Você está na página 1de 2

Lista

de Exerccios Captulo 3 1. Descreva a importncia tecnolgica do estudo das estruturas cristalinas dos materiais, e d um exemplo de como estes conhecimentos podem ser utilizados na prtica. 2. O que alotropia? 3. Defina material cristalino e material amorfo. 4. Defina rede cristalina. Quais so os parmetros que definem a rede cristalina de um material? 5. O que clula unitria? Quantos tipos de sistemas cristalinos so conhecidas? O que so redes de Bravais? 6. Nmero de coordenao: o que e do que depende? Quais so os nmeros de coordenao nas clulas unitrias dos metais? 7. O que fator de empacotamento em uma clula unitria? Calcule o fator de empacotamento para as clulas cbicas para metais. 8. Determine as relaes entre os raios atmicos e os parmetros de rede para o sistema cbico em metais. 9. Calcule o parmetro de rede e densidade para o chumbo, sabendo que o mesmo possui cristaliza-se em uma estrutura CFC. Dados: raio atmico do Pb = 1.75; Peso atmico do Pb = 207,2 g/mol; Nmero de Avogadro: 6,22x1023/mol 10. Determine os ndices de Miller para os planos abaixo destacados, para cristais no sistema cbico. Em todos os casos, a origem do sistema de coordenadas a mesma.

0,0,0

0,0,0

0,0,0

11. Quando calculamos os parmetros de rede ao em um material metlico, devemos utilizar o valor do raio atmico, ao invs dos valores dos raios inicos para o tomo em questo. Porque

isto ocorre, e porque no caso dos cristais inicos, a exigncia inversa (utilizar os raios inicos ao invs do raio atmico)? 12. O que so defeitos extrnsecos e intrnsecos? 13. O que so os defeitos pontuais existentes no materiais, quais so as suas caractersticas principais e quais so as consequncias de sua ocorrncia na estrutura cristalina? 14. O que so discordncias e como podem ocorrer? 15. Defina gro e contorno de gro em um material policristalino. 16. Porque interfaces como os contornos de gro e as superfcies livros so considerados imperfeies no arranjo cristalino?