P. 1
Projeto e Atividades com Embalagens e Rótulos

Projeto e Atividades com Embalagens e Rótulos

|Views: 15.283|Likes:
Publicado porjandar_luiza

More info:

Published by: jandar_luiza on Apr 05, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/17/2013

pdf

text

original

PROJETO RÓTULOS E EMBALAGENS NA ALFABETIZAÇÃO

PROJETO RÓTULOS E EMBALAGENS NA ALFABETIZAÇÃO Título Aprendendo a ler embalagens e etiquetas TURMA Educação Infantil e 1º ano do Ensino Fundamental Por que ensinar a ler etiquetas e embalagens? As etiquetas e embalagens são portadores de textos que cumprem a função de informar. Dizem a composição do produto, que cuidados são exigidos para seu funcionamento e manutenção, data de validade, modo de usar e de armazenar o produto... Veiculam textos escritos curtos e utilizam imagens. Ser capaz de compreender esses textos é fundamental para o exercício da cidadania e, se bem utilizados na alfabetização, podem trazer contribuições importantes também para os avanços dos alunos no processo de aquisição de procedimentos de leitor da escrita verbal e não-verbal. SEQUÊNCIA DIDÁTICA Esta seqüência de trabalho centra-se em atividades de leitura baseadas numa proposta significativa de alfabetização. Visa, com isso, formar leitores e escritores, e não apenas decifradores do sistema. Para organizar essa seqüência é preciso considerar: - Os conhecimentos prévios dos alunos. Neste caso, o grau de familiaridade com esse tipo de texto. Ou seja, é preciso saber que conhecimentos os alunos já têm sobre as embalagens e etiquetas. O que imaginam que possa estar escrito e onde podemos encontrá-las. - Os conhecimentos dos alunos sobre o sistema alfabético. Quais alunos já são capazes de ler e quais são capazes de antecipar o significado de uma mensagem apoiados em recursos como as imagens, por exemplo.- As características concretas do grupo. Como se trata de atividades que os alunos realizarão em grupos, saber o que os alunos já sabem é fundamental para organizar bons agrupamentos. - As diferenças individuais. Possivelmente há diferenças no grupo em relação ao conhecimento sobre os textos com os quais se trabalhará. Conhecer e levar em conta esse conhecimento é importante para se definir quais resultados de aprendizagem podem ser esperados. OBJETIVOS Ao final das atividades, espera-se que o aluno esteja apto a: - Reconhecer situações em que faz sentido buscar informações nas embalagens e etiquetas. - Identificar o tipo de informação possível de ser encontrada em cada texto desses portadores. - Identificar as principais informações trazidas nas embalagens e nas etiquetas. - Utilizar estratégias de leitura para buscar informações nos textos: antecipar o significado; utilizar as informações não verbais; utilizar o conhecimento de mundo; auto corrigir -se quando as antecipações não forem confirmadas pelo texto. RECURSOS DIDÁTICOS• Embalagens de produtos diversos •Etiquetas ou reproduções das mesmas (destas que vêm pregadas no interior dos tênis, nas roupas de cama, de mesa e banho e nas vestimentas pessoais) •Papel sulfite •Cola

