P. 1
Média ,mediana e moda

Média ,mediana e moda

|Views: 1.363|Likes:
Publicado porcastelo_grande

More info:

Published by: castelo_grande on Mar 28, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/09/2013

pdf

text

original

ANEXO: Mediana, média e moda

ANEXOS: Média, Mediana e Moda
Média aritmética
Há dois tipos de média aritmética - simples ou ponderada.

Média aritmética simples

É a média aritmética mais utilizada, que é obtida dividindo-se a soma das observações pelo número delas. É um quociente geralmente representado pela letra M ou pelo símbolo . Se tivermos uma série de N valores de uma variável x, a média aritmética simples será determinada pela expressão: .

Média aritmética ponderada
Consideremos uma colecção formada por n números: , de forma

que cada um esteja sujeito a um peso [Nota: "peso" é sinónimo de "ponderação"], respectivamente, indicado por: . A média aritmética ponderada desses n números é a soma dos produtos de cada um por seu peso, dividida por n, isto é:

Obviamente, a média aritmética e a média ponderada podem ser generalizadas para estruturas algébricas mais complexas; a única restrição é que a soma dos pesos seja um número invisível (em particular, não pode ser zero).

Área Científica de Física – Licenciatura Engenharia do Ambiente

Laboratórios de Física

importa apenas a relação entre os pesos).ANEXO: Mediana.. A média geométrica de um conjunto de números é sempre menor ou igual à média aritmética dos membros desse conjunto (as duas médias são iguais se e somente se todos os membros do conjunto são iguais). Cálculo Em uma fórmula: a média geométrica de a1. an é . se duas sequências (an) e (hn) são definidas: e Área Científica de Física – Licenciatura Engenharia do Ambiente Laboratórios de Física .. .75 • Um aluno fez um teste (peso 1) e uma prova (peso 2). que é . uma mistura das duas que sempre tem um valor intermediário às duas. a média seria 7. média e moda Exemplos • Um aluno tirou as notas 5.. Se o teste e a prova tivessem mesmo peso (e não importa qual o valor do peso. a2. 7. A média geométrica é também a média aritmética harmónica no sentido que. tirando 10 no teste e 4 na prova. Isso permite a definição da média aritméticageométrica. A sua média será (5 + 7 + 9 + 10) / 4 = 7. A sua média (ponderada) será (10 + 2 x 4) / 3 = 6. Média geométrica A média geométrica de um conjunto de números positivos é definida como o produto de todos os membros do conjunto elevado ao inverso do número de membros. 9 e 10 em quatro provas.

ao contrário da média harmónica.ANEXO: Mediana. Média harmónica Em Matemática. ela fornece um valor que tende ao valor do maior número conforme a diferença entre os números positivos aumenta.. a fórmula da média desarmónica resulta em: Área Científica de Física – Licenciatura Engenharia do Ambiente Laboratórios de Física . mas mais simples em alguns casos. beneficiasse uma alta disparidade entre os números. Em outras palavras. média e moda Então an e hn convergem para a média geométrica de x e y. Outra fórmula de calcular a média harmónica de dois números é multiplicar os dois números e dividir o resultado pela média aritmética dos dois números. Para dois números a e b. como segue A média harmónica nunca é maior do que a média geométrica ou do que a média aritmética. A média desarmónica de um conjunto de valores é definida como a média harmónica entre a média aritmética desse conjunto e o quadrado da média aritmética do conjunto dividida pela média harmónica do mesmo.an é definida como sendo o número de membros dividido pela soma do inverso dos membros.. a média harmónica é um dos vários métodos de calcular uma média. Média desarmónica A média desarmónica surgiu da necessidade de obter uma média que.. Matematicamente: Essa fórmula é equivalente à primeira.. A média harmónica dos números reais positivos a1.

D. 10 Área Científica de Física – Licenciatura Engenharia do Ambiente Laboratórios de Física . da metade superior. população ou probabilidade de distribuição. Mais concretamente. 7. média e moda M. 2. 7. 2. Em casos de populações (n) ímpares. a mediana será o resultado da média simples dos elementos n/2 e (n/2)+1. a mediana será o elemento central (n+1)/2. 4. 5. para a população 1. 9 A mediana é 5 (igual à média) No entanto. 10. Para a seguinte população: 1. 13 A mediana é 4 (enquanto a média é 6) Para populações pares: 1. a mediana é uma medida de tendência central. 4.ANEXO: Mediana. um número que caracteriza as observações de uma determinada variável de tal forma que este número (a mediana) de um grupo de dados ordenados separa a metade inferior da amostra. = Mediana (estatística) Em teoria da probabilidade e em estatística. 3. 1/2 da população terá valores inferiores ou iguais à mediana e 1/2 da população terá valores superiores ou iguais à mediana. 9. Para os casos de populações (n) pares.

