P. 1
Elementos de maquinas - Aula 4 - Elementos de fixação - parafusos

Elementos de maquinas - Aula 4 - Elementos de fixação - parafusos

|Views: 1.285|Likes:

More info:

Published by: Maria Ilka Ceconello on Mar 30, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/01/2013

pdf

text

original

Elementos de Maquinas – Aula 4 a

Elementos de fixação Uniões por parafusos e Uniões Soldadas

1 . Introdução
Na mecânica é muito comum a necessidade de unir peças como chapas, perfis e barras. Qualquer construção, por mais simples que seja, exige união de peças entre si. Numa classificação geral, os elementos de fixação mais usados em mecânica são: rebites, pinos, parafusos, porcas, arruelas, chavetas, anéis elásticos, etc.

Alem disso temos ainda uniões através da aplicação de solda, as uniões soldadas:

Tipos de uniões: Permanente: não permite desmontagem dos elementos com facilidade: Ex . União por parafuso. “ Sempre que possível devemos eliminar as uniões no projeto de um equipamento” . Ex. pinos. x e rotação entre os elementos): Ex. chavetas. anéis. y. etc. Móvel: permite os movimento entre os elementos . Solda Não permanente: permite desmontagem dos elementos com facilidade: Exemplo: união por parafuso Fixa: Não permite movimento (x.

iremos ver primeiramente rosca. Parafusos. 2. É um tipo de união onde não é permitida a movimentação entre os elementos.Iremos nos concentrar em: “Uniões por parafusos e Uniões Soldadas” 2 .Uniões por parafusos (rosca). porcas. Para conhecermos melhor uniões por parafusos e porca. a . Roscas externas: exterior dos elementos (eixos) . Ex.1 – Rosca: Rosca é um conjunto de filetes em torno de uma superfície cilíndrica onde distribuição deste (s) filete (s) são em forma de hélice Roscas internas: interior dos elementos (furos) Ex.

movimento de peças. Permitem.As roscas permitem a união e desmontagem de peças. “Transmissões roscadas de potencia ou parafusos de potencia. O parafuso que movimenta a mandíbula móvel da morsa é um exemplo de movimento de peças. também.” .

Esses perfis.Os filetes das roscas apresentam vários perfis. dão nome às roscas e condicionam sua aplicação. sempre uniformes. .

(mais utilizada –padrão) Na rosca esquerda. o filete sobe da esquerda para a direita. as roscas ainda podem ser direita e esquerda. . conforme a figura lado acima. o filete sobe da direita para a esquerda.2 – Roscas triangulares Sentido de rotação: Dependendo da inclinação dos filetes em relação ao eixo do parafuso. conforme a figura ao lado abaixo. 2.Para parafusos de fixação nos concentraremos nas roscas com filetes com perfis triangulares devido a ser maioria na aplicação no mercado. Na rosca direita.

Nomenclatura da rosca Independentemente da sua aplicação. as roscas têm os mesmos elementos. . variando apenas os formatos e dimensões.

. Inglaterra Nota: A rosca métrica fina. BSF ..Um dos primeiros padroes. Canadá. Exemplo: Vibração : em veículos. possui maior número de filetes do que a rosca normal. · rosca Americana (UNS..) padrão ISO · rosca Whitworth (W. evitando afrouxamento do parafuso. segundo o seu perfil. Permite melhor fixação da rosca. Para rosca Withworth (ângulo do perfil da rosca 55 graus e medidas em polegada) Para rosca Withworth (ângulo do perfil da rosca 60 graus e medidas em polegada) . adota-se a rosca fina. num determinado comprimento.) Rosca BSW ... Em espessura pequenas de peças em relação a quantidade de filetes de rosca .. em três tipos: · rosca Métrica (M. em caso de vibração de máquinas.) Rosca UNC e UNF .Classificação das Rosca Triangulares As roscas triangulares classificam-se.Padrão EUA..