ORGANIZAÇÃO DA SALA Cada tipo de atividade exige uma determinada organização. 1ª atividade – pequenos grupos de no máximo 4 alunos. Garanta que cada grupo tenha alunos com mais informação e aluno com menos informação. 2ª atividade – com a sala toda. Organize um círculo. 3ª atividade – em pequenos grupos. Podem ser os mesmos grupos da atividade 1. É importante que os alunos trabalhem com o mesmo grupo durante um tempo para melhorar o relacionamento com os colegas. DESENVOLVIMENTO DAS ATIVIDADES/PROCEDIMENTOS 1º dia – atividade 1 Leve para a classe embalagens e etiquetas que você recortou. Se não for possível, faça reproduções (tire cópias de embalagens para manter as características originais do portador). Tente garantir embalagens e etiquetas de produtos que sejam comuns onde você mora.Isso é importante para que alunos possam antecipar significados. Se o produto não for conhecido esta antecipação ficará prejudicada. Organize grupos. Cada grupo recebe uma embalagem ou etiqueta. As crianças devem identificar qual o produto e o que deve estar escrito. Entregue a embalagem e peça ao grupo para responder: Qual é o produto? Para que ele serve? O que deve estar escrito na embalagem? Onde está o nome do produto? (Peça para que apontem). Quais outras informações devem estar escritas? Por que existem letras grandes e letras pequenas? Peça para que colem a embalagem recebida no papel sulfite e apresente para a sala. Como lição de casa, solicite aos grupos que procurem outras etiquetas e embalagens. 2º dia - atividade 2 Vamos achar a embalagem? Recolha as embalagens trazidas pelos alunos. Cole-as na lousa. Organize um círculo com os alunos de forma que todos possam ver todas as embalagens. Diga à turma que todos vão participar de um jogo. Você diz o nome de um produto e as crianças devem procurar na lousa onde está a embalagem correspondente. Combine algumas atitudes com os alunos. Levantar a mão, por exemplo, quando achar. Se podem ou não levantar do lugar para procurar melhor. Se precisarem de dicas, devem pedi-las.Comece o jogo. Fale o nome do primeiro produto. Você pode também iniciar por dicas: “Serve para escovar o dente”; “ Usamos quando vamos lavar o cabelo”. Chame os alunos para pegar e embalagem. Explore as informações da embalagem. Verifique o prazo de validade e discuta por que essa informação aparece na etiqueta. Leia as informações sobre a composição e armazenamento do produto e todas outras informações importantes que estão na embalagem. Discuta com os alunos o que pode acontecer com alguém que compra um produto sem ler a embalagem.Orientação: Durante o jogo, vá chamando os alunos. Para aqueles com menos informação dê dicas

do tipo “Começa com a mesma letra do seu nome”, “ Tem seis letras”.Lição de casa: peça às crianças que perguntem aos adultos com quem moram se costumam ler as embalagens quando vão comprar algum produto. 3º dia - atividade 3 Leve para a sala de aula etiquetas diversas. Em pequenos grupos os alunos devem identificar quais mensagens devem estar escritas em cada uma delas. Pergunte onde podem ser encontradas. Explore alguns símbolos muito utilizadas por essas etiquetas, como indicações de como lavar, como passar etc. Você pode também pedir para identificar o tamanho da roupa, se estiver trabalhando com peças de vestuário. Como eu posso fazer para ter certeza que a roupa irá me servir, sem vestir a roupa? SUGESTÃO PARA TRABALHO INTERDISCIPLINAR As atividades com etiquetas e embalagens permitem fazer conexões com outras áreas de conhecimento. Ao trabalhar com embalagens, pode-se classificar os produtos por sua origem, discutir processos de industrialização e uso de tecnologia. Outra possibilidade é a conexão com a Matemática. As atividades também podem estar relacionadas com a educação para o consumo e podem possibilitar estudos temáticos: alimentação, brinquedos etc. AVALIAÇÃO: Observe a produção dos alunos e registre-a conforme a pauta de avaliação abaixo: 1-Identifica o produto nas embalagens; 2-Utiliza as imagens e o contexto para antecipar o significado; 3- Não precisa das imagens para dar significado ao texto; 4-Reconhece as situações de uso das embalagens e etiquetas

TRABALHANDO COM RÓTULOS...
Esclareça que rótulo é um impresso afixado em recipíentes e embalagens de produtos, apresentando informações sobre este produto, e contendo, geralmente, a logomarca da empresa fabricante.
*

* Solicitar que as crianças juntem rótulos diversos e tragam para a sala de aula. * Montar um mural com os rótulos, realizando diversas explorações. * Pedir que escolham um rótulo: - Colar o rótulo em uma folha de sulfite A4. - Circular a logomarca no rótulo escolhido. - Destacar a letra inicial da logomarca. - Pintar as letras do rótulo que estão no seu nome. - Contar o número de letras contidas na logomarca do rótulo e registrar por meio de desenhos e números. - Ilustrar para que serve o produto que continha esse rótulo. - Com ajuda da professora, localizar a data de fabricação do produto, a data de validade, o peso líquido. - Questionar: Para quem este texto é escrito? Todas as palavras do rótulo são escritas com o mesmo tipo de letra? Por que algumas palavras são escritas com letras maiores? * Ao trabalhar com rótulos, é necessário que o aluno perceba não só as formas, as cores, os desenhos, mas também os nomes escritos: logomarca e nome do produto, quantidade, peso, data de fabricação e validade, etc. É importante questionar os alunos,

perguntando para que servem todos os escritos e desenhos: Só para enfeitar? Existe outra finalidade? Qual? Por que precisamos ler o que está escrito? Chamar a atenção de que todas as características apontadas no texto da embalagem têm a finalidade de atrair a atenção dos consumidores para que comprem o produto. * As embalagens, portanto, são portadoras de muitos textos e se constituem em recurso de grande valia não só para gerar atividades de leitura e de escrita, como para desenvolver o espírito crítico do aluno.

