 (quinze) dias.co (A) a acumulação de cargos. (B) 30 (trinta) dias. vedada quando o servidor estava ativo. Alexandre Prado .2008 61. Nesse caso. CESGRANRIO – ANP . empregos ou funções é permitida. (B) pessoalmente. o servidor será notificado para apresentar opção dentro de um prazo legal. No que diz respeito aos direitos do servidor público e à acumulação de cargos. FCC – TRF 3ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . responderá perante a Fazenda Pública.112. em ação regressiva. (E) uma acumulação de cargos.BR I.

2001 al. para apresentar opção no prazo improrrogável de dez dias. cumprir as ordens superiores. é permitido ao servidor público recusar-se a atualizar seus dados cadastrais quando solicitado. promover manifestação de apreço ou desapreço no recinto da repartição. (C) notificará o servidor. assegurar a supremacia dos interesses pessoais dos administrados sobre o interesse público. (D) da imediata abertura de processo administrativo disciplinar que adotará procedimento sumaríssimo para apuração e regularização da infração. prorrogável por igual período.2006 64. ausentar-se do serviço durante o expediente.(C) da imediata abertura de processo administrativo disciplinar que adotará procedimento ordinário para apuração e regularização da infração.TECNOLOGISTA EM INFORMAÇÕES E AVALIAÇÕES EDUCACIONAIS – NÍVEL SUPERIOR. manter sob sua chefia imediata. (A) (B) (C) (D) ausentar-se do serviço durante o expediente. ser leal a seus superiores hierárquicos em casos de omissão ou abuso de poder. das autarquias. para apresentar opção no prazo de vinte dias. recusar fé a documentos públicos. empregos ou funções públicas. prorrogável por igual período. em cargo ou função de confiança. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. em razão de suas atribuições. (A) (B) (C) (D) (E) Dentre outras situações. ainda quando manifestamente ilegais. (B) notificará o servidor pessoalmente. contados da data da ciência. e das fundações públicas federais. presente ou vantagem de qualquer espécie. De acordo com o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União. guardar sigilo sobre assunto da repartição. contados da data da ciência. é dever do servidor guardar sigilo quanto a irregularidades de que tiver ciência em razão do exercício do cargo. em cargo ou função de confiança. FCC – TRT/PA – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . prorrogável por igual período. estabelecido pela Lei no 8.2007 63. ww w 66.2007 65. para apresentar opção no prazo improrrogável de vinte dias.COM. Alexandre Prado . manter sob sua chefia imediata. sem prévia autorização da chefia imediata. pelo prazo de oito anos. utilizar recursos materiais da repartição em serviço ou atividades particulares. (D) notificará o servidor pessoalmente. exceto: nc ur so vir tu WWW. companheiro ou parente até o segundo grau civil. por intermédio de sua chefia imediata.co (A) (B) (C) (D) (E) São consideradas proibições ao servidor público. contados da data da ciência. receber propina. para apresentar opção no prazo de quinze dias. contados da data da ciência. por intermédio de sua chefia imediata. CESGRANRIO – INEP . cônjuge. comissão.PESQUISADOR . (E) notificará o servidor. contados da data da ciência. a autoridade competente FCC – TRT 6ª REGIÃO – AUXILIAR JUDICIÁRIO (Área Serviços Gerais) . . inclusive as em regime especial.CONCURSOVIRTUAL.BR (A) exonerará ex officio o servidor que ficará incompatibilizado para nova investidura em cargo público federal.112/90. para apresentar opção no prazo de quinze dias. (E) através de sua chefia imediata. FCC – TRF 2ª REGIÃO – ANALISTA JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . co m. sem prévia autorização do chefe imediato. parente de terceiro grau civil. Detectada a qualquer tempo a acumulação ilegal de cargos.

