P. 1
Modelo

Modelo

|Views: 2.458|Likes:
Publicado porLuciano Caramori

More info:

Published by: Luciano Caramori on Apr 07, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/19/2013

pdf

text

original

Nome: Modelo Data: 08/01/2010 Médico: Dr.

Rômulo F da Silva Convênio: Unimed

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA CRÂNIO-ENCEFÁLICA
Estudo tomográfico computadorizado crânio-encefálico com cortes da base à convexidade, sem o uso de contraste iodado endovenoso. Os seguintes aspectos foram observados: - Não foi demonstrado no presente estudo, alterações nas órbitas, ou seios aéreos da face. - Ausência de coleções tipo extra-axiais. - Coeficiente de atenuação cerebral aos Raios X conservados. - Morfologias, situações e dimensões conservadas do sistema ventricular, cisternas da base e comunicantes. - Aspecto normal dos sulcos entre os giros corticais. - Pineal e plexos coróides calcificados e em posições normais. - Ausência de processos expansivos intra-axial supra ou infra-tentorial.

Conclusão: Estudo tomográfico computadorizado crânio-encefálico dentro dos limites da normalidade.

_______________________ Dr. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384

Nome: Maria Perpetua Data: 02/07/2008 Médico: Dr. Welliton Luiz Ribeiro Salomão Convênio: Unimed

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA CRÂNIO-ENCEFÁLICA
Estudo tomografico computadorizado crânio-encefálico com cortes da base à convexidade, sem e com o uso de contraste iodado endovenoso. Os seguintes aspectos foram observados: - Não foi demonstrado no presente estudo, alterações nas órbitas, ou seios aéreos da face. - Ausência de coleções tipo extra axiais. - Coeficiente de atenuação cerebral aos Raios X conservados. - Após a injeção endovenosa de contraste não houve áreas de reforço patológico. - Morfologias, situações e dimensões conservadas do sistema ventricular, cisternas da base e comunicantes. - Aspecto normal dos sulcos entre os giros corticais. - Pineal calcificada e plexos coróides parcialmente calcificados em posições normais. - Ausência de processos expansivos intra-axial, supra ou infra-tentorial. - Morfologia ,situações e dimensões conservadas dos vasos que compõem o polígono de Willis. Conclusão: Estudo tomografico computadorizado crânio-encefálico dentro dos limites da normalidade. _______________________ Dr. Luciano Araújo Caramori Médico Radiologista CRM 27384

Os seguintes aspectos foram observados: . Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA COLUNA LOMBAR Estudo tomográfico computadorizado da coluna lombar com cortes de L3 a S1 sem o uso de contraste.Ausência de hérnia discal nos demais níveis estudados.Canal medular com densidade preservada sem sinais de lesões expansivas em seu interior. . . ________________________ Dr. porém com discreta hiperdensidade difusa centro lateral a esquerda.Presença de protusão discal ao nível L4-L5.Dimensões conservadas do canal medular ósseo e recessos laterais. Espondilose moderada.Osteofitos marginais anteriores disseminados. . .Moderada artrose em articulações inter-apofisárias.Discos intervertebrais com topografia e dimensões habituais. nos níveis estudados. ID: Tomografia computadorizada de coluna lombar compatível com Hérnia discal L3-L4 sem sinais de radiculopatia. .Nome: Modelo Data: 03/02/2005 Médico: Dr. obstruindo gordura pré tecal ao nível de L3-L4. .Ausência de protusão discal nos demais níveis estudados. Protusão discal L4-L5 . . com corpos vertebrais e lâminas conservadas. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 .

Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . Morfologia normal dos corpos vertebrais e pedículos. Ausência de protusões discais nos níveis estudados. __________________________ Dr. Não foram visualizados lesões expansivas ao nível da musculatura. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA COLUNA CERVICAL Estudo tomografico computadorizado da coluna cervical com cortes axiais de 5mm a intervalos de 4mm ao nível de C1 até C7. Espessura normal de tecido gorduroso epidural nos níveis estudados. Os seguintes aspectos foram observados: Dimensões conservadas do canal vertebral ósseo. Ausência de lesões ósseas líticas ou blásticas.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. ID: Tomografia computadorizada da coluna cervical dentro dos limites da normalidade.

. .Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. . Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . Os seguintes aspectos foram observados: .Discos intervertebrais com topografia e dimensões normais. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA COLUNA TORACICA Estudo tomográfico computadorizado da coluna toracica com cortes de T1 a T5 sem o uso de contraste. obstruindo gordura pré tecal ao nível de T3T4.Osteofitos marginais anteriores incipientes. com corpos vertebrais e lâminas conservadas nos níveis estudados. . sem sinais de lesões expansivas. ID: Tomografia computadorizada de coluna lombar compatível com Hérnia discal T3-T4 sem sinais de radiculopatia. .Dimensões conservadas do canal medular ósseo e recessos laterais. porém com hiperdensidade difusa central. ____________________________ Dr.Canal medular com densidade preservada.Ausência de hérnias discais nos demais níveis estudados.Ausência de protusão discal nos níveis estudados. Espondilose discreta.

__________________________ Dr. 2.Sinusopatia etmoidal à esquerda. ID: Tomografia computadorizada de seios da face compativel com: 1. Cavidade nasal e rinofaringe sem alterações. Septo nasal discretamente desviado para a esquerda.Discreto desvio do septo nasal. Aeração normal dos demais seios aéreos da face. Ausencia de lesões expansivas sólidas ou coleções liquidas septadas.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Velamento parcial das celulas etmoidais à esquerda. Complexos osteomeatais livres. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS SEIOS DA FACE Foram realizados cortes axiais e coronais dos seios paranasais que evidênciaram: Estruturas ósseas regionais íntegras.

Ausência de lesões expansivas detectáveis pelo método. Estruturas ósseas íntegras. Não foram visualizadas coleções líquidas livres ou septadas. Verifica-se discreta assimetria em terço proximal da clavícula direita em relação ao lado esquerdo ( discretamente alargada ). ID: Tomografia computadorizada das articulações esterno claviculares dentro. sem sinais de lesões líticas ou blásticas. dos limites da normalidade.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Os seguintes aspectos foram observados: Textura óssea preservada. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DAS ARTICULAÇÕES ESTERNO CLAVICULARES Estudo tomografico computadorizado das articulações esterno claviculares com cortes de 2mm a intervalos de 2mm sem o uso de contraste iodado endovenoso. Partes moles e músculos de aspecto tomografico preservados. Fendas articulares preservadas. porém sem sinais de cisto ósseo ou lesões expansivas. .