Isto significa que 75% das pessoas têm uma idade igual ou maior que 20 e. Isto significa que 50% das pessoas têm uma idade igual ou maior que 27 e. o que "está na moda". gera muitas confusões: a Mediana é simplesmente o valor que se situa a meio da fila ordenada de valores. os outros 25% têm uma idade igual ou menor que 20.39 . se nos interessa referir a Moda..27 .). é o terceiro Quartil ou Percentil 75. evidentemente. Isto significa que 75% das pessoas têm uma idade igual ou menor que 39 e. no entanto. média e moda A mediana é (4+7)/2. ou seja. os outros 25% têm uma idade igual ou maior que 39. temos cinco pessoas com as seguintes idades já ordenadas: 15 .20 .. ou seja. Claro que a mediana é também o segundo Quartil e o Percentil 50. Moda é o valor mais frequente (ou seja. evidentemente. Neste caso. como não existe nenhum valor mais frequente. evidentemente. Qual a diferença de interpretação entre a Mediana e a Média? Área Científica de Física – Licenciatura Engenharia do Ambiente Laboratórios de Física .5. os outros 50% têm uma idade igual ou menor que 27. é o primeiro Quartil ou Percentil 25. pelo que a Mediana pode ser calculada tanto para as variáveis ordinais como para as quantitativas puras. O número 20 representa o valor que está a meio da primeira metade. com um número ímpar de valores ordenados (cinco). tem que haver uma relação de ordem nos valores. O número 39 representa o valor que está a meio da segunda metade.50 O número 27 representa o valor que está a meio. Assim. O conceito de Mediana. mas no caso de um número par de valores ordenados. a mediana terá ser calculado fazendo-se a média entre os dois valores que estão a meio. ou seja. que é 5. No caso deste exemplo.ANEXO: Mediana. desde o mais baixo ao mais alto. Neste exemplo. é a Mediana. convém verificar se não há outro valor tão frequente na nossa amostra. Por isto. a mediana é o valor que está a meio.

Assim. queremos comparar duas variáveis quantitativas quanto ao seu grau de dispersão. Em segundo lugar. o Peso (em Kg) e a Idade (em Anos). no caso das variáveis quantitativas. quando o valor da Mediana é muito diferente da Média. por exemplo. Imagine que o indivíduo mais velho tinha não 50 anos de idade mas sim 100 anos. Quando se calcula a média dever-se-á sempre calcular o desvio-padrão.2 e a Mediana de 27. na distribuição de idades da nossa amostra a Média é de 30.2. tem o defeito de nos induzir em erro se a nossa amostra tiver valores muito extremos.ANEXO: Mediana. ou seja. verificamos que o número 27 é melhor representante da distribuição global da idade na nossa amostra que o erróneo número 40. apresentando-se a sua fórmula apenas para ficar-se com uma ideia do que representa: Desvio-padrão = em que Xi = Cada valor individual N = Número de todos os valores Ou seja. é aconselhável considerar sempre a Mediana como valor de referência mais importante. Esta comparação não Área Científica de Física – Licenciatura Engenharia do Ambiente Laboratórios de Física . no caso das variáveis quantitativas. moda) existem as medidas de dispersão que nos dão a ideia da variação dos dados. enquanto a Média só pode ser utilizada em variáveis quantitativas. média e moda Em primeiro lugar a Mediana pode ser utilizada tanto em variáveis quantitativas como em variáveis qualitativas ordinais. mediana. embora a Média seja um valor mais fácil de entender. Por vezes. mas a Mediana continuaria a ser 27. Por exemplo. É um erro dizer que o desvio-padrão é a média de todas as diferenças. Isto faria com que a Média saltasse para 40. Se olharmos para todos os 5 valores individuais da nossa amostra. Além das medidas de localização central (média. seria superior a quase todos os valores individuais. para calcular o Desvio-padrão é necessário primeiro calcular a Média e depois calcular todas as diferenças entre cada valor individual e a média.2. mas podemos senti-lo como algo aproximado.