112/1990 trata das penalidades disciplinares a que estão sujeitos os servidores no exercício de suas funções. exclusivamente. Esta NÃO poderá exceder a: (A) (B) (C) (D) (E) 30 dias.112/90. ww w (A) (B) (C) (D) (E) . na forma dos respectivos regimentos ou regulamentos. as penalidades disciplinares nos casos de advertência ou de suspensão de até trinta dias serão aplicadas al.COM. (E) pelo chefe da repartição e outras autoridades. FCC – TRE/RN – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . que consiste em demissão. exclusivamente. destituição do cargo em comissão.co nc ur so vir tu WWW. O servidor público que retirar. 120 dias. suspensão de. Tício. será aplicada a pena de suspensão.CONCURSOVIRTUAL.BR Segundo a Lei no 8.MINISTÉRIO DA DEFESA . (B) pelo Presidente do Tribunal Regional Federal competente e outras autoridades. 45 dias.2005 67. será punido com a pena de multa. na forma dos respectivos regimentos ou regulamentos.2008 70. (C) pelo Presidente da República. sem anuência prévia da autoridade competente. qualquer documento ou objeto da repartição. O art.COMANDO DA AERONÁUTICA . (A) pelos Presidentes das Casas do Poder Legislativo competente e outras autoridades. CESGRANRIO . em regra. advertência. opôs resistência injustificada ao andamento de processo que deveria movimentar. 60 dias. na forma dos respectivos regimentos ou regulamentos. por escrito. suspensão. Considerando que foi a primeira vez que praticou tal conduta. Alexandre Prado .ÁREA: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS . co m. advertência. quinze dias.(E) exercer quaisquer atividades que sejam compatíveis com o exercício do cargo ou função e com o horário de trabalho. (A) (B) (C) (D) (E) FCC – TRF 3ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . funcionário público da União. nos casos de reincidência das faltas punidas com advertência e de violações das demais proibições que não tipifiquem infração sujeita à penalidade de demissão. demissão. O Capítulo V da Lei no 8. no máximo. 90 dias.2005 69. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof.TÉCNICO DE DEFESA AÉREA E CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO . 130 deste Capítulo estabelece que. advertência verbal. ele está sujeito à penalidade prevista na Lei que dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União. (D) pelo Procurador-Geral da República.2007 68. desconto de um dia dos seus vencimentos. FCC – TRT 2ª REGIÃO – ANALISTA JUDICIÁRIO (Área Judiciária) .

Ao retornar à atividade foi aproveitado em outro cargo de atribuições e vencimentos compatíveis com o anteriormente ocupado. a critério da Administração. não poderá ser investido em cargo público federal pelo prazo de 8 (oito) anos. Nesse caso. a critério da Administração. durante período de doze meses. Polifemo não entrou em exercício no prazo legal.co nc ur so vir tu WWW. servidor público federal estável. co m. (C) será suspensa a aposentadoria do inativo que houver praticado. (D) entende-se por inassiduidade habitual a ausência intencional do servidor ao serviço por mais de sessenta dias consecutivos. sendo que o segundo recebeu propina em razão de suas atribuições. Poseidon será considerado inidôneo. multa pecuniária e suspensão até noventa dias. excluindose a pena de multa. interpoladamente. encontrava-se em disponibilidade. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. Em matéria de penas disciplinares observa-se que FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) .2007 (A) (B) (C) (D) (E) ww w (A) (B) (C) (D) (E) 75. mas sem qualquer outra vedação. falta punível com a exoneração. (B) configura abandono de cargo a falta injustificada ao serviço por trinta dias. estará impedido de nova investidura em cargo público federal durante 5 (cinco) anos.BR (A) tais penalidades serão aplicadas. será tornado sem efeito o aproveitamento e cassada a disponibilidade.FCC – TRF 4ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa-Judiciária) .COM. respectivamente. poderá ser cassado o aproveitamento.2007 71. Porém. a se submeter a inspeção médica determinada pela autoridade competente. dentre outras pessoas.2007 74. (E) a demissão será aplicada nos casos de reincidência das faltas punidas com advertência ou suspensão. al. Neste caso. o servidor será submetido a processo judicialiforme para verificar qual a pena aplicável.CONCURSOVIRTUAL. mas pode retornar ao cargo. está se recusando. (A) (B) (C) (D) (E) FCC – TRF 4ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa-Judiciária) . pela autoridade que houver feito a nomeação. Poseidon era ocupante de cargo em comissão na Administração Pública Federal.2007 73. mas mantida a disponibilidade. “X” e “Y” são servidores públicos federais. Douglas será punido com . injustificadamente. o servidor será exonerado ou transferido. Por ter sido responsabilizado pela aplicação irregular de dinheiros públicos foi apenado com a destituição do cargo em comissão. servidor público federal. estará sujeito à indenização do prejuízo. destituição da função e perda dos vencimentos. Nesse caso. Polifemo. e não era portador de doença comprovada por junta médica oficial. Verificou-se que o primeiro coagiu seus subordinados no sentido de filiarem-se a determinado partido político. “X” e “Y” estarão sujeitos. Douglas.2007 72. na atividade. o servidor terá um prazo adicional de 30 (trinta) dias para tomar posse. FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . ocupando função comissionada. demissão e destituição da função. suspensão até sessenta dias e cassação. não poderá retornar ao serviço público federal. quando tratar-se de cargo em comissão. FCC – TRF 2ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . Alexandre Prado . Nesses casos . às penas disciplinares de advertência por escrito e demissão.