0.Raio de arredondamento da raiz do filete do parafuso: rre = 0.Altura do filete do parafuso: he = 0..Diâmetro maior da porca: D = d + 2f: . . .045P. .0825P. .61343P. .1.Diâmetro menor da porca (furo): D1 = d .063P.Raio de arredondamento da raiz do filete da porca: rri = 0.Rosca métrica ISO normal e rosca métrica ISO fina NBR 9527. .Diâmetro efetivo do parafuso (diâmetro médio): d2 = D2 = d . .Ângulo do perfil da rosca: a = 60º.14434P.2268P.Folga entre a raiz do filete da porca e a crista do filete do parafuso: f = 0.Diâmetro efetivo da porca (diâmetro médio): D2 = d2. . .6495P.Diâmetro menor do parafuso (diâmetro do núcleo): d1 = d . .1.

.

.

Tabela de roca Withworth .Diâmetro da broca para furos roscados: .

2 . Os parafusos se diferenciam pela forma da rosca. bastando apertar e desapertar os parafusos que as mantêm unidas. da haste e do tipo de acionamento.Parafusos Parafusos são elementos de fixação. da cabeça.2. empregados na união não permanente de peças. as peças podem ser montadas e desmontadas facilmente. . isto é.

Classificação quanto a função: Parafusos passantes Parafusos não-passantes Parafusos prisioneiros Parafusos de pressão .

Características da cabeça. das pontas e com indicação dos dispositivos de atarraxamento. . do corpo.

-Tipos de parafusos em sua forma completa. .

.

· Profundidade do furo roscado. . · Diâmetro do furo passante.Ao unir peças com parafusos. o profissional precisa levar em consideração quatro fatores de extrema importância: · Profundidade do furo broqueado. · Comprimento útil de penetração do parafuso.

Exemplo: Duas peças de alumínio devem ser unidas com um parafuso de 6 mm de diâmetro. Qual deve ser a profundidade do furo broqueado? Qual deve ser a profundidade do furo roscado? Quanto o parafuso deverá penetrar? Qual é o diâmetro do furo passante? .

. .Principais tipos de parafusos mais utilizados no em elementos de maquinas: Parafuso de cabeça sextavada Parafusos com sextavado interno Parafuso prisioneiro Parafusos de cabeça com fenda Sem cabeça com sextavado interno.

P = Força resultante na seção transversal analisada (considera-se esta força seja provinda da centróide do elemento para a distribuição nas seções). A = Área da seção transversal analisadas (diâmetro do núcleo).3 .2. σ= . Dimensionamento de parafusos de fixação: -A tração : Tensão normal media em qualquer ponto da área da seção transversal.

1416 Diâmetro no núcleo Fator de área (ver tabela) passo Para porca (furo): A = ¶ x dn x wo x p x numero de filetes onde: A = ¶ = dn = wi = p = Área de cisalhamento do filete 3.-Ao cisalhamento dos filetes Para parafuso (eixo): A = ¶ x dn x wi x p x numero de filetes onde: A = ¶ = dn = wi = p = Area de cisalhamento do filete 3.1416 Diâmetro no núcleo Fator de área (ver tabela) passo .

P = Força aplicada na seção transversal .A tensão de cisalhamento media (τ) é τ distribuída sobre a área transversal que esta sendo solicitada. A = área da seção . que se supõe ser a mesma em cada ponto localizado na seção.Calculamos então ao Cisalhamento : .. Onde: τ = Tensão de cisalhamento media na seção. tendo como reação a força “V” uniformemente distribuída na seção da peça. Chamada “Força Cortante”. Desenho do filete ao cisalhamento .

P = Força aplicada na seção transversal A = área da seção do diâmetro do parafuso sujeito ao cisalhamento.-Ao cisalhamento do núcleo.. τ = Tensão de cisalhamento media na seção. .

.Pré carga em parafusos: . .Torque em parafusos: Onde: Ti = Torque de pré-carga Fi = Força de pré carga Db = Diâmetro nominal .Para melhorar a resistência a fadiga diminuindo a amplitude de tensão cíclica suportada pelo parafuso. .Eliminar o aparecimento de folgas sob cargas operacionais.Para melhorar a resistência a perda de aperto .Vantagens da pré carga: .