TRABALHANDO COM RÓTULOS E EMBALAGENS
- Pedir aos alunos/as que tragam de casa rótulos e embalagens de produtos que são consumidos no seu cotidiano. Exemplo: - Perguntar: a) Onde esse texto aparece? b) Para que serve? c) O que chama atenção nesse texto? d) Por que algumas palavras estão escritas em letras maiores? e) O que é o código de barra e qual a sua funcionalidade?

QUADRO CLASSIFICATÓRIO DE RÓTULOS E EMBALAGENS
- O professor deverá solicitar aos alunos que tragam de suas casas rótulos e embalagens de produtos que são consumidos no seu cotidiano. - Confeccionar um quadro em papel metro com uma divisão para cada letra do alfabeto e expor na sala de aula. - Organizar os alunos em equipes. - Pedir que eles apresentem os rótulos e as embalagens e colem no quadro de acordo com a letra inicial. Exemplo:

III. QUEBRA-CABEÇA DE ROTULOS
QUEBRA-CABEÇA DE RÓTULOS - Escolher alguns nomes dos produtos expostos no quadro e fazer uma lista. Em seguida, realizar a análise e reflexão dos nomes. VARIAÇÃO 1) Fazer um quebra-cabeça com os nomes dos produtos trabalhados.

QUADRO DE RÓTULOS E EMBALAGENS

2) Colar numa ficha de cartolina o rótulo de um produto. Ao lado, misturar as letras do nome do produto e solicitar que os alunos encontrem o seu nome do mesmo e escreva embaixo:

LISTA DE RÓTULOS
- Realizar na sala de aula a discussão sobre o consumo na atualidade. - Questionar o que vem a ser produtos indispensáveis e produtos supérfluos. - Fazer, com a ajuda dos alunos, uma lista com nomes de produtos indispensáveis e supérfluos que eles utilizam no seu dia-a-dia. - Solicitar que façam a analise lingüística dos nomes dos produtos. - Confeccionar um mural com os nomes dos produtos e, se possível, com os seus respectivos rótulos. JOGO DA MEMÓRIA COM RÓTULOS - O professor deverá fazer várias fichas com pares de rótulos que os alunos conheçam. - Espalhar as fichas pelo chão ou sobre a mesa, com os rótulos voltados para baixo. - Cada aluno ou grupo vira duas fichas e, se os rótulos forem iguais, fica com ele. Caso contrário, desvira as fichas. Ganha o jogo da memória o aluno ou o grupo que conseguir ler o maior número de produtos.

VARIAÇÃO
- Fazer o jogo da memória primeiro com nomes de produtos iguais, depois utilizar letras e, numa terceira etapa, substituí-las por palavras.

DETETIVE

- Os alunos deverão estar organizados em equipes. - O professor deverá pedir às equipes que pensem em um nome de produto (higiene, limpeza, etc.) e o escrevam no papel, mudando a posição das letras. - As equipes deverão trocar os papéis e reconstituir o nome do produto. Produtos Indispensáveis Produtos Supérfluos Nomes dos produtos Colagem dos rótulos - Equipe vencedora será aquela que reconstituir mais rápido o nome.