BR nc ur so vir tu (A) exoneração será aplicada em caso de reincidência das faltas punidas com suspensão e de violação das demais proibições que tipifiquem infração sujeita à penalidade de demissão (B) destituição de cargo em comissão exercido por não ocupante de cargo efetivo será aplicada nos casos de infração sujeita às penalidades de suspensão e de demissão. Nesse caso. (A) (B) (C) (D) (E) NÃO configura penalidade disciplinar aplicável ao servidor.CONCURSOVIRTUAL. ww w 79.2008 77. a suspensão. nesse período. praticado nova infração disciplinar. suspensão de até noventa dias. Posteriormente.co FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . após o decurso de 2 (dois) anos de efetivo exercício. cessando os efeitos da penalidade uma vez cumprida a determinação. demissão. nos termos da Lei n 8. se o servidor não houver. exoneração. cassação de aposentadoria. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. não podendo exceder de 30 (trinta) dias. al. (E) cassação da aposentadoria ou da disponibilidade ocorrerá quando o servidor inativo houver praticado. continua aposentada por não ter mais vínculo funcional. aposentou-se de seu cargo público federal. cessando os efeitos da penalidade uma vez cumprida a determinação.112/90. configurando insubordinação grave passível de tal penalidade.2002 78.2007 76.2001 WWW. co m. no regime da Lei no 8. regulamentação ou norma interna. advertência. responderá apenas civilmente para o ressarcimento de terceiros. Alexandre Prado . uma vez que não havia justificativa para tal recusa. é correto afirmar que a FCC – TRT 19ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . demissão. que não justifique imposição de penalidade mais grave. na inatividade. será notificada para repor o valor da propina sem outras conseqüências.(A) (B) (C) (D) (E) suspensão de até quinze dias. A inassiduidade habitual do servidor público sujeita-o à aplicação da pena de . falta punível com a suspensão.112/90. não cessando os efeitos da penalidade ainda que cumprida a determinação. (D) penalidade de destituição de função comissionada terá seu registro cancelado. Aretuza. foi condenada em processo administrativo por ter recebido propina.COM. FCC – ANS – TÉCNICO EM REGULAÇÃO DE SAÚDE SUPLEMENTAR . terá cassada sua aposentadoria. suspensão de até trinta dias. Aretuza responderá apenas criminalmente por ser fato delituoso. advertência escrita em que será fornecido prazo para o cumprimento espontâneo da determinação. No que se refere às penalidades previstas para os servidores públicos federais. (C) suspensão será aplicada nos casos de inobservância de dever funcional previsto em lei. em razão de suas atribuições quando estava em atividade. (A) (B) (C) (D) (E) FCC – TRT 20ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) .