Aeração normal dos demais seios paranasais. Demais estruturas ósseas íntegras. Fratura com afundamento da parede anterior do osso maxilar a direita.____________________________ Dr. Velamento parcial dos antros maxilares e células etmoidais . ID: Tomografia computadorizada dos ossos da face compatível com fraturas múltiplas + velamento dos antros maxilares. Fratura ao nível do esfenoide a direita. Cavidade nasal e rinofaringe sem alterações. __________________________ . predominando a direita. Desvio do septo para a esquerda. Luciano Araújo Caramori CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Fratura do osso próprio do nariz . Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS OSSOS DA FACE Foram realizados cortes axiais dos ossos da face que evidênciaram: Aumento de partes moles ao nível da face.

Seios aéreos da face de aspecto tomografico preservado. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: MODELO Data: 14/01/2005 Médico: Dr.Demais dentes de aspecto tomografico preservado. José Rodrigues Convênio: GEAP TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA REGIÃO MAXILAR Estudo tomografico computadorizado da região maxilar com cortes em axial com espessura de 2mm a intervalos de 2mm com reconstrução em coronal. OBS: Para melhor avaliação sugerimos tomografia helicoidal com dentascan e reconstrução 3D ou Ressonância magnética para melhor avaliação.Ausência de lesões expansivas em partes moles ou ósseas. . . ____________________________ . .Presença de dente extra numerário a esquerda anterior ao pré molar com raiz pouco visualizada. sem sinais de reabsorção radicular. ID: Tomografia computadorizada da região maxilar compatível com dente extra numerário a esquerda.Dr.Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas .. . Os seguintes aspectos foram observados: . ..Partes moles e musculares de aspecto tomografico preservado.

Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas em ambas articulações. Ausência de lesões expansivas em partes moles ou ósseas. Partes moles sem alterações. ____________________________ .Dr. Os seguintes aspectos foram observados: Articulações temporo-mandibulares de dimensões preservadas. ID: Tomografia computadorizada das articulações temporo-mandibulares dentro dos limites da normalidade. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DAS ARTICULAÇÕES TEMPORO-MANDIBULARES Estudo tomografico computadorizado das articulações temporo-mandibulares com cortes em axial e coronal com 5mm de espessura. Seios da face de aspecto tomografico preservado. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.

simétricos. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DAS ÓRBITAS Estudo tomografico computadorizado das órbitas com cortes em axial e coronal. com morfologia e coeficiente de atenuação normais.Globos oculares e nervos ópticos. .Estruturas ósseas regionais íntegras.0mm.Desvio anterior e lateral do globo ocular direito.Espessamento com presença de lesão expansiva. sem o uso de contraste iodado endovenoso. compatível com lesão expansiva do músculo reto-medial da órbita direita. . .Tecido adiposo retro-ocular normal.Dr. de 5. Conclusão: Estudo tomográfico computadorizado das órbitas. ao nível do músculo retomedial à direita.Demais musculos extrinsecos da órbita normais. . . Os seguintes aspectos foram observados: . porém sem alterações de sua densidade.0mm e 2. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. .

Sem o uso de contraste iodado venoso. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA AXIAL DE PATELA Estudo tomográfico computadorizado dos joelhos com cortes axiais de 5mm com janela para partes moles e ósseas. ____________________________________ .Os seguintes aspectos foram observados: . . Sem outras alterações. OBS: À critério clínico sugerimos US dos joelhos._______________________ Dr. . . Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.Discreto desvio medial dos joelhos provável assimetria de tamanho em membros inferiores.Não foi demonstrada lesões líticas ou blásticas em ambos os joelhos. .O coeficiente de atenuação aos raios X preservado. CONCLUSÃO: Estudo tomográfico computadorizado dos joelhos compatível com geno valgo.Articulações fêmuro . escanometria e ou RNM para melhor avaliação.patelares e fêmuro tibiais de morfologia preservada.

Não foram visualizadas lesões ósseas líticas ou blásticas.Dr. ID: Tomográfia computadorizada da sela túrcica dentro dos limites da normalidade. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA SELA TÚRCICA: Foram realizados cortes axiais e coronais na região da sela túrcica após a injeção endovenosa de contraste que evidênciaram: Glândula hipófise com diâmetros e densidades normais . OBS: Sugerimos para melhor avaliação RNM ( Ressonância Nuclear Magnética ) em caso de suspeita clínica de microadenoma. . Estruturas vasculares sem alterações. Cisterna supra selar e seio esfenoidal livres. Ausência de lesões expansivas sólidas. Clinóides anterior e posterior de morfologias preservadas. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. devido a grande quantidade de artefatos provocados por obturações dentárias.

Partes moles de aspecto tomografico preservados. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS QUADRIS Estudo tomográfico computadorizado dos quadris com cortes de 2. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.0mm a intervalos de 2.0mm sem o uso de contraste. Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas em ambas articulações. ID: Estudo tomografico computadorizado dos quadris dentro dos limites da normalidade. Fendas articulares e estruturas ósseas preservadas. Os seguintes aspectos foram observados: Coeficiêntes de atenuação aos Raios x preservados.__________________________ Dr. .

Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.Demais estruturas ósseas íntegras. ID: Tomografia computadorizada do sacro-coccix compatível com fratura em sacro a esquerda ao nível de S3 + fratura antiga em coccix distal. . Os seguintes aspectos foram observados: .Presença de discreta solução de continuidade ao nível do sacro à esquerda em S3.Ausência de lesões ósseas líticas ou blásticas.Partes moles e musculares sem alterações visíveis a tomografia.____________________________________ Dr. .Articulações sacro-ilíacas de espessuras preservadas. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO SACRO-COCCIX Estudo tomografico computadorizado do sacro-coccix. .Ausência de lesões expansivas sólidas. .Fragmento tênue anterior ao nível do coccix distal. . . .

texturas ósseas e morfologias conservadas. Capsulas óticas com canais semi-circulares. Condutos auditivos internos e cisternas. angulo ponto cerebelares sem alterações. vestíbulos e cócleas de morfologias e texturas ósseas normais. . Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS OUVIDOS Estudo tomográfico computadorizado dos ouvidos. - ID: Estudo tomagráfico computadorizado dos ouvidos dentro dos limites da normalidade. com cortes em coronal e axial.__________________________ Dr. Cadeias ossiculares e muros das lojetas de situações. Condutos auditivos externos e membranas timpânicas normais. Os seguintes aspectos foram observados: Pneumatização e aeração normal das células da mastóides e regiões timpânicas. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.