AVALIAÇÃO
A avaliação é um ato diagnóstico contínuo que serve de subsídio para uma tomada de decisão na perspectiva da construção da trajetória do desenvolvimento do educando e apoio ao educador na práxis pedagógica. Nessa perspectiva, a avaliação funciona como instrumento que possibilita ao professor ressignificar a prática docente a partir dos resultados alcançados com os alunos, ou seja, o resultado é sempre o início do planejamento de intervenções posteriores. Sugerimos a utilização do instrumento avaliativo apresentado abaixo para acompanhamento do desempenho dos seus alunos e replanejamento de suas ações. AVALIANDO O TRABALHO COM RÓTULO E EMBALAGEM Aluno/a Identifica a função social dos rótulos e embalagens? Utiliza as imagens para ler o texto? Identifica e reconhece os tipos e os tamanhos de letra nos rótulos e nas embalagens? Identifica e reconhece o produto nos rótulos e nas embalagens? Localiza a data de validade do produto? Identifica a composição do produto? Reconhece o modo de usar e armazenar do produto?

Rótulos e Embalagens, portadores de texto e imagens.

As embalagens e os rótulos estão presentes no nosso dia a dia. A criança está em contato com eles em casa, no supermercado, nas lojas, pela TV e em outros lugares. Quando vai comprar seu material escolar, brinquedos ou doces preferidos, muitas vezes, ela se refere a marca do produto, pois a criança é constantemente "bombardeada" pela mídia com propagandas, out-doors e anúncios em revistas. Por que então, a escola não pode aproveitar está oportunidade para utilizar estes textos para alfabetizar seus alunos? Os rótulos e as embalagens são excelentes portadores de textos e imagens, eles permitem ao professor criar inúmeros materiais lúdicos para seus alunos, como jogos, brinquedos de sucata e outros. A oralidade é outra habilidade que pode ser trabalhada com esta tipologia textual, pois permite ao professor explorar seus alunos sobre as marcas que ele conhece, que sua família usa em casa, seus preferidos e mais.... . Permitindo inclusive trabalhar de forma interdisciplinar com outros conteúdos, fazendo pesquisas, montando tabelas, cartazes, origem dos alimentos, validade dos alimentos, diferença entre números e letras. Um conteúdo importante que pode ser abordado junto com essa temática é o Respeito à Natureza e ao Meio Ambiente, mostrando para as crianças como reciclar e reutilizar embalagens, sendo que uma das formas pode ser transformar sucatas em brinquedos legais com material reciclado por eles.

A família deve participar ativamente de todo este processo, juntando as embalagens e rótulos, participando do projeto de reciclagens, enfim a participação da família é importante para que a aprendizagem possa ultrapassar os muros da escola e se transformar em coisas da vida real, do cotidiano, passar a fazer parte da vida dos nossos pequenos cidadãos.

BRINQUEDO FEITOS DE SUCATAS.
Vou deixar aqui algumas sugestões para vocês, brinquedos feitos de sucatas que achei na net. A maioria deles é do blog Arte em Sucata, pesquisa nas imagens do google, que você vai achar vários brinquedos feitos de sucata.

Este avião foi feito de um pregador de roupas, achei lindo!

Dados da Aula O que o aluno poderá aprender com esta aula • Organização e compreensão das informações presentes nos rótulos das embalagens. • Confecção de um rótulo. • Participação das interações em sala de aula. Estratégias e recursos da aula Recursos da aula: Embalagens de supermercado, papel colorido, canetinhas, lápis colorido e durex. Atividade 1 Professor é importante que você tenha realizado com os alunos a aula: “Montando uma lista de compras”. Caso não, em outro momento, trabalhe-a. Caro colega, peça aos alunos que as separem da seguinte forma: • Produtos alimentícios (milho verde, leite condensado, ervilha e outros) • Bebidas (refrigerante, leite, suco e outros) • Produtos de limpeza (sabão em pó, amaciante e outros) • Produtos de beleza (shampoo, condicionador, creme de pele, sabonete e outros) Reserve um cantinho da sala e monte um mini supermercado com as embalagens trazidas pelos alunos. Atividade 2 Agora professor, vamos analisar com os alunos os rótulos das embalagens. Cada aluno escolherá duas embalagens. Peça para que eles observem os rótulos. Pergunte para eles: Qual é o seu produto? Qual é a marca do produto? A marca do produto está escrito com a letra pequena ou grande? Quais as cores usadas? Vocês sabem o que é o código de barra? Para que ele serve? Qual o peso (medida) do seu produto? Tem data de fabricação? Tem data validade? Para quando? Por que é importante a data de validade? Se a data de validade estiver vencida podemos utilizar o produto? Qual a composição do produto? Verifiquem quais informações estão presentes nos dois produtos escolhidos e quais estão presentes apenas em