essa penalidade que lhe fora aplicada terá o seu registro cancelado após o decurso de dois anos e o cancelamento surtirá efeitos retroativos. cinco anos e o cancelamento não surtirá efeitos retroativos. colocação em disponibilidade e multa.BR 81. exoneração e cassação de aposentadoria.2009 80. A um técnico judiciário que cometeu infração disciplinar foi aplicada pena de suspensão. demissão. contados da data em que o fato se tornou conhecido. Considerando que ele não praticou nova infração disciplinar. De acordo com a Lei no 8.2007 (A) A ação disciplinar quanto à penalidade de advertência prescreverá em doze meses contados da data em que o fato se tornou conhecido. com relação às penalidades disciplinares é correto afirmar: FCC – TRE/SP – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . cassação do cargo ou função.2009 82.CONCURSOVIRTUAL. advertência. FCC – TRE/MS – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . destituição do cargo ou função. co m. multa e exoneração de função comissionada. (D) A destituição de cargo em comissão exercido por não ocupante de cargo efetivo será aplicada nos casos de infração sujeita às penalidades de suspensão e de demissão. advertência. advertência.112/90. três anos e o cancelamento não surtirá efeitos retroativos.2006 FCC – TRT/PA – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . no exercício do poder disciplinar. CESGRANRIO – FUNASA – AGENTE ADMINISTRATIVO . multa de cinqüenta por cento dos vencimentos. suspensão e colocação em disponibilidade. ww w (A) (B) (C) (D) (E) . (A) (B) (C) (D) (E) Segundo o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Federais. a sanção aplicável a ocupantes exclusivamente de cargos em comissão ou funções de confiança é a de demissão de cargo ou função. cinco anos e o cancelamento surtirá efeitos retroativos. Segundo a Lei do Estado de Rondônia no 68/92 . (C) Quanto à penalidade de demissão.COM. exoneração do cargo ou função.2001 al. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. suspensão de até trinta dias. CESGRANRIO – TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA – OFICIAL DE JUSTIÇA – NÍVEL SUPERIOR . Alexandre Prado . suspensão e demissão. advertência por escrito. (B) Entende-se por inassiduidade habitual a ausência intencional do servidor ao serviço por mais de trinta dias.co nc ur so vir tu WWW.(A) (B) (C) (D) (E) disponibilidade. (E) A penalidade de advertência terá o seu registro cancelado após o decurso de 5 anos e o respectivo cancelamento surtirá efeitos retroativos. demissão. (A) (B) (C) (D) (E) 83. três anos e o cancelamento surtirá efeitos retroativos. são penalidades disciplinares: destituição de cargo em comissão. a ação disciplinar prescreverá em dois anos. suspensão do cargo ou função.

exoneração de cargo em comissão.2007 (A) (B) (C) (D) (E) I e II. quando as circunstâncias o exigirem. II. Não poderá participar de comissão de sindicância ou de inquérito. III e IV. FCC – TRF 2ª REGIÃO – ANALISTA JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . II e III.84. o seu presidente. O Presidente da comissão deverá ser ocupante de cargo efetivo superior ou de mesmo nível. está correto o que se afirma APENAS em al. suspensão de até 30 (trinta) dias. Alexandre Prado . (A) (B) (C) (D) (E) FCC – TRF 3ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . A instauração de Processo Administrativo Disciplinar não é obrigatória quando o ilícito praticado pelo servidor ensejar a imposição apenas da penalidade de cassação de disponibilidade. II.co nc ur so vir tu WWW.COM. Considere as seguintes assertivas a respeito do processo administrativo disciplinar: I. O processo disciplinar será conduzido por comissão composta de cinco servidores estáveis designados pela autoridade competente. ou ter nível de escolaridade igual ou superior ao do indiciado. O prazo para a conclusão do processo disciplinar não excederá sessenta dias. (E) III e IV. II. contados da data de publicação do ato que constituir a comissão. De acordo com a Lei no 8. I. III. III e IV. Não poderá participar de comissão de sindicância ou de inquérito. companheiro ou parente do acusado. companheiro ou parente do acusado.112/90. em linha reta ou colateral. II e III.112/90. admitida a sua prorrogação por igual prazo. necessariamente. IV.BR 85. O processo disciplinar será conduzido por comissão composta de cinco servidores estáveis designados pela autoridade competente. O presidente da comissão de sindicância deverá.2007 86. cassação de aposentadoria.CONCURSOVIRTUAL. que indicará. O prazo para a conclusão do processo disciplinar não excederá noventa dias. Considere as seguintes assertivas a respeito do Processo Disciplinar: I. está correto o que consta APENAS em (A) I e II. (B) I. cônjuge. consangüíneo ou afim. III. co m. cônjuge. admitida a sua prorrogação por igual prazo. ww w . consangüíneo ou afim. demissão. até o terceiro grau. (C) I e IV. De acordo com a Lei no 8. até o terceiro grau. IV. I e IV. (D) II. III e IV. ser ocupante de cargo efetivo superior ou ter nível de escolaridade superior ao do indiciado. contados da data de publicação do ato que constituir a comissão. em linha reta ou colateral. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. dentre eles.