Ausência de lesões líticas ou blásticas.Deformidade da cabeça do 4º metatarsiano com reação osteofitária periarticular. .Redução dos espaço articular metatarso-falangiano em 4º dedo.Coeficiente de atenuação aos Raios X conservados. . Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.__________________________ Dr. . Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA ARTICULAÇÃO METATARSO-FALANGIANA DO 4º DEDO DO PÉ ESQUERDO Estudo tomografico computadorizado da articulação metatarso-falangiana do 4º dedo do pé esquerdo com cortes axiais de 2mm. ID: Tomografia computadorizada da articulação metatarso-falangiana do 4º dedo compatível com artrose ( sequela de necrose avascular ? ). . .Estruturas ósseas regionais íntegras. .

. .Sinais de lesão insuflativa com fios metálicos ao nível da articulação esterno clavicular a direita. Os seguintes aspectos foram observados: .Não foram visualizadas lesões ósseas blásticas. . Carlos Alberto Pinto Convênio: Aster TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DAS ARTICULAÇÕES ESTERNO CLAVICULARES Estudo tomográfico das articulações esterno claviculares com cortes de 2mm.Partes moles preservadas.__________________________ Dr. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: MODELO Data: 05/04/2005 Médico: Dr.Não foram visualizadas linfonodomegalias em região mediastinal superior . .Musculatura regional íntegra e sem sinais de lesão expansivas. sem o uso de contraste iodado endovenoso. .Aorta e veia cava inferior de calibre e contornos normais.

. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA HIPÓFISE Estudo tomografico da hipófise com cortes axiais em coronal e axial. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. ID: Estudo tomografico computadorizado da hipófise dentro dos limites da normalidade.Dimensão normal da cisterna supra-selar.Textura óssea normal da sela turca com transparência normal dos seios esfenoidais. . após o uso de 100ml de contraste iodado endovenoso. .Hipófise de áreas. Os seguintes aspectos foram observados: .ID: Estudo tomográfico computadorizado das articulações esterno claviculares compatível com osteossíntese metálica a direita com lesão insuflativa em topografia da clavícula. . OBS: Estudo tomografico computadorizado crânio encefálico normal. __________________________ Dr.Posição e dimensão normal da haste hipófisária. contornos e densidade normal.

__________________________ Dr.Tecido celular subcutâneo de espessura e densidade normais ao nível do pescoço .Dimensões e densidades normais dos lobos da glândula da tireóide. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA REGIÃO CERVICAL E LARINGE Estudo tomográfico computadorizado com cortes de 5mm. CONCLUSÃO: Tomografia computadorizada da base craniana à base cervical dentro dos limites da normalidade. . sem o uso de contraste endovenoso. cervicais laterais superiores e inferiores e profundas subclaviculares bilateralmente). Os seguintes aspectos foram observados: . Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. . .Não foram demonstradas linfonodomegalias nas cadeias superficiais e profundas (submandibulares. submentais. laringes e espaços parafaríngeos sem alterações. da base craniana à base cervical.Faringes.

Ausência de lesões ósseas líticas ou blásticas. lobares.__________________________ Dr. .Área cardíaca de dimensões preservadas . . . . sem o uso de contraste iodado endovenoso. .Após a injeção endovenosa de contraste.Ausência de linfonodomegalias nos sítios nodais mediastinais.Ausência de sinais de derrame pleural.Vias aéreas principais (traquéia. . com distribuição normal dos vasos. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. brônquios principais. Os seguintes aspectos foram observados: .Transparência normal dos pulmões e pleuras. segmentares e subsegmentares) de calibre e permeabilidade normais. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO TORAX Estudo tomográfico do tórax com cortes de 2mm. não houve áreas de reforço patológico.

Ausência de lesões expansivas sólidas..Aorta e veia cava inferior de calibre e contornos normais.Observa-se a aórta descedente em seu terço proximal de diâmetros discretamente aumentados e com presença de placas ateromatosas calcificadas em suas paredes. Ausência de sinais de dilatação das vias biliares intra e extra hepáticas. . Vesícula biliar de morfologia normal. Não há evidências de adenomegalia retroperitoneal. sem evidências de cálculos radiopacos. Bexiga e órgãos genitais sem alterações visíveis à tomografia. Aorta e veia cava inferior de calibre e contornos normais. ID: Estudo tomográfico computadorizado do tórax dentro dos limites da normalidade. . . __________________________ Dr. Wellitton Luiz Convênio: PM TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO ABDOME TOTAL Foram realizados cortes tomográficos axiais do abdome após a ingestão de contraste oral com séries sem a administração endovenosa de contraste que evidenciaram: - - Fígado e baço com contornos. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Marcelo Erik Oliveira Data: 28/09/2007 Médico: Dr. Pâncreas com topografia. coeficientes de atenuação e dimensões normais. forma e contornos normais apresentando dimensões aumentadas e parênquima homogêneo.

Não há evidência de adenomegalia retroperitoneal. Pâncreas de contornos. Ausência de sinais de dilatação das vias biliares intra ou extra hepáticas. dimensões e coeficientes de atenuação preservados. Baço com contornos. coeficiêntes de atenuações e dimensões normais. Aorta e veia cava inferior de calibre e contornos normais.Rins com forma. Paulo S Aidar Convênio: Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO ABDOMEM SUPERIOR Foram realizados cortes tomográficos axiais do abdome superior após ingestão oral de contraste. . Não foi visualizado derrame pleural. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: MODELO Data: 14/06/2005 Médico: Dr. sem sinais de dilatação dos sistemas pielocaliciais . . . _________________________ Dr. ID: Tomografia computadorizada de abdome total compatível com sinais de comprometimento crônico do pâncreas.Ausência de sinais de lesões expansivas. dimensões e coeficientes de atenuação preservados. contornos e dimensões preservadas. com séries somente sem a administração endovenosa de contraste que evidênciaram: Fígado de contornos.Ausência de lesões ósseas líticas ou blásticas ..Ausência de sinais de derrame pleural. OBS: Necessário relação clínico laboratorial. Vesícula biliar sem sinais de cálculo em seu interior.

Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO PUNHO Estudo tomográfico do punho esquerdo com cortes axiais de 2mm com intervalo de 2mm.Não foram visualizadas lesões expansivas sólidas ou coleções líquidas livres ou septadas. .Demais estruturas ósseas regionais íntegras sem sinais de lesão lítica ou blástica. __________________________ Dr.Discreto achatamento do osso semilunar com presença de fratura patológica e com aumento da sua densidade.Partes moles e músculos de aspecto tomografico preservados. ID: Tomografia computadorizada de abdome superior dentro dos limites da normalidade. . .O coeficiente de atenuação aos raios X está preservado. forma e dimensões preservadas. sem sinais de cálculos ou dilatação dos sistemas pielocaliciais.Ausência de lesões ósseas líticas ou blásticas..Rins com topografia . Os seguintes aspectos foram observados: . . . .