um deles. Depois de analisar os rótulos promova uma socialização, fazendo-os identificar e chegar às seguintes generalizações (dados que estão presentes em todos os produtos): Data de validade, data de fabricação, código de barra, composição do produto (ingredientes), medida do produto. Dica: Professor você poderá aprofundar sua aula falando sobre a importância da composição do produto no rótulo, para cuidados com a saúde. Por exemplo, a de que o diabético não pode consumir alguns ingredientes. Informação complementar: discuta com os alunos a diferença entre o nome do produto e o nome da marca. O professor poderá também usar um tempo maior e fazer registros em papel Kraft ou cartolina contendo as informações discutidas em sala. A realização de gráficos coletivos também é interessante. Atividade 3 Nessa aula cada aluno escolherá uma embalagem, retirará o rótulo e criará o seu próprio produto e rótulo, apenas aproveitando a caixa ou o formato da embalagem. Professor, faça um círculo e no centro disponibilize vários materiais (cartolinas, durex, lápis de cor, canetinha) para que os alunos utilizem para confecção do rótulo. Peça para que os alunos inventem um produto e utilizem os materiais para criação de um rótulo que deverá conter: * Arte gráfica (Fale sobre a importância da ilustração para chamar a atenção dos consumidores). * Marca. * Data de fabricação. * Data de validade. * Código de barra. * Composição do produto. Para finalizar a atividade, faça uma exposição dos produtos criados por eles e convide outros alunos para visitarem o mini supermercado da turma. Informação complementar: Durante a confecção do rótulo é importante o aluno ficar atento ao que este deve conter e qual a sua função na embalagem. Veja alguns rótulos criados:

Dados da Aula O que o aluno poderá aprender com esta aula O gênero textual rótulos ajuda o aluno em processo de alfabetização, pois propicia a relação entre o escrito e o oral, permitindo, desta forma, o avanço nas habilidades de leitura e escrita. Estratégias e recursos da aula * Levar para a sala de aula duas embalagens ( sugestão: lata de leite condensado), uma com rótulo e outra sem. 1. A atividade poderá ser introduzida através de uma história: Sugestão: Ontem fui ao supermercado e olhando os produtos nas prateleiras vi esta lata sem o rótulo (mostrar a embalagem sem o rótulo). Fiquei curiosa para saber o que poderia ter aqui dentro. Neste momento, certamente, alguns alunos darão palpites como: salsicha, milho, creme de leite, leite condensado e outros. O professor aproveitará a oportunidade para esclarecer que o rótulo é um impresso afixado em recipientes e embalagens de produtos. Deverá esclarecer, também, que o rótulo contém informações sobre o produto e que este não deve ser comprado sem se saber o que é e para que serve. 2. O professor mostrará a outra embalagem, com rótulo, pedindo que os alunos observem a diferença entre as duas, fazendo questionamentos: Para que servem todos os escritos e desenhos nesta embalagem? Só para enfeitar? Existe outra finalidade? Qual? Por que precisamos ler o que está escrito? Para que serve o código de barras? 3. Explicar aos alunos a diferença entre produto e marca. Produto: é o que está dentro da embalagem. Exemplo: sabão em pó. Marca: é o nome que identifica, caracteriza o produto, ou seja, o sabão. Exemplo: OMO 4.Esta atividade oral deve ser repetida com outras embalagens, para melhor compreensão por parte dos alunos.

5. O aluno se deterá na diferença entre marca e produto e a utilidade do produto para o consumidor e, para tanto, o professor deve apresentar alguns rótulos para que os alunos registrem coletivamente, as seguintes informações. Exemplo: Toddy. Produto: achocolatado em pó Marca: Toddy

Para que serve: serve para misturar ao leite, para fazer doces, mingaus. * Ao trabalhar com rótulos, é necessário que o aluno perceba não só as cores, os desenhos, as formas, mas também os nomes escritos: marca e nome do produto, quantidade, peso, data de fabricação e validade, função do código de barras. - Data de fabricação: data em que foi feito, fabricado o produto. - Data de validade: data máxima que o produto pode ser consumido, utilizado. - Código de barras: serve para ver o preço do produto. Avaliação O professor entregará três modelos de rótulos, bastante conhecidos e o aluno deverá registrar, por escrito: a marca, o produto e para que serve. Neste momento, o professor fará uma avaliação individual para perceber se houve entendimento sobre o assunto. Dados da Aula O que o aluno poderá aprender com esta aula
• • •

Explorar rótulos de produtos que as crianças mantêm contato diário: embalagens de sucos, bolachas, salgadinhos, etc.; Aproximar a criança da linguagem escrita através da interpretação destes rótulos; Trabalhar a escrita das letrinhas iniciais que aparecem nestas embalagens de sucos, bolachas, salgadinhos, etc.