027 36.9 1.452 68.047 267.038 2.385 8.392 CL 12.841 CL 8.137 11.209 8.969 56.871 8.523 122.Tabela de toque de aperto acessível para parafusos (tensão de escoamento): TORQUE ADMISSÍVEL [Kgf*m] .871 -----1.670 1.103 5.209 20.575 28.165 13.619 23.441 38.462 2.012 164.705 CL 5.083 4.012 153.062 56.629 3.333 21.435 4.027 4.407 42.290 34.083 14.993 85.8 1.470 -----2.506 2.6 0.318 63..927 1.355 30.225 -----2.664 3.807 6.703 3.602 13.134 77.114 CL 10.168 14.045 7.SÉRIE MÉTRICA ITEM 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 BITOLA ∅ MA 5 MB MA MB MA MB MA MB MA MB MA MB MA MB MA MB 5 6 6 8 8 10 10 12 12 14 14 16 16 20 20 TENSÃO ADMISSÍVEL = TENSÃO DE ESCOAMENTO AF 13.865 31.353 17.786 103.327 -----0.164 21.045 25.598 35.757 CL 4.618 21.624 1.124 6.860 22.685 24.8 0.505 5.651 61.199 11.857 69.980 -----1.594 13.997 112.361 1.710 18.110 9.416 96.546 CL 9.485 1.624 21.896 52.700 115.087 2.872 4.311 240.557 0.544 -----0.665 19.577 12.338 5.141 47.8 0.481 10.031 38.074 81.313 37.671 .253 22.723 4.746 44.389 33.948 7.267 2.321 86.614 -----19.8 0.073 12.562 8.898 7.771 12.661 35.255 12.

Exemplo 2.Distancia ( cm ) N = Potencia do motor (HP ou CV) n = RPM .6) x Tensão de ruptura a tração .2.1 – Dimensionar o diâmetro dos parafusos para o sistema abaixo (de acoplamento) onde necessitamos transmitir uma potencia de 10 cv a uma rotação de 600 RPM do motor para o redutor de velocidade. Mt = P x R Mt = 71620 x N -------n Onde: Mt = Momento torçor em Kgf.cm P = Força (Kgf) R = Raio . O diâmetro do centro dos parafusos é 100 mm Material dos parafusos: Aço ABNT 1020 – Tensão admissível a tração = 1000 Kgf/cm2 Quantidade de parafusos: 3 Considerar tensão de ruptura ao cisalhamento = (0.

força P .Exemplo 2. .2 – Dimensionar o diâmetro dos parafusos para o sistema abaixo .2. Material dos parafusos: Aço ABNT 1020 – Tensão admissível a tração = 1000 Kgf/cm2 .aplicada no sentido vertical na haste 9500 Kgf de forma centralizada. considerar quantidade de parafuso 6 .Calcular a profundidade da rosca para resistir a solicitação.

.6 Tensão de escoamento : ~ 2400 Kgf/cm2 Tensão admissível a tração: 1000 Kgf/cm2 Qt de parafusos: 06 .3 – Dimensionar o diâmetro dos parafusos do cilindro hidráulico dupla ação que trabalha com uma pressão de 14 Kgf/cm2 e diâmetro interno do cilindro 200 mm. Material : Aço Classe 4.Exemplo 2.2. Calcular o torque de aperto de modo que a o parafuso já fica pré tensionado 85% da Tensão de escoamento.

Calcular a quantidade de parafusos.1 . . potencia 10 CV .1 – Considerar o Exemplo 2. alterando o RPM para 900.2.Exercícios: 2.3. diâmetro do centro de furação 110mm e parafuso M10 .

.Exemplo 2.3. Calcular o torque de aperto de modo que a o parafuso já fica pré tensionado 85% da força de calculo do diâmetro.2 – Dimensionar o diâmetro dos parafusos do cilindro hidráulico dupla ação que trabalha com uma pressão de 10 Kgf/cm2 e diâmetro interno do cilindro 220 mm Material : ASTM A 106 Gr B Tensão de escoamento : ~ 2300 Kgf/cm2 Tensão admissível a tração: 1000 Kgf/cm2 Qt de parafusos: 08 .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->