Não há evidências de adenomegalia ou lesão expansiva pélvica.Não há evidências de reforço patológico após o uso do contraste venoso. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA PÉLVE FEMININA Foram realizados cortes tomográficos do abdome inferior após a ingestão de contraste oral e após a administração de 50ml de contraste venoso: Os cortes realizados mostram estruturas vasculares normais. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. .Demais espaços articulares preservados. ..Ausência de calcificações em partes moles. . __________________________ Dr. - . . Bexiga e ureteres sem anormalidades. CONCLUSÃO: Estudo tomográfico do punho esquerdo comparativo com o punho direito compatível com DOENÇA DE KIENBOCK em provável estágio 2. Não foi visualizado a imagem uterina ( Ausência cirúgica ? ).Discreta redução do espaço articular radiocárpico. Em topografia anexial à esquerda visualiza-se lesão cística de contornos nítidos e de conteúdo hipodenso ( 19UH ).

permitindo passagem de contraste para o duodeno.Papila permeável.Ausência de imagens sugestivas de cálculos biliares residuais. calibre e distribuição normais.Exame realizado por administração endovenosa de contraste por dreno coledociano evidencia contrastação dos ductos intra-hepáticos e colédoco que apresentam forma. . .ID: Tomografia computadorizada do abdome inferior compatível com lesão cística em topografia anexial à esquerda sem sinais de outra lesão pélvica. OBS: Não é possível caracterizar o carater da lesão anexial com critérios tomográficos. ( Cistoadenoma ? Císto hemorrágico ? Endometrioma ? ) Sugerimos correlação com ultrassonografia transvaginal. __________________________ Dr. . Convênio: Prefeitura / Particular COLANGIOGRAFIA Colangiografia por dreno coledociano ( Dreno de Kerr ). Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. . contornos.

Ausência de lesões expansivas sólidas. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA SELA TÚRCICA Foram realizados cortes axiais e coronais na região da sela túrcica após a injeção endovenosa de contraste que evidênciaram: Glândula hipófise com diâmetros e densidades normais . . Cisterna supra selar e seio esfenoidal livres.ID: Colangiografia por dreno coledociano normal. __________________________ Dr. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Estruturas vasculares sem alterações. Não foram visualizadas lesões ósseas líticas ou blásticas.

. Os seguintes aspectos foram observados: . ID: Tomografia computadorizada da sela túrcica dentro dos limites da normalidade. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA ESCÁPULA ESQUERDA Estudo tomográfico computadorizado da escapula esquerda com cortes axiais. __________________________ Dr..Presença de pequeno osteofito localizado em borda medial anteriormente comprimindo partes moles em escapula esquerda. . OBS: Sugerimos para melhor avaliação RNM ( Ressonância Nuclear Magnética ) em caso de suspeita clínica de microadenoma.Coeficiente de atenuação aos Raios X preservados.. com janelas ósseas e de partes moles com estudo comparativo com o lado direito.Clinóides anterior e posterior de morfologias preservadas. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.

__________________________ Dr. Não foram visualizadas coleções líquidas livres ou septadas. Ausência de traços de fratura.- Mobilidade e posição preservadas em escapula esquerda. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas em ambas as escápulas. ID: Estudo tomografico computadorizado da escápula esquerda compatível com excrecência óssea ao nível da borda medial anteriormente.

.Presença de pequena coleção hipodensa ao nível do tendão do quadríceps anteriormente em joelho esquerdo.Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas em ambos os joelhos. .Tecido celular subcutâneo e músculos de aspecto tomografico normal.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. . . Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS JOELHOS Realizados cortes axiais.Estruturas ósseas de morfologia e aspecto tomografico preservado.Não foram visualizados lesões expansivas. sólidas ou coleções líquidas septadas. dos joelhos com estudo comparativo com ênfase em joelho esquerdo que evidenciaram: . __________________________ Dr. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . ID: Estudo tomográfico dos joelhos compatível com processo inflamatório ao nível do tendão do quadríceps em joelho esquerdo.Textura óssea preservada. .

Ausência de lesões expansivas em partes moles ou ósseas. Os seguintes aspectos foram observados: . .Não foram demostradas lesões líticas ou blásticas em ambas articulações. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DAS ARTICULAÇÕES TEMPORO-MANDIBULARES Estudo tomografico computadorizado das articulações temporomandibulares com cortes em axial e coronal com 2mm de espessura. . Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . .Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.Seios da face de aspecto tomografico preservado.Discreto aumento da espessura da articulação temporo-mandibular direita com desvio lateral do côndilo desse lado. ID: Tomografia computadorizada das articulações temporo-mandibulares compatível com desarranjo interno ( Desvio lateral à direita ). __________________________ Dr.

Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. As medidas dos membros inferiores foi de: Coxa direita medindo = 454.1mm maior do que o membro inferior direito.3mm Total ID: O estudo evidência que o membro inferior esquerdo é cerca de 12. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 .2mm Membro esquerdo = 825.9mm. Perna esquerda medindo = 365. Coxa esquerda medindo = 460.2mm. Membro direito = 813.Estruturas ósseas íntegras. Perna direita medindo = 358.1mm.3m. por avalicação de radiografia digital que mostrou: . Convênio: Prefeitura / Particular ESCANOMETRIA DE MEMBROS INFERIORES Realizada escanometria dos membros inferiores através de tomografia computadorizada. __________________________ Dr.

Conclusão: Estudo tomografico computadorizado das órbitas compatível com exoftalmia bilateral às custas da gordura reto-ocular sem alteração tomografica da musculatura . . Os seguintes aspectos foram observados: .Globos oculares e nervos ópticos. __________ ________________ Dr.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Reto-lateral. simétricos.Observa-se acentuada proptose bilateral. sem o uso de contraste iodado endovenoso. Reto-inferior e Reto-superior ) normais.Estruturas óssea regionais íntegras. . com morfologia e coeficiente de atenuação normais. . .Músculos extrinsecos das órbitas ( Reto-medial. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . com espessura de 2.Aumento acentuado do tecido adiposo retro-ocular. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DAS ÓRBITAS Estudo tomografico computadorizado das órbitas com cortes em axial e coronal.0mm.

. .Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas em ambos os joelhos. OBS: Sugerimos Ultrassonografia para avaliação de provável lesão meniscal. ID: Estudo tomográfico dos joelhos dentro dos limites da normalidade. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 .Textura óssea preservada. sólidas ou coleções líquidas livres ou septadas. .Tecido celular subcutâneo e músculos de aspecto tomografico normal. dos joelhos com estudo comparativo com ênfase em joelho esquerdo que evidenciaram: .Estruturas ósseas de morfologia e aspecto tomografico preservado. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS JOELHOS COM ÊNFASE EM JOELHO ESQUERDO Realizados cortes axiais.Não foram visualizados lesões expansivas.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. __________________________ Dr. .

Estruturas ósseas íntegras. Fendas articulares preservadas. Sugerimos à critério clínico Ressonância Magnética para melhor avaliação. ID: Tomografia computadorizada do cotovelo esquerdo dentro dos limites da normalidade. Ausência de lesões expansivas detectáveis pelo método. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO COTOVELO ESQUERDO Estudo tomografico computadorizado do cotovelo esquerdo com cortes de 5mm sem o uso de contraste iodado endovenoso. Partes moles e músculos de aspecto Tomograficos preservados. Não foram visualizadas coleções líquidas livres ou septadas. __________________________ Dr. sem sinais de lesões líticas ou blásticas.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Os seguintes aspectos foram observados: Textura óssea preservada.

Espaços articulares preservados. Coeficiente de atenuação aos Raios X conservados. Ausência de lesões líticas ou blásticas. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . Estruturas ósseas regionais íntegras. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO 1º DEDO DA MÃO DIREITA Estudo tomografico computadorizado do 1º dedo da mão direita com cortes axiais de 5mm. Sugerimos Ultrassonografia complementar e ou Ressonância magnética para melhor avaliação.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. __________________________ Dr. ID: Tomografia computadorizada da articulação do 1º dedo da mão direita dentro dos limites da normalidade.

ao nível do osso temporal esquerdo com presença de ar em seu iterior. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS OUVIDOS Estudo tomográfico computadorizado dos ouvidos.Pneumatização e aeração reduzida das células da mastóides e região timpânicas. angulo ponto cerebelares sem alterações. Os seguintes aspectos foram observados: Presença de solução de continuidade em tabua óssea.Condutos auditivos externos e membrana timpânica à direita de aspecto normal.Cadeias ossiculares e muros das lojetas de situações. . . texturas ósssseas e morfologias conservadas. .Capsulas óticas com canais semi-circulares. com cortes em coronal e axial. vestíbulos e cócleas de morfologias e texturas ósseas normais. Processo inflamatório crônico em ouvido médio à direita. . . . Luciano Araújo Caramori .Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. .Conduto auditivo interno à esquerda e cisternas. ___________________________________ Dr.Conduto auditivo interno à direita apresentando pequena quantidade de líquido.Membrana timpânica à esquerda de difícil visualização. ID: Estudo tomagráfico computadorizado dos ouvidos compatível com reliquat cirurgico em ouvido esquerdo.

Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS OUVIDOS ( OSSOS TEMPORAIS ) Estudo tomográfico computadorizado dos ouvidos. texturas ósssseas e morfologias conservadas. .CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. . com cortes em coronal e axial. . Os seguintes aspectos foram observados: .Cadeias ossiculares e muros das lojetas de situações.Condutos auditivos externos e membranas timpânicas normais. vestíbulos e cócleas de morfologias e texturas ósseas normais.Condutos auditivos internos e cisternas angulo ponto cerebelares sem alterações. .Capsulas óticas com canais semi-circulares. ID: Estudo tomagráfico computadorizado dos ouvidos dentro dos limites da normalidade.Pneumatização e aeração normal das células da mastóides e região timpânicas. __________________________ Dr. Luciano Araújo Caramori .

Radiologista CRM MG: 27384 .

Demais estruturas ósseas regionais íntegras.Coeficiente de atenuação aos Raios X conservados. . . .Fratura ao nível do terço distal do esterno com desvio do fragmento distal em direção à cavidade abdominal. .Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. __________________________ Dr. .Espaços articulares preservados.Ausência de lesões líticas ou blásticas. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . ID: Tomografia computadorizada osso esterno compatível com fratura do terço distal ( antiga ) com desvio do fragmento. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO OSSO ESTERNO Estudo tomografico computadorizado do osso esterno com cortes axiais de 5mm com reconstrução em sagital.

Os seguintes aspectos foram observados: Coeficiêntes de atenuação aos Raios x preservados.Fendas articulares e demais estruturas ósseas preservadas. medindo 6.Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas. Partes moles de aspecto tomografico preservado em tornozelo direito. sem o uso de contraste. Aumento de partes moles à esquerda. Verifica-se luxação da fíbula à esquerda. Pequena fratura em tíbia e talus.0 e 8.9mm.Presença de pequenos fragmentos. ID: Estudo tomografico computadorizado dos tornozelos compatível com luxação da fíbula à esquerda. em talos lateralmente e anteriormente. . Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . . __________________________ Dr.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.0mm. . Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS TORNOZELOS COM ÊNFASE EM TORNOZELO ESQUERDO Estudo tomográfico computadorizado dos tornozelos com ênfase em tornozelo esquerdo. Presença de pequena solução de continuidade ao nível da tíbia lateralmente e distalmente medindo aproximadamente 11.

Cavidade nasal e rinofaringe sem alterações.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS SEIOS DA FACE Foram realizados cortes axiais e coronais dos seios paranasais que evidênciaram: Estruturas ósseas íntegras. __________________________ Dr. ID: Tomografia computadorizada de seios da face dentro dos limites da normalidade. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . Septo nasal centrado. Aeração normal dos seios aéreos da face.

coeficiêntes de atenuações e dimensões normais. Não há evidência de adenomegalia retroperitoneal. houve eliminação simétrica pelos rins. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO ABDOMEM SUPERIOR Foram realizados cortes tomográficos axiais do abdome superior após ingestão oral de contraste. Ausência de sinais de dilatação das vias biliares intra ou extra hepáticas. Baço com contornos.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Após a injeção endovenosa de contraste. Vesícula biliar sem sinais de cálculo em seu interior. __________________________ Dr. ID: Tomografia computadorizada de abdome superior dentro dos limites da normalidade. com séries antes e após a administração endovenosa de contraste que evidênciaram: Fígado de contornos. Aorta e veia cava inferior de calibre e contornos normais. Presença de parte do fundo gástrico em posição superior a normal ( Hérnia Hiatal ). que apresentam forma. contornos e dimensões preservadas. dimensões e coeficientes de atenuação preservados. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . Pâncreas de contornos. Não foi visualizado derrame pleural. dimensões e coeficientes de atenuação preservados. Sugerimos Raio X EED para melhor avaliação da cavidade gástrica.

Discreta deformidade da cabeça do fêmur à esquerda. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS QUADRIS Estudo tomográfico computadorizado dos quadris com ênfase em quadril esquerdo.Coeficiêntes de atenuação aos Raios x preservados.Partes moles de aspecto tomografico preservado. .Presença de lesão essclerótica. __________________________ Dr. . provável sequela de necrose avascular ( Osteoartrite ? ). .Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas em ambas articulações. . sem o uso de contraste. Quadril direito de aspecto tomografico normal. . ID: Estudo tomografico computadorizado dos quadris direito e esquerdo compatível com lesões degenerativas em quadril esquerdo. Os seguintes aspectos foram observados: . Luciano Araújo Caramori .Presença de lesões císticas subencondrais ao nível da cabeça do fêmur à esquerda. . com esclerose a esse nível. circunscrita com centro radioluscente ao nível da metáfise proximal e anterior do fêmur esquerdo ( Osteoma osteoide). Necessário correlação clínica.Fendas articulares preservadas.

__________________________ Dr. .Estruturas ósseas de morfologia e aspecto tomografico preservado.Não foram visualizados lesões expansivas sólidas.Tecido celular subcutâneo de aspecto tomografico normal. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA PERNA DIREITA ( COMPARATIVO COM A PERNA ESQUERDA ) Realizados cortes axiais. .Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas.Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.Textura óssea preservada. . Sugerimos à critério clínico Ultrassonografia complementar e / ou Ressonância magnética para melhor avaliação. . . Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . da perna direita com estudo comparativo com perna esquerda que evidenciaram: . ID: Estudo tomográfico da perna direita compatível com lesão cística em face póstero-medial ( Cisto sinovial ? Lesão expansiva ? ).Presença de pequena coleção hipodensa ao nível da musculatura pósteromedial em terço médio da perna direita.

Observa-se osteopenia difusa. . do pé esquerdo com estudo comparativo do pé direito que evidenciaram: . em pé direito. .Aumento da pele e do tecido celular subcutâneo ao nível do tornozelo esquerdo. . . ID: Estudo tomográfico do pé esquerdo compatível com fratura cominutiva do calcâneo. .Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.Observa-se fratura com múltiplos fragmentos ao nível do calcâneo.Não foram visualizados lesões expansivas sólidas. . __________________________ Dr. ao nível do calcâneo. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO PÉ ESQUERDO ( COMPARATIVO COM O PÉ DIREITO ) Realizados cortes axiais. sem afetar articulações.Demais estruturas ósseas íntegras.Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 .Tecido celular subcutâneo de aspecto tomografico normal.

Espondiloartrose discreta.Presença de discreta protusão discal. ID: Tomografia computadorizada de coluna lombar compatível com Hérnia discal L4-L5 com sinais de radiculopatia. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA COLUNA LOMBAR Estudo tomográfico computadorizado da coluna lombar com cortes de L3 a S1 sem o uso de contraste. com corpos vertebrais e lâminas conservadas. Protusão discal L5-L4. nos níveis estudados.Discos intervertebrais com topografia e dimensões habituais. ao nível de L3-L4.Canal medular com densidade preservada. . . __________________________ Dr. .Osteofitos marginais anteriores incipientes.Dimensões conservadas do canal medular ósseo e recessos laterais. .Presença de discreta artrose em articulações interapofisárias. . sem sinais de lesões expansivas.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Os seguintes aspectos foram observados: . porém com hiperdensidade difusa centro lateral à esquerda. obstruindo gordura pré tecal ao nível de L4-L5. Luciano Araújo Caramori .

Radiologista CRM MG: 27384

Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Convênio: Prefeitura / Particular

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA PÉLVE FEMININA Foram realizados cortes tomográficos do abdome inferior após a ingestão de contraste oral e após a administração de 50ml de contraste venoso: Os cortes realizados mostram: Estruturas vasculares normais. Bexiga e ureteres sem anormalidades. Imagem uterina visualizada sem alterações. Não há evidências de reforço patológico após o uso do contraste venoso. - Não há evidências de adenomegalia ou lesão expansiva pélvica. - Ausência de líquido livre na cavidade. - Alças entéricas de distribuição normal. ID: Tomografia computadorizada do abdome inferior dentro dos limites da normalidade.

__________________________

Dr. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Convênio: Prefeitura / Particular

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO OMBRO ESQUERDO

Estudo tomografico computadorizado do ombro esquerdo com cortes de 5mm sem o uso de contraste iodado endovenoso. Os seguintes aspectos foram observados: - Textura óssea preservada. - Partes moles e músculos de aspecto Tomograficos preservados. - Fratura completa ao nível do terço médio da clavícula com presença de 4 fragmentos e com formação de pequeno calo ósseo inferiormente. - Dmeais estruturas ósseas íntegras, sem sinais de lesões líticas ou blásticas. - Fendas articulares preservadas. - Ausência de lesões expansivas detectáveis pelo método. - Não foram visualizadas coleções líquidas livres ou septadas.

ID: Tomografia computadorizada do ombro esquerdo compatível com fratura da clavícula com pequena formação de calo ósseo.

____________________________ Dr. Luciano Araújo Caramori

CRM MG: 27384

Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Convênio: Prefeitura / Particular

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO JOELHO ESQUERDO

Realizados cortes axiais, do joelho esquerdo com joelho direito que evidenciaram:

com estudo comparativo

- Textura óssea preservada. - Tecido celular subcutâneo e músculos de aspecto tomografico normal. - Não foram visualizados lesões expansivas, sólidas ou coleções líquidas, livres ou septadas. - Estruturas ósseas de morfologia e aspecto tomografico preservado. - Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas em ambos os joelhos. - Presença de reação osteofitária disseminada. - Discreta redução do espaço articular fêmuro patelar à direita. - Demais espaços articulares preservados.

ID: Estudo tomográfico dos joelhos compatível com artrose discreta, predominando em joelho direito.

_________________________

ID: Tomografia computadorizada da coluna cervical dentro dos limites da nomarlidade. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA COLUNA CERVICAL Estudo tomografico computadorizado da coluna cervical com cortes axiais de 5mm a intervalos de 4mm ao nível de C1 até C7. Não foram visualizados lesões expansivas ao nível da musculatura.Dr. __________________________ Dr. Os seguintes aspectos foram observados: Dimensões conservadas do canal vertebral ósseo. Morfologia normal dos corpos vertebrais e pedículos. Espessura normal de tecido gorduroso epidural nos níveis estudados. Ausência de lesões ósseas líticas ou blásticas. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . Ausência de protusões discais nos níveis estudados.

.

. Presença de grande hérnia peri-umbilical.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Presença de colostomia em parede abdominal à esquerda.Presença de coto retal sem sinais de lesão infiltrativa. com diástase de músculos retoabdominais. . Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA PÉLVE MASCULINA Foram realizados cortes tomográficos do abdome inferior após a ingestão de contraste oral. .Não há evidências de adenomegalia ou lesão expansiva pélvica. Os cortes realizados mostram estruturas vasculares normais. __________________________ Dr.Não foram visualizadas coleções líquidas livres ou septadas. - ID: Tomografia computadorizada do abdome inferior compatível com colostomia à esquerda + grande hérnia incisional peri-umbilical. Bexiga sem anormalidades.

Infundíbulo centrado. __________________________ Dr.Nome: Antônio José Machado Data: 31/07/2008 Médico: Dr. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . - ID: Tomografia computadorizada da sela túrcica normal. dimensões e densidade normais. Estruturas vasculares sem alterações.Jelsmo Tosta Convênio: Unimed TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA SELA TÚRCICA Foram realizados cortes coronais na região da sela túrcica após a injeção endovenosa de 100ml de contraste que evidênciaram: Glândula hipófisária com forma. Cisterna supra selar e seio esfenoidal livres.

Sugerimos Ressonância magnética para melhor avaliação. côndilos mandibulares e cavidades glenoides com forma e textura normais. estruturas ósseas regionais íntegras. . Os seguintes aspectos foram observados: .Os vários cortes evidênciam.MANDUBULAR Foram realizados cortes tomograficos da articulação têmporomandibular em posições axial e coronal. _______________________ Dr. Luciano Araújo Caramori .Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. a avaliação em coronal não pode ser melhor estudada. com intervalos de 2mm e reconstrução ampliada de alta resolução. OBS: Devido a artefatos de movimento. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA ARTICULAÇÃO TEMPORO. Conclusão: Estudo tomografico computadorizado da articulação temporo-mandibular dentro dos limites da normalidade.Não foram visualizadas lesões expansivas. líticas ou blasticas.Cartilagem articular conservada. .

Coeficiêntes de atenuação aos Raios x preservados.Não foram demonstradas lesões blásticas. . atingindo o acetábulo desse lado. com janela óssea e reconstrução em coronal e sagital. .Fendas articulares e demais estruturas ósseas preservadas. . sem o uso de contraste. Luciano Araújo Caramori . Os seguintes aspectos foram observados: . ID: Estudo tomografico computadorizado da bacia compatível com lesão lítica ao nível do ísquio e acetábulo à esquerda.CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.Partes moles de aspecto tomografico preservado.Solução de continuidade ao nível da cortical óssea do ísquio à esquerda. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA BACIA Estudo tomográfico computadorizado da bacia.Osteopenia difusa. Fratura por osteoporose ? Metástase ? Sugerimos correlação clínica e cintilografia óssea para melhor avaliação. __________________________ Dr. . .

Sugerimos controle ultrassonografico. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO ABDOMEM SUPERIOR Foram realizados cortes tomográficos axiais do abdome superior após ingestão oral de contraste. Ausência de sinais de dilatação das vias biliares intra ou extra hepáticas. OBS: Calcificação em base pulmonar direita ( distófica ) ID: Tomografia computadorizada de abdome superior compatível com nefrolitíase à direita. Aorta e veia cava inferior de calibre e contornos normais.Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. contornos e dimensões preservadas. OBS: A imagem nodular hepática descrita ao ultrassom não foi visualizada. que apresentam forma. com excreção simétrica pelos rins. coeficientes de atenuação e dimensões preservados. . Baço com contornos. __________________________ . com séries antes e após à administração endovenosa de contraste que evidênciaram: Fígado de contornos. Não há evidência de adenomegalia retroperitoneal. coeficiêntes de atenuações e dimensões normais. Pâncreas de dimensões e contornos normais. Após o contraste venoso não houve áreas de reforço patológico.Presença de cálculo em grupo calicial médio em rim direito. Vesícula biliar não visualizada ( contraída ).

0cm. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA REGIÃO CERVICAL E LARINGE Estudo tomográfico computadorizado com cortes de 5mm. com profundidade de + ou – 1. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.Faringe. da base craniana à base cervical. .0cm. Os seguintes aspectos foram observados: . sem o uso de contraste endovenoso. laringe e espaços parafaríngeos sem alterações. .0 x 2.Dr. OBS: Sinais de sinusopatia maxilar bilateral.Presença de linfonodomegalia em cadeia cervical anterior à direita.Corpos vertebrais íntegros sem sinais de lesões líticas ou blástica.Tecido celular subcutâneo de espessura e densidade normais ao nível do pescoço. . . medindo aproximadamente 3. CONCLUSÃO: Tomografia computadorizada da região cervical compatível com linfoadenomegalia superficial à direita Reacional ? Infiltrativa ? Sugerimos punção biópsia para melhor avaliação.Não foram visualizadas lesões expansivas sólidas. __________________________ .Não foram demonstradas linfonodomegalias nas demais cadeias. .

Dr. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 .

sugerimos Ressonância Magnética e / ou Cintilografia óssea. . do joelho direito com estudo comparativo com joelho esquerdo que evidenciaram: . ID: Estudo tomográfico dos joelhos dentro dos limites da normalidade.Não foram visualizados lesões expansivas sólidas ou coleções líquidas livres ou septadas.Estruturas ósseas de morfologia e aspecto tomografico preservado. . Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO JOELHO DIREITO COM COMPARAÇÃO DO JOELHO ESQUERDO Realizados cortes axiais.Espaços articulares preservados. .Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas em ambos os joelhos. __________________________ Dr. OBS: Para melhor avaliação de epifisiolise.Textura óssea preservada. . Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 .Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. .Tecido celular subcutâneo e músculos de aspecto tomografico normal.

Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. . Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS QUADRIS DIREITO E ESQUERDO Estudo tomográfico computadorizado dos quadris direito e esquerdo. direito e esquerdo __________________________ Dr. . sem o uso de contraste. com cartilagem articular íntegra. . - ID: Estudo tomografico computadorizado dos quadris dentro dos limites da normalidade.Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas em ambas articulações. Os seguintes aspectos foram observados: Partes moles de aspecto tomografico preservado.Musculatura regional íntegra. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 .Coeficiêntes de atenuação aos Raios x preservados. Relação córtico medular conservada. Estruturas ósseas regionais íntegras. Espaços articulares coxofemurais normais.

Ausência de lesões ósseas líticas ou blásticas. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 .0mm sem o uso de contraste.0mm a intervalos de 5. com janela óssea e reconstrução coronal. __________________________ Dr. Os seguintes aspectos foram observados: Partes moles subcutâneas com aspecto normal. ID: Tomografia computadorizada articulação sacro ilíaca mostra discreta esclerose à direita ( artrite inicial ? ) Necessário correlação clínico laboratorial. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA ARTICULAÇÃO SACRO ILÍACA Estudo tomográfico computadorizado da articulação sacro ilíaca com cortes axiais de 5. Estruturas ósseas regionais íntegras. Espaços articulares preservados. Presença de discreta esclerose ao nível do osso ilíaco à direita. Demais estruturas ósseas com textura preservada.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Ausência de lesões expansivas sólidas ou císticas.

CONCLUSÃO: Estudo tomográfico do punho direito dentro dos limites da normalidade. Ausência de lesões ósseas blasticas ou líticas. Espaços articulares preservados. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO PUNHO DIREITO Estudo tomográfico do punho direito com cortes axiais de 5mm com intervalo de 5mm. __________________________ Dr. Estruturas ósseas regionais íntegras sem sinais de lesão lítica ou blástica. Ausência de calcificações em partes moles. Os seguintes aspectos foram observados: Partes moles e músculos de aspecto tomografico preservados.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . O coeficiente de atenuação aos raios X está preservado.

Redução dos espaços articulares fêmuro-tibiais e fêmuro-patelares bilaterais. ID: Estudo tomográfico dos joelhos compatível com artrose avançada. formando imagem hiperdensa endurecida que é palpável ao exame clínico.Estruturas ósseas sem sinais de fratura patológica.Osteopenia difusa. Sugerimos correlação com ultrassonografia ou ressonância magnética. . . lesão meniscal disseminada + espessamento da face lateral do joelho direito ( hipertrofia do ligamento colateral lateral? ).Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. . __________________________ Dr. .Não foram demonstradas lesões líticas ou blásticas em ambos os joelhos. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DOS JOELHOS Realizados cortes axiais.Tecido celular subcutâneo e músculos de aspecto tomografico normal. . Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 . dos joelhos com estudo comparativo com ênfase em joelho esquerdo que evidenciaram: . . .Reação osteofitária disseminada com corpos livres intra-articulares e degeneração meniscal disseminada.Espessamento do ligamento colateral lateral ao nível do joelho direito.Não foram visualizados coleções líquidas livres ou septadas.

Os seguintes aspectos foram observados: Dimensões conservadas do canal vertebral ósseo. Presença de protusão discal ao nível de C4-C5. __________________________ Dr. . Espessura normal de tecido gorduroso epidural nos níveis estudados. Luciano Araújo Caramori . Ausência de protusões discais nos demais níveis estudados. Morfologia normal dos corpos vertebrais e pedículos.Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA COLUNA CERVICAL Estudo tomografico computadorizado da coluna cervical com cortes axiais de 2mm a intervalos de 2mm ao nível de C4 até T1. Ausência de herniações discais nos níveis estudados. ID: Tomografia computadorizada da coluna cervical compatível com protusão discal de C4-C5.Ausência de lesões ósseas líticas ou blásticas. Não foram visualizados lesões expansivas ao nível da musculatura ou canal medular.

simétricos. . . sem o uso de contraste iodado endovenoso. Os seguintes aspectos foram observados: . ao nível do músculo retomedial à direita.Globos oculares e nervos ópticos. compatível com lesão expansiva do músculo reto-medial da órbita direita. .Estruturas ósseas regionais íntegras. porém sem alterações de sua densidade. . Conclusão: Estudo tomografico computadorizado das órbitas. .Espessamento com presença de lesão expansiva.0mm e 2.0mm. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DAS ÓRBITAS Estudo tomografico computadorizado das órbitas com cortes em axial e coronal. Luciano Araújo Caramori . com morfologia e coeficiente de atenuação normais.Demais musculos extrinsecos da órbita normais.Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr.Desvio anterior e lateral do globo ocular direito. _____________________ _____ Dr. de 5.Tecido adiposo retro-ocular normal.

Presença de fratura ao nível do osso navicular com presença de fragmentos anteriores. .Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Modelo Data: 03/01/2005 Médico: Dr. __________________________ Dr. com redução do espaço articular a esse nível.Músculos e tendões da região examinada de aspecto tomografico preservado. Convênio: Prefeitura / Particular TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO PÉ ESQUERDO Estudo tomografico computadorizado do pé equerdo com cortes axiais de 5mm e 2mm. . Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 .Demais espaços articulares preservados.Ausência de coleções líquidas livres ou septadas. ID: Tomografia computadorizada do pé esquerdo compatível com fratura do navicular e cuneiforme medial com sinais de artrose a esse nível.Demais estruturas ósseas regionais íntegras. .Fragmentação discreta da borda antero-superior do osso cuneiforme medial.Ausência de lesões líticas ou blásticas.Reação osteofitária ao nível do navicular e cuneiforme medial. . . .Coeficiente de atenuação aos Raios X conservados. . . .

Presença de protusão discal ao nível L3-L4.Ausência de hérnia discal nos demais níveis estudados. . . José Luiz Magalhães Convênio: Prefeitura de Coromandel TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DA COLUNA LOMBAR Estudo tomográfico computadorizado da coluna lombar com cortes de L3 a S1 sem o uso de contraste. com corpos vertebrais e lâminas conservadas. . . porém com discreta hiperdensidade difusa centro lateral a esquerda. . . obstruindo gordura pré tecal ao nível de L4-L5.Moderada artrose em articulações inter-apofisárias.Canal medular com densidade preservada sem sinais de lesões expansivas em seu interior. ID: Tomografia computadorizada de coluna lombar compatível com Hérnia discal L4-L5 sem sinais de radiculopatia. Protusão discal L3-L4. .Dimensões conservadas do canal medular ósseo e recessos laterais.Ausência de protusão discal nos demais níveis estudados.Discos intervertebrais com topografia e dimensões habituais.FIM Nome: Amir Bernardes da Silva Data: 30/04/2009 Médico: Dr. . nos níveis estudados. Os seguintes aspectos foram observados: .Osteofitos marginais anteriores disseminados.

5mm CONCLUSÃO: Estudo de escanometria pela tomografia mostra que o membro inferior direito é cerca de 7.Espaços articulares preservados.Espondilose moderada. .2mm MEMBRO INFERIOR DIREITO=904.7mm MEMBRO INFERIOR ESQUERDO=897. Renato Convênio: Unimed ESCANOMETRIA DE MEMBROS INFERIORES PELA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA Estudo tomográfico dos membros inferiores com analise da radiografia digital mostra.3mm PERNA DIREITA=413. . . ________________________ Dr. Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 Nome: Felipe Augusto L Melo Data: 19/08/2010 Médico: Dr. .Estruturas ósseas regionais íntegras sem sinais de lesão lítica ou blásticas. MEDIDAS OBTIDAS: COXA DIREITA= 491.2mm maior que o membro inferior esquerdo. .1mm PERNA ESQUERDA=406.Ausência de calcificações em partes moles.6mm COXA ESQUERDA=491.O coeficiente de atenuação aos raios X está preservado.

Luciano Araújo Caramori Radiologista CRM MG: 27384 .__________________________ Dr.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->