quinze dias. qualquer parente poderá requerer a revisão. ww w . sendo vedado o agravamento da penalidade. que procederá à instrução do processo e concluirá os trabalhos em sessenta dias. (B) O processo de revisão jamais poderá resultar em prejuízo para o servidor. desde que no prazo máximo de dois anos do evento morte. FCC – TRF 1ª REGIÃO – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . de dez dias.2001 88. vinte e cinco dias. co m. (E) A revisão só é admissível se o requerente alegar fatos novos ou circunstâncias antes desconsideradas que justifiquem a inocência do servidor.FCC – TRE/RN – TÉCNICO JUDICIÁRIO (Área Administrativa) . vinte dias. no caso de falecimento do servidor. (C) O ônus da prova na revisão é sempre do requerente. é INCORRETO afirmar: (A) A autoridade competente para o julgamento nomeará uma comissão revisora. de regra.co WWW. de ofício ou a pedido do servidor. (A) (B) (C) (D) (E) O prazo para o julgamento da revisão do processo disciplinar será.BR nc ur so vir tu al. Alexandre Prado . (D) A revisão pode ocorrer a qualquer tempo.CONCURSOVIRTUAL.2005 87.COM. br QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof. Sobre a revisão do processo administrativo disciplinar. trinta dias.

A. cassação e destituição em decorrência de abandono de cargo.3) Relatório 3) Julgamento al. Alexandre Prado . br Procedimento Sumário Demissão. inassiduidade habitual e acumulação ilegal. cassação e destituição Comissão Regulamento 3(três) servidores estáveis Duração Fases 30dias + 30 dias Se utilizada para aplicação da pena.3) Relatório 3) Julgamento QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof.1) Instrução 2.2)Defesa 2. 2(dois) servidores estáveis 30 dias + 15 dias 1) Instauração 2) Instrução Sumária 2.2)Defesa 2.D. deverá adotar as mesmas fases do P.co nc ur so vir tu WWW.CONCURSOVIRTUAL. demissão.1) Indiciação 2.Características Processo Administrativo Disciplinar Penalidades Qualquer penalidade.COM.BR 60 dias + 60 dias 1) Instauração 2)Inquérito administrativo 2. co m. Sindicância ww w . sendo Advertência e obrigatória a instauração nos Suspensão até 30 casos de suspensão maior que dias 30 dias.

63. 50. 87. 80. 62. br C E E C B A E E B E B E D D A A A E A B D C B C D D E B C E D C QUESTÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO – CESGRANRIO Prof.CONCURSOVIRTUAL. 56. 77. 58. 39. 52. 26. 81. 85. 21. 19. 51. 35. 72. 2. 3. 22. 10. 84. 41. ww w . 38. 18. 23. 59. 53. 20. co m. 34.GABARITO 1. 5. 76. 37. 55. 46. 40. 71. 36. 49. 74.co WWW. 28. 61. 8. 48. 31. 33. 82. 30. 4. 11. 13. A B A D D A A E C C D D E B C B A D A A A B D B B C C E B D C A E C E E B B A C B B B E D A B B D E B B D A E E 57. 70. 54. 78. 15. 27. 29. 83. 12. 24. 65. 64. 14. 45. 17. 43. 73. 88. 9. 79. 86. 16. 6.BR nc ur so vir tu al. 66. 32. 67. 47.COM. 42. 7. 44. 25. 69. 68. Alexandre Prado . 75. 60.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->