Estratégias e recursos da aula 1º Momento: Um supermercado divertido! 1. Solicitar com pelo menos um mês de antecedência que as crianças tragam de casa para a escola, embalagens de alimentos do tipo: caixas de sucrilhos, sabão em pó, latas de leite e chocolate em pó, embalagens vazias de refrigerantes, bolachas, salgadinhos, etc. Dê preferência para embalagens que possuam os nomes escritos com letra maiúscula. 2. Confeccionar com as crianças o dinheiro que será usado por elas para efetuarem suas compras no supermercado divertido. Dispor papel cartão e tinta guache e pedir que elas recortem o papel em tirinhas e pinte com 4 cores. Estabeleça uma regra/ valor para cada cor. Por exemplo: Verde vale 1 (um), Amarelo vale 2 (dois), Vermelho vale 3 (três) e azul vale 4 (quatro). 3. Montar na sala um pequeno mercado, com prateleiras para expor os produtos que as crianças trouxeram de casa, e se possível dispor um pequeno carrinho para as compras. Pedir que as crianças colem estas fichinhas nos produtos. Esta marcação poderá ser realizada com as próprias fichinhas utilizadas para a confecção do dinheiro. Neste momento o professor deverá levantar as seguintes questões:

Quanto vocês acham que deve custar determinado produto? Por quê?

• •

Por exemplo: Uma caixinha de cereal é mais caro que um refrigerante? Como vamos atribuir valores aos produtos?

Uma sugestão para essa faixa etária é atribuir valor de acordo com a preferência, por exemplo, o que eles mais gostam deverá ser mais caro. Esta estratégia envolverá as crianças na atividade e facilitará a compreensão dos valores atribuídos. 2º Momento: Hora da brincadeira! Separar as crianças em duplas e pedir que elas de duas a duas se dirijam ao mercado para comprarem o que desejarem. É importante estabelecer uma regra: cada dupla de crianças poderá comprar apenas três produtos. 3º Momento: O que eu comprei? 1. Dispor as crianças em roda e pedir que cada dupla apresente ao grupo os produtos comprados; 2. Após esta apresentação cada dupla deverá observar o nome do produto escrito no rótulo, em seguida ler o nome e depois a letrinha inicial do nome do produto. 3. Após a leitura solicitar que a criança escreva em um painel a letrinha inicial e faça um desenho do produto comprado. 4. Esta atividade deverá ser realizada coletivamente. O painel pode ser de papel Kraft cortado num tamanho que abranja todas as crianças da roda. À medida que uma dupla de crianças for apresentando seus produtos e representando estes produtos no painel, outras podem começar sua apresentação e assim sucessivamente. 4º Momento: Atividade de casa. Montar uma atividade que explore a imagem do produto e a letrinha inicial do nome deste produto. A letrinha inicial do produto apresentado na atividade poderá ser colocada de forma vazada, de modo que as crianças possam preencher as mesmas. É importante ressaltar que neste tipo de atividade deverá ser encaminhada uma orientação às famílias lembrando-as que o movimento de escrita deverá ser sempre realizado “da esquerda para a direita”. Veja o exemplo abaixo:

Avaliação Explorar rótulos e as legendas destes rótulos proporciona às crianças uma aproximação das linguagens oral e escrita. Além de uma inserção social da criança no universo letrado. Neste sentido a avaliação desta aula deverá ser feita de forma paulatina, observando as crianças individualmente e registrando as dificuldades de cada uma delas e em que momento estas dificuldades surgiram. Após esta observação, criar estratégias que visam superar estas dificuldades. Uma excelente sugestão é explorar as letras em revistas e jornais, comparando-as e escrevendo-as, onde as crianças construíram hipóteses para decifrar o código escrito.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->