O Desvio interquartil é sempre metade da Amplitude interquartil.e.. da seguinte forma: Coeficiente de variação = x 100% um coeficiente de variação >10% significa "dispersão forte" Nas variáveis ordinais. não se pode comparar a dispersão de Kg com a de Anos! No entanto. As três medianas de um triângulos são concorrentes e se encontram no centro de massa. Repare-se que nesta Amplitude inter-quartil situamse os 50% centrais dos valores. i. é possível fazer esta comparação em termos relativos. O tamanho de uma mediana Área Científica de Física – Licenciatura Engenharia do Ambiente Laboratórios de Física . Também é possível. porque estes estão expressos em unidades de medida diferentes. se calcularmos o coeficiente de variação. no exemplo anterior. 39-20= 19. poder-se-á calcular a Amplitude interquartil e o Desvioquartil. ou seja. média e moda poderá ser feita comparando simplesmente os Desvios-padrão respectivos. calcular a o coeficiente de variação quartil da seguinte forma: Coeficiente de variação quartil = X 100% Claro que estes cálculos também podem ser efectuados para as variáveis quantitativas. 19/2=9. Mediana (geometria) Em geometria a mediana de um triângulo é a recta que liga um vértice deste triângulo ao ponto médio do lado oposto a este vértice. como não é possível calcular médias ou desvios-padrão.ANEXO: Mediana. A Amplitude interquartil é simplesmente a diferença entre o 3º e o 1º Quartil. ou baricentro do triângulo. ou seja.5. para avaliar o grau de dispersão.

AI a mediana referente ao vértice A têm: • Moda Área Científica de Física – Licenciatura Engenharia do Ambiente Laboratórios de Física . Partindo uma mediana do vértice A de um triângulo ABC.ANEXO: Mediana. uma mediana divide este triângulo em duas regiões de áreas iguais. b e c são os outros lados e m é o tamanho da mediana. Pelo teorema da mediana. a mediana que parte do ângulo recto divide a hipotenusa em dois segmentos do mesmo tamanho da mediana. sendo A. média e moda Usando o teorema de Steward temos: onde a é o lado do triângulo que a mediana intercepta. Propriedades da mediana • Em um triângulo qualquer. sendo G a intersecção entre todas as medianas e I a intersecção entre a mediana e o lado BC temos: • • Em um triângulo rectângulo. B e C os vértices do triângulo ABC.

então a distribuição concentra-se mais no lado esquerdo Se v<0. 3. 6. Moda Define-se moda como sendo: o valor que surge com mais frequência se os dados são discretos. o intervalo de classe com maior frequência se os dados são contínuos. 50% dos elementos da amostra são menores ou iguais à mediana e os outros 50% são maiores ou iguais à mediana Para a sua determinação utiliza-se a seguinte regra. A série {1. 5. ou. 6} apresenta duas modas (bimodal): 5 e 6. 3. ou seja. laranja. apresentados sob a forma de nomes ou categorias. 9} não apresenta moda. 8. definida do seguinte modo: Ordenados os elementos da amostra. Mediana A mediana. a mediana é o valor (pertencente ou não à amostra) que a divide ao meio. a moda é o valor que detém o maior número de observações. 5. A moda de {maçã. da representação gráfica dos dados. para os quais não se pode calcular a média e por vezes a mediana. maçã. A série {1. isto é. Assim. É especialmente útil quando os valores ou observações não são numéricas.ANEXO: Mediana. • • • Se v>0. depois de ordenada a amostra de n elementos: Área Científica de Física – Licenciatura Engenharia do Ambiente Laboratórios de Física . obtém-se imediatamente o valor que representa a moda ou a classe modal Esta medida é especialmente útil para reduzir a informação de um conjunto de dados qualitativos. 5. é uma medida de localização do centro da distribuição dos dados. pêssego} é laranja. o valor ou valores mais frequentes. uma vez que a média e a mediana podem não ser bem definidas. laranja. banana. 7. laranja. média e moda Em estatística descritiva. então a distribuição concentra-se do lado direito Se v=0 a distribuição é aproximadamente simétrica. 2. A moda não é necessariamente única. ao contrário da média ou da mediana.

às observações que são muito maiores ou muito menores do que as restantes (outliers).ANEXO: Mediana.. média e moda Se n é ímpar. 2. Por outro lado a média reflete o valor de todas as observações. . a mediana é mais robusta do que a média.Quando a distribuição é simétrica. a mediana é a semi-soma dos dois elementos médios. Considerações a respeito de Média e Mediana Se se representarmos os elementos da amostra ordenada com a seguinte notação: X1:n . X2:n . pois não é tão sensível aos dados. . Xn:n então uma expressão para o cálculo da mediana será: Como medida de localização. 1. a mediana é o elemento médio..A mediana não é tão sensível. Se n é par. Área Científica de Física – Licenciatura Engenharia do Ambiente Laboratórios de Física . como a média. a média e a mediana coincidem.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->