Universidade do Oeste De Santa Catarina Unoesc Disciplina: Neurologia -Estágio Ambulatorial l Professor: Evaldo Campos Ribeiro Curso: Medicina

Acadêmica: Mariana Fuzinatto Molin

RX DE CRÂNIO

Introdução
 Físico Alemão Wilhelm Conrad Röntgen;  Descoberto em 1895;

Raio X  Um raio X é um raio de energia eletromagnética invisível produzido quando a eletricidade é aplicada a um tubo de raio X. . como ossos e órgãos. em um filme. onde produz imagens dos tecidos internos. • O raio X é focalizado sobre uma parte do corpo humano.

tumores cerebrais que contém cálcio. tumores.Estruturas Visualizadas  O raio X de crânio pode evidenciar fraturas. . O raio X pode detectar pressão intracraniana aumentada e anormalidades (estruturas incomuns) congênitas (existentes ao nascimento). erosões ou descalcificações ósseas e alterações em partes moles dentro do crânio.

Técnicas Radiológicas .

PA DE CRÂNIO .

.

LATERAL DE CRÂNIO .

.

INCIDÊNCIA AXIAL DE CRÂNIO -TOWNE .

.

TRANS-ORAL .

é levemente maior em sua parte posterior do que na parte frontal. que são imóveis (exceção da mandíbula).Anatomia  O crânio possui um formato oval e.  É composto por uma serie de ossos planos e irregulares. .  Pode ser dividido em face e o crânio propriamente dito. totalizando 22 ossos.

.

Canais diplóicos 6.Forame redondo 17.Lâmina papirácea 16.Osso Zigomático 23.Seio Frontal 9.Seio maxilar 24.Ângulo da Mandibula 29.Fundo da asa maior do Esfenoide 13.Processo estilódeo 27.Base do crânio 26.Sutura coronal 3.Canal da Mandíbula 30.Crista Galli 10.Côndilo da mandibula 20.Processo mastóideo 19.Fissura orbital superior 12.Sutura Lamdóidea 4.Orbita 11.Processo frontal do Zigomático 18.Crista zigomática-alveolar 22.Linha obliqua 21.Processo transversal do Atlas 28.Sutura sagital 2.Fossa cranial 7.Parte petrosa do Temporal 14.Lamina externa e interna do Parietal 5.Seio esfeinoidal 15.Asa menor do Esfenóide 8. conchas e septo 25.Sutura intermaxilar .Cavidade nasal.1.

.

.

.

.

.

Obrigado